8 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Perseguir professores pode virar crime, prevê projeto de deputado petista

Perseguir professores pode virar crime, prevê projeto de deputado petista

O deputado federal Helder Salomão (PT-ES) protocolou na Câmara dos Deputados um projeto de lei que altera o Código Penal para tipificar o crime de perseguição ideológica a professores. Segundo ele, a proposta visa a garantir mais segurança contra demissões arbitrárias relativas aos posicionamentos ideológicos dos profissionais de ensino.  ... 

Leia mais

7 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Projeto “Escola Livre” de Padilha vai se contrapor ao “Escola sem Partido”

Projeto “Escola Livre” de Padilha vai se contrapor ao “Escola sem Partido”

O ex-ministro da Saúde, deputado Alexandre Padilha (PT-SP) protocolou um Projeto de Lei chamado “Escola Livre”, para combater o “Escola sem Partido” da base governista de Jair Bolsonaro (PSL). ... 

Leia mais

6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Deputada protocola projeto da “Escola sem Mordaça”

Deputada protocola projeto da “Escola sem Mordaça”

A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) protocolou um Projeto de Lei para se contrapor ao “Escola sem Partido”. É o “Escola sem Mordaça”. ... 

Leia mais

6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Novo projeto ‘Escola sem Partido’ quer gravar aulas e censurar conteúdos

Novo projeto ‘Escola sem Partido’ quer gravar aulas e censurar conteúdos

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) protocolou na segunda-feira (4) um novo projeto para tentar instituir a chamada Escola sem Partido, que visa a combater supostas “ideologia de gênero” e “doutrinação” dentro da sala de aula. A parlamentar foi aluna dos cursos do jornalista Olavo Carvalho e acredita na tese do avanço da “doutrinação marxista” nas escolas do país. ... 

Leia mais

6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Escola sem Partido” volta a tramitar na Câmara

“Escola sem Partido” volta a tramitar na Câmara

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) protocolou na segunda-feira (4) uma nova versão do projeto “Escola sem Partido” que tenta estabelecer a censura nas escolas e universidades. ... 

Leia mais

15 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Datafolha: 70% dos brasileiros reprovam as pautas de Bolsonaro

Datafolha: 70% dos brasileiros reprovam as pautas de Bolsonaro

Deu ruim para o presidente Jair Bolsonaro (PSL), segundo o Datafolha. Pesquisa do instituto aponta que 70% dos brasileiros reprovam as pautas do capitão reformado do Exército.

Com exceção do controle de imigrantes e redução da maioridade penal para 16 anos, revela o Datafolha, a maioria absoluta é contrária as teses extravagantes de Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM

Ações da Taurus despencam após decreto de Bolsonaro ... 

Leia mais

10 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro perde todas as batalhas ideológicas, diz Datafolha

Bolsonaro perde todas as batalhas ideológicas, diz Datafolha

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) perde todas as batalhas ideológicas que seu governo representa, diz pesquisa do Datafolha.

De acordo com levantamento do instituto, divulgado ao longo deste início de janeiro, os brasileiros não deram ‘carta branca’ para o capitão reformado do Exército como ele imagina ter. Pelo contrário.

O Datafolha pontua a derrota ideológica de Bolsonaro da seguinte forma:

* 60% são contra privatizações;
* 57% são contra o corte de direitos trabalhistas;
* 61% são contra a liberação da posse de arma de fogo;
* 66% são contra a submissão aos Estados Unidos;
* 54% são a favor da educação sexual na escola; e
* 71% são a favor do debate político nas escolas.

Aí, Bolsonaro, tomou? Leia mais

8 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Grupo de escolas de elite de SP, RJ e MG divulga carta ao ministro da Educação

Grupo de escolas de elite de SP, RJ e MG divulga carta ao ministro da Educação

O grupo de escolas de elite, de tendência construtivista Critique, de São Paulo, Rio e Minas divulgou carta ao ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, alertando que ele “não permita que o País entre numa rota de retrocesso”. O texto diz que as declarações de Rodriguez até agora “deixam a desejar” e enfatiza que o movimento Escola sem Partido é “anacrônico e fantasioso”.

Fazem parte do grupo que assina o manifesto a Escola da Vila, na zona oeste, e Escola Viva, na zona sul, ambas de São Paulo e com ensino de influência construtivista. São colégios de elite, considerados referências na cidade, cuja mensalidade gira em torno de R$ 4 mil. ... 

Leia mais

8 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Coordenador do ENEM foi expulso do MBL

Coordenador do ENEM foi expulso do MBL

Murilo Resende Ferreira, o escolhido de Bolsonaro para o comando do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), foi expulso do MBL por ser um “”maluco completo”, um “lunático, conspiratório, fora da realidade”.

LEIA MAIS:

Responsável pelo ENEM disse que professores são “desqualificados e manipuladores” ... 

Leia mais

7 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Datafolha: 54% é a favor da educação sexual e 71% defende discussão política nas escolas

Datafolha: 54% é a favor da educação sexual e 71% defende discussão política nas escolas


Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (7) aponta que 71% da população defende discussões sobre política na escola. Já 54% informaram que são favoráveis à educação sexual. As duas questões são as mais atacadas pelo movimento pró-censura “Escola sem Partido” e em discursos do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A pesquisa trata de temas diretamente ligados ao projeto de lei Escola sem Partido, que foi arquivado em 2018 mas deve voltar à tramitação na Câmara dos Deputados na próxima legislatura. O Escola sem Partido é um dos carros-chefe do presidente Jair Bolsonaro, que chegou a afirmar na última sexta-feira (4) que o Brasil promove “doutrinação nas escolas e erotização das nossas crianças”.

De acordo com o instituto, o apoio a discussões políticas em sala de aula cresce à medida da escolaridade dos entrevistados: entre os que têm nível superior, 83% defendem o assunto. O percentual cai para 72% entre os que concluíram o ensino médio, e 62% dos que possuem nível fundamental.

De todos os ouvidos em relação à discussão política nas escolas, 20% apoiam totalmente, enquanto 28% discordam totalmente. Outros 8% não souberam ou não quiseram responder.

O ensino de educação sexual também é defendido entre os que têm maior escolaridade, mas em menor escala: entre os que têm nível superior 63% são favoráveis; enquanto ensino médio e fundamental representam 54% e 49%, respectivamente.

Os que são favoráveis à educação sexual representam 54% do total de entrevistados, sendo que 35% aprovam totalmente o ensino. Os que discordam totalmente também são 35%. As mulheres representam a maior parcela dos favoráveis: são 56% do total. Entre os que são contrários, 53% são evangélicos e 54% votaram em Bolsonaro.

As estatísticas divulgadas hoje fazem parte de uma pesquisa realizada nos dias 18 e 19 de dezembro com 2.077 pessoas. Dados divulgados no último sábado (5) indicaram que a maioria da população também é contrária à política de privatizações e redução das leis trabalhistas.

Com informações de Congresso em Foco Leia mais

22 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Escola exclui livro infantil por ser de autoria de deputado do PSOL

Escola exclui livro infantil por ser de autoria de deputado do PSOL

Uma escola particular de Brasília excluiu um livro infantil, “A semente de Nicolau”, por ser de autoria do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ).

O livro chegou a integrar o lista de materiais, mas foi excluído por pressão de um grupo de pais. Mas houve pais que defenderam a leitura da obra e informaram o deputado do ocorrido.

Segundo o

Congresso em Foco ... 

Leia mais

18 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Governo de Minas publica resolução contra ‘escola sem partido’

Governo de Minas publica resolução contra ‘escola sem partido’


O governo petista de Fernando Pimentel em Minas Gerais, a exemplo do que foi feito no Maranhão, por meio da Secretaria Estadual de Educação, editou norma publicada nesta terça-feira (18) contra a proposta da “escola sem partido”.

A Resolução 4.052/2018 garante a liberdade de cátedra nas escolas públicas de Minas Gerais, definindo que todos os professores, estudantes e servidores são livres para expressar o pensamento e opiniões no ambiente escolar em todas as unidades da rede estadual. A norma segue recomendação do Ministério Público mineiro, que também se posicionou contra as propostas do autodenominado movimento “escola sem partido”

Entre as regras foram definidos mecanismos que impedem o uso de violência e qualquer tipo de pressão que viole a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar ou divulgar pensamentos difundidos na sociedade. Leia mais

11 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Escola Sem Partido é arquivado na Câmara

Escola Sem Partido é arquivado na Câmara

Depois de 12 sessões sem resultado e seguidas tentativas de votação, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados que discute o projeto conhecido como Escola Sem Partido arquivou nesta terça-feira (11) os trabalhos do colegiado sem que relatório do deputado Flavinho (PSC-SP) fosse votado.

LEIA TAMBÉM:

Entidades lançam Manual de Defesa e Contra a Censura nas Escolas ... 

Leia mais

9 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Bolsonaro não tem projeto para o país”, afirma Luciano Huk

“Bolsonaro não tem projeto para o país”, afirma Luciano Huk


Em entrevista concedida ao jornal O Estado de São Paulo, publicada neste domingo (9), o apresentador e empresário Luciano Huck diz não enxergar nas propostas do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), “um projeto de País”. Embora afirme que Bolsonaro “não enganou ninguém” durante a eleição e defenda um voto de confiança no futuro presidente, Huck cobra um plano de redução da desigualdade para o País “não ficar andando de lado para sempre”.

Sobre a agenda social do futuro governo, Huk demonstrou não acreditar numa política eficiente e focada no combate a desigualdade.”Precisa de uma agenda eficiente por um lado, mas ela tem que ser afetiva. Se você não tiver uma agenda social muito focada, com prioridades claras, o País vai continuar sendo desigual. A redução de desigualdade é um problema enorme e de solução complexa. Precisa ser prioridade, mas acho que não vai ser nesse caso”.

Na entrevista, disse também temer retrocessos na Educação, que “avançou nos últimos anos 20 anos”, segundo ele. “O foco é na qualidade” e não na pauta “escola sem partido”, declarou.

Luciano Huk admitiu ainda que não tem mais como sair da política, onde entrou quando passou a ser cotado como um potencial “outsider” na disputa presidencial deste ano. Após muitas especulações, ele desistiu de concorrer.

O apresentador declarou que participa de conversas e articulações para a formação de um nova força política que agregue as “forças de centro” e apresente uma agenda fora da atual polarização em curso no país.

*Com informações do Estadão Conteúdo
Leia mais

3 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Escola sem partido’ será tema de debate na UFPR nesta terça

‘Escola sem partido’ será tema de debate na UFPR nesta terça


O projeto impulsionado por grupos de extrema-direita autodenominado “Escola sem partido” será tema de um debate aberto no pátio da Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR) nesta terça-feira (4), a partir das 18 horas. Durante o evento será lançado o Comitê Contra a Violência e Intolerância, uma iniciativa que reúne dezenas de entidades da área da Educação e movimentos sociais.

Os debates serão coordenados pelo reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca; e também pelos professores Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato e Valério Arcary, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Leia mais

30 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Reitor da UFPR lidera resistência à censura nas escolas de todo o país

Reitor da UFPR lidera resistência à censura nas escolas de todo o país

O reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca, é um dos principais líderes da resistência à escola que não pensa — cinicamente chamada “Escola sem Partido” pela extrema direita.

Caetano Veloso se manifesta contra o projeto ‘Escola sem Partido’ ... 

Leia mais

30 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Promotores “pró-sociedade” defendem censura, redução da idade penal e fim das cotas

Promotores “pró-sociedade” defendem censura, redução da idade penal e fim das cotas

Promotores de Justiça e procuradores da República estão realizando nesta quinta e sexta (29 e 30) o primeiro Congresso Nacional do coletivo “Ministério Público Pró-Sociedade”, em Brasília (DF). Eles defendem ideias conservadoras como a “escola sem partido”, o encarceramento em massa e redução da idade penal.

LEIA TAMBÉM:

Dallagnol sai em defesa de promotor que chamou Gilmar Mendes de “laxante” ... 

Leia mais

27 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Entidades de professores criam frente em defesa da educação sem mordaça em SP

Entidades de professores criam frente em defesa da educação sem mordaça em SP

Foto: Mídia Ninja.

Entidades de professores criaram, nesta terça-feira (27) uma frente pela defesa da educação, liberdade de cátedra e contra a Lei da Mordaça em São Paulo. De acordo com os sindicatos, o principal objetivo da frente é unificar a luta dos professores da rede pública e privada, e de todas as esferas de governo – municipal, estadual e federal – do ensino fundamental ao superior, com movimentos e ativistas da educação.

“Quando colocam ‘Escola Sem Partido’, o que na verdade querem é a ideologia deles, é o partido deles, a escola de um partido só. É matar a escola e amordaçar o professor”, diz o presidente do Sindicato dos Professores do ABC (Sinpro), José Jorge Mággio.

A frente pretende impulsionar um conjunto de ações entre a categoria e no interior das escolas.
Leia mais

27 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Tradicional Escola de Minas Gerais é alvo de tentativa de censura pelo MP

Tradicional Escola de Minas Gerais é alvo de tentativa de censura pelo MP

Uma tradicional escola católica de Belo Horizonte (MG), o Colégio Santo Agostinho, está respondendo a um processo na Justiça por causa de supostas aulas que falavam sobre a chamada “ideologia de gênero” a alunos das 3ª e 6ª.

É um reflexo na prática de como a o projeto “Escola sem Partido” pode causar estragos mesmo antes de ser aprovado.

LEIA TAMBÉM:

‘Escola Sem Partido’ é rejeitada por 150 entidades de 87 países ... 

Leia mais

26 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Confederação de trabalhadores em instituições de ensino repudia indicação de Vélez para o MEC

Confederação de trabalhadores em instituições de ensino repudia indicação de Vélez para o MEC


A reunião do conselho da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), que aconteceu em Brasília entre os dias 22 a 24 de novembro, aprovou um manifesto de repúdio à indicação do colombiano Ricardo Vélez Rodríguez para o Ministério da Educação (MEC). Para a Contee, dar o comando da educação brasileira para um representante de ultradireita “é uma afronta ao magistério e aos defensores de uma educação democrática”.

No manifesto publicado, a confederação aponta que o indicado ao comando do MEC, representante de um discurso perigoso e hidrófobo, que, entre outros absurdos, exalta o golpe de 1964, acusa o magistério de “doutrinação marxista” e vocifera contra uma suposta “ideologia de gênero”, opondo-se frontalmente à concepção de uma educação plural, reflexiva, inclusiva e voltada para o combate a todos os tipos de discriminação”. Confira a íntegra do documento.

Manifesto contra a indicação de Ricardo Vélez Rodríguez para o MEC

Os/as professores/as e técnicos/as administrativos reunidos no XX Conselho Sindical da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee, realizado, em Brasília, de 22 a 24 de novembro de 2018, manifestam seu repúdio à indicação de Ricardo Vélez Rodríguez para o Ministério da Educação e a entrega da pasta ao conservadorismo e reacionarismo obscurantista representada pelo professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Filósofo e professor universitário aposentado em uma instituição pública, o indicado de Bolsonaro parece, num contrassenso, desconhecer as duas coisas: a importância do pensamento livre e crítico — do qual a filosofia é símbolo há milênios — e o papel da educação na construção da cidadania, do qual a universidade pública é um exemplo. Pelo contrário, é o representante de um discurso perigoso e hidrófobo, que, entre outros absurdos, exalta o golpe de 1964, acusa o magistério de “doutrinação marxista” e vocifera contra uma suposta “ideologia de gênero”, opondo-se frontalmente à concepção de uma educação plural, reflexiva, inclusiva e voltada para o combate a todos os tipos de discriminação.

A indicação de Vélez Rodríguez é mais uma afronta ao magistério (cada vez mais atacado e perseguido, algo que se acentuou após as eleições) e aos defensores de uma educação democrática. Ao mesmo tempo, a escolha do novo ministro demonstra a necessidade e a urgência da luta em defesa de princípios que estão garantidos na Constituição: a livre manifestação do pensamento e a livre expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença, bem como a liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber e o pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas.

Brasília, 24 de novembro de 2018.

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee Leia mais