12 de Fevereiro de 2018
por esmael
2 Comentários

Carnaval 2018 é o mais politizado da História

“O MBL prepara nova campanha: Escola de Samba sem partido! Os moleques creem que podem segurar a irreverência do povo brasileiro! Crivella tentou…”, brincou o ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc. Não é para menos. O Carnaval do Rio, deste 2018, já entrou para a História como o mais politizado. Teve o “Temer Vampirão” e críticas ao prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRP) que, em plena festa popular, viajou para a Europa. Leia mais

21 de agosto de 2016
por esmael
19 Comentários

Baixaria deverá marcar 1º debate entre candidatos a prefeito de Curitiba

Debate_Band_2016Os nove candidatos a prefeito de Curitiba vão duelar nesta segunda-feira (22), a partir das 22 horas, na tela da TV Band Curitiba. Será o primeiro confronto dessa eleição e a expectativa do meio político é de muita baixaria.

1 de outubro de 2014
por esmael
19 Comentários

Dúvida na Boca Maldita: “Ogier Buchi foi adquirido pelo PMDB de Requião?”

Os mesmos petistas que ontem criticavam hoje fazem autocrítica à  luz do debate na RPC. Segundo a turma da estrelinha, Ogier Buchi estava mais para Requião do que para Beto, como erroneamente desconfiavam no princípio de tudo. Na manhã desta quarta-feira (1!º), os frequentadores da Boca Maldita queriam saber o que havia acontecido com Ogier Buchi. "Foi adquirido pelo PMDB?", ironizavam os maledicentes.

Os mesmos petistas que ontem criticavam hoje fazem autocrítica à  luz do debate na RPC. Segundo a turma da estrelinha, Ogier Buchi estava mais para Requião do que para Beto, como erroneamente desconfiavam no princípio de tudo. Na manhã desta quarta-feira (1!º), os frequentadores da Boca Maldita queriam saber o que havia acontecido com Ogier Buchi. “Foi adquirido pelo PMDB?”, ironizavam os maledicentes.

Os petistas da entourage da senadora Gleisi Hoffmann reconheceram hoje que queimaram a língua ao classificar no início da campanha o candidato do PRP, Ogier Buchi, como “Orange Buchi”, que em tradução livre para o tupiniquim significaria algo como “Laranja Buchi”. Leia mais

1 de outubro de 2014
por esmael
31 Comentários

Gleisi, Requião e Pilotto dispararam a “bala de prata” contra Richa; assista

Segundo analistas políticos, o governador Beto Richa mais perdeu que ganhou no debate da RPC TV; tucano foi alvo da "bala de prata" disparada pelos adversários Gleisi, Requião e Pilotto, que disseram que o depilaram! ao vivo e a cores para todo o Paraná; ponto mais tenso do confronto foi quanto Requião acusou Richa de ter sido criado com recursos da aposentadoria de sua mãe que nunca foi governadora!; abaixo, assista ao trecho pelo Blog do Esmael.

Segundo analistas políticos, o governador Beto Richa mais perdeu que ganhou no debate da RPC TV; tucano foi alvo da “bala de prata” disparada pelos adversários Gleisi, Requião e Pilotto, que disseram que o depilaram! ao vivo e a cores para todo o Paraná; ponto mais tenso do confronto foi quanto Requião acusou Richa de ter sido criado com recursos da aposentadoria de sua mãe que nunca foi governadora!; abaixo, assista ao trecho pelo Blog do Esmael.

Na chegada ao debate na RPC TV (Globo), ontem à  noite, o senador Roberto Requião (PMDB) foi inquirido pelos jornalistas que cobririam o confronto sobre a famigerada “bala de prata”. O candidato de pronto respondeu que se tratava de uma invenção da Globo para ganhar audiência. Leia mais

29 de setembro de 2014
por esmael
16 Comentários

Requião promete “bala de prata! com direito a sessão extra na TV 15

Requião promete disparar “bala de prata” hoje à  noite, à s 20h30, no horário eleitoral, com direito a sessão extra na TV 15 (requiaopmdb.com.br) a partir das 21h20. O Blog do Esmael entrará em cadeia com televisão caseira do candidato na internet. Leia mais

5 de setembro de 2014
por esmael
4 Comentários

“Ganhar do Campana não tem preço”, diz a marqueteira Ruth Bolognese

Jornalista Ruth Bolognese comemora 1% de Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, na pesquisa Ibope divulgada ontem pela RPC TV; marqueteira estreante vê ação do Palácio Iguaçu para "esmagar" candidaturas de pequenos partidos visando liquidar a eleição no primeiro turno; Ogier atribui pontuação na sondagem aos "Cu de Ganso" [Ricos] do Centro Cívico, bairro de Curitiba.

Jornalista Ruth Bolognese comemora 1% de Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, na pesquisa Ibope divulgada ontem pela RPC TV; marqueteira estreante vê ação do Palácio Iguaçu para “esmagar” candidaturas de pequenos partidos visando liquidar a eleição no primeiro turno; Ogier atribui pontuação na sondagem aos “Cu de Ganso” [Ricos] do Centro Cívico, bairro de Curitiba.

A jornalista Ruth Bolognese, marqueteira do candidato Ogier Buchi (PRP), marcou seu primeiro ponto — 1% — em uma pesquisa de intenção de voto para o governo do Paraná. Ela pode até perder um amigo, mas jamais perde a piada: Leia mais

13 de agosto de 2014
por esmael
10 Comentários

Tensão entre candidatos na véspera de debate e pesquisa Datafolha

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Beto Richa, que defende a continuidade no cargo, escolheu seu alvo preferencial na véspera do primeiro debate na TV e das primeiras pesquisas estaduais: o senador Roberto Requião, que busca ocupar o Palácio Iguaçu pela quarta vez; peemedebista também abre fogo pesado contra o antecessor na questão das rodovias e pedágios; senadora Gleisi Hoffmann deverá centrar a artilharia no governador do PSDB, pois atende à  estratégia de seu partido que é enfraquecer o palanque do tucano Aécio Neves no estado e, concomitantemente, abrir espaço para a reeleição da presidenta petista Dilma Rousseff.

Os principais candidatos ao governo do Paraná tensionam entre si a pouco mais de 24 horas do primeiro debate nestas eleições, promovido pela Band TV, de Curitiba, que começará à s 22 horas de amanhã. Contribui para a ansiedade dos contendores a primeira pesquisa estadual do Datafolha, que deverá sair algumas horas antes do confronto televisivo. Leia mais

11 de agosto de 2014
por esmael
11 Comentários

Pesquisas e ‘media training’ na véspera do primeiro debate no Paraná

Com início dos debates e do horário eleitoral na tevê, marqueteiros ganham mais importância nas campanhas; até agora, com a judicialização da política, as coordenações jurídicas deram o tom na corrida pelo governo do Paraná; nesta quinta-feira (14), à s 22 horas, haverá o primeiro debate televisivo promovido pela Band TV, sob o comandado do jornalista Fabrício Binder; horas antes do confronto, Ibope e Datafolha deverão divulgar os primeiros números estaduais da corrida eleitoral de 2014; veja quem são os media training dos principais candidatos ao Palácio Iguaçu.

Com início dos debates e do horário eleitoral na tevê, marqueteiros ganham mais importância nas campanhas; até agora, com a judicialização da política, as coordenações jurídicas deram o tom na corrida pelo governo do Paraná; nesta quinta-feira (14), à s 22 horas, haverá o primeiro debate televisivo promovido pela Band TV, sob o comandado do jornalista Fabrício Binder; horas antes do confronto, Ibope e Datafolha deverão divulgar os primeiros números estaduais da corrida eleitoral de 2014; veja quem são os media training dos principais candidatos ao Palácio Iguaçu.

Os principais candidatos ao governo do Paraná deverão dedicar boa parte de sua agenda esta semana aos marqueteiros que fazem media training (treino) na véspera do primeiro debate televisivo previsto para quinta-feira (14), à s 22 horas, na Band TV. Leia mais

7 de agosto de 2014
por esmael
3 Comentários

Marqueteiros perderam espaço para os advogados, diz Murilo Hidalgo

Murilo Hidalgo, presidente da Paraná Pesquisas, ao Blog do Esmael, observa o fenômeno da judicialização nas campanhas eleitorais; segundo ele, os marqueteiros perderam espaço para os advogados nas eleições; mesmo em baixa no mercado, profissionais de comunicação ocupam posição estratégica nas disputas; marqueteiro da senadora Gleisi Hoffmann (PT) é o publicitário Oliveiro Marques e do candidato Beto Richa (PSDB), que disputa a reeleição, é o secretário de Estado da Comunicação, Marcelo Cattani; responsável pelo marketing do senador Roberto Requião (PMDB) é o próprio candidato e Ogier Buchi (PRP) é atendido pela jornalista Ruth Bolognese; quem levará a melhor?

Murilo Hidalgo, presidente da Paraná Pesquisas, ao Blog do Esmael, observa o fenômeno da judicialização nas campanhas eleitorais; segundo ele, os marqueteiros perderam espaço para os advogados nas eleições; mesmo em baixa no mercado, profissionais de comunicação ocupam posição estratégica nas disputas; marqueteiro da senadora Gleisi Hoffmann (PT) é o publicitário Oliveiro Marques e do candidato Beto Richa (PSDB), que disputa a reeleição, é o secretário de Estado da Comunicação, Marcelo Cattani; responsável pelo marketing do senador Roberto Requião (PMDB) é o próprio candidato e Ogier Buchi (PRP) é atendido pela jornalista Ruth Bolognese; quem levará a melhor?

O presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, nesta quinta-feira (7), ao Blog do Esmael, afirmou que os marqueteiros perderam espaço nas campanhas eleitorais para os grandes escritórios de advocacia. Ele concorda com a judicialização trava o debate político nas eleições. Leia mais

2 de agosto de 2014
por esmael
17 Comentários

Veja essa: Vice abandona Ogier Buchi

Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, ficou sem vice porque o odontólogo Valfredo Dzazio abandonou formalmente a chapa, segundo informa o Blog do Rigon; além do vice, Ogier perdeu dois candidatos à  Assembleia e o primeiro suplente ao Senado, de acordo com homologação do TRE; nesta semana, o candidato do PRP virou réu em ação que pedia impugnação da petista Gleisi Hoffmann e tornou-se alvo de denúncia do PT sobre dois filhos seus que teriam sido nomeados em cargos de confiança pelo tucano Beto Richa; neste sábado (2), em Cascavel, ao rejeitar o carimbo de candidato laranja!, Ogier Buchi disse: "Ofereci meu nome ao povo do Paraná para promover uma mudança!.

Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, ficou sem vice porque o odontólogo Valfredo Dzazio abandonou formalmente a chapa, segundo informa o Blog do Rigon; além do vice, Ogier perdeu dois candidatos à  Assembleia e o primeiro suplente ao Senado, de acordo com homologação do TRE; nesta semana, o candidato do PRP virou réu em ação que pedia impugnação da petista Gleisi Hoffmann e tornou-se alvo de denúncia do PT sobre dois filhos seus que teriam sido nomeados em cargos de confiança pelo tucano Beto Richa; neste sábado (2), em Cascavel, ao rejeitar o carimbo de candidato laranja!, Ogier Buchi disse: “Ofereci meu nome ao povo do Paraná para promover uma mudança!.

Segundo o atento blogueiro à‚ngelo Rigon, de Maringá, parceiro do Blog do Esmael, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) homologou ontem (1!º) quatro renúncias, todas elas do Partido Republicano Progressista (PRP), incluindo o candidato a vice-governador, o odontólogo Valfredo Dzazio. Leia mais

31 de julho de 2014
por esmael
29 Comentários

Para o PT, Ogier Buchi pode até não ser “laranja”, mas tem que explicar dois filhos nomeados por Richa

Partido dos Trabalhadores lançou uma ofensiva nesta quinta (31), batizada como "Operação Mimosa", contra o candidato Ogier Buchi; representante do PRP na corrida pelo governo do estado pediu impugnação da senadora Gleisi Hoffmann, que foi rejeitada pela Justiça; Ministério Público abriu processo criminal contra Buchi e petistas divulgaram em seu site decretos com nomeação de dois filhos de Ogier no governo de Beto Richa; para o PT, Ogier Buchi pode até não ser "laranja", como repetiu reiteradas vezes esta semana na entrevista da Rádio Banda B, mas tem de explicar essas duas nomeações pelo tucano.

Partido dos Trabalhadores lançou uma ofensiva nesta quinta (31), batizada como “Operação Mimosa”, contra o candidato Ogier Buchi; representante do PRP na corrida pelo governo do estado pediu impugnação da senadora Gleisi Hoffmann, que foi rejeitada pela Justiça; Ministério Público abriu processo criminal contra Buchi e petistas divulgaram em seu site decretos com nomeação de dois filhos de Ogier no governo de Beto Richa; para o PT, Ogier Buchi pode até não ser “laranja”, como repetiu reiteradas vezes esta semana na entrevista da Rádio Banda B, mas tem de explicar essas duas nomeações pelo tucano.

O site oficial do PT do Paraná divulgou nesta quinta-feira (31) o fac-símile da nomeação de dois filhos do candidato ao Palácio Iguaçu pelo PRP, Ogier Buchi, pelo governador Beto Richa (PSDB). A ofensiva dos petistas foi batizada internamente de “Operação Mimosa”. Leia mais

31 de julho de 2014
por esmael
16 Comentários

Feitiço contra feiticeiro: Justiça abre processo criminal contra Ogier Buchi

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou, por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (31), o pedido de impugnação da candidatura de Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná.

Gleisi Hoffmann é a primeira candidata ao governo do Paraná a ter aprovado o registro de candidatura.

O pedido de impugnação foi feito pelo candidato Ogier Buchi (PRP), que alegava que a indicação do vice de Gleisi, Haroldo Ferreira (PDT), ocorreu fora do prazo estabelecido pela legislação eleitoral.

Além de rejeitar o pedido de impugnação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) determinou ainda a abertura de processo criminal contra Ogier Buchi por má fé.

Em seu parecer, o MPE já havia alertado para o cunho político do pedido de Ogier Buchi. (…) chama a atenção o eminente cunho político que a presente impugnação aparenta ter, seja pela grande repercussão da impugnação na imprensa, seja pelos fraquíssimos argumentos para seu ajuizamento!.

Desde que o pedido de impugnação foi protocolado, o coordenador jurídico da coligação Paraná Olhando pra Frente, Luiz Fernando Pereira, afirmou que não havia irregularidade alguma no registro da candidatura de Gleisi.

Ele explicou que dia 30 de junho foi o prazo final para as convenções, mas os registros dos candidatos poderiam ser feito até cinco dias depois. No caso do PDT e de outros partidos, os convencionais delegaram à  executiva do partido a escolha do vice. A indicação de Haroldo aconteceu no dia 1!º de julho.

30 de julho de 2014
por esmael
28 Comentários

Ouça a entrevista: “Não sou laranja”, garante Ogier Buchi

por Luiz Henrique de Oliveira, via Banda B
De todas as cores secundárias, o candidato Ogier Buchi, do PRP, só não quer saber da laranja durante sua campanha para o Governo do Paraná. Ele refuta a afirmação de que entrou na disputa para atacar candidatos favoritos, a mando de outros.

à‰ muito fácil chamar de laranja quem participa de um pleito em um partido pequeno. Querem desqualificar quem vai inovar!, disse o jornalista e advogado, que ainda alfinetou os candidatos Beto Richa (PSDB), Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT).

Não sou político profissional, vivo do dinheiro do meu trabalho, diferente dos outros candidatos, os favoritos das pesquisas!, apontou à  Rádio e Portal Banda B, na manhã desta quarta-feira (30), dentro da série de entrevistas com todos os candidatos ao governo do Paraná. A entrevista, feita pelos jornalistas Adilson Arantes e Denise Mello, foi ao ar das 7h30 à s 8h.

Por várias vezes durante a entrevista, mesmo quando não era questionado sobre isso, Ogier Buchi fez questão de jogar para escanteio a acusação feita, principalmente nas redes sociais.

Laranja é quem mente, não eu. Um programa de TV custa dinheiro, não é barato. Os principais candidatos vão gastar mais de R$ 30 milhões e eu R$ 2,5 milhões. Sou eu o laranja, ou eles?!, questionou, para em seguida direcionar as críticas ao candidato Roberto Requião e ao postulante ao senado pelo PMDB, Marcelo Almeida.

Laranja é quem em um ano diz que o pedágio vai acabar e no seguinte chama para o senado um candidato que é dono do pedágio mais caro do mundo!, afirmou.

O candidato do PRP também fez duras críticas ao nível do debate eleitoral no Paraná. Para ele, os postulantes ao governo fazem promessas que jamais serão cumpridas.

O orçamento para 2015 já foi votado pela Assembleia Legislativa do Paraná. Eles ficam brigando, se ofendendo, contando histórias e esquecendo do que têm que ser feito, porque o orçamento já está votado. Os candidatos prometem, sem saber se terão dinheiro. à‰ tudo mentira. No debate, eu vou exigir que a discussão se paute no futuro, não quero saber se eles t

23 de julho de 2014
por esmael
3 Comentários

Candidatos ‘nanicos’ ao governo apresentam propostas radicais

via Folha de Londrina

Dos oito candidatos que se registraram junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para concorrer ao governo do Paraná, cinco são considerados “nanicos”. Com menos tempo de televisão e recursos escassos de campanha, Bernardo Pilotto (PSOL), Geonísio Marinho (PRTB), Ogier Buchi (PRP), Rodrigo Tomazini (PSTU) e Tulio Bandeira (PTC) correm por fora na disputa. Talvez por isso, alguns deles apostem em medidas mais radicais, como a reestatização de empresas públicas, no caso do PSTU, ou a privatização dos presídios, proposta pelo PRTB, para chamar a atenção do eleitor.

PSOL

Pilotto e Tomazini são, notadamente, os candidatos mais à  esquerda do espectro político. Ambos enfatizam o fato de não dependerem do financiamento de banqueiros, do agronegócio ou de empreiteiras. O sociólogo do PSOL diz que seu plano de governo é também um programa de ação, pois continuará sendo utilizado para a militância cotidiana mesmo em caso de derrota nas eleições.

Segundo ele, sua primeira tarefa será desfazer os mitos difundidos pelas propagandas oficiais, de que “vivemos em um Estado branco, europeizado, sem desigualdades sociais e oligarquias”. Na saúde, suas principais propostas são o “esvaziamento” da Funeas (Fundação Estatal de Atenção à  Saúde), criada no início do ano pelo governador Beto Richa (PSDB), com o argumento de garantir maior autonomia orçamentária e financeira ao setor, e a criação de uma empresa pública de produção de medicamentos. Adotado na gestão atual, o modelo de Parcerias Público-Privadas (PPPs), base da Funeas, é defendido no plano de metas de Beto. Em relação à  nova empresa, Pilotto diz que teria como objetivo investir em pesquisa e novos tratamentos, fazendo com que o poder público dependa cada vez menos da “

16 de julho de 2014
por esmael
29 Comentários

Judicialização: Ogier Buchi usa o tapetão na tentativa de eliminar Gleisi

A praga da judicialização dá o tom no início da campanha eleitoral de 2014; depois de multas aqui e acolá, agora o candidato Ogier Buchi tenta embaçar a candidatura de Gleisi Hoffmann pelo tapetão; representante do PRP alega que petista perdeu o prazo para indicar o vice Haroldo Ferreira, do PDT; advogado Luiz Fernando Pereira, que defende a senadora do PT, contesta pedido de impugnação no TRE afirmando que é natural os partidos delegarem deem poderes para as executivas celebrarem coligações até a data-limite para o registro das candidaturas.

A praga da judicialização dá o tom no início da campanha eleitoral de 2014; depois de multas aqui e acolá, agora o candidato Ogier Buchi tenta embaçar a candidatura de Gleisi Hoffmann pelo tapetão; representante do PRP alega que petista perdeu o prazo para indicar o vice Haroldo Ferreira, do PDT; advogado Luiz Fernando Pereira, que defende a senadora do PT, contesta pedido de impugnação no TRE afirmando que é natural os partidos delegarem deem poderes para as executivas celebrarem coligações até a data-limite para o registro das candidaturas.

A praga da judicialização do debate eleitoral poderá matar a política, pois os grandes escritórios de advocacia ganham mais importância que os candidatos a cada eleição, as propostas e o próprio marketing ficam secundarizados devido ao protagonismo dos tribunais. Leia mais

9 de julho de 2014
por esmael
13 Comentários

Jornalista Ruth Bolognese estreia no marketing eleitoral em 2014

Conhecida como "Serpente Ruiva", a jornalista Ruth Bolognese estreia no marketing eleitoral em 2014; experiente em campanhas eleitorais, ela tem passagem em várias redações e governos; "Vai depender bastante do candidato, mas já tenho uma estratégia para o programa eleitoral e debates", adiantou a nova marqueteira da praça.

Conhecida como “Serpente Ruiva”, a jornalista Ruth Bolognese estreia no marketing eleitoral em 2014; experiente em campanhas eleitorais, ela tem passagem em várias redações e governos; “Vai depender bastante do candidato, mas já tenho uma estratégia para o programa eleitoral e debates”, adiantou a nova marqueteira da praça.

A experiente jornalista Ruth Bolognese será a marqueteira do advogado Ogier Buchi, candidato ao governo do Paraná pelo PRP (Partido Republicano Progressista), ex-integrante da bancada de comentarista do Jornal da Massa, no SBT, que foi extinto na semana passada. Leia mais

7 de julho de 2014
por esmael
18 Comentários

Atendendo ao Palácio Iguaçu, Ratinho acaba com Jornal da Massa

Confirmando informação divulgada no último dia 26 de junho, pelo Blog do Esmael, Jornal da Massa deixou de ser exibido pela emissora de TV do apresentador Ratinho; dois comentaristas do telejornal, Ogier Bucchi e Paulo Martins, respectivamente, disputam o Palácio Iguaçu pelo PRP e concorre à  Câmara Federal pelo PSC de Ratinho Júnior.

Confirmando informação divulgada no último dia 26 de junho, pelo Blog do Esmael, Jornal da Massa deixou de ser exibido pela emissora de TV do apresentador Ratinho; dois comentaristas do telejornal, Ogier Bucchi e Paulo Martins, respectivamente, disputam o Palácio Iguaçu pelo PRP e concorre à  Câmara Federal pelo PSC de Ratinho Júnior.

Agora é definitivo: o Jornal da Massa saiu do ar na última sexta-feira (4) e foi substituído nesta segunda-feira (7) por mais um “Tribuna da Massa” sob o comando do jornalista Eleandro Passaia, espécie de filho do “Galo”. Leia mais