6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Deputado do PSL quer proibir métodos anticoncepcionais

Deputado do PSL quer proibir métodos anticoncepcionais

O deputado federal Márcio Labre (PSL-RJ) apresentou um Projeto de Lei proibindo médicos de receitar métodos contraceptivos como a pílula do dia seguinte ou o dispositivo intrauterino (DIU). ... 

Leia mais

22 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Projeto da ‘Escola sem Partido’ é lido em Comissão da Câmara

Projeto da ‘Escola sem Partido’ é lido em Comissão da Câmara

Após várias sessões tumultuadas, o parecer do deputado Flavinho (PSC-SP), foi lido na comissão especial da Câmara nesta quinta-feira (22). Após a leitura, deputados contrários ao projeto de mordaça fizeram um pedido de vistas coletivo do PL.

Com as vistas, a votação fica adiada por duas sessões do plenário da Câmara.

LEIA TAMBÉM:

Movimento ‘escola sem partido’ perdeu o eixo e vai redefinir estratégia ... 

Leia mais

31 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Votação do projeto ‘Escola sem Partido’ é adiada

Votação do projeto ‘Escola sem Partido’ é adiada

A votação do projeto “Escola sem Partido” foi adiada devido ao início da Ordem do Dia na Câmara dos Deputados. O anúncio foi feito há pouco pelo presidente da comissão especial que discute o projeto, deputado Marcos Rogério (DEM-RO).

Antes mesmo do início, vários manifestantes contrários e a favor do projeto ocuparam os corredores das comissões da Câmara dos Deputados e o plenário onde ocorreria a sessão.

O grupo contrário ao projeto era maioria. O favorável repetia que eles já eram vitoriosos com a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República. O projeto é uma das principais bandeiras do presidente eleito para a educação.

Entre outros absurdos, o projeto determina que as salas de aula deverão ter um cartaz relacionando o que o professor não pode fazer, como por exemplo, “não cooptar os alunos para nenhuma corrente política, ideológica ou partidária”.

Temas como homossexualidade ou ideologia de gênero não poderão ser debatidos em sala de aula porque não estarão de acordo com os preceitos religiosos e morais.

“Não vamos aceitar que o professor seja monitorado por câmeras, por canais clandestinos, queremos que o estatuto do magistério seja cumprido e que a educação na sua natureza laica, seguindo as regras nacionais seja realizada na sala de aula”, disse a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), contrária ao projeto.

Com informações da

Agência Brasil ... 

Leia mais

31 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Confusão na Câmara; assista ao vivo

Confusão na Câmara; assista ao vivo

Deu chabu na comissão que discute a ‘escola sem partido’ na Câmara dos Deputados. Assista ao vivo.

LEIA TAMBÉM

‘Reforma’ da previdência de Bolsonaro será ainda pior que a do vampirão Temer ... 

Leia mais

30 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro também terá oposição em bloco do PDT, PCdoB e PSB

Bolsonaro também terá oposição em bloco do PDT, PCdoB e PSB

O k-suco já começou a ferver para Jair Bolsonaro (PSL) antes mesmo da posse, ou seja, não haverá lua de mel com PDT, PCdoB e PSB que anunciaram esta noite o 1º bloco de oposição ao presidente eleito.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro pode sofrer 1ª derrota na Câmara com reforma da previdência ... 

Leia mais

8 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PT elege maior bancada na Câmara; “mercado” prevê derrota de Bolsonaro

PT elege maior bancada na Câmara; “mercado” prevê derrota de Bolsonaro

A eleição da presidenta nacional do PT,

Gleisi Hoffmann ... 

Leia mais

7 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Gleisi Lula a mais votada no Paraná

Gleisi Lula a mais votada no Paraná

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, é mais votada à Câmara Federal com 0,93% dos votos apurados no TRE-PR.

A petista tem 2.039 votos, de acordo com a apuração parcial. A média é de 4,80% dos votos válidos.

O TRE-PR pisou na apuração dos votos porque, segundo o órgão, a chuva atrasou a votação em várias seções paranaenses.

Atualização 20h36 (99,87% das urnas apuradas):

1º) Sargento Fahur PSD
314.722 votos (5,50%)

2º) Felipe Francischini PSL
241.321 votos (4,22%)

3º) Gleisi Lula PT
211.931 votos (3,70%)

4º) Luizão Goulart PRB
141.462 votos (2,47%)
Leia mais

3 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Levy Fidelix vai presidir a Câmara, se Bolsonaro for eleito, sugere o vice Mourão

Levy Fidelix vai presidir a Câmara, se Bolsonaro for eleito, sugere o vice Mourão

O vice de Jair Bolsonaro, general Mourão, sugeriu que Levy Fidelix deva presidir a Câmara Federal em caso de vitória do ex-capitão do Exército.

A indicação ocorreu durante um encontro do general com empresários do setor de infraestrutura, informa o site do jornal Valor Econômico.

Candidato a deputado federal pelo PTRB, partido de Mourão, Fidelix disputou a presidência da República em 2014. Na época, durante um debate televiso, o “futuro presidente da Câmara” ao responder uma questão de Luciana Genro, candidata do PSOL, sobre a comunidade GLTBI, Fidelix disse que “aparelho excretor não reproduz” e completou:

“Como é que pode um pai de família, um avô, ficar aqui escorado porque tem medo de perder voto? Prefiro não ter esses votos, mas ser um pai, um avô que tem vergonha na cara, que instrua seu filho, que instrua seu neto. Vamos acabar com essa historinha. Eu vi agora o santo padre, o papa, expurgar – fez muito bem – do Vaticano um pedófilo.”

Sobre o projeto de presidir a Câmara a partir de 2019, Fidelix confirmou ao site Poder360:

“Se puder unir a situação a ser eleita [governo] e vários segmentos da oposição, onde possuo inúmeros deputados amigos, requererei apoio pessoal a minha candidatura à presidência da Casa”.

Assista ao vídeo e relembre a treta Levy Fidelix vs Luciana Genro:

Leia mais

11 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em STF libera deputado preso para reassumir Câmara e reacende candidatura de Lula

STF libera deputado preso para reassumir Câmara e reacende candidatura de Lula

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Superior (STF), determinou em liminar que o deputado João Rodrigues (PSD-SC), após condenação no TRF4, reassumisse nesta segunda-feira (11) o mandato na Câmara Federal.

O parlamentar foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) a cinco anos e três meses de reclusão, em regime semiaberto, por fraude e dispensa de licitação, à época em que era prefeito de Pinhalzinho (SC).

O caso do deputado reacende a discussão sobre a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que há 65 dias cumpre pena antecipada de 12 anos e um mês, na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, cuja condenação ocorreu sem provas. O petista ainda tem direito a recursos até o trânsito em julgado da ação penal na questão do tríplex.

O PT alega que há outros precedentes em que

prefeitos concorreram em eleições municipais ... 

Leia mais

3 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Vem aí a ‘CPI das Delações’ na Câmara

Vem aí a ‘CPI das Delações’ na Câmara

A condenação do deputado Nelson Meurer (PP-PR),

sem provas ... 

Leia mais

30 de maio de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em CPI da Lava Jato tem 191 assinaturas de apoio na Câmara

CPI da Lava Jato tem 191 assinaturas de apoio na Câmara

Um movimento parlamentar suprapartidário — PT, MDB, PSOL, PCdoB, PP, PDT e PR — protocolou nesta quarta (30), na Câmara, requerimento para a instalação da CPI da Lava Jato.

O objetivo da comissão é investigar esquemas de venda de proteção em delações premiadas por parte de advogados e delatores no âmbito da Operação Lava Jato e em investigações anteriores.

O pedido de instalação da CPI da Lava Jato tem 191 assinaturas de apoio e depende do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que comece a funcionar. O número mínimo de assinaturas para requerer comissões de investigação é de 171, ou um terço da Casa.

O líder do PT Paulo Pimenta (PT-RS) disse que há um verdadeiro esquema criminoso em torno da lava jato, que vende delações premiadas dentre outras barbaridades.

Além do petista, também assinaram o requerimento os líderes Arthur Lira (PP-AL), Baleia Rossi (MDB-SP), Júlio Delgado (PSB-MG), André Figueiredo (PDT-CE), José Rocha (PR-BA), Orlando Silva (PCdoB-SP), Chico Alencar (PSOL-RJ), Weverton Rocha (PDT-MA) e José Guimarães (PT-CE).

Leia mais

10 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em Lançada a campanha ‘O Petróleo é do Brasil’

Lançada a campanha ‘O Petróleo é do Brasil’

Foi lançada na quarta-feira (9) na Câmara Federal a campanha e o manifesto “O Petróleo é do Brasil”. A iniciativa visa alertar a população e combater a entrega das reservas brasileiras de petróleo e da Petrobrás promovidas pelo golpe de 2016. O manifesto foi apresentado por Guilherme Estrella, cientista que coordenou a descoberta das reservas do pré-sal.

Segundo o manifesto, “O golpe de Estado promovido no Brasil em 2016 teve como objetivo central apropriar-se tanto do pré-sal, a maior jazida de petróleo descoberta nas últimas décadas no mundo, como da PETROBRÁS, uma das principais empresas mundiais do setor petrolífero.”

Participaram do lançamento os senadores Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania, Humberto Costa (PT-PE), líder da Oposição, Lídice da Mata (BA), líder do PSB, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e a ex-senadora e ex-líder da Bancada do PT, Ideli Salvatti (SC). Também participaram do ato o vice-presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania, deputado Patrus Ananais (PT-MG), o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), o líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ) e a presidenta nacional do PCdoB, deputada Luciana Santos (PE).

O ato de lançamento da campanha “O Petróleo é do Brasil” contou com a presença da Federação Nacional dos Petroleiros (FUP), Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), Central Única dos Trabalhadores, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Associação das Federações Interestaduais dos Sindicatos de Engenheiros (Afisenge), Federação Brasileira dos Geológos (Febrageo), Conselho Federal de Economia (Confecon) e Comissão de Justiça e Paz, entre outras entidades.

Leia o manifesto “O Petróleo é do Brasil”, apresentado por Guilherme Estrella, descobridor do pré-sal:

Manifesto contra a entrega do pré-sal e da Petrobrás aos estrangeiros
O petróleo é do Brasil! ... 

Leia mais

10 de abril de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Vereadores de São Paulo incluem “Lula” em nome registrado no painel eletrônico

Vereadores de São Paulo incluem “Lula” em nome registrado no painel eletrônico

Ao menos sete vereadores da Câmara Municipal de São Paulo incluíram em seu sobrenome o apelido “Lula”, em homenagem ao ex-presidente preso politicamente na PF de Curitiba desde sábado (7). Os novos nomes estão no painel eletrônico de controle de presença.

Antes de embarcar para o cadafalso do juiz Sérgio Moro, na capital paranaense, o ex-presidente vaticinou: “Porque quanto mais tempo eles me deixarem lá, mais Lulas vão nascer neste País e mais gente vai querer brigar neste País”. Bingo!

Senadores e deputados federais também querem incluir em seus nomes cadastrados nos painéis do Congresso Nacional o “Lula”, assim como vários parlamentares em câmaras municipais e assembleias legislativas de todo o país.

Leia mais

2 de novembro de 2016
por Esmael Morais
58 Comentários

Câmara realiza 2ª feira audiência pública em Curitiba sobre retirada da MP 746

arruda_cepPor sugestão do deputado federal João Arruda (PMDB-PR), a Câmara dos Deputados realizará uma audiência pública na próxima segunda-feira, dia 7 de novembro, às 9h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná, sobre a retirada da MP 746, que reforma o ensino médio do país sem discussão com a comunidade escolar. Leia mais

15 de abril de 2016
por Esmael Morais
37 Comentários

Coluna do Marcelo Belinati: O pós-votação do impeachment

pos

O deputado federal Marcelo Belinati (PP) analisa os cenários para a situação política nacional após a votação de domingo. Leia, ouça, comente e compartilhe.  Leia mais

27 de março de 2016
por Esmael Morais
15 Comentários

Contra o golpe, mapa revela posição de deputados contra a democracia

Defensores do Estado Democrático de Direito lançaram um site para denunciar os deputados que flertam com o golpe, contra a democracia, ao concordarem com a deposição da presidente eleita Dilma Rousseff.

No endereço eletrônico Mapa da Democracia (clique aqui), há um cronômetro que faz a contagem regressiva para o golpe na Câmara dos Deputados.

“A comissão do Impeachment tem 65 deputados, 10 e sessões para votar um relatório final. Depois, o impeachment é votado em plenário, pelos 513 parlamentares. É hora de dialogar com os indecisos e convencê-los votar pela democracia. Pressione pela democracia!”, detalha o site.

“Faltam 48 votos para salvar a democracia”, esclarece a página, ao lembrar são necessários 171 votos para barrar o golpe.

“124 deputados já se manifestaram contra o impeachment. Agora precisamos convencer os 129 que estão indecisos. Pressione pela democracia!”, apela o site Mapa da Democracia.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) explica ainda que os votos da comissão do impeachment serão dados entre os dias 11 e 12 de abril. No plenário da Câmara, o golpe está previsto entre 14 e 19 de abril.

O site contra o golpe, além de possibilitar o envio de mensagens aos parlamentares, também traz informações sobre a tentativa de deposição da presidente da República:

“Impeachment só pode ser aplicado em caso de comprovação de crime de responsabilidade e Dilma não é sequer acusada de um. A Câmara, presidida pelo réu Eduardo Cunha, conduz um processo de impeachment ilegal. É Golpe!”.

Visite o site você também e pressione o deputado da sua região, contra o golpe. Leia mais

1 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em Coluna do João Arruda: Dinheiro repatriado deve ir para a Saúde

Coluna do João Arruda: Dinheiro repatriado deve ir para a Saúde

Download

João Arruda*

O déficit de R$ 10 bilhões no orçamento do Ministério da Saúde alerta: 2016 pode ser um ano de caos no setor. Duvida? Acompanhe comigo.

1) Os recursos para atendimentos de média e alta complexidade nos hospitais, por exemplo, só são suficientes para o primeiro semestre.

2) Farmácia Popular? Pode esquecer, também. Cortaram os recursos para bancar remédios mais baratos.

3) A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) não terá dinheiro para combater o Aedes aegypti, que transmite dengue e zyca – o surto de microcefalia vai piorar.

4) As ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vão parar.

5) As Unidades de Pronto Atendimento, as UPAs, também vão parar, a não ser que estados e municípios banquem 100% do atendimento. Quem tem dinheiro?

É preciso considerar que, além do crescimento vegetativo da população, há também um aumento do número de pessoas que passaram a usar a rede pública de saúde por causa da crise.

Sou o relator do orçamento da União para a saúde, condição que me obriga a buscar medidas que evitem mais sofrimento à população que depende do SUS.

Nós já fizemos uma mudança na Lei de Diretrizes Orçamentárias para garantir mais R$ 3 bilhões para a saúde no ano que vem. Mesmo que o governo não vete, porque há esse risco, é insuficiente.

O único meio de evitar o caos na saúde pública em 2016 é encontrar novas fontes de recursos. Eu tenho uma proposta: aumentar a previsão da receita do dinheiro que será repatriado e colocar R$ 7 bilhões a mais no orçamento da saúde para 2016.

O projeto de lei aprovado na Câmara regulariza, mediante pagamento de multa, o dinheiro enviado por brasileiros ao exterior sem declaração à Receita Federal.

Com a cobrança de multas e de Imposto de Renda, o governo espera legalizar os recursos para elevar a arrecadação e equilibrar as contas públicas.

É o que podemos f Leia mais

19 de novembro de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Manobra na Câmara impede leitura de parecer pela cassação de Cunha

do Brasil 247

cunha_manobraEm mais um artifício para protelar o andamento do processo que pede sua cassação no Conselho de Ética da Câmara, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abriu a sessão com a Ordem do Dia no Plenário da Casa no momento em que a reunião do Conselho de Ética analisava o parecer preliminar pela admissibilidade do processo contra o peemedebista.

O próprio Cunha anunciou a medida: “Qualquer comissão que esteja funcionando está funcionando de forma irregular e toda e qualquer deliberação é nula”, afirmou, após Questão de Ordem levantada no plenário pelos deputados Jovair Arantes (PTB-GO) e Hugo Motta (PMDB-PB), aliados do peemedebista. “Qualquer deliberação após 10h44 será nula”, reforçou Cunha.

Antes de Cunha abrir a sessão do Plenário e obstruir as deliberações do Conselho de Ética, seus aliados no colegiado tentaram obstruir a sessão, chegando atrasados e fazendo questões de ordem para atrasar o início da sessão, como leitura da ata da sessão anterior.  Leia mais