Por medo da estudante Ana Júlia, deputados cancelam audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná; assista

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR), que havia proposto uma audiência pública para discutir as ocupações de escolas e universidades no Paraná, acusou nesta sexta-feira (4) a Assembleia Legislativa “censurar” o evento com os estudantes.

Em tempos de impeachment, deputado do PT “afrouxa a tanga” e ingressa no Partido da Mulher Brasileira

assis_pmb_toninhoO Partido dos Trabalhadores (PT), seção Paraná, perdeu 50% de sua bancada para outros partidos. Nesta sexta-feira (4) veio a público que o deputado Assis do Couto, da região Sudoeste, também afrouxou a tanga e deixou a sigla. O próprio parlamentar anunciou que ingressou no Partido da Mulher Brasileira (PMB).

Antes, no mês passado, Toninho Wandscheer, da região metropolitana de Curitiba, já havia “afrouxado o sutiã” ao comunicar que estava abandonando o petismo para também aderir ao novo PMB.

As duas defecções ocorreram no momento mais agudo da crise política envolvendo o PT e a presidente Dilma Rousseff, que sofre chantagem de impeachment no Congresso Nacional.

O PT elegeu 4 deputados, agora fica com apenas dois: Enio Verri e Zeca Dirceu.

A seguir leia a íntegra da nota oficial de Assis do Couto:

Deputado Toninho deixa o PT. Ângelo Vanhoni entra no aquecimento

toninho_vanhoniO deputado federal Toninho Wandscheer, em nota oficial, anunciou nesta quarta-feira (18) que desfiliou-se do Partido dos Trabalhadores (PT).

No comunicado, Toninho não deixa claro qual será o seu destino partidário.

Especula-se que o ex-petista esteja embarcando na canoa do PROS, cuja sigla é controlada no Paraná pelo seu filho Tiago Henrique Wandscheer.

Pelo sim pelo não, o primeiro suplente do PT Ângelo Vanhoni entrou em aquecimento. O ex-deputado poderá requerer a vaga, caso o partido não o faça.

No entanto, Toninho Wandscheer pulou fora do barco petista amparado numa liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que restabeleceu 30 dias para a migração de parlamentares para novos partidos.

Como o PROS já não é partido novo, pois fora registrado em 2013, a Rede já tem “dono”, a legenda mais recente que recebeu chancela do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o Partido da Mulher Brasileira (PMB).

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de Toninho Wandscheer:

A TV Globo não vai mostrar, mas Câmara vai investigar contas secretas de brasileiros no HSBC da Suíça

Sem esperar cobertura da TV Globo, o deputado paranaense Toninho Wandscheer vê elo entre o escândalo envolvendo o HSBC e o Petrolão. Na próxima quarta, dia 18, a Câmara começa trabalhar nas investigações que ligariam que a filial do HSBC no Brasil serviu de guarda-chuva para operações ilegais do esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que drenou os cofres da Petrobras. O Blog do Esmael vai mostrar tudo, em tempo real, sem Photoshop.
Sem esperar cobertura da TV Globo, o deputado paranaense Toninho Wandscheer vê elo entre o escândalo envolvendo o HSBC e o Petrolão. Na próxima quarta, dia 18, a Câmara começa trabalhar nas investigações que ligariam que a filial do HSBC no Brasil serviu de guarda-chuva para operações ilegais do esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que drenou os cofres da Petrobras. O Blog do Esmael vai mostrar tudo, em tempo real, sem Photoshop.
A Rede Globo, por óbvio, não vai mostra hoje à  noite que a Câmara Federal aprovou o requerimento n!º 10/2015, do deputado federal Toninho Wandscheer (PT-PR), para criação de uma Subcomissão Especial a fim de investigar as contas secretas de brasileiros no Banco HSBC da Suíça.

Ao Blog do Esmael, o parlamentar paranaense informou que a Subcomissão Especial será instalada oficialmente na próxima quarta-feira, dia 18, em Brasília.

Jeitoso que é, o deputado Toninho adiantou que vai procurar o jornalista Fernando Rodrigues, do portal UOL, que detém as informações e a lista com os nomes “SwissLeaks” (vazamentos suíços) porque teve origem no maior furto de dados bancários da história, numa agência do HSBC, em Genebra.

O objetivo da Subcomissão é propor legislação que possibilite a recuperação de ativos originários e produtos de crimes, encontrados no exterior, de forma eficiente e célere, além de investigar as contas bancárias dos brasileiros – objeto de ampla divulgação da mídia nacional e internacional nos últimos dias.

Segundo o parlamentar, toda e qualquer corrupção deve ser investigada.

O HSBC, considerado um dos maiores bancos do mundo, virou alvo nas últimas semanas de escândalo proporcional ao seu tamanho. Registros internos de sua filial na Suíça vazados à  imprensa indicam que a instituição financeira manteve, até 2007, práticas condenadas pelas regras internacionais de combate à  lavagem de dinheiro. O HSBC teria gerido mais de US$ 100 bilhões em recursos de origem duvidosa!, explicou Wandscheer.

O deputado disse ainda, que o Ministério Público suíço abriu inquérito sobre o caso. Fizeram uma devassa na sede do banco em Genebra, na Suíça, e descobriram 8,7 mil correntistas brasileiros com mais de US$ 7 bilhões em depósitos!, disse.

2!º turno à  vista: Gleisi empolga multidão na Grande Curitiba

A campanha de Gleisi Hoffmann (PT) está a todo vapor tentando uma arrancada que a leve ao segundo turno da disputa pelo governo do Estado do Paraná. Nesta terça-feira, ela reuniu uma multidão de diversos municípios da região metropolitana de Curitiba em um ato no município de Mandirituba. O evento teve a participação de lideranças como o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT);  o deputado estadual Toninho Wandscheer e o candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB).
A campanha de Gleisi Hoffmann (PT) está a todo vapor tentando uma arrancada que a leve ao segundo turno da disputa pelo governo do Estado do Paraná. Nesta terça-feira, ela reuniu uma multidão de diversos municípios da região metropolitana de Curitiba em um ato no município de Mandirituba. O evento teve a participação de lideranças como o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT); o deputado estadual Toninho Wandscheer e o candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB).

Uma multidão lotou o salão paroquial da Igreja São Benedito, no distrito da Areia Branca em Mandirituba, na noite desta terça-feira (16), em apoio à  candidata ao governo do estado pela coligação Paraná Olhando Pra Frente, Gleisi Hoffmann. O evento faz parte de um grande esforço da candidatura de Gleisi na região metropolitana de Curitiba, tentando uma arrancada que leve a petista ao segundo turno.

Gleisi esteva acompanhada do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, deputado estadual Toninho Wandscheer e do candidato ao Senado, Ricardo Gomyde.

Além de Mandirituba, moradores de Agudos do Sul, Campo do Tenente, Fazenda Rio Grande, Quitandinha, Rio Negro, São José dos Pinhais e Tijucas do Sul participaram do encontro. Gleisi foi recebida com saudações de governadora, governadora!. O clima era de muita alegria, entusiasmo e disposição para a reta decisiva da campanha.