6 de abril de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Gleisi pede a Cunha que vote projeto de Requião que reduz impostos

richa_gleisi_cunhaA senadora Gleisi Hoffmann (PT) acabou de sair de uma audiência com o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ela foi pedir pela aprovação do projeto do colega paranaense Roberto Requião (PMDB), que reduz impostos das pequenas e microempresas. ... 

Leia mais

6 de agosto de 2014
por Esmael Morais
30 Comentários

Sob Richa, Paraná teve “pibinho” se comparado ao governo Requião

Sob a gestão de Beto Richa o estado teve um "pibinho" acumulado real de 12,53% ao passo que a arrecadação cresceu 25,25%. "A arrecadação cresceu duas vezes mais rápido do que a produção", análise obtida pelo Blog do Esmael; a título de comparação, o crescimento acumulado real no governo Requião (2007-2010) foi de 20,83%, ainda que afetado negativamente pela crise mundial de 2009; no período, a arrecadação de ICMS cresceu 24,04%; pelo Twitter, senador do PMDB promete acabar com a "farra da substituição tributária que está quebrando empresas no Paraná" caso seja eleito para um quarto mandato.

Sob a gestão de Beto Richa o estado teve um “pibinho” acumulado real de 12,53% ao passo que a arrecadação cresceu 25,25%. “A arrecadação cresceu duas vezes mais rápido do que a produção”, análise obtida pelo Blog do Esmael; a título de comparação, o crescimento acumulado real no governo Requião (2007-2010) foi de 20,83%, ainda que afetado negativamente pela crise mundial de 2009; no período, a arrecadação de ICMS cresceu 24,04%; pelo Twitter, senador do PMDB promete acabar com a “farra da substituição tributária que está quebrando empresas no Paraná” caso seja eleito para um quarto mandato.

O Blog do Esmael teve acesso a um detalhado estudo sobre o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do Paraná nos últimos três anos do governo Beto Richa (PSDB). Segundo as análises, sob a gestão do tucano o estado teve um “pibinho” acumulado real de 12,53% ao passo que a arrecadação cresceu 25,25%. “A arrecadação cresceu duas vezes mais rápido do que a produção”, observa o documento vazado por membros das secretarias da Fazenda e do Planejamento. ... 

Leia mais