Luciano Huck pode disputar a presidência da República pelo PSB

O apresentador Luciano Huck pode ser a aposta principal do PSB para a disputa presidencial de 2022. Os socialistas pisaram o freio nas negociações com Flávio Dino (PCdoB) e Ciro Gomes (PDT) para tentar o moço do “Caldeirão”. O PSB diz que procura um ‘outsider’ para 2022, ou seja, alguém diferente para concorrer com o … Read more

PSB de Pernambuco antecipa apoio à candidatura de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou nesta quinta (12) importante apoio do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, para tentar voltar ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro. O governador socialista se encontrou na manhã de hoje com a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e não condicionou subir no palanque de … Read more

De olho no PSB, Gleisi usa em discurso bordão de Eduardo Campos

“Nós não vamos desistir do Brasil”, discursou nesta terça (12) a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), repetindo um bordão do ex-governador pernambucano Eduardo Campos, morto num desastre aéreo na campanha de 2014. O recado da petista era para os golpistas, mas o indisfarçável flerte tinha outro endereço subliminar: o Partido Socialista Brasileiro (PSB). LEIA TAMBÉM PT … Read more

Lula se reúne com viúva de Eduardo Campos e governador de Pernambuco

O ex-presidente Lula recebeu nesta quinta (15), em São Paulo, com o governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) e Renata Campos, viúva do ex-presidenciável Eduardo Campos, morto num acidente aéreo durante a campanha eleitoral de 2014. A visita foi em solidariedade e retribuição a uma visita de Lula à casa de Dona Renata durante sua … Read more

Bolsonaro com medo de avião

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) jura de pés juntos que não viajará de jatinho particular durante a campanha presidencial. Ele teme o mesmo destino que teve o socialista Eduardo Campos, em 2014, e o ministro do STF Teori Zavascki, no início de 2017, ambos mortos em quedas de avião. O assunto foi levantado aqui no … Read more

Bolsonaro pode ter destino “parecido” com o de Eduardo Campos?

Na eleição de 2014, Eduardo Campos, então candidato a presidente pelo PSB, atrapalhava o projeto eleitoral do senador Aécio Neves, do PSDB. Durante a campanha, cabummmm, o avião com o socialista caiu em circunstâncias nunca bem esclarecidas… Pois bem, a pré-candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) também não atende aos interesses do establishment, qual seja, … Read more

O objetivo da mídia bandida agora é abater voo presidencial de Marina Silva

marina_silva_jato_eduardo_camposA seletividade da mídia bandida brasileira chega a dar asco até no mais pacato cidadão. Vide o caso que hoje vem à tona, o do jato do ex-presidenciável Eduardo Campos (PSB), morto num acidente aéreo em plena campanha de 2014. O objetivo agora é abater Marina Silva (REDE), a segunda colocada nas pesquisas.

Read more

Dilma vence batalha na Câmara contra a redução da maioridade penal

reducaoO Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, na madrugada desta quarta-feira (1º), o texto da comissão especial para a PEC que reduziria a maioridade penal (PEC 171/93). Foram 303 votos a favor, quando o mínimo necessário eram 308. Foram 184 votos contra e 3 abstenções.

A rejeição à PEC é uma vitória pessoal da Presidenta Dilma Rousseff (PT) que há semanas vem se manifestando contrária a proposta e tentou, inclusive, negociar alternativas como alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para que os menores infratores tivessem medidas educativas mais longas.

A presidenta Dilma chegou a publicar um artigo em sua página no Facebook e em outras redes sociais combatendo a redução da maioridade penal. Segundo Dilma, “lugar de meninos e meninas é na escola. Chega de impunidade para aqueles que aliciam crianças e adolescentes para o crime.”

Read more

Marina traiu Eduardo ao se aliar com Aécio, acusa presidente do PSB

"Como honrar o legado do PSB optando pelo polo mais atrasado?", questiona Roberto Amaral, presidente nacional da agremiação, referindo-se ao seu partido e a Marina Silva; dirigente socialista acusa a ex-presidenciável de trair legado de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo, ao apoiar a candidatura de Aécio Neves no segundo turno; Amaral também denuncia seu próprio partido de já fazer divisão de cargos e ministérios no governo federal antes mesmo de uma eventual eleição do tucano; Marina teria trocado o apoio ao candidato do PSDB pelo cargo de ministra das Relações Exteriores.
“Como honrar o legado do PSB optando pelo polo mais atrasado?”, questiona Roberto Amaral, presidente nacional da agremiação, referindo-se ao seu partido e a Marina Silva; dirigente socialista acusa a ex-presidenciável de trair legado de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo, ao apoiar a candidatura de Aécio Neves no segundo turno; Amaral também denuncia seu próprio partido de já fazer divisão de cargos e ministérios no governo federal antes mesmo de uma eventual eleição do tucano; Marina teria trocado o apoio ao candidato do PSDB pelo cargo de ministra das Relações Exteriores.
A fissura no PSB poderá ganhar proporções dramáticas nos próximos dias, a julgar pelas posições públicas do presidente nacional da sigla, Roberto Amaral, que divulgou um manifesto aos militantes acusando a ex-presidenciável Marina Silva de trair o legado de Eduardo Campos ao se aliar, neste segundo turno, ao tucano Aécio Neves.

Eleitor declarado de Dilma Rousseff, o presidente da agremiação socialista afirma no documento que “ao aliar-se à  candidatura Aécio Neves, o PSB traiu a luta de Eduardo Campos, encampada após sua morte por Marina Silva, no sentido de enriquecer o debate programático pondo em xeque a nociva e artificial polarização entre PT e PSDB”.

“Como honrar o legado do PSB optando pelo polo mais atrasado?”, questiona Amaral, acusando seu próprio partido de já fazer divisão de cargos e ministérios no governo federal antes mesmo da eventual eleição de Aécio.

Na semana que se passou, assessores do PSDB atestaram que Aécio ofereceu a Marina o Ministério das Relações Exteriores em troca do apoio no segundo turno anunciado neste domingo 12 (clique aqui). Portanto, a ex-candidata do PSB, ao confirmar o lema “é dando que se recebe”, mostra é que “mais do mesmo” ao ajudar a perpetuar a “velha política” que tanto dizia combater durante a campanha do primeiro turno.

A seguir, leia a íntegra do presidente nacional do PSB:

Read more

Poder de transferir votos de Marina para Aécio é questionável

do Brasil 247

Segundo a jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247, Marina Silva demonstrou até aqui possuir pouca capacidade de influenciar o voto de seus eleitores; Quando o TSE barrou a Rede, em outubro de 2013, Marina tinha cerca de 20% de preferência nas pesquisas. Eduardo Campos tinha 5%. Os dois se uniram, ela se tornou sua vice mas ele cresceu muito pouco!, lembra; no entanto, ela ressalta que a repercussão do arco de apoios que o presidenciável tucano Aécio Neves vem conquistando é positiva e aponta para a união de todas as forças que desejam tirar o PT do poder.
Segundo a jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247, Marina Silva demonstrou até aqui possuir pouca capacidade de influenciar o voto de seus eleitores; Quando o TSE barrou a Rede, em outubro de 2013, Marina tinha cerca de 20% de preferência nas pesquisas. Eduardo Campos tinha 5%. Os dois se uniram, ela se tornou sua vice mas ele cresceu muito pouco!, lembra; no entanto, ela ressalta que a repercussão do arco de apoios que o presidenciável tucano Aécio Neves vem conquistando é positiva e aponta para a união de todas as forças que desejam tirar o PT do poder.
Marina Silva tem reproduzido sinais de que irá mesmo apoiar a candidatura de Aécio Neves (PSDB) contra a reeleição da presidente Dilma Rousseff. No entanto, para a jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247, esse movimento pode não significar muita coisa para o tucano em termos de votos. Ela questiona a capacidade da ex-senadora de influenciar seus eleitores. Leia:

Read more

O que é mais grave: o voo de Vargas ou o jato do PSB?

via Brasil 247

O deputado André Vargas (sem partido-PR) teve sua cassação pedida pelo colega Júlio Delgado (PSB-MG), em razão de uma carona no avião do doleiro Alberto Youssef; no entanto, o PSB, partido de seu algoz, usava um jato comprado com recursos de caixa dois; uma das empresas que assumiu a compra do avião, a Bandeirantes Pneus, importava pneus chineses, causava danos ambientais e foi favorecida por benefícios fiscais do governo Eduardo Campos; diante da hipocrisia, Vargas protestou: "Júlio Delgado pediu minha cassação por um voo. Agora podia explicar por que seu partido usava um avião de empresas fantasmas".
O deputado André Vargas (sem partido-PR) teve sua cassação pedida pelo colega Júlio Delgado (PSB-MG), em razão de uma carona no avião do doleiro Alberto Youssef; no entanto, o PSB, partido de seu algoz, usava um jato comprado com recursos de caixa dois; uma das empresas que assumiu a compra do avião, a Bandeirantes Pneus, importava pneus chineses, causava danos ambientais e foi favorecida por benefícios fiscais do governo Eduardo Campos; diante da hipocrisia, Vargas protestou: “Júlio Delgado pediu minha cassação por um voo. Agora podia explicar por que seu partido usava um avião de empresas fantasmas”.

Dois pesos e duas medidas. à‰ assim que o deputado federal André Vargas (sem partido-PR) enxerga seu processo, quando o compara a outras atividades irregulares na política. Desta vez, o parlamentar, que teve sua cassação pedida pelo colega Júlio Delgado (PSB-MG) no Conselho de à‰tica da Câmara por ter tomado emprestado o avião do doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, vê diferença de tratamento entre o episódio vivenciado por ele e o do jato do PSB.

O partido de Delgado, relator de seu processo de cassação na Câmara, usava desde maio um avião adquirido por recursos de caixa dois, pago por empresas fantasmas. Uma delas era uma peixaria falsa. Outra, que assumiu a compra da aeronave, a Bandeirantes Pneus, importava pneus chineses, causava danos ambientais e chegou a ser favorecida por benefícios fiscais pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB).

Read more

Na entrevista com Marina, pouca coisa o Jornal Nacional pôde fazer por Aécio; assista ao vídeo e opine

A expectativa era de que Willian Bonner massacrasse a presidenciável Marina Silva, do PSB. Não conseguiu. Quem assistiu teve a impressão de que foi o jornalista quem acabou “massacrado” pela herdeira de Eduardo Campos. Mesmo apoiado pela colega de bancada no Jornal Nacional, Patrícia Poeta, Bonner pouco pode fazer para salvar Aécio Neves (PSDB), o … Read more

Morte de Eduardo Campos: Assessor de Richa tem 48 horas para explicar acusação contra PT

No Paraná, o cadáver do ex-presidenciável Eduardo Campos (PSB) continua insepulto. A juíza Letícia Marina Conte, da 4!ª Vara Criminal de Curitiba, acolheu nesta quarta-feira (27) parecer do Ministério Público que dá prazo de 48 horas para que o advogado Júlio Jacob Júnior, assessor do governador Beto Richa (PSDB) e presidente da Copel Participações S/A, … Read more

Marina no JN: Bonner planeja espancar! morto Eduardo Campos para ressuscitar tucano Aécio Neves

Os jornalistas William Bonner e Patrícia Poeta já têm prontas as perguntas que farão na próxima quarta-feira (27), na bancada do Jornal Nacional, a Marina Silva, candidata do PSB à  Presidência da República. A Globo deverá centrar fogo no episódio da aeronave que caiu em Santos, no último 13 de agosto, que vitimou o ex-governador … Read more

Datafolha: Dilma lidera, Marina ultrapassa Aécio na corrida eleitoral

 Datafolha divulgado hoje mostra Marina Silva suplantando o tucano Aécio Neves pelo segundo lugar na corrida pela Presidência da República; Dilma Rousseff tem 36%, a candidata do PSB possui 21% e o tucano 20%; é a primeira sondagem já com o impacto da morte de Eduardo Campos; no último sábado (16), o Blog do Esmael registrou reviravolta eleitoral em que Aécio corria risco de não avançar para o segundo turno.

Datafolha divulgado hoje mostra Marina Silva suplantando o tucano Aécio Neves pelo segundo lugar na corrida pela Presidência da República; Dilma Rousseff tem 36%, a candidata do PSB possui 21% e o tucano 20%; é a primeira sondagem já com o impacto da morte de Eduardo Campos; no último sábado (16), o Blog do Esmael registrou reviravolta eleitoral em que Aécio corria risco de não avançar para o segundo turno.
O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (18) a primeira pesquisa depois da morte de Eduardo Campos. A presidenta Dilma Rousseff (PT) lidera a corrida com 36%. A herdeira do ex-governador pernambucano, Marina Silva (PSB), já aparece em segundo lugar com 21%. Aécio Neves (PSDB) vem em terceiro lugar com 20%.

Pastor Everaldo (PSC), Zé Maria (PSTU) e Eduardo Jorge (PV) tem 1% cada um. Os demais candidatos não atingiram 1%.

Já na simulação de segundo turno, Marina fica numericamente à  frente de Dilma, com 47 por cento das intenções de voto contra 43 por cento da presidente que busca a reeleição.

No último sábado (16), o Blog do Esmael registrou reviravolta eleitoral em que Aécio corria risco de não avançar para o segundo turno (clique aqui).

O Datafolha ouviu 2.843 eleitores nos dias 15 e 16 de agosto em 176 municípios paranaenses. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Veja o desempenho dos candidatos no infográfico:

Read more

Vídeo mostra Lula e Dilma aplaudidos no velório de Campos; confira

A velha mídia brasileira manipula como pode a emoção dos brasileiros com velório de Eduardo Campos. Utiliza-se do cadáver do socialista para fazer uma sórdida disputa do poder. Somente o mais desavisado não percebe essa questão. O Blog do Esmael analisou vídeo da Globo News no exato momento da chegada no velório — e anúncio … Read more

Dilma, Lula e Aécio dão o último adeus a Eduardo Campos

do Brasil 247

Presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram ao velório pouco antes das 10h; Lula deu um forte abraço nos filhos de Eduardo Campos; quando Dilma chegou, houve um princípio de vaia, rapidamente abafado por aplausos; governador Geraldo Alckmin entregou à  viúva Renata Campos cinco medalhas que foram encontradas pelas equipes de resgate em Santos; José Serra também foi ao velório, assim como o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), vice na chapa de Aécio Neves, que chegou por volta de 10h30, quando teve início a missa campal.
Presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram ao velório pouco antes das 10h; Lula deu um forte abraço nos filhos de Eduardo Campos; quando Dilma chegou, houve um princípio de vaia, rapidamente abafado por aplausos; governador Geraldo Alckmin entregou à  viúva Renata Campos cinco medalhas que foram encontradas pelas equipes de resgate em Santos; José Serra também foi ao velório, assim como o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), vice na chapa de Aécio Neves, que chegou por volta de 10h30, quando teve início a missa campal.
O velório de Eduardo Campos se transformou num ato ecumênico da política. Por volta de 10h, chegaram ao Palácio das Princesas a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Quando Dilma chegou, houve um princípio de vaia, rapidamente abafado por aplausos. Lula abraçou com força os filhos de Eduardo de Campos. Dilma fez o mesmo com a viúva Renata Campos.

Read more

Velório de Eduardo Campos mistura emoção e propagada política

do Brasil 247

Ao receber o caixão do pai com camisas estampadas com a frase "Não vamos desistir do Brasil", que também estava afixada ao caminhão do corpo de bombeiros que transportou o féretro, os filhos de Eduardo Campos contribuíram para que o velório se transformasse num ato político, o primeiro da campanha de Marina Silva à  presidência da República; do lado de fora do Palácio das Princesas, militantes gritavam "Justiça", como se Campos tivesse sido assassinado; a frase "Não vamos desistir do Brasil", dita pelo ex-governador pernambucano no Jornal Nacional, vem sendo tratada como testamento de Campos e será usada exaustivamente na propaganda eleitoral do PSB para tentar reduzir o voto nulo.
Ao receber o caixão do pai com camisas estampadas com a frase “Não vamos desistir do Brasil”, que também estava afixada ao caminhão do corpo de bombeiros que transportou o féretro, os filhos de Eduardo Campos contribuíram para que o velório se transformasse num ato político, o primeiro da campanha de Marina Silva à  presidência da República; do lado de fora do Palácio das Princesas, militantes gritavam “Justiça”, como se Campos tivesse sido assassinado; a frase “Não vamos desistir do Brasil”, dita pelo ex-governador pernambucano no Jornal Nacional, vem sendo tratada como testamento de Campos e será usada exaustivamente na propaganda eleitoral do PSB para tentar reduzir o voto nulo.
O velório de Eduardo Campos, iniciado ontem à  noite, quando os restos mortais do ex-governador de Pernambuco chegaram ao Recife, foi também um ato político, o primeiro da campanha de Marina Silva à  presidência da República.

No caminhão do corpo de bombeiros, estava colada a frase “Não vamos desistir do Brasil”, a última dita por Eduardo Campos, no Jornal Nacional, na véspera de sua morte.

Ao receber o caixão do pai, os filhos de Eduardo Campos também usavam uma camisa amarela, estampada com os mesmos dizeres. Estavam de luto, mas vestiam algo que transmitia uma mensagem política.

Read more

Coluna do Rocha Loures: A Nação de Luto pela morte de Eduardo Campos

Rodrigo da Rocha Loures* A semana que passou foi marcada pela lamentável tragédia da morte do candidato à  Presidência da República Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco. Além da inestimável perda humana, da imensa dor dos familiares, amigos e simpatizantes, abriu-se um vazio na política brasileira, tão carente de lideranças lúcidas de envergadura nacional, que dificilmente … Read more

Reviravolta: Aécio corre risco de não avançar para o segundo turno

Pesquisador Murilo Hidalgo, da Paraná Pesquisas, à  revista à‰poca desta semana, afirmou que haverá segundo turno com a entrada de Marina Silva no jogo eleitoral; entretanto, reviravolta eleitoral poderá deixar fora do segundo turno o tucano Aécio Neves; Hidalgo é o entrevistado na reportagem de capa sobre a morte de Eduardo Campos; confira trecho abaixo.
Pesquisador Murilo Hidalgo, da Paraná Pesquisas, à  revista à‰poca desta semana, afirmou que haverá segundo turno com a entrada de Marina Silva no jogo eleitoral; entretanto, reviravolta eleitoral poderá deixar fora do segundo turno o tucano Aécio Neves; Hidalgo é o entrevistado na reportagem de capa sobre a morte de Eduardo Campos; confira trecho abaixo.
O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, foi o entrevistado pela reportagem de capa da Revista à‰poca desta semana. O assunto, óbvio, não poderia ser outro: a morte Eduardo Campos (PSB), sua substituição pela vice Marina Silva e a reviravolta nas eleições presidenciais. O especialista diz que o quadro mudou e que haverá segundo turno em uma disputa “embolada” entre Marina e Aécio Neves. Confira trecho da entrevista:

Read more

Candidatura de Marina implode no Paraná ‘palanque duplo’ de Beto Richa

Notícia nada boa nas hostes tucanas. A cada vez mais provável candidatura de Marina Silva à  Presidência da República, em substituição ao ex-governador pernambucano Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na última quarta (13), causará desarranjo na campanha do governador Beto Richa (PSDB), que luta pela reeleição no Paraná. Richa se gabava de ter dois … Read more

Presidente do PSB cede e Marina será candidata à  Presidência da República

do Brasil 247 Após o encontro com Marina Silva em São Paulo, a cúpula do PSB confirmou sua candidatura no lugar de Eduardo Campos. Ela deverá ser anunciada oficialmente na próxima quarta-feira (20). Até o novo presidente do PSB, Roberto Amaral, visto como o principal obstáculo para o acerto, confirmou a escolha. “A candidatura de … Read more

Luiza Erundina pode substituir candidatura de Eduardo Campos

do Brasil 247

A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem informadas do País, publicou, nesta tarde, uma nota que representa uma guinada nas especulações eleitorais; segundo ela, o PSB estuda lançar a candidatura de Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo e filiada ao partido, como candidata à  presidência da República; Marina Silva permaneceria como vice; sinal de que não há consenso em torno do nome da ex-senadora, que enfrenta resistência do atual presidente da legenda, Roberto Amaral.
A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem informadas do País, publicou, nesta tarde, uma nota que representa uma guinada nas especulações eleitorais; segundo ela, o PSB estuda lançar a candidatura de Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo e filiada ao partido, como candidata à  presidência da República; Marina Silva permaneceria como vice; sinal de que não há consenso em torno do nome da ex-senadora, que enfrenta resistência do atual presidente da legenda, Roberto Amaral.
A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem-informadas do País, publicou, nesta tarde, uma informação que pode alterar os rumos da sucessão presidencial.

Segundo ela, uma ala do PSB estaria inclinada a lançar Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo, ao Palácio do Planalto (leia aqui).

à‰ uma indicação clara de que não há consenso no PSB em torno do nome de Marina Silva, que enfrenta resistência do próprio presidente da legenda e sucessor de Eduardo Campos no cargo, Roberto Amaral.

Read more

PT interpela criminalmente assessor de Beto Richa por insinuação sobre morte de Eduardo Campos

O diretório estadual do PT do Paraná ingressou ontem (14) com uma interpelação criminal, em Curitiba, contra o advogado Júlio Jacob Júnior, assessor jurídico do governador Beto Richa (PSDB) e presidente da Copel Participações S/A. O Blog do Esmael registrou na última quarta-feira (13), dia em que caiu o avião do ex-governador pernambucano Eduardo Campos … Read more

Datafolha adiado para amanhã

A morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB) atrasou a divulgação da pesquisa Datafolha sobre a disputa pelo governo do Paraná. A sondagem estava prevista para hoje, horas antes do debate que haveria entre os candidatos, que também foi transferido para dia 28 pela Band Curitiba. Segundo informações obtidas pelo Blog do Esmael, os números da … Read more

Lula sobre Campos: “Nós éramos mais do que políticos amigos”

“Nós éramos mais do que políticos amigos, nós éramos companheiros”. Foi assim que Lula, emocionado, definiu a relação com o ex-presidenciável Eduardo Campos (PSB), na tarde de hoje, ao conversar com a imprensa no Instituto Lula. O ex-presidente explicou que não teve condições de falar sobre o assunto ontem e declarou: “O que a gente … Read more

Morto é principal cabo eleitoral de candidato a deputado no Paraná

Um cavalete espalhado pelas ruas no litoral do Paraná vem chamando atenção pela utilização bizarra da imagem de um falecido político local. Trata-se do candidato a deputado estadual Marquinhos Roque (PMDB) que usa a imagem do seu pai, Mario Roque, ex-prefeito de Paranaguá falecido há pouco mais de um ano. O uso de personalidades já falecidos na política não é novidade, a questão é que a imagem utilizada parece a de um fantasma mesmo, isso sem falar numa aureola de santo desenhada sobre o sobrenome. Do além.
Um cavalete espalhado pelas ruas no litoral do Paraná vem chamando atenção pela utilização bizarra da imagem de um falecido político local. Trata-se do candidato a deputado estadual Marquinhos Roque (PMDB) que usa a imagem do seu pai, Mario Roque, ex-prefeito de Paranaguá falecido há pouco mais de um ano. O uso de personalidades já falecidos na política não é novidade, a questão é que a imagem utilizada parece a de um fantasma mesmo, isso sem falar numa aureola de santo desenhada sobre o sobrenome. Do além.

Que as pessoas ficam mais legais quando morrem todo mundo fala. Mas será que morto dá voto? Essa é aposta do candidato a deputado estadual Marquinhos Roque (PMDB), que usa a imagem de seu pai falecido, o ex-prefeito de Paranaguá e ex-deputado estadual, Mario Roque; que morreu quando estava à  frente da prefeitura da maior cidade do litoral paranaense em julho do ano passado. A novidade está na forma como a imagem é utilizada. Nos materiais de campanha de Marquinhos aparece uma foto de seu pai como se fosse um fantasma. Para completar, o sobrenome Roque recebe uma aureola de santo, como na novela Roque Santeiro exibida nos anos 80 pela TV Globo.

Na história do nosso país há diversos casos em que pessoas mortas serviram a objetivos políticos. Um dos casos mais conhecidos é do presidente da então província da Paraíba, João Pessoa. Seu assassinato quando era candidato a vice-presidente na chapa com Getúlio Vargas foi o estopim para a revolução de 1930. Seu corpo foi embalsamado e o esquife ficou exposto à  visitação pública por vários dias na Paraíba, até ser transportado para ser sepultado no Rio de Janeiro.

Read more

Pós-Campos: Candidatura de Marina não interessa a Aécio nem a Dilma

Algumas horas depois do trágico acidente aéreo que levou o presidenciável Eduardo Campos já se falava em substituição do candidato do PSB. à€ primeira vista soa como natural que a vaga seja “herdada” pela ex-senadora Marina Silva, vice na chapa socialista. Entretanto, uma eventual candidatura de Marina à  Presidência da República não interessa a Aécio … Read more