7 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Por “Lula Livre”, centrais sindicais vão parar o Brasil no próximo dia 10 de agosto

Por “Lula Livre”, centrais sindicais vão parar o Brasil no próximo dia 10 de agosto

As sete principais centrais sindicais — CUT, CSB, CTB, Força Sindical, Intersindical, Nova Central e UGT — decidiram que vão parar o Brasil no próximo dia 10 de agosto por “Lula Livre” no Dia Nacional de Luta em defesa da democracia e da soberania nacional. ... 

Leia mais

19 de outubro de 2016
por Esmael Morais
36 Comentários

Ao vivo: Servidores e governo fazem reunião sobre greve no Paraná

Servidores públicos em greve — dentre os quais educadores — participam esta tarde de uma nova rodada de negociações com o governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

24 de novembro de 2015
por Esmael Morais
1 Comentário

Fórum começa a discutir reajuste do piso salarial dos professores

da Agência Brasil
O fórum permanente para acompanhar a atualização do valor do piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica reuniu-se hoje (24) pela primeira vez, após ter sido anunciado em junho. O fórum é formado por secretários estaduais e municipais de educação, por representantes dos trabalhadores e do Ministério da Educação (MEC). Esse grupo deverá negociar parâmetros para o próximos reajustes do piso dos professores e discutir a carreira dos docentes.

Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o piso teve um reajuste acima da inflação, de 45%, desde 2011. “Esse crescimento não tem sido acompanhado do aumento da receita dos estados e municípios, principalmente em um momento como esse. Precisamos chegar a um entendimento em relação ao ritmo de crescimento. Tem que continuar crescendo em termos reais, compatível com a receita de estados e municípios”, afirmou. Pela Lei 11.738/2008, o piso salarial dos professores é ajustado anualmente, e atualmente está em R$ 1.917,78.

A criação do fórum está prevista no Plano Nacional de Educação (PNE), que define metas para melhorar a educação nos próximos dez anos. A intenção é que ele funcione permanentemente, como um espaço de negociação. Mercadante disse que se houver acordo entre as partes, é possível buscar uma alteração na lei. “Acho há espaço para buscar no fórum o entendimento de uma proposta, e depois, convencer o Congresso Nacional”, disse.

A Lei do Piso estabelece o valor mínimo a ser pago aos professores com formação de nível médio, com jornada de 40 horas semanais. O reajuste é feito com base no aumento do percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano. Ou seja, o valor se refere à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, passou para R$ 1.024,67, em 2010, e chegou a R$ 1.187,14, em 2011. Em 2012, o valor era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e, em 2014, foi reajustado para R$ 1.697. O maior reajuste foi registrado em 20 Leia mais