4 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Risco Bolsonaro derruba a bolsa e dólar sobe

Risco Bolsonaro derruba a bolsa e dólar sobe

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um risco para o mercado, que ele diz representar, como liberal, e um desastre para o povão — a julgar pelas primeiras medidas do governo. ... 

Leia mais

2 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Queda no salário mínimo faz alegria na Bolsa de Valores, que sobe 4% no primeiro dia de Bolsonaro

Queda no salário mínimo faz alegria na Bolsa de Valores, que sobe 4% no primeiro dia de Bolsonaro

Os especuladores estão em festa com a posse de Jair Bolsonaro (PSL), pois a Bolsa de Valores subiu 4% após o presidente da República reduzir o salário mínimo de R$ 1.006,00 para R$ 998. ... 

Leia mais

1 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro jura que ‘não matará idosos’ por reforma da previdência

Bolsonaro jura que ‘não matará idosos’ por reforma da previdência

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) jurou nesta sexta (30) que não realizará uma reforma da previdência que implique em matar os idosos para salvar especuladores no mercado financeiro. ... 

Leia mais

23 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro pode ser derrotado pelo “salto alto”, diz Estadão

Bolsonaro pode ser derrotado pelo “salto alto”, diz Estadão

O Estadão, que torce por Bolsonaro, dá como favas contadas a eleição do ex-militar no domingo. Pela lógica do jornalão, nem precisaria realizar a votação deste segundo turno. ... 

Leia mais

13 de julho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dias Toffoli é alvo de ‘fake news’ nas vésperas de assumir presidência do STF

Dias Toffoli é alvo de ‘fake news’ nas vésperas de assumir presidência do STF

Os cães de aluguel de especuladores, travestidos de mídia, atacam “preventivamente” o ministro Dias Toffoli nas vésperas de assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). ... 

Leia mais

7 de julho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Lula lidera até pesquisa encomendada por especuladores da XP/Itaú

Lula lidera até pesquisa encomendada por especuladores da XP/Itaú

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua imbatível até mesmo nas pesquisas dos especuladores. A XP Investimentos, braço do banco Itaú, divulgou neste sábado (7) que o petista lidera isolado a corrida presidencial com 28% das intenções de voto.

Como o setor financeiro já começa a sorrir para Jair Bolsonaro, o ex-capitão do Exército aparece em segundo lugar com 20%.

Leia mais

15 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Lula segue imbatível, segundo pesquisa de especuladores

Lula segue imbatível, segundo pesquisa de especuladores

Luiz Inácio Lula da Silva segue imbatível nas urnas, constata nesta sexta (15) pesquisa da XP Investimentos — uma das agências de especulação financeira que controla o site Infomoney. ... 

Leia mais

8 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em No desespero, até “mercado” faz enquetes contra Lula

No desespero, até “mercado” faz enquetes contra Lula

O dito “mercado” especulativo está apelando às enquetes para desacreditar a candidatura cada vez mais factível de Luiz Inácio Lula da Silva. O último a lançar mão desse expediente foi a “XP Investimentos” (sic), por meio de seu portal, Infomoney, que hoje publicou que Fernando Haddad está em segundo lugar. ... 

Leia mais

22 de março de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Habeas corpus para Lula deixa especuladores suando frio

Habeas corpus para Lula deixa especuladores suando frio

Especuladores do mercado financeiro transvestidos de sites jornalísticos amanheceram aflitos, nesta quinta (22), diante da possibilidade concreta de o STF conceder habeas corpus preventivo ao ex-presidente Lula. Os abutres prometeram a prisão do petista a seus seguidores, mas receiam não poder entregar. Por isso o desespero e o aumento de fake news nessas horas que antecedem o plenário da corte. ... 

Leia mais

8 de outubro de 2014
por Esmael Morais
18 Comentários

Rumor de escândalo sobre PSDB derruba Bolsa de Valores

via Brasil 247

O Ibovespa vive um dia de montanha-russa. O índice chegou a subir 1,31% na abertura do pregão em meio a especulações eleitorais, passou a cair forte em meio a especulações sobre a Ata do Fomc (Federal Open Market Committee) e passou a despencar mais de 2% em meio a rumores de que uma denúncia afetaria Aécio Neves (PSDB), mas que não foi comprovada. Porém, após a Ata do Fomc, o índice amenizou um pouco as perdas, mas não suficiente para fazer o índice virar para cima.

Petrobras chegou a cair 5,5%, mas amenizou para baixa de cerca de 3%, enquanto o Banco do Brasil zerou as perdas. A ata do Fomc mostrou que o Fed vai manter a expressão “tempo considerável” ao se referir a juros baixos, o dólar diminuiu a sua alta registrada hoje.

Mas os rumores eleitorais pesam mais sobre o índice. “Todos os ativos brasileiros viraram repentinamente após rumores de que a imprensa fará denúncia que pode afetar candidatura de Aécio”, diz Davison Santana, estrategista da Bloomberg. No entanto, até o momento ainda não foi divulgado nem confirmado qualquer teor sobre as informações que estariam para ser divulgadas, assim como a credibilidade das informações.

Além disso, o mercado partiu para movimento de proteção antes de pesquisas que serão divulgadas amanhã, com destaque para o Datafolha e Ibope. As expectativas pelas pesquisas são desencontradas: enquanto algumas pesquisas espelho apontam para um empate técnico entre Dilma e Aécio, outras sinalizaram a candidata petista com uma diferença acima do esperado ante o tucano.

Destaque ainda para o relatório da agência de classificação de risco Moody’s, que fez um comentário sobre a situação brasileira após o primeiro turno das eleições presidenciais.

Segundo a agência, o rating do Brasil não depende de quem vencer a eleição e sim da capacidade do novo governo de reverter a deterioração que tem sido observada nas métricas de dívida, na política fiscal e na situação econômica. A Moody’s diz que há pouca clareza nas propostas apresentadas até agora por Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), o que pode ser uma estratégia política.

Mesmo a ata da última reunião do Fomc (Federal Open Market Committee), que impulsionou os mercados lá fora, não impulsionou tanto a bolsa por aqui. A ata mostrou que alguns integrantes do Fed queriam tirar a fala “tempo considerável”, mas evitou em parte por causa da preocupação de que como o mercado veria essa política, além de acreditar ser preciso prudência para avaliar as condições econômicas.

Oi cai forte Fora do noticiário econômico e eleitoral, destaque para para a Oi (OIBR4), que tem a maior baixa do índice depois do anúncio da saída do seu CEO (Chief Executive Officer) Zeinal Bava. De acordo com o Bradesco BBI, a decisão tomada num momento em que a companhia enfrenta uma condição financeira delicada reforça a perspectiva desafiadora para a companhia telefônica.

Leia mais

31 de julho de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

“Fundos abutre” ameaçam soberania econômica da Argentina

do Opera Mundi
No prazo final para evitar um calote técnico, a Argentina não entrou em acordo nesta quarta-feira (30/07) com os denominados fundos abutre!, detentores de bônus da dívida do país sul-americano que rejeitaram as reestruturações de 2005 e 2010.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa no consulado argentino de Nova York pelo ministro de Economia, Axel Kicillof. Segundo ele, foram oferecidas condições similares à s definidas com os fundos que entraram nas últimas reestruturações. Oferecemos 300% de lucro. Não aceitaram.!

A Argentina é um país soberano. O que os fundos abutres pedem é impossível. Queremos um diálogo que não viole nossas próprias leis e contratos!, disse o ministro. Kicillof também afirmou que a obrigação dos funcionários é defender o direito dos argentinos, por isso não podem assinar qualquer coisa! que possa gerar um incremento extraordinário da dívida argentina.

Desde 2012, a Argentina tentava uma revisão da sentença do juiz nova-iorquino Thomas Griesa, que determinou que o país deveria pagar integralmente a dívida com os fundos Aurelius Management e NML Capital, uma unidade da Elliott Management, do bilionário Paul Singer.

O governo argentino tinha esperança que Griesa reestabelecesse uma cautelar à  sua própria sentença, para que o país pudesse negociar com os fundos litigantes sem a pressão do calote iminente.

Os fundos abutre! ganharam esse nome porque, em 2008, compraram bônus da dívida argentina !“em moratória desde 2001 – no mercado secundário, a um valor nominal muito inferior ao que ganharam o direito de receber na justiça norte-americana. Segundo dados do governo argentino, os bônus da dívida foram comprados por US$ 48,7 milhões, enquanto a sentença de Griesa obriga a Argentina a pagar US$1,5 bilhão aos fundos litigantes.

“Nestas manhã e tarde, representantes da República da Argentina, liderados pelo ministro da Economia, Axel Kicillof, e representantes dos holdouts (fundos que não aderiram à s reestruturações da d Leia mais