9 de dezembro de 2016
por esmael
14 Comentários

Requião denuncia: Renan barganhou ‘abuso de autoridade’ com o Supremo

requiao_stf_renanO senador Roberto Requião (PMDB-PR) denunciou nesta sexta (9) que o projeto relatado por ele, sobre abuso de autoridade, foi negociado com o Supremo Tribunal Federal em troca da suspensão do afastamento de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado.

7 de dezembro de 2016
por esmael
16 Comentários

Renan cancela sessão após vencer Supremo

renan_calheirosO senador Renan Calheiros (PMDB-AL) conseguiu nesta quarta (7) dobrar os joelhos do Supremo Tribunal Federal. Após derrubar a liminar que pedia seu afastamento da presidência do Senado, o Rei do Brasil cancelou a sessão deliberativa para as 10h desta quinta (8).

26 de junho de 2015
por esmael
12 Comentários

Histeria contra Lula expõe baixarias da oposição representada por Caiado

do Brasil 247
caiadoEstreante no Senado, o líder do DEM Ronaldo Caiado incorporou nesta quinta-feira (25) mais uma gafe para a sua coleção de equívocos na insistência de fazer uma oposição raivosa ao governo federal e aliados. Foi o parlamentar goiano que espalhou a mentira de que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva teria entrado com um pedido de habeas corpus na Justiça, temendo ser preso pelos desdobramentos da Operação Lava Jato. O próprio juiz Sérgio Moro divulgou nota informando que o petista sequer é alvo da investigação.

25 de junho de 2015
por esmael
8 Comentários

Em nota, Sérgio Moro nega investigação contra ex-presidente Lula

Moro_LulaO juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, responsável pela Operação Lava Jato, em nota, negou na tarde desta quinta-feira (25) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteja sendo investigado.

“A fim de afastar polêmicas desnecessárias, informa-se, por oportuno, que não existe, perante este Juízo, qualquer investigação em curso relativamente a condutas do Exmo. ex-Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva”, diz o documento emitido pela 13ª Vara Federal de Curitiba.

Na manhã de hoje, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) tuitou a notícia falsa de que o ex-presidente Lula teria conseguido um Habeas Corpus na Justiça Federal do Paraná para não ser preso na Operação Lava Jato.

O Instituto Lula divulgou há pouco que “o ex-presidente já instruiu seus advogados para que ingressem nos autos e requeiram expressamente o não conhecimento do Habeas Corpus”.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) informa que o desembargador João Pedro Gebran Neto indeferiu, nesta tarde, o Habeas Corpus impetrado ontem pelo consultor Maurício Ramos Thomaz. Leia abaixo.

TRF4 nega habeas corpus preventivo a favor de Lula impetrado por cidadão

25 de junho de 2015
por esmael
17 Comentários

DEM divulga pedido ‘fake’ de habeas corpus para que ‘Lula não seja preso’

do Brasil 247
Um habeas corpus preventivo impetrado na Justiça Federal do Paraná pede que o ex-presidente Lula não seja preso na Operação Lava Jato. O documento é do fim da tarde desta quarta-feira 24, mas de acordo com o Instituto Lula, não foi impetrado pelo petista.

Segundo a entidade, que respondeu à Folha de S. Paulo, qualquer cidadão poderia fazer isso. O instituto vê a ação como de “alguém preocupado com o ex-presidente” ou “como uma provocação”.

A divulgação do documento foi feita primeiramente pelo senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), via Twitter, que divulgou o link do HC. “Lula ‘Brahma’ quer escapar da responsabilidade no escândalo do Petrolão/Lava Jato. Habeas Corpus prova que o ‘chefe’ foi identificado”, escreveu o parlamentar.

“O Instituto Lula estranha que sua divulgação parta do senador Ronaldo Caiado”, respondeu, em nota, o instituto, que concluiu que “o ex-presidente não é investigado na operação Lava-Jato”.

11 de outubro de 2013
por esmael
8 Comentários

Defenestrado, Caiado chama Campos de “covarde”

do Brasil 247
Depois de ser “despachado” pelo governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, o líder do DEM na Câmara, deputado Ronaldo Caiado (GO), afirmou que Campos havia sido covarde ao declarar, em rede nacional, que não havia firmado nenhum acordo político com ele. A declaração foi dada durante entrevista a Aldo Vilela, na Rádio JC News, nesta sexta-feira 11.

“Foi o gesto de uma tibieza ímpar. à‰ covardia mesmo”, criticou o deputado durante o programa. No início da semana, Campos declarou, em entrevista à  rádio CBN, que “não há nenhuma aliança com Ronaldo Caiado no conjunto do PSB e da Rede”. A frase corroborou o discurso de Marina Silva, ao jornal O Globo, de que o Democratas não era bem-vindo na aliança entre Rede e PSB. Para ela, seria insustentável a adesão de “inimigos dos trabalhadores rurais” à  aliança entre os dois partidos.

A ex-senadora ainda insinuou que Caiado deveria pedir para sair. “Essa decisão é do PSB e de Eduardo. Se prosperar a contribuição da Rede, é obvio que Caiado não se sentirá confortável nesse quadro, e imagino que ele já esteja se preparando para ir para a candidatura do Aécio”, afirmou. “Porque, obviamente, na cultura da Rede não há lugar para um inimigo histórico dos trabalhadores rurais, das comunidades indígenas”, prosseguiu.

“Tenho muito orgulho de defender a agropecuária”, rebateu Caiado nesta sexta-feira. “Ela é responsável por 67% do PIB do meu estado e mais de 47% da absolvição de mão-de-obra aqui em Goiás”, defendeu. “Como alguém pode querer governar o país sem entender que hoje a agropecuária brasileira é o único setor de sustentação da economia do Brasil? à‰ o único lugar onde somos competitivos mundialmente”, defendeu.

Caiado é um aliado histórico de Eduardo, e vinha trabalhando em uma aliança nacional do DEM com o PSB. “Fui um dos primeiros a apoiar a junção do PSB com o DEM. Inclusive aplaudi a entrada de Marina Silva no PSB. Dei entrevistas, afirmei que não vetava ninguém de entrar na aliança”, relatou. “Acreditava que Eduardo seria firme em dizer ‘eu sou o líder. Vou escutar os aliados, só que a última palavra é minha’. Mas ao invés de Marina aderir a Eduardo, Eduardo aderiu a ela e incorporou o espírito da ex-ministra”, lamentou. O DEM ainda não decidiu se apoiará algum candidato à  presidência em 2014.