10 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Espionar Igreja é volta à repressão, diz PT

Espionar Igreja é volta à repressão, diz PT

O PT emitiu uma nota na noite deste domingo (9) na qual considera muito grave a espionagem do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) contra a Igreja Católica feita por meio do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN). ... 

Leia mais

10 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Flávio Dino: espionagem do governo Bolsonaro contra Igreja Católica é um escândalo

Flávio Dino: espionagem do governo Bolsonaro contra Igreja Católica é um escândalo

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), condenou neste domingo (10) o que ele considera espionagem do governo Bolsonaro contra a Igreja Católica. ... 

Leia mais

25 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em General Heleno nega que vai transformar a Abin em um ‘novo’ SNI de Bolsonaro

General Heleno nega que vai transformar a Abin em um ‘novo’ SNI de Bolsonaro


O general Augusto Heleno, futuro chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), disse que não pretende transformar a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) em um novo Serviço Nacional de Informações (SNI) do governo Bolsonaro, organismo de espionagem e inteligência da ditadura.

“Isso é uma bobagem. Não há ideia de resgatar nada. Não estamos olhando para o retrovisor. Estamos olhando para a frente”, disse Heleno em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, publicada nesta terça-feira (25). O general negou também que a Abin atuará “sob um viés ideológico”.
Leia mais

21 de outubro de 2016
por Esmael Morais
23 Comentários

Lava Jato bate à porta de Renan Calheiros, 2 dias após prisão de Eduardo Cunha

moro_renanO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), viu hoje (21) pela manhã a Lava Jato bater à sua porta. O parlamentar chegou a sentir o bafo do juiz Sérgio Moro em seu cangote. Leia mais

21 de setembro de 2016
por Esmael Morais
25 Comentários

Fruet colocou ‘arapongas’ atrás de Greca?

greca_gmO candidato à Prefeitura de Curitiba, Rafael Greca (PMN), nesta quarta (21), denunciou que o prefeito e candidato à reeleição, Gustavo Fruet (PDT), colocou dois ‘arapongas’ em sua cola. Leia mais

28 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
87 Comentários

Governador Beto Richa está espionando “professoras perigosas” em greve, revela Estadão

Acampamento de professores em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, está sendo espionado pela

Acampamento de professores em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, está sendo espionado pela “polícia política” do tucano Beto Richa. Professores e funcionários de escolas completam neste domingo 20 dias em greve. Segundo o governador paranaense, o temor é pela nacionalização do movimento contra o PSDB. Aécio Neves ligou para o correligionário de ninho para colher informações! sobre o movimento.

O governador Beto Richa (PSDB) resolveu partir para a baixaria contra os professores em greve no Paraná. Segundo revelou o Estadão,

neste sábado (28) ... 

Leia mais

12 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
26 Comentários

EUA se infiltraram em cenário musical cubano para incentivar oposição a governo entre jovens

do Opera Mundi
cuba_cultura_eua.jpgPor mais de dois anos, a Usaid (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) se infiltrou secretamente no cenário hip-hop underground de Cuba, recrutando rappers para desencadear um movimento de jovens contra o governo, de acordo com documentos obtidos pela AP (Associated Press) e divulgados nesta quinta-feira (11/12).

De acordo com os arquivos, a ideia era usar músicos cubanos “para romper o bloqueio de informação” e construir uma rede de jovens que procurassem uma “mudança social” em relação à  liderança dos irmãos Castro, no poder desde 1959.

No entanto, a operação foi classificada como amadora e foi mal sucedida. O programa secreto dos EUA também envolveu a empresa Creative Associates International, com base em Washington, DC, que pagou milhões de dólares para minar o governo comunista de Cuba. Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Volkswagem monitorou Lula durante a ditadura militar

via Brasil 247

A Volkswagen espionou ativistas sindicais brasileiros na década dos anos 1980 e passou informações sobre reivindicações salariais e outras discussões privadas à  ditadura militar do país, de acordo com documentos recentemente descobertos que foram vistos pela Reuters.

A montadora monitorou secretamente seus próprios trabalhadores, bem como dirigentes sindicais proeminentes da época. Um dos alvos da Volkswagen foi Luiz Inácio Lula da Silva, que viria a ser presidente do Brasil de 2003 a 2010 e continua sendo um dos políticos mais influentes na cena nacional.

Os documentos foram recentemente descobertos em arquivos do governo por pesquisadores que estão contribuindo com os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que investiga abusos ocorridos durante o regime militar de 1964 a 1985 a pedido da presidente Dilma Rousseff.

A Reuters informou no mês passado que a comissão encontrou indícios de que diversas empresas, incluindo a Volkswagen e outras montadoras estrangeiras, ajudaram os militares a identificar ativistas sindicais na década de 1980 para suprimir a agitação trabalhista.

Agora, de acordo com líderes da CNV, 20 páginas de documentos marcados como “confidencial” que a Volkswagen deu aos militares em 1983 e 1984 fornecem a prova ainda mais clara de que algumas empresas foram mais longe, ao recolher de sua própria inteligência informações sobre atividades sindicais para então compartilhar esse material com autoridades.

Nos documentos, a Volkswagen forneceu dados extensos de mais de uma dezena de reuniões sindicais na Grande São Paulo. A empresa retransmitia planos de trabalhadores sobre greves, bem como suas demandas por melhores salários e condições de trabalho.

A empresa divulgou alguns nomes de trabalhadores da Volkswagen que participaram de eventos de sindicato e, em pelo menos dois casos, forneceu a marca e a placa de veículos presentes em atos sindicais.

A Volkswagen também relatou a exibição de um filme com temática socialista na sede de um sindicato; o conteúdo de folhetos distribuídos do lado de fora de sua fábrica e os nomes daqueles que distribuíram os panfletos; e um incidente em que “vários funcionários viciados foram surpreendidos fumando maconha”.

Tais informações foram tipicamente usadas pela polícia para monitorar, constranger e deter sindicalistas na esperança de desencorajar agitações trabalhistas futuras, disse Sebastião Neto, membro da CNV. Ele citou o material que a comissão reuniu a partir do depoimento de trabalhadores que sofreram esse tipo de tratamento.

“Os documentos mostram com clareza excepcional como as empresas esperavam que o governo as ajudasse a resolver problemas com seus trabalhadores”, disse Neto, que está supervisionando a investigação da CNV sobre as relações entre as empresas e os militares.

As empresas podem enfrentar processos cíveis ou demandas de reparação caso sejam consideradas culpadas por terem contribuído para violações de direitos humanos de Leia mais

15 de abril de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Grampolândia: AGU aciona MP por quebra de sigilo do Planalto

do Brasil 247A Advocacia-Geral da União (AGU) entrou nesta terça-feira 15 com uma reclamação disciplinar na corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra a promotora Márcia Milhomens Sirotheau Corrêa, que pediu à  Justiça a quebra de sigilo de aparelhos utilizados nas intermediações do Palácio do Planalto.

O pedido foi feito originalmente pelo juiz Bruno Ribeiro, que pediu afastamento da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. O objetivo era comprovar se o ex-ministro José Dirceu, preso na Papuda, em Brasília, usou o celular de dentro da cadeia, o que é proibido. No pedido enviado ao Supremo Tribunal Federal, a promotora do MP do DF não menciona o Planalto, mas indica dados de longitude e latitude do local.

Em seu pedido, a AGU lembra que uma investigação interna da penitenciária não encontrou provas da acusação de que Dirceu teria usado celular, mas “ao invés de simplesmente dar por encerrada a questão”, a promotora adotou um procedimento “inteiramente inédito e heterodoxo”, pedindo quebra de sigilo do Planalto “sem maiores justificativas, explicações e pormenorização”.

A atitude da promotora, na avaliação da AGU, parece não ter ocorrido dentro do “estreito linde da legalidade”. No pedido, o órgão do governo pede à  corregedoria do Conselho Nacional do MP, em regime de urgência cautelar, que sejam adotadas as medidas necessárias para tomar “insubsistente o pedido de quebra de sigilo telefônico feito de modo ilegal”.

Leia mais em:

Promotora escondeu quebra de sigilo do Planalto

Contra Dirceu, juiz tenta quebrar sigilo do Planalto Leia mais

3 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Em nota, governo do Paraná desmente Gazeta do Povo e jura que nunca espionou ninguém

O governo Beto Richa (PSDB) publicou uma nota de esclarecimento, nesta segunda-feira (3), esclarecendo que ” Não houve qualquer invasão de caixas postais de contas de e-mail”, conforme denúncia publicado na edição de ontem (2) no jornal Gazeta do Povo — e repercutida aqui neste espaço (clique aqui para relembrar).

Na reportagem de ontem, o jornal afirma que contas de e-mail Expresso Livre Mail!, controlada pela Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná (Celepar), estão sendo monitorada há muito tempo. Agentes do Gaeco (Grupo de Combate ao Crime Organizado), da receita estadual e policiais civis e militares teriam sido vítimas da espionagem.

“Até a presente data não há registro oficial de qualquer reclamação de invasão de caixas postais por usuários do Expresso”, diz um trecho da nota.

A seguir, leia a íntegra do desmentido do governo do Paraná:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A CELEPAR, tendo em vista informações veiculadas pela imprensa e em respeito ao Governo do Estado e à  sociedade paranaense, para os quais presta relevantes serviços há 49 anos, esclarece:

1. Não houve qualquer invasão de caixas postais de contas de e-mail utilizando-se da conta Administrador Expresso SESP!. O fato está comprovado por análise técnica de registros históricos de acesso à s contas, realizada no dia 2/2/2014, por técnicos da CELEPAR, acompanhados por representantes da área de Segurança Pública do Estado;

2. Até a presente data não há registro oficial de qualquer reclamação de invasão de caixas postais por usuários do Expresso;

3. Não existe Usuário Secreto!. A conta de e-mail mencionada pela imprensa é de Administração do Sistema de e-mails Expresso e está em uso desde 2004. Sua finalidade é de gestão do serviço;

4. A habilitação da funcionalidade de compartilhamento das contas da SESP com o usuário Administrador Expresso SESP! ocorreu numa operação de manutenção do sistema, em junho de 2013. A situação era visível aos usuários, podendo ser eliminada individualmente a qualquer momento pelo detentor da conta e não gerou qualquer invasão à s caixas postais, comprovado pelos relatórios t Leia mais

1 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
40 Comentários

Denúncia de espionagem abre nova crise no governo Richa

Servidores públicos do Paraná têm contas de e-mails espionados pela Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná (Celepar), órgão do governo do estado que teria a função de zelar segurança de dados funcionais; segundo reportagem do jornal Gazeta do Povo, edição de domingo (2), bisbilhotagem do Expresso Livre Mail! atingiu órgãos de segurança público, agentes do Gaeco, policiais civis e militares, além do serviço secreto da Secretaria da Segurança; ainda não se sabe se outros funcionários públicos, como professores e escolas, bem como outros órgãos e secretarias foram alvos da espionagem do administrador secreto! do Expresso Livre Mail!; xeretagem abre nova crise no governo Beto Richa.

Servidores públicos do Paraná têm contas de e-mails espionados pela Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná (Celepar), órgão do governo do estado que teria a função de zelar segurança de dados funcionais; segundo reportagem do jornal Gazeta do Povo, edição de domingo (2), bisbilhotagem do Expresso Livre Mail! atingiu órgãos de segurança público, agentes do Gaeco, policiais civis e militares, além do serviço secreto da Secretaria da Segurança; ainda não se sabe se outros funcionários públicos, como professores e escolas, bem como outros órgãos e secretarias foram alvos da espionagem do administrador secreto! do Expresso Livre Mail!; xeretagem abre nova crise no governo Beto Richa.

Sorria, você está sendo espionado, caro servidor público do estado. Sua conta de e-mail “Expresso Livre Mail”, controlada pela Companhia de Tecnologia da Informação do Paraná (Celepar), está sendo monitorada há muito tempo! à‰ isso que diz a reportagem de Diego Ribeiro e Felipe Aníbal, na edição de domingo (2) do jornal Gazeta do Povo.

Segundo a reportagem, administrador secreto das contas “Expresso Livre Mail” bisbilhotou mensagens eletrônicas de policiais civis e militares, agentes do Gaeco (Grupo de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público, e até de um agente do serviço secreto da Secretaria de Segurança Pública responsável pela ativação de “grampos” telefônicos com autorização judicial.

Não se sabe ainda qual a dimensão da espionagem, se há outras secretarias e funcionários vigiados, nem quem é o mandante da quebra de sigilo do funcionalismo público. O que se sabe é que informações sigilosas foram violadas dentro da estrutura do Estado.

A priori, de acordo com a Gazeta do Povo, as polícias e órgãos de segurança foram alvos da espionagem. A polícia Civil levou o caso para o Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber). A Polícia Militar abriu inquérito para apurar o crime.

Essa denúncia de espionagem abre nova crise no coração do governo Beto Richa.
Leia mais

17 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
4 Comentários

Ex-agente que denunciou espionagem de Obama contra Dilma pede asilo ao Brasil

da Opera Mundi
O ex-agente norte-americano Edward Snowden escreveu uma “carta aberta ao povo brasileiro” em que promete ajudar o país na investigação sobre o escândalo de espionagem da NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos). Desde junho, Snowden tem revelado parte dos programas da agência, que incluem uma coleta massiva de informações sem autorização judicial, incluindo o monitoramento de telefonemas e e-mails de líderes mundiais como a presidente Dilma Rousseff e alguns de seus assessores, e de empresas como a Petrobras.

A carta foi publicada na edição desta terça-feira (17/12) do jornal Folha de S.Paulo e, embora Snowden não mencione diretamente, dá a entender que pede asilo político permanente em troca da ajuda. Segundo o jornal, a promessa será enviada a autoridades brasileiras e fará parte de uma campanha online em um site especializado em petições. Essa campanha será liderada pelo brasileiro David Miranda, namorado de Glenn Greenwald, o jornalista norte-americano que recebeu parte das informações de Snowden e revelou o esquema de espionagem ao mundo.

“Esses programas nunca foram motivados pela luta contra o terrorismo: são motivados por espionagem econômica, controle social e manipulação diplomática. Pela busca de poder”, diz Snowden na carta, alertando para o fato que a espionagem sem critério “ameaça tornar-se o maior desafio aos direitos humanos de nossos tempos”.

A Folha afirma que, de acordo com relatos de Greenwald, Snowden quer vir ao Brasil de forma definitiva. Por isso, ele não se dirigiu diretamente à  presidente brasileira nem citou o termo asilo! no texto, para não causar problemas com o governo da Rússia, que lhe concedeu a permanência temporária no país no meio do ano.

Na carta, ele diz não se arrepender do que fez e alerta para os perigos das ações de espionagem norte-americanas. “Existe uma diferença enorme entre programas legais, espionagem legítima, atuação policial legítima – em que indivíduos são vigiados com base em suspeitas razoáveis, individualizadas – e esses programas de vigilância em massa para a formação de uma rede de informações, que colocam populações inteiras sob vigilância onipresente e salvam cópias de tudo para sempre”.

Ele lembra que recebeu pedido de ajuda de senadores brasileiros para auxiliar nas investigações “de crimes contra cidadãos brasileiros”, em referência à  CPI iniciada no Senado para investigar as intervenções da NSA no país Leia mais

6 de novembro de 2013
por Esmael Morais
10 Comentários

Folha deu a Obama o álibi que os EUA buscavam; regulação da mídia já

do Brasil 247 A tentativa do Brasil de liderar uma ação mundial para conter a espionagem em larga escala praticada pelos Estados Unidos, ao lado da Alemanha, se tornou motivo de piada entre diplomatas norte-americanos desde a comparação feita pela Folha com casos praticados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em 2003.

“Apesar da diferença de escala e cenário, está confirmado que todo mundo se espiona”, dizem diplomatas do Departamento de Estado e altos funcionários na Casa Branca, segundo manchete do Uol. “Não há virgens nesse negócio”, ironizam.

Recentemente, a presidente Dilma Rousseff ganhou destaque no cenário internacional ao pedir em assembleia da ONU uma regulação da internet em referência clara aos abusos praticados pelo sistema Big Brother Obama. A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, a NSA, vigiou cidadãos e governos de países como Brasil, México, França, Espanha e Alemanha. Em solo brasileiro, interceptou conversas de gabinete da presidente Dilma Rousseff e quebrou o sigilo da Petrobras.

Nesse contexto, o maior jornal do Brasil publica na última segunda-feira uma matéria que cai como uma luva para os EUA e ao mesmo tempo avacalha os esforços de Dilma. Com base em um relatório da Abin, o jornal aponta que representantes diplomáticos de ao menos três países foram seguidos e até fotografados durante estadia no Brasil (Leia aqui). Com um caso pequeno, fez pirraça e trabalhou contra o Brasil.

Comparações dos dois casos são absurdas, como ressaltou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo: se trata de um caso de contrainteligência, que não guarda nenhuma semelhança com as violações à  privacidade de milhares de cidadãos cometidas pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos!.
Leia mais

5 de novembro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

Dilma exige que guarda de dados da internet fique no Brasil, diz João Arruda

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR), que presidente a Comissão Especial que analisou o projeto do Marco Civil, será apreciado pela Comissão Geral da Câmara nesta quarta (6), informou nesta tarde ao blog que a presidenta Dilma Rousseff quer que os datacenters para armazenagem e gerenciamento de dados de usuários permaneçam em território nacional.

O relator na Câmara do projeto que cria o Marco Civil da Internet, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), acatou o pedido da presidenta que, em outra ação para conter espionagem externa, publicou no Diário Oficial da União desta terça a obrigatoriedade do serviço público se comunicar através de e-mail 100% nacional — o Expresso — cuja tecnologia desenvolvida durante o governo de Roberto Requião (PMDB) no Paraná foi adotada pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados).

Arruda disse que a Câmara deverá aprovar amanhã a melhor legislação de internet do mundo, pois o texto elaborado pela comissão presidida por ele assegura três pontos principais: a liberdade de expressão; a privacidade do usuário; e o ponto mais polêmico, a neutralidade da rede.

A ideia de neutralidade da rede consiste em impedir que empresas que explorem a infraestrutura de transmissão e difusão da internet possam privilegiar cliente e controlar conteúdos. Ou seja, a neutralidade veda qualquer tipo de controle !“ inclusive monetário !“ do dono do cabo sobre aquilo que transita pelo cabo.

O Marco Civil da Internet é uma espécie de Constituição para a rede. Leia mais

5 de novembro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

Dilma obriga uso de e-mail brasileiro contra espionagem de Obama

da Agência BrasilDecreto publicado na edição de hoje (5) do Diário Oficial da União determina que os serviços de telecomunicações e de tecnologia da informação de órgãos ligados à  administração pública federal direta, autárquica e fundacional ocorram por meio de redes e serviços fornecido por órgãos ou entidades da própria administração pública federal.

A iniciativa, que abrange também empresas públicas e sociedades de economia mista da União e subsidiárias, tem como objetivo evitar o acesso a informações estratégicas por terceiros. A medida entra em vigor em 120 dias, mas a partir de hoje, com a publicação do decreto, já está autorizada a dispensa de licitação desses serviços nas contratações que possam comprometer a segurança nacional.

Serão oferecidos serviços de correio eletrônico bem como funcionalidades complementares. De acordo com o decreto, no âmbito dos serviços de tecnologia da informação estão previstos serviços de desenvolvimento, implantação, manutenção, armazenamento e recuperação de dados e operação de sistemas de informação, além do projeto de infraestrutura de redes de comunicação de dados. A medida não se aplica à s comunicações feitas por meio de serviço móvel pessoal.

Em outubro, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que a presidenta Dilma Rousseff já havia determinado a implantação de um sistema de correio eletrônico que protegesse as mensagens do governo, assegurasse a inviolabilidade de e-mails oficiais e prevenisse ação de espiões. O serviço, disse o ministro, ficará a cargo do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que desenvolve um programa de computador (software) há algum tempo. A troca do sistema atual de e-mails, que é fornecido pela Microsoft, pelo do Serpro !“ chamado Expresso !“ resultará também em economia para os cofres públicos. Leia mais

4 de novembro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

Padres “espiões” de Foz do Iguaçu são defenestrados pelo Vaticano

O jornalista e blogueiro Rogério Bonato, de Foz do Iguaçu, de forma didática e bem humorada, conta em sua página que três padres “espiões” foram defenestrado pelo Vaticano a pedido do bispo da cidade, Dom Dirceu Vigine. Os padrecos teriam xeretado e-mails do superior (clique aqui para relembrar).

Sem entrar no mérito do conteúdo das mensagens violadas do bispo, o blogueiro iguaçuense estranha que a Justiça “Divida”, ou seja, do Vaticano, tenha sido rápida ao gongar os três religiosos enquanto a Justiça dos “homens” no país ainda patina no mesmo caso.

Segundo Bonato, “os padres não foram excomungados, exonerados ou banidos da Santa Sé, mas sim apenas suspensos, simplesmente afastados do rebanho, das atividades sacerdotais, sem poder ocupar uma igreja para rezar uma missa, ouvir confissão ou organizar um bingo, por exemplo”. “Estão ajoelhados no milho”, diverte-se. Leia o texto:

Rebuliço celestial!¦ Pecaminosidade virtual

Uma notícia atrapalhou o sono das beatas iguaçuenses. Algumas nem compareceram à  missa dominical e por uma razão um tanto peculiar: faltavam padres nos rituais litúrgicos.

Para relembrar o caso, em julho deste ano, o bispo Dom Dirceu Vigine foi até a delegacia de Polícia Civil e prestou queixa contra nada menos que sete padres. Sua Excelência Reverendíssima queixou-se de invasão da privacidade, já que seu e-mail pessoal teria sido vasculhado pelos sacerdotes, com algumas mensagens supostamente espalhadas pela diocese, o que teria causado incômodo inclusive aos fiéis. Mais de 200 e-mails vazaram, segundo a autoridade católica.

Mas o bispo foi além, mexeu os pauzinhos em Roma, na Congregação para o Clero, no Vaticano, que por sua vez aceitou a denúncia e pediu o afastamento de três padres, Sérgio B Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo