7 de novembro de 2016
por Esmael Morais
36 Comentários

Coração de pedra, Temer CORTA 5 milhões de pessoas do Bolsa Família, mas mantém ricos no Bolsa Empresário de R$ 270 bi

temer_dilma_bolsaO governo golpista de Michel Temer (PMDB) deu mais uma mostra a que veio: para ferrar os mais pobres e privilegiar os mais ricos. Leia mais

20 de junho de 2016
por Esmael Morais
9 Comentários

Sob Temer e Lava Jato, desigualdade entre pobres e ricos voltou a disparar no Brasil

fora_temer_desempregoO fosso entre pobres e ricos aumentou, segundo levantamento da USP, que utilizou dados do IBGE. A acentuação se deu nos 40 dias do interino Michel Temer (PMDB). Leia mais

29 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

PT quer alíquota de 40% de impostos para os “coxinhas” muito ricos

do Brasil 247

O Partido dos Trabalhadores vai pressionar a presidente Dilma Rousseff a mudar sua política econômica. Em uma nota divulgada nesta segunda-feira 28, o presidente nacional da legenda, Rui Falcão, defendeu que o governo deve se concentrar em uma nova pauta nos próximos meses e pediu “ousadia” para devolver à população “a confiança perdida após a frustração dos primeiros atos de governo”.

Entre as medidas já definidas pelo partido que serão cobradas do governo Dilma, conforme noticia nesta terça a colunista Natuza Nery, do Painel, está a mudança da tabela no Imposto de Renda. A ideia é que haja uma faixa nova, com alíquota de 40%, para os que ganham mais de R$ 100 mil por mês, e isenção para quem ganha até R$ 3.800. De acordo com cálculos do PT, o ganho para os cofres públicos seria de R$ 80 bilhões.

O PT também defende outra medida que atinge os mais ricos: a criação de um imposto semelhante ao IPVA cobrado sobre o uso de jatinhos e helicópteros. E cobra um plano nacional de defesa do emprego. Os dirigentes petistas alertam o Planalto que militantes saíram às ruas no último dia 16 para defender o projeto de partido, não o governo Dilma. Uma forma de avisar que a base de apoio do governo está ameaçada.

O partido é contra o ajuste fiscal implementado pelo ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy, substituído por Nelson Barbosa. Apesar de Barbosa ter feito um discurso em defesa da continuidade das medidas do ajuste, o PT afirmou na nota de ontem ter confiança no novo ministro, assim como em Valdir Simão, que passou a comandar o ministério do Planejamento.

Leia mais

7 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Para Lula, ‘oposição quer tirar o pobre para botar o rico no poder’

do Brasil 247

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira, 7, em São Paulo, que o País não pode permitir que “haja um golpe de Estado via impeachment” no Congresso Nacional.

“Para recolocar o trem de volta nos trilhos [o país] a gente não pode permitir que haja um golpe de Estado via impeachment no Congresso Nacional”, ressaltou o ex-presidente.

Lula destacou que para haver impeachment, é necessário ter uma razão e uma motivação clara. O que está por trás da tentativa de impeachment da presidente da República, segundo Lula, é o “desejo da oposição de tirar o pobre do poder”.

“Obviamente que o impeachment faz parte do processo democrático. Todos nós aqui participamos do impeachment do Collor [Fernando]. Mas o impeachment tem que ter uma razão, tem que ter uma motivação. E, no caso da Dilma, não tem nenhuma motivação a não ser ódio, a não ser preconceito, a não ser tentar desmontar um projeto que, com ajuda de milhões de pessoas que vivem no anonimato, que produzem a riqueza deste país, ajudaram a gente a construir”, enfatizou.

Leia mais

1 de outubro de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Apoio a Marina “derreteu” mais entre os ricaços, dizem pesquisas

do Brasil 247

Queda das intenções de voto da candidata do PSB à  Presidência, Marina Silva, é mais intensa no Sul do país !“perdeu 14 pontos desde o início de setembro, mesmo com vice gaúcho, Beto Albuquerque; ela também teve queda superior a dez pontos entre os eleitores mais jovens, os mais ricos e os mais escolarizados; entre evangélicos, seu forte, perdeu dois pontos, enquanto presidente Dilma Rousseff ganhou três, e Aécio Neves (PSDB), quatro.

Queda das intenções de voto da candidata do PSB à  Presidência, Marina Silva, é mais intensa no Sul do país !“perdeu 14 pontos desde o início de setembro, mesmo com vice gaúcho, Beto Albuquerque; ela também teve queda superior a dez pontos entre os eleitores mais jovens, os mais ricos e os mais escolarizados; entre evangélicos, seu forte, perdeu dois pontos, enquanto presidente Dilma Rousseff ganhou três, e Aécio Neves (PSDB), quatro.

Nas simulações de intenções de voto divulgadas ontem pelo Datafolha e pelo Ibope, Marina Silva continua em queda. O derretimento da candidata do PSB é mais intenso no Sul do país: perdeu 14 pontos desde o início de setembro, apesar de ter escolhido o gaúcho Beto Albuquerque como vice. ... 

Leia mais