6 de junho de 2018
por esmael
Comente agora

PCC pode atacar no Paraná, alerta policial federal

A policial federal Bibiana Orsi, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Paraná, alerta às autoridades que o PCC (Primeiro Comando da Capital) poderá lançar ondas de ataques no estado a exemplo do que ocorreu em Minas Gerais. Leia mais

19 de outubro de 2014
por esmael
16 Comentários

Choque de gestão!: Estoura a 22!ª rebelião em presídios do Paraná

Primeiro Comando da Capital (PCC) vem mostrando que tem a supremacia no sistema carcerário do Paraná; neste domingo (19), estourou a 22!ª rebelião deste ano na Penitenciária de Maringá (PEM); governador Beto Richa, que inspira o choque de gestão! de Aécio Neves, não se pronunciou acerca da crise nos presídios que se arrasta. (Foto: Blog do Leandro Oliveira - http://blogleandrooliveira.blogspot.com.br).

Primeiro Comando da Capital (PCC) vem mostrando que tem a supremacia no sistema carcerário do Paraná; neste domingo (19), estourou a 22!ª rebelião deste ano na Penitenciária de Maringá (PEM); governador Beto Richa, que inspira o choque de gestão! de Aécio Neves, não se pronunciou acerca da crise nos presídios que se arrasta. (Foto: Blog do Leandro Oliveira – http://blogleandrooliveira.blogspot.com.br).

Fontes do Blog do Esmael no comando da Polícia Militar afirmam que estourou no fim da tarde deste domingo (19), por volta das 17h30, uma rebelião na Penitenciária de Maringá (PEM), região Noroeste, que fica na divisa com o município de Paiçandu. Leia mais

1 de outubro de 2014
por esmael
28 Comentários

Richa e Requião bateram boca nos intervalos do debate na RPC TV

"Você não pode falar sobre isso porque tem uma decisão judicial proibindo", teria gritado Richa com o dedo em riste.  "Quer me censurar moleque? Não vai conseguir!", devolveu Requião. Com o debate fora do script, o candidato do PSDB ficou tenso durante todo o debate. Quando descompensava, ele era amparado pelo chefe de gabinete Deonilson Roldo.

“Você não pode falar sobre isso porque tem uma decisão judicial proibindo”, teria gritado Richa com o dedo em riste. “Quer me censurar moleque? Não vai conseguir!”, devolveu Requião. Com o debate fora do script, o candidato do PSDB ficou tenso durante todo o debate. Quando descompensava, ele era amparado pelo chefe de gabinete Deonilson Roldo.

O governador Beto Richa (PSDB) e o senador Roberto Requião (PMDB) quase foram à s vias de fato nos intervalos do debate na RPC TV, realizado ontem à  noite em Curitiba. Leia mais

26 de setembro de 2014
por esmael
11 Comentários

Agentes Penitenciários iniciam greve geral na segunda-feira 29

A próxima segunda-feira (29) promete ser um dia de fortes emoções no cenário político estadual. O senador Roberto Requião promete uma revelação bombástica contra o governador-candidato Beto Richa (PSDB), que, por seu lado, se licenciará do governo. Mesmo fora do cargo, Richa terá que responder pela situação caótica no sistema prisional visto que os agentes penitenciários entrarão em greve também na segunda-feira.

A principal reivindicação da greve dos agentes penitenciários é por segurança dentro das unidades penais. Foram 20 rebeliões somente em 2014. Na maioria delas, os agentes foram ameaçados e tomados como reféns pelos presos rebelados.

O comunicado de greve foi protocolado pelo Sindarspen junto ao governo do Estado no dia 22. Devido a natureza da função dos agentes, eles decidiram que 20% dos servidores vão parar efetivamente e que os outros 80% vão apenas preencher os postos para manter procedimentos básicos e emergenciais.

Segundo o comando grevista, visitas, banho de sol, assistência jurídica e trabalho do preso, por exemplo, não serão possíveis durante a paralisação da categoria que será por tempo indeterminado.

Representantes do governo do Estado receberam os dirigentes do Sindarspen para uma reunião na quinta-feira (25) mas nenhuma proposta foi apresentada. Uma reunião com dirigentes do Departamento de Execução Penal (Depen) está marcada para a próxima quarta-feira, dia 1!º de outubro.

Vamos parar. Vamos apenas assumir os postos para manter a segurança dentro das unidades e garantir as mínimas condições aos presos. Infelizmente essa medita extrema foi necessária para que o Estado invista no Sistema Penitenciário e para que as unidades voltem a ter segurança e que cumpram com o seu objetivo que é a ressocialização do apenado aliada com dignidade humana aos detentos!, diz Antony Johnson, presidente do SINDARSPEN.

O presidente ainda explica que a categoria está aberta ao diálogo e aguarda o Governo chamar a categoria para negociar.

Estamos pedindo socorro. Estamos com medo para trabalhar e só queremos condições de trabalho. Por isso, esperamos que o Estado nos chame para conversar!, relata.

Ampliação do quadro de servidores, compra e manutenção de materiais de trabalho, medidas de segurança e o fim da superlotação são algumas das reivindicações.

16 de setembro de 2014
por esmael
9 Comentários

Penitenciária de Piraquara “PEP I” liberou festinha para o PCC, denunciam agentes

Agentes penitenciários denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Os trabalhadores do sistema carcerário enfrentam hoje a 21!ª rebelião com 31 reféns em nove meses. Categoria realiza assembleia geral nesta quarta (17), à s 9 horas, em frente o Palácio Iguaçu, em Curitiba, quando poderão deflagrar greve em todas as unidades prisionais do estado.

Agentes penitenciários denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Os trabalhadores do sistema carcerário enfrentam hoje a 20!ª rebelião com 31 reféns em nove meses. Categoria realiza assembleia geral nesta quarta (17), à s 9 horas, em frente o Palácio Iguaçu, em Curitiba, quando poderão deflagrar greve em todas as unidades prisionais do estado.

Agentes do sistema carcerário do Paraná denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Leia mais

13 de setembro de 2014
por esmael
38 Comentários

Depois da 20!ª rebelião, Richa vê “orquestração” nos presídios do PR

Governador Beto Richa levou incríveis 10 meses para descobrir que já houve vinte rebeliões nos presídios do Paraná; neste sábado (13), ele disse suspeitar de "orquestração" e muita coincidência desses eventos com o ano eleitoral; entretanto, desde 2012 o PCC (Primeiro Comando da Capital), o partido do crime organizado, dá as ordens no sistema carcerário do estado; Gleisi e Requião veem incompetência! do adversário tucano.

Governador Beto Richa levou incríveis 10 meses para descobrir que já houve vinte rebeliões nos presídios do Paraná; neste sábado (13), ele disse suspeitar de “orquestração” e muita coincidência desses eventos com o ano eleitoral; entretanto, desde 2012 o PCC (Primeiro Comando da Capital), o partido do crime organizado, dá as ordens no sistema carcerário do estado; Gleisi e Requião veem incompetência! do adversário tucano.

Foram precisos 10 meses e vinte rebeliões nas penitenciárias do Paraná para que o governador Beto Richa (PSDB) percebesse que há uma “orquestração” nos recentes motins de presos em Cascavel, Guarapuava, Cruzeiro do Oeste e agora Piraquara. Leia mais

26 de agosto de 2014
por esmael
7 Comentários

“Rebelião termina, mas problemas nos presídios tendem a se agravar”, preveem agentes penitenciários

A rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel iniciada na manhã de domingo (24) foi encerrada na madrugada desta terça-feira (26) com a libertação do último refém, durando cerca de 46 horas. Mas o fim da revolta dos presos não significa o fim dos problemas. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (SINDARSPEN), o sistema carcerário do estado não tem condições de desenvolver as atividades essenciais com segurança e os presos não têm seus direitos básicos atendidos.

Segundo o SINDARSPEN, garantias relativas a Direitos Humanos e Dignidade da Pessoa Humana são violadas constantemente através da precariedade dos serviços prestados pelo Estado, que vai desde atendimento médico, jurídico, social, direito ao estudo, trabalho, até condições de higiene e alimentação. O Governo abandonou os presídios e, com isso, a maior crise do Sistema Penitenciário se instalou nas unidades.

O presidente do Sindicato dos Agentes afirma que o descaso do Governo do Estado é o principal motivo da precariedade do Sistema Penitenciário no Paraná.

Não foi construída nenhuma unidade prisional durante essa gestão, apenas foram superlotadas as penitenciárias já existentes. Não foi destinado o investimento necessário para sequer suprir as necessidades básicas. Não foram contratados funcionários suficientes para atender à  demanda da população carcerária. Não foi implantada uma política pública de enfrentamento ao crime organizado. Todas estas omissões resultaram nessa crise que estamos enfrentando nos últimos tempos!, avaliou Antony Johnson.

Comissão de Direitos Humanos da Câmara

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Assis do Couto, emitiu uma nota manifestando preocupação com os efeitos da rebelião e com os desdobramentos das transferências dos mais de 800 detentos que deixaram a PEC. Segundo ele existem relatos à  Comissão de Direitos Humanos que a maior parte das penitenciárias ficará superlotada e com poucas condições de abrigar os detentos transferidos de Cascavel.

O deputado afirmou que a comissão está disponível para acompanhar as transferências, identificar os detentos mortos durante a rebelião, e colaborar para garantir o respeito aos direitos fundamentais, tanto da população carcerária quanto dos trabalhadores do sistema carcerário no Paraná.

Ato Público

O SINDARSPEN está convocando os agentes penitenciários de Cascavel e região para Ato Público na cidade de Cascavel. A manifestação é devido à  crise instalada no Sistema Penitenciário do Paraná que causou a violenta rebelião na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) por dois dias e ainda fez dois Agentes reféns.

A mobilização será realizada na manhã desta quarta-feira (27), à s 10h30. A concentração dos Agentes Penitenciários e de membros da sociedade será na Praça do Migrante, localizada no centro de Cascavel, e segue com passeata até a Câmara de Vereadores da cidade.

O objetivo do Ato Público é denunciar o abandono do Governo do Estado em relação ao Sistema Penitenciário do Pa

25 de agosto de 2014
por esmael
54 Comentários

Richa nada fala sobre rebelião com quatro mortes em presídio de Cascavel

Falta de pronunciamento do governador Beto Richa acerca de rebelião em penitenciária causa indignação nos moradores de Cascavel e deixa paranaenses perplexos; mais de 24 horas depois, tucano apenas fala vagamente de "diálogo e respeito" e posta nas redes sociais fotos de sua campanha pela reeleição; Requião aproveitou o vácuo para tuitar: um governo de fantasia cria clima de verdadeiro terror na penitenciária de Cascavel. Precisamos de governo de verdade!; governo do estado sabia que o PCC estava no comando do presídio desde 2013, conforme registro no Blog do Esmael, mas nada fez para prevenir mortes e agentes penitenciários feitos reféns pelo crime organizado.

Falta de pronunciamento do governador Beto Richa acerca de rebelião em penitenciária causa indignação nos moradores de Cascavel e deixa paranaenses perplexos; mais de 24 horas depois, tucano apenas fala vagamente de “diálogo e respeito” e posta nas redes sociais fotos de sua campanha pela reeleição; Requião aproveitou o vácuo para tuitar: um governo de fantasia cria clima de verdadeiro terror na penitenciária de Cascavel. Precisamos de governo de verdade!; governo do estado sabia que o PCC estava no comando do presídio desde 2013, conforme registro no Blog do Esmael, mas nada fez para prevenir mortes e agentes penitenciários feitos reféns pelo crime organizado.

O governador Beto Richa (PSDB), candidato à  reeleição, mais de 24 horas depois, ainda não se pronunciou sobre a rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel, no Oeste do Paraná, que já fez quatro vítimas fatais, sendo duas por decapitação. Leia mais

2 de junho de 2014
por esmael
10 Comentários

Governo federal promete cacete e polícia nos Black Blocs

do Brasil 247
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reagiu à  informação de que os black blocs, que comandam manifestações violentas no Brasil, estão se associando à  facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) para transformar a Copa do Mundo em um caos!.

Em entrevista ao Estado de S. Paulo no final de semana, um dos membros do grupo de mascarados disse que não está em curso a formação de uma aliança, mas a expectativa é um somatório de esforços em comum.

Não temos aliança nem somos contra o PCC. Só que eles têm poder de fogo muito maior do que o MPL (Movimento Passe Livre, que iniciou as manifestações, há um ano, com ajuda dos Black Blocs). Pararam São Paulo!.

Segundo ele, quando integrantes do movimento foram presos durante por participarem de manifestações violentas no ano passado, líderes do PCC teriam se solidarizado com eles durante o tempo em que permaneceram nos presídios paulistas.

à‰ inadmissível que pessoas queiram se associar ao crime para fazer reivindicações!, declarou Cardozo. Não toleraremos abuso de qualquer natureza, e as pessoas que praticarem ilícitos responderão nos termos da lei penal!. Segundo ele, o governo está monitorando todos os setores considerados estratégicos, que poderão criar algum tipo de problema, e salientou que existe uma cooperação entre os serviços de inteligência dos governos federal e estadual para acompanhar as mais diversas situações! (leia mais).

29 de janeiro de 2014
por esmael
25 Comentários

Por causa do calor, presos ligados ao PCC fazem rebelião com refém em delegacia de Paranaguá

Compra de ventiladores de R$ 80 poderiam ter evitado rebelião em cadeira de Paranaguá, no Litoral do estado; delegacia tem capacidade para 30 detentos, mas abriga 122 apenados; segundo relato do jornalista André Pioli, do Caderno Litoral, deste blog, causa da rebelião, com refém, seria o forte calor na cidade; "O problema é que dentro da cadeia a sensação térmica é de 70!°C", disse; Pioli recorda que na campanha eleitoral de 2010, o governador Beto Richa (PSDB) prometeu construir um novo presídio em Paranaguá. "Ficou apenas na promessa", observa.

Compra de ventiladores de R$ 80 poderiam ter evitado rebelião em cadeira de Paranaguá, no Litoral do estado; delegacia tem capacidade para 30 detentos, mas abriga 122 apenados; segundo relato do jornalista André Pioli, do Caderno Litoral, deste blog, causa da rebelião, com refém, seria o forte calor na cidade; “O problema é que dentro da cadeia a sensação térmica é de 70!°C”, disse; Pioli recorda que na campanha eleitoral de 2010, o governador Beto Richa (PSDB) prometeu construir um novo presídio em Paranaguá. “Ficou apenas na promessa”, observa.

O Primeiro Comando da Capital (PCC), partido do crime organizado, comanda neste exato momento rebelião na 1!ª Subdivisão Policial de Paranaguá Pires Pardinho!. Não há registros de fuga. Até o momento foi confirmado um carcereiro como refém. Leia mais

28 de janeiro de 2014
por esmael
30 Comentários

Coluna do André Vargas: “Pelo amor de Deus, cadê o governador Beto Richa que não assume responsabilidades?”

O deputado André Vargas, em sua primeira coluna do ano, aponta frouxidão! do governador Beto Richa na área da segurança pública; até 30 de dezembro de 2013, 1.251 homens e mulheres foram assassinados no entorno da Grande Curitiba; Todo ano, uma pequena cidade é eliminada pela violência!; colunista afirma ainda que o governo tucano não tem o comando em uma arena de luta, onde o Primeiro Comando da Capital (PCC) dá as cartas enquanto representante do governo estadual, numa estratégia midiática, tenta vender ilusão no Maranhão, sem olhar para o próprio quintal de casa!; leia o texto.

O deputado André Vargas, em sua primeira coluna do ano, aponta frouxidão! do governador Beto Richa na área da segurança pública; até 30 de dezembro de 2013, 1.251 homens e mulheres foram assassinados no entorno da Grande Curitiba; Todo ano, uma pequena cidade é eliminada pela violência!; colunista afirma ainda que o governo tucano não tem o comando em uma arena de luta, onde o Primeiro Comando da Capital (PCC) dá as cartas enquanto representante do governo estadual, numa estratégia midiática, tenta vender ilusão no Maranhão, sem olhar para o próprio quintal de casa!; leia o texto.

por André Vargas*

Estou com medo. Temo pela minha vida, pela vida da minha família e de meus colegas de trabalho…!. O depoimento, com forte dose de emoção e pavor, de um policial da delegacia do município de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, nos coloca em um terreno pantanoso, sem um norte a seguir. O policial nos conta que existem, em sua delegacia, 70 presos na cela, 5 alojados na pequena cozinha e um estuprador algemado na grade da entrada do prédio. Como conviver com uma situação dessas, reclama o agente público? E perguntamos: aonde está nosso governador, que não toma uma atitude para resolver este grave problema que está levando a população paranaense a um estado de pânico? Leia mais

7 de novembro de 2013
por esmael
22 Comentários

ONU vai importar o programa “Mais Fome” do tucano Beto Richa?

Falta comida nos quartéis para os policiais militares do Paraná, que enfrentam os bandidos de barriga vazia; enquanto isso, no mundo de Alice e da propaganda de Beto Richa, o Sistema de Segurança do Estado será copiado pela Organização das Nações Unidas (ONU); até os tucanos do tradicional Passeio Público de Curitiba sabem que não há vagas no sistema prisional; há déficit de 7 mil lugares; distritos policiais em todo o Paraná, que não são locais apropriados para guarda de apenado, estão abarrotados; comida fornecida aos condenados mais se parece a lixo; agentes penitenciários são desvalorizados; PCC (Primeiro Comando da Capital) comanda o sistema prisional. Será que a ONU quer mesmo importar o PCC e o programa "Mais Fome"?; opine.

Falta comida nos quartéis para os policiais militares do Paraná, que enfrentam os bandidos de barriga vazia; enquanto isso, no mundo de Alice e da propaganda de Beto Richa, o Sistema de Segurança do Estado será copiado pela Organização das Nações Unidas (ONU); até os tucanos do tradicional Passeio Público de Curitiba sabem que não há vagas no sistema prisional; há déficit de 7 mil lugares; distritos policiais em todo o Paraná, que não são locais apropriados para guarda de apenado, estão abarrotados; comida fornecida aos condenados mais se parece a lixo; agentes penitenciários são desvalorizados; PCC (Primeiro Comando da Capital) comanda o sistema prisional. Será que a ONU quer mesmo importar o PCC e o programa “Mais Fome”?; opine.

A centenária Polícia Militar do Paraná (PMPR) vive na prática o programa “Mais Fome” lançado pelo governo Beto Richa (PSDB). Falta alimentação aos policiais militares, que vão enfrentar bandidos de barriga vazia. Leia mais

4 de novembro de 2013
por esmael
14 Comentários

Em nota, jornal de tucano põe culpa em Dilma pela ação do PCC em Cascavel

Recebi nota da direção dos jornais O Paraná e Hoje, de Cascavel, negando que matéria publicada nesta segunda (4), sobre a atuação do Primeiro Comando da Capital (PCC), tenha afirmado que o governador Beto Richa (PSDB) tenha perdido o controle da segurança pública na área de fronteira (clique aqui).

“Se tem algum culpado nesta história é o governo federal que faz de conta que nossa fronteira está segura e controlada”, diz trecho da nota assinada por Emilio Fernando Martini, diretor administrativo dos jornais que pertencem ao deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB).

“… ficamos preocupados quando querem nos usar tanto como meio de comunicação como também utilizando o nome do deputado Alfredo Kaefer, que não está no dia a dia do jornal e portanto não é o responsável direto pelo editorial desta e de outras matérias que o jornal realiza de forma investigativa”.

Na manhã desta segunda, o blog afirmou que “o insuspeito Jornal Hoje, de Cascavel, no Oeste do Paraná, traz reportagem de Juliet Manfrin sobre a instalação do PCC (Primeiro Comando da Capital) na região da tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Argentina). Na prática, o jornal, de propriedade do deputado federal tucano Alfredo Kaefer (PSDB), denuncia o que todos os paranaenses já sabem faz tempo: Beto Richa (PSDB) perdeu o controle da Segurança Pública. Enquanto o pau canta na fronteira, o tucano visita New York, New York!¦ (clique aqui)”.

A seguir, leia a íntegra da nota enviada pela direção do jornal:

Prezado Esmael

Com respeito a sua interpretação de que o jornal Hoje “do deputado Alfredo Kaefer! relata sobre a perda do controle pelo governador, é inveridica.

1. Não colocamos na materia em nenhum momento que o governador perdeu qualquer controle.

2.Não debitamos o sério problema da fixação dos criminosos em CASCAVEL, ao governo do Estado e sim ao sistema como um todo em escala federal.

3.Se tem algum culpado nesta história é o governo federal que faz de conta que nossa fronteira está segura e controlada. (vide série de reportagem jornal O Parana 2012)

4.As ameaças desta facção criminosa são veridicas e com certeza permeiam em outros. estados da mesma forma e expressão.

5. Se V.S. quer descer a lenha no atual governo, produza o seu material e não faça interpretação equivocada de material de orgão de imprensa que prima pela seriedade.

6. Os problemas políticos entre V.S. e Beto e seu Staff não nos dizem respeito, mas ficamos preocupados quando querem nos usar tanto como meio de comunicação como também utilizando o nome do deputado Alfredo Kaefer, que não está no dia a dia do jornal e portanto não é o responsável direto pelo editorial desta e de outras materias que o jornal realiza de forma investigativa.

7. Temos outras materias que vão sair na sequência que evidenciam que o crime tomou conta do Brasil e não só de nossa fronteira, sendo um descaso absoluto do governo federal tanto na repressão como na prevenção de se evitar o crescimento da marginalidade com projetos e ações voltadas a educação dos brasileiros.

8. Por fim gostariamos que como nós, agisse de forma ética e profissional nas interpretações, para não perder o maior patrimonio de um jornalista que é a credibilidade.

Quanto as agressoes que por força de algum beneficio direto ou indireto tenha que realizar, não utilize materias a não ser que seja dentro da verdade que a materia expressa.

Sem mais

Emilio Fernando Martini
Dir. Administrativo

4 de novembro de 2013
por esmael
83 Comentários

Richa perde o controle e PCC já toma conta da tríplice fronteira

O insuspeito Jornal Hoje, de Cascavel, no Oeste do Paraná, traz reportagem de Juliet Manfrin sobre a instalação do PCC (Primeiro Comando da Capital) na região da tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Argentina). Na prática, o jornal, de propriedade do deputado federal tucano Alfredo Kaefer (PSDB), denuncia o que todos os paranaenses já sabem faz tempo: Beto Richa (PSDB) perdeu o controle da Segurança Pública. Enquanto o pau canta na fronteira, o tucano visita New York, New York… Leia o texto:

PCC avança e Cascavel se torna importante polo na fronteira

por Juliet Manfrin

A incorporação de pequenos grupos criminosos já faz parte da estratégia ousada do PCC (Primeiro Comando da Capital) que praticamente exterminou, a partir da fusão, com o segundo mais poderoso da área: o Comando vermelho. Para isso, a organização que nasceu no estado de São Paulo e que comanda atos criminosos de dentro de cadeias e presídios em todo o País, está se alastrando e criando raízes cada vez mais profundas em inúmeras cidades brasileiras.

O acompanhamento feito por forças policiais na região Oeste revela que o PCC está, mais do que nunca, presente em alguns municípios. Cascavel já funciona como um dos núcleos mais importantes ao bando que também tem agido como intermediador entre gangues e pequenas ações, uma espécie de célula-mãe, um paladino da justiça no meio. O Primeiro Comando tem dado a cartada final para resolver conflitos entre grupos criminosos.

Em levantamento recente feito pela Polícia Federal vem esta e outras constatações. O PCC também se instalou do outro lado da fronteira, no Paraguai, bem próximo do Paraná e do Mato Grosso do Sul.

Dali é mais fácil comandar o ciclo da maconha, desde o plantio até o processamento e o transporte da droga. Para eliminar com os atravessadores, o Primeiro Comando da Capital está investindo pesado em plantações de grande escala da erva no país vizinho.

E onde Cascavel se consolida nisso tudo? Com base neste mesmo levantamento de agentes da PF e de acompanhamento de outras forças policiais que atuam na fronteira, é possível identificar que, dos núcleos regionais, a cidade é uma das mais atuantes.

Atualmente são aproximadamente 100 detentos nas unidades prisionais locais !“ carceragem da 15!ª Subdivisão Policial, PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) e PIC (Penitenciária Industrial de Cascavel). Geralmente eles são mulas !“ nome dado a pessoas que traficam drogas para a facção. São traficantes presos na região e que permanecem cem detidos na cidade. Ao serem pegos ampliam com facilidade a rede dentro do sistema prisional com a autorização do PCC. Atrás das grades eles podem batizar! outros presos para que sejam fiéis! ao grupo que passa oferecer certas regalias, mas que custam caro. O batizado tem por obrigação, assim que deixar a cadeia, de trabalhar para o grupo. Se não o fizer, o preço pode ser alto, com a vida ou a vida de pessoas próximas.

Famílias se instalam na cidade

No caso dos que ficam detidos em Cascavel, por exemplo, eles continuam na cidade depois de ganhar a liberdade e assim criam novas raízes!, conta um agente da PF.

Como muitas vezes são longos anos de prisão, a família acaba se instalando na cidade. O que dificulta ainda mais a saída. E aqui também é uma região estratégica. Cascavel aparece em todas as principais rotas de tráfico na fronteira. à‰ um núcleo importantíssimo, afinal está muito próximo do Paraguai e é uma cida