21 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Há 3 anos, em 2015, o feriado de Tiradentes (21/04) caía numa terça-feira. O então governador Beto Richa (PSDB) partia para o tudo ou nada contra os servidores do Estado. O objetivo era confiscar o fundo de previdência e fazer caixa para o governo. O então secretário de Segurança, Fernando Francischini (PSL), já preparava o aparato policial para o dia da votação na Assembleia. Relembre. ... 

Leia mais

20 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

No dia 20 de abril de 2015, uma segunda-feira no meio do feriadão de Tiradentes, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) publicava um artigo em sua coluna semanal aqui no Blog do Esmael sobre a tentativa de confisco da previdência dos servidores. O então governador Beto Richa (PSDB) atropelou o debate democrático com o regime de urgência na Assembleia Legislativa (ALEP). Restava o debate pela imprensa. ... 

Leia mais

18 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Relembre: Confisco da previdência comprometeu o futuro do Paraná

Relembre: Confisco da previdência comprometeu o futuro do Paraná

Há 3 anos, em abril de 2015, o então governador Beto Richa (PSDB) apostava todas as suas cartas no confisco da previdência dos servidores para engordar o caixa do governo. Seria melhor ter recuado. O debate sobre a poupança previdenciária dos servidores ganhou as ruas e a população ficou do lado dos servidores. ... 

Leia mais

15 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Para lembrar: “bancada do camburão” aprova urgência para o confisco da previdência

Para lembrar: “bancada do camburão” aprova urgência para o confisco da previdência

Há três anos, em abril de 2015, o projeto do então governador Beto Richa do confisco da previdência dos servidores tramitava na Assembleia Legislativa do Paraná. Apesar da promessa de que o projeto seria amplamente discutido com os servidores, a bancada do governo aprovou o regime de urgência para a matéria. ... 

Leia mais

2 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Há 3 anos, Servidores rechaçavam projeto de Richa para o confisco da previdência

Há 3 anos, Servidores rechaçavam projeto de Richa para o confisco da previdência

No dia 02 de abril de 2015, os servidores públicos estaduais rechaçavam uma segunda proposta do governador Beto Richa (PSDB) para confiscar a sua previdência. Naquele momento estava sendo agendada uma audiência pública na Assembleia Legislativa sobre o tema que seria no dia 08 de abril. O segundo projeto chegaria a Alep só no dia 06 daquele mês. ... 

Leia mais

21 de novembro de 2016
por esmael
34 Comentários

Contra calote de Richa, servidores públicos prometem pressão total na ‘Bancada do Camburão’ hoje à tarde na ALEP

camburao_richaO k-suco vai ferver na tarde desta segunda (21) na Assembleia Legislativa do Paraná. Leia mais

12 de junho de 2015
por esmael
50 Comentários

Deputados já têm emenda para garantir 8,17% de reajuste aos professores e servidores do Paraná

lemos_app_govO Blog do Esmael soube que um ‘grupo suprapartidário’ de parlamentares já tem pronto um substitutivo (emenda) ao projeto de Beto Richa (PSDB), que concede em 2015 apenas 3,45% de reajuste na data-base dos servidores do executivo.

O novo texto coletivo prevê a reposição inflacionária de 8,17% para todo o funcionalismo ainda este ano, conforme determina a lei.

Portanto, tudo indica que o líder do governo Luiz Claudio Romanelli (PMDB) e o presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), serão “chifrados” pelos colegas nas sessões seguintes da Assembleia Legislativa.

Aliás, a APP-Sindicato deu a senha ontem (11) ao negar que tivesse firmado acordo com os parlamentares governistas pela votação dos 3,45%. Ou seja, caminha-se para o “tudo ou nada”.

Ou o governador paga os 8,17% que deve ou os servidores nada querem porque não aceitam esmola parcelada, pois, entendem, com orgulho também se constrói o futuro de uma Nação.

Com o governo Beto Richa praticamente todo preso, na cadeia, os deputados acreditam que o momento é agora para impor, via parlamento, uma vontade das ruas em favor do magistério e do funcionalismo público paranaense. Leia mais

11 de junho de 2015
por esmael
27 Comentários

APP nega acordo com Assembleia pela votação de reajuste de 3,45%

O diretor de comunicação da APP-Sindicato, Luiz Fernando Rodrigues, em nota nas redes sociais, esclarece que a entidade que dirige e o Fórum de Entidades Sindicais (FES) não fecharam acordo algum com os deputados pela aprovação de reajuste diferenciado de 3,45% , para os professores e servidores do executivo, enquanto os funcionários do judiciário terão a reposição de 8,17% em parcela única.

“A APP e o FES não fecharam qualquer acordo. Cada categoria avaliou suas condições. E mais: os deputados têm toda a autonomia de melhorar a proposta e isso é bom”, liberou o dirigente da APP-Sindicato.

Segundo a carta de Luiz Fernando, a categoria apenas deliberou a suspensão da greve e “não decidiu pelo acordo com o projeto”.

Na sessão de ontem (10) à tarde na Assembleia Legislativa, o líder do governo Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) disse havia feito um acordo com a APP e deputados da oposição pela votação dos 3,45%. Aliás, os oposicionistas argumentaram que não podiam apresentar emenda ao projeto do governador Beto Richa (PSDB) porque estavam “amarrados” ao acordo da APP e do FES.

Portanto, esclarecido que não há acordo, por que nenhum deputado veio a público ainda afirmar que apresentará a emenda ao projeto do Palácio Iguaçu que destrói a isonomia salarial? Será que o “pacto de sangue” é mais forte do que se imagina?

É bom recordar que vários parlamentares e bancadas inteiras, como a do PSC, a maior da Assembleia, se comprometeram publicamente em votar pelo reajuste de 8,17% ainda este ano. Ou seja, se a emenda for a plenário certamente o governador será derrotado nessa matéria.

A seguir, o Blog do Esmael publica a íntegra da nota de esclarecimento do diretor da APP-Sindicato:

Com todo o respeito que sempre tive preciso responder as avaliações citadas pelo Professor Paixão:

Primeiro: mais uma vez o desrespeito à avaliação de todos os nossos dirigentes do Estado ao dizer que foi apelo da Direção Estadual para encerrar a greve. Foi avaliação de 29 NS. O professor Paixão não votou no Conselho e reclamou que não tinha se posicionado pq deveríamos ouvir a categoria. Foi o que a direção fez e votou. Como na Assembleia, a votação no Conselho da App foi de 70% a 30%.

Segundo: a categoria não decidiu pelo acordo com o projeto. Pelo contrário, o tempo todo nossa luta foi por 8,17% esse ano. A suspensão da greve não passou exclusivamente pelo PL. Ao contrário: foi a avaliação das condições de continuidade da Greve.

Terceiro: a App e o Fes não fecharam qualquer acordo. Cada categoria avaliou suas condições. E mais: os deputados tem toda a autonomia de melhorar a proposta e isso é bom. Hoje votaram contrários com coerência, pois continuam defendendo os 8,17%.

Quarto: não há como fazer reajuste diferenciado para o executivo como o texto do professor insinua. Que pode ter para alguns e outros não. Isso é uma inverdade. O reajuste será o mesmo para todas as categorias.

Quinto: que bom que os docentes ligados ao ANDES resolveram fazer um trabalho intenso na Alep. Nós estivemos por mais de 73 dias durante nossa greve nessa batalha.

E não desistiremos de toda nossa luta. Tudo o que for para melhorar e não perder em tempos de resistência nós faremos coletivamente.

Todas as decisões da App foram assim. É lamentável sempre querer criar fracionismo. A Direção tem a tarefa de avaliar todo o Estado e dirigir o que a maioria decide. Isso o professor Paixão sabe muito bem pois esteve 18 anos na Direção da Leia mais

2 de junho de 2015
por esmael
30 Comentários

“Está difícil o fim da greve”

Fervilha os bastidores políticos no Centro Cívico. Desde a manhã desta terça-feira (2), são intensas as negociações que “podem” pôr fim à greve de professores e servidores públicos.

Os grevistas reivindicam reposição inflacionária de 8,17%, mas o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, como governador de facto, joga duro.

“Está difícil o fim da greve”, reconheceu o deputado Professor Lemos (PT) ao ser questionado esta manhã pelo Blog do Esmael sobre as negociações da data-base com o Palácio Iguaçu.

O líder do governo na Assembleia, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), às 11h45, afirmou que tinha acabado de sair de uma reunião com o governador Beto Richa (PSDB). No entanto, o peemedebista não quis antecipar o resultado da conversa.

Há ceticismo entre os educadores em greve há 36 dias, que anseiam voltar às salas de aula. Eles rejeitam o retorno à escola humilhados, desconfiam de calote no parcelamento da reposição e da intransigência do tucano que estaria fazendo “cortina de fumaça” sobre os escândalos de corrupção envolvendo o governo Beto Richa.

Romanelli levou ao Palácio Iguaçu a seguinte proposta: o salário dos servidores teria um reajuste de 3,45% em outubro e outro de 4,56% em dezembro, sem alterações na data base de 2016. Isto traria um impacto adicional ao orçamento de 2015 da ordem de quase R$ 1 bilhão.

Leia mais

1 de junho de 2015
por esmael
55 Comentários

Nova proposta prevê reajuste 8,17% a professores e servidores em duas vezes ainda este ano

richa_fes_romanelliO deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), líder do governo na Assembleia, atravessou a Praça 29 de Abril — a antiga Nossa Senhora Salete — rumo ao Palácio das Araucárias. Ele foi levar uma nova proposta para o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, interventor do PSDB nacional nas finanças do Paraná.

Pela sugestão, o salário dos servidores teria um reajuste de 3,45% em outubro e outro de 4,56% em dezembro, sem alterações na data base de 2016. Isto traria um impacto adicional ao orçamento de 2015 da ordem de quase R$ 1 bilhão.

Ajustando-se a parte econômica, também tem a parte política para resolver. O movimento dos educadores põe à mesa como condição de volta às aulas o fim das perseguições, a retirada de faltas e punições. Leia mais

1 de junho de 2015
por esmael
7 Comentários

Proposta de Richa ‘extingue piso’ e achata carreira no magistério; ouça

A mensagem de reajuste do funcionalismo estadual enviada na semana passada pelo governador Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa já foi rejeitada pelos professores e servidores, pois, segundo eles, que entram hoje no 35º dia de greve, não cumpre a lei da data-base e tenta enganar a todos jogando a reposição da inflação para o segundo semestre e o início do ano que vem.

Um dos pontos que está chamando a atenção, é a “extinção” do piso nacional dos professores, que passa a ser aplicado somente no início da tabela, não estendendo-se aos demais níveis da carreira (abaixo, leia a íntegra do projeto tucano). Essa manobra causará novamente um achatamento nos vencimentos dos professores.

O debate e o impasse voltam nesta segunda-feira (1º) ao plenário da Assembleia Legislativa com transmissão ao vivo pelo Blog Esmael, a partir das 14h30, em parceria com a TV 15.

Ouça a opinião de Marlei Fernandes, da APP-Sindicato:

Ou seja, na medida em que o piso acompanhar a inflação e os demais níveis não, como é o caso da mensagem enviada pelo governo para a Assembleia, a carreira deixa de fazer sentido, pois todos os níveis acima do piso vão perdendo poder aquisitivo, sendo achatados.

Além disso, a transferência da data-base para janeiro tem motivação estratégica. Como é período de férias dos professores e de grande parte do funcionalismo não há como promover mobilizações ou greves. O governador estará “livre” para fazer o que quiser.

Essa armadilha teria sido inserida na mensagem pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná.

O líder do governo na Assembleia, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), jura que essas cascas de bananas serão removidas do texto governamental.

Leia a íntegra do projeto do governador Beto Richa:

Link alternativo para o arquivo clique aqui.

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/06/20172822/mensagem_richa_database.pdf

Leia mais

30 de maio de 2015
por esmael
30 Comentários

Alvíssaras: Caiu o limite prudencial de gastos com pessoal no governo Richa

Lemos_LRFO deputado estadual Professor Lemos (PT), especial para o Blog do Esmael, trouxe neste sábado (30) uma informação alvissareira: balanço do 1º quadrimestre de 2015 revelam que os gastos do governo Beto Richa (PSDB) com pessoal caíram abaixo do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

De acordo com o parlamentar, o balanço aponta redução do limite para 45,97% quando a margem prudencial hoje é de 46,55%, o que corresponde a 90% de 49% da Receita Corrente Líquida (RCL). Para ele, isso é prova inequívoca de que caiu a barreira fiscal que impedia zerar as perdas inflacionárias nos salários dos servidores (abaixo, leia a íntegra do relatório).

Segundo Professor Lemos, se tiver boa vontade, o governo do estado pode acabar com a greve pagando a data-base de 8,17% sem impactar o limite prudencial, pois o índice do quadrimestre seria diluído ao longo de 12 meses e ainda, calcula o deputado, “a perspectiva é de aumento de arrecadação”. Leia mais

15 de maio de 2015
por esmael
24 Comentários

Richa joga “batata quente” nas mãos dos deputados; 30 mil pessoas farão cerco à Assembleia na terça-feira

O governador Beto Richa (PSDB) vinha reclamando nos cantos do presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), pois, de acordo com orelha seca do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, os desgastes do massacre dos 200 professores e servidores, no dia 29 de abril, recaíram totalmente sobre ele.

Enquanto Richa se escondia nas últimas semanas no Chapéu Pensador – uma espécie de gabinete secreto dentro de uma área da Copel, em Curitiba –, sem possibilidades de ir ao salão de beleza, Traiano esbanjava simpatia em audiências e jantares.

Pois bem, agora o governador “jogou a batata” quente da greve dos professores e servidores públicos nas mãos dos deputados. Eles terão a ingrata tarefa de votar mensagem de reajuste de 5%, em duas vezes, cuja proposta já fora rejeitada pelos grevistas.

A partir desta segunda-feira (18), os servidores reforçam presença na Assembleia Legislativa e presença na antiga Praça Nossa Senhora da Salete, atual Praça 29 de Abril, no Centro Cívico, onde distribuirão panfletos e álbum de figurinha com a caricatura de 31 inimigos da educação. Ou seja, os deputados entrarão novamente na linha de tiro.

Na terça, dia 19, haverá uma grande marcha dos servidores após deflagração de greve geral e lançamento da campanha pelo “Fora Beto Richa, impeachment já!”. A expectativa é que a manifestação reúna 30 mil pessoas.

Veja abaixo o “Álbum de figurinhas da Assembleia”, trabalho do professor de artes londrinense Rodrigo Borgues:

Leia mais

15 de maio de 2015
por esmael
28 Comentários

Servidores planejam campanha pelo “Fora Beto Richa, impeachment já!”

lemos_torcida_richaProfessores e demais servidores públicos do Paraná debate nesta sexta-feira (15) o lançamento da campanha “Fora Beto Richa, impeachment já!”. A primeira etapa da reunião acontece desde a manhã de hoje na sede da APP-Sindicato, em Curitiba, e logo mais, às 16h30, haverá um novo encontro com entidades dos movimentos populares e sindicais.

Entre os educadores, a maioria dos 29 núcleos regionais da APP-Sindicato se pronunciou favorável à campanha a ser deslanchada para tirar o tucano do Palácio Iguaçu.

A ideia do funcionalismo é ampliar a luta em defesa dos serviços públicos e contra a corrupção no governo para a toda a sociedade, buscando apoio de igrejas, clubes de serviços, conselhos profissionais, partidos, câmara de vereadores, enfim, daqueles que concordam que o governador Beto Richa (PSDB) não tem mais condições de continuar no cargo.

O ápice do movimento “Fora Beto Richa, impeachment já!” deverá ser na próxima terça-feira, dia 19, quando iniciar-se-á a greve geral dos servidores e vários setores sociais realizarão uma megamarcha rumo ao Palácio Iguaçu. Leia mais

22 de abril de 2015
por esmael
10 Comentários

Confisco da previdência pode ser o mico do ano na Assembleia do PR

A charge "bancada do camburão" é de Paixão, originalmente na Gazeta do Povo.

A charge “bancada do camburão” é de Paixão, originalmente na Gazeta do Povo.

Os deputados estaduais estão prestes a embarcar, pela segunda vez, numa espécie de “camburão” pilotado pelo governador Beto Richa (PSDB). A figura de linguagem utilizada pelo Blog do Esmael é para exemplificar ao leitor o tamanho da roubada que os parlamentares governistas estão prestes a entrar novamente, se votarem em regime de urgência o pacote de ajuste do tucano que prevê o confisco de R$ 140 milhões ao mês da poupança previdenciária de 200 mil servidores públicos. ... 

Leia mais

20 de abril de 2015
por esmael
30 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: “Previdência não pode ser confiscada por Richa em regime de urgência”

gleisi_previdencia_richaGleisi Hoffmann* ... 

Leia mais

15 de abril de 2015
por esmael
4 Comentários

UEPG também para contra confisco da previdência pelo governo Richa

uepg_paralisacaoOs professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) vão paralisar suas atividades nesta quinta-feira, dia 16, contra o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos estaduais. ... 

Leia mais

15 de abril de 2015
por esmael
3 Comentários

Cinco mil trabalhadores contra a terceirização em Curitiba; assista


O Blog do Esmael transmitiu ao vivo, em parceria com a TV 15, direto de Curitiba, manifestação dos trabalhadores contra o projeto da terceirização (PL 4330/40) que tramita na Câmara Federal.

Movimento contra a precarização do trabalho coincide com a aprovação de requerimento, na Assembleia, para votação em regime de urgência do projeto que confisca a poupança previdenciária dos servidores públicos paranaenses.

O protesto organizado pelas centrais CUT, UGT, Força Sindical, NCST, CTB e demais entidades dos movimentos populares, entre 12h e 14h, reuniu cinco mil trabalhadores.

Transmissão encerradas às 14h11.

Abaixo, assista na íntegra ao vídeo da manifestação:

Leia mais

15 de abril de 2015
por esmael
3 Comentários

Marcha contra terceirização seguirá para a Boca Maldita, jura CUT

Desde a madrugada desta quarta-feira, dia 15, milhares de trabalhadores protestam na região Sul de Curitiba. Parte da Linha Verde, uma via com intenso tráfego na Cidade Industrial, e portas de fábricas como a Volvo foram bloqueados contra a lei de terceirização em regime de votação na Câmara Federal.

Por volta das 11 horas, os trabalhadores sob as bandeiras da CUT, UGT, Força Sindical, NCST, CTB e demais entidades dos movimentos populares, se concentram na Praça Santos Andrade (UFPR), de onde saem para uma marcha originalmente marcada para seguir rumo à Boca Maldita.

A presidenta da CUT, Regina Cruz, ao repórter César Setti, descartou mudar o trajeto em direção à Assembleia Legislativa do Paraná, no Centro Cívico, cuja sessão começa às 14h30.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo, a partir das 12h, toda a manifestação em parceria com a TV 15.

Além de trabalhadores do setor privado, o movimento de hoje contra a terceirização também envolve muitos servidores públicos que estão sendo ameaçados pelo confisco da poupança previdenciária. Ontem (14), os deputados aprovaram requerimento para tramitar em regime de urgência projeto do governador Beto Richa (PSDB).

“Não discutimos nada sobre mudar o trajeto, mas vamos ver isso quando chegarmos à Praça Santos Andrade”, admitiu Nelson de Souza, o Nelsão, presidente da Força. Ele conversou com o Blog do Esmael durante manifestação em frente à montadora sueca Volvo.

Pelo sim pelo não é bom os deputados estaduais colocarem as barbas de molho, pois o funcionalismo público está “P” da vida com esse confisco da previdência.

Leia mais