20 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

No dia 20 de abril de 2015, uma segunda-feira no meio do feriadão de Tiradentes, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) publicava um artigo em sua coluna semanal aqui no Blog do Esmael sobre a tentativa de confisco da previdência dos servidores. O então governador Beto Richa (PSDB) atropelou o debate democrático com o regime de urgência na Assembleia Legislativa (ALEP). Restava o debate pela imprensa. ... 

Leia mais

2 de março de 2017
por Esmael Morais
1 Comentário

AO VIVO: Gleisi e Requião debatem em Cascavel o desmonte da previdência e do Estado Social

Os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) debatem na noite desta quinta (2), em Cascavel, o fim das aposentadorias pretendido pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB). Abaixo, assista ao vivo. Leia mais

14 de outubro de 2016
por Esmael Morais
18 Comentários

Contra Richa e Temer, sobe para 400 as escolas ocupadas no PR; 4 universidades também foram tomadas pelos estudantes

temer_richa_ocupacoesO k-suco ferveu nesta sexta-feira (14) no Paraná, pois subiu para 400 o número de escolas da rede pública ocupadas. Também formam tomadas quatro universidades estaduais pelos estudantes. O movimento é contra o governador Beto Richa (PSDB) e o presidente Michel Temer (PMDB). Leia mais

11 de outubro de 2016
por Esmael Morais
58 Comentários

Richa perde o controle: 200 escolas ocupadas; impeachment ou renúncia como saídas políticas

richa_impeachment_renunciaO governador do Paraná Beto Richa (PSDB) perdeu o controle da situação e o número de escolas ocupadas na rede pública do estado subiu para 200 na tarde desta terça-feira (11). Na frente política, diante da ingovernabilidade, já se fala em impeachment ou renúncia do tucano. Leia mais

7 de outubro de 2016
por Esmael Morais
40 Comentários

Universidades deflagram greve da educação contra Beto Richa já na segunda-feira

richa_greve_universidadesO governador Beto Richa (PSDB) terá de lidar com greve pipocando contra ele já na próxima segunda-feira, dia 10, quando docentes das universidades estaduais paralisam as atividades por tempo indeterminado. Ao todo, o ensino superior público do estado conta com cerca de 100 mil alunos e 8 mil professores. Leia mais

6 de outubro de 2016
por Esmael Morais
81 Comentários

Richa enfrentará greve geral de servidores a partir de 17 de outubro

app_greveO governador Beto Richa (PSDB) enfrentará uma nova greve unificada dos cerca de 200 mil servidores públicos do estado a partir do próximo dia 17 de outubro. Desses, 100 mil são trabalhadores da educação. Leia mais

18 de abril de 2016
por Esmael Morais
15 Comentários

Richa pode fechar universidades

unioeste

O Conselho da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) se reunirá nesta quarta-feira (20) e deve decidir pela suspensão do calendário acadêmico, caso o governador Beto Richa (PSDB) não libere mais verbas para a instituição. Leia mais

17 de março de 2016
por Esmael Morais
9 Comentários

Universidades sugerem desobediência civil contra confisco de Beto Richa

Após o anúncio de mais um confisco por parte do governador Beto Richa (PSDB), as sete universidades estaduais dó Paraná bateram pé e decidiram enfrentar a voracidade do governo. As instituições sugerem desobediência civil à decisão do tucano.

Uma resolução da Secretaria da Fazenda, do dia 4 de março, determina que as universidades devem repassar aos cofres do governo 80% de tudo que arrecadam com a realização de vestibulares, concursos e de projetos financiados por outras fontes. Os recursos devem ser remetidos ao Caixa Único (CU) de Beto Richa até o início de abril.

No entanto, a Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público (Apiesp) resolveu peitar o governador e anunciou em nota que as instituições não irão cumprir a determinação. A decisão foi tomada após reunião dos reitores nas universidades estaduais, sob a alegação de que essa medida acabaria por Leia mais

10 de março de 2016
por Esmael Morais
93 Comentários

Beto Richa acelera o fechamento das universidades estaduais do Paraná

Há tempos que gestores, professores e estudantes das universidades estaduais do Paraná protestam pela falta de verbas para a manutenção das instituições. O aumento dos repasses foi uma das principais pautas da greve do ano passado contra o governador Beto Richa (PSDB).

Mesmo assim o problema continua e, segundo as direções das universidades, o repasse estadual neste início de ano está pela metade do devido.

Mas isso ainda não é o bastante para o governador e seu secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa. Eles vão além. Agora estão obrigando as instituições repassarem para o governo 80% do seu superávit, obtido com vestibular, concursos, projetos de pesquisa… enfim, tudo.

O tucano quer  encher o Caixa Único (CU) até o próximo dia 5 de abril.

Confira a seguir a resolução da Secretaria da Fazenda que determina o repasse:

ues Leia mais

25 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Fim da greve nas universidades estaduais fecha ciclo na mobilização dos servidores; batalha agora é na Justiça

uesgreveConforme o Blog do Esmael já havia adiantado na terça-feira (23), a greve nas universidades estaduais chegou ao fim, ou melhor, foi suspensa, como preferem os grevistas.

Com a aprovação na Assembleia Legislativa do Paraná da reposição de apenas 3,45% de reajuste neste ano, os professores e servidores entenderam que se encerrou uma etapa da mobilização. Os questionamentos ao não cumprimento da lei da data-base e ao confisco da previdência dos servidores serão feitos na Justiça.

Apesar da suspensão da greve, o movimento continua. Os professores estão mobilizados e podem retomar a paralisação a qualquer momento em função das suas pautas específicas, como a nomeação de docentes e servidores concursados e o repasse de recursos de custeio para manutenção das instituições.

O reinício das aulas deve ocorrer nos próximos dias, assim como a elaboração e aprovação de novos calendários acadêmicos para que o ano letivo seja cumprido sem maiores prejuízos para os estudantes e as comunidades universitárias.

Ainda falta a decisão dos professores das Universidades Estaduais de Ponta Grossa (UEPG) e do Oeste do Paraná (Unioeste), que farão assembleia hoje para deliberar sobre a greve. Mas os encaminhamentos devem acompanhar as demais instituições.

De um modo geral, o movimento está sendo analisado como vitorioso, visto que a greve barrou o corte de benefícios como os quinquênios e reverteu o calote no terço de férias dos servidores.

Mas a principal vitória de todos os servidores foi desmascarar Beto Richa (PSDB) deixando claro aos paranaenses a face autoritária do governador reeleito.

O comando de greve dos docentes de cinco das sete universidades estaduais publicaram ontem (24) uma nota analisando o que os professores “ganharam” ou “perderam” com a greve. Leia a seguir: Leia mais

23 de junho de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Após 2 meses, greve nas universidades estaduais vai chegando ao fim

uesApós quase sessenta dias de greve, os professores e servidores das universidades estaduais do Paraná devem voltar ao trabalho nos próximos dias, mesmo sem ter a maioria de suas reivindicações atendidas.

Hoje pela manhã, os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) decidiram pela suspensão da paralisação. Agora à tarde, os servidores da UEL se reúnem e devem optar pela mesma decisão. Leia mais

19 de junho de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Calote de Beto Richa obriga alunos bolsistas pedirem esmola no Paraná

via Blog da Lais Lainy, de Cascavel

Devido o atraso da Fundação Araucária no repasse das bolsas de R$ 400, acadêmicos da Unioeste, campus de Cascavel, pediram esmola aos motoristas que passavam em frente à universidade na manhã desta sexta-feira (19).

Com faixas questionado o governador, Beto Richa (PSDB), os alunos fizeram o ato simbólico que representa a dificuldade que os bolsistas estão passando, pois estão sem dinheiro para manter as despesas, como antecipado ontem pelo blog.

“Um aluno acaba ajudando outro e o pessoal têm conversado com os proprietários dos imóveis para entender o atraso do aluguel”, afirma o estudante, Victor Rozatti, que também é presidente do DCE da Unioeste.

Segundo ele, o valor deveria estar depositado no dia 5, mas, até agora, isso não aconteceu.

“Daqui pouco começa o próximo mês e se a bolsa atrasar dois meses, não sabemos o que fazer para se manter”, detalha.

A situação é bastante delicada pois os acadêmicos que recebem bolsas não podem ter nenhuma outra fonte de renda. O compromisso de se dedicar unicamente à pesquisa é afirmado em um termo que é assinado pelos alunos.

Outro detalhe é que, além dos alunos, os professores orientadores também estão sem receber. Rozatti adianta que o DCE continuará cobrando uma resposta do governo, por meio da universidade.

Leia mais

16 de junho de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Professores e servidores das universidades estaduais mantêm greve e pressionam deputados pelos 8,17%

uesOs professores e servidores das universidades estaduais estão em greve desde o final de abril. Os calendários acadêmicos e os vestibulares já estão suspensos. O movimento começou para barrar o confisco da previdência pelo governador Beto Richa (PSDB), mas prosseguiu na luta pelo cumprimento da data-base com o reajuste de 8,17%.

Mesmo com a suspensão da greve das outras categorias do funcionalismo, os servidores técnicos e docentes das universidades estaduais tentam fazer a diferença na tramitação do reajuste dos servidores na Assembleia Legislativa. Os grevistas se articulam com a oposição e tentam convencer a bancada independente votar a favor da emenda que garante os 8,17% já, retroativos a maio. Leia mais

8 de junho de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Além dos professores, como fica a greve do funcionalismo estadual?

categoriasOs educadores da rede pública estadual de ensino se reúnem em assembleia geral, nesta terça (9), para decidirem se encerram ou não a sua greve que já dura mais de quarenta dias. Por ser a maior categoria do funcionalismo estadual, é a greve que mais chama a atenção.

Mas, mesmo que professores decidam voltar ao trabalho, o que ainda é muito incerto, há diversas categorias de trabalhadores que podem prosseguir com suas greves, mantendo a pressão sobre o governador Beto Richa (PSDB) e seus aliados.

As universidades estaduais estão todas paradas, com os calendários acadêmicos suspensos, e se depender dos professores da Universidade Estadual de Londrina a greve continua até que o governo conceda os 8,17%, ou, pelo menos, se digne a negociar respeitosamente com os grevistas. Leia mais

6 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Para nunca esquecer, alunos da Unioeste produzem documentário sobre massacre de professores; assista

unioeste_massacre_richaO massacre no dia 29 de abril, em Curitiba, ainda continua estimulando a produção acadêmica em todo o Paraná. Alunos dos cursos de Filosofia, Química e Ciências Sociais da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Toledo, produziram uma série de documentários sobre a greve dos professores e servidores públicos.

Os acadêmicos são bolsistas de iniciação à docência, desenvolvem atividades de formação para a docência na universidade e desenvolvem atividades nas escolas da rede pública.

Assista ao vídeo:

Como as escolas estão em greve, os acadêmicos do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) acompanham as atividades da greve, fazem registros fotográficos, vídeos, entrevistas, etc. Deste trabalho surgiu o documentário nº 4, o primeiro de quatro documentários que estão sendo produzidos. Leia mais

30 de maio de 2015
por Esmael Morais
33 Comentários

Artigo especial de Ester Maria Dreher Heuser: “Sim, nós podemos!”

Sim, nós podemos!

Três lições que os professores deram aos governantes e a si mesmos sobre o poder

Ester Maria Dreher Heuser*

É senso comum pensar que quem tem o poder são os políticos e os ricos. Daí ser usual ouvir que “lei vale para o povo, políticos e ricos sempre se livram dela”. No Paraná, até início de fevereiro de 2015, essa era a convicção da maior parte da população, de ricos a pobres, de governantes a governados. A partir do mês do carnaval, contudo, a crença foi abalada: passamos a ver na “telinha”, ricos empreiteiros saindo da cadeia para suas casas, mas com tornozeleiras de controle; deputados em camburão para dentro da Casa do Povo, com medo do povo, para votar contra o povo; um governador, eleito em primeiro turno, governando em lugar quase secreto, ironicamente, chamado “chapéu pensador”.

O que pensavam, naquela altura de 2015, os ricos “entornozelados”, os deputados “encamburizados” e o governador “enchapelado”? Tudo se tratava de um passageiro pesadelo, o poder ainda era deles. O que pensava o povo que assistia aquela anomalia pela “telinha”? As coisas estavam saindo dos eixos, algo estava fora de lugar.

Uma parcela do povo, que já não mais ocupava o seu lugar de costume, mas as ruas da capital,sentia que as coisas poderiam ser diferentes e pensava que páginas de livros “do tempo da faculdade” poderiam fazer sentido. Cada um dessa parcela, a partir da sua singularidade, apesar dos apelos das lideranças encima do trio elétrico, decidiu contrariar o senso comum. Rompeu a corrente humana de homens fardados e tomou lugar na Casa do Povo, conseguindo pôr fim na autoritária Comissão Geral, exclusiva da ALEP (Assembleia Legislativa do Paraná). Desse momento em diante, aquilo que parecia ser só um jogo de marketing do Tio Sam começou a funcionar como uma verdade em forma de refrão: SIM, NÓS PODEMOS! Essa foi a primeira lição do ano que a parcela do povo que leciona todos os dias deu aqueles que, até então, acreditavam ter o poder. Mas também ensinou a si mesma que ela também podia.

Passadas as águas de março, após amostras poderosas daqueles que acreditavam ter o poder, o refrão voltou a soar nas mentes daquela parcela. Surpreendentemente, cada um, por sua própria singularidade, passou a acreditar, ainda mais, no slogan que deixara de ser apenas uma jogada de marketing: SIM, NÓS PODEMOS! E, por sua própria conta e risco, outra vez, saiu de seu lugar de costume para ocupar as ruas da capital. Porém, os homens de farda não eram os mesmos, a corrente que separava aquela parcela da Casa do Povo não era mais feita só de homens, tinha com Leia mais

7 de maio de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Universidades seguem em greve contra Richa; UEPG faz enterro dos “inimigos da educação”

estaduaisQuem apostava no enfraquecimento da mobilização dos professores e servidores estaduais depois da aprovação na Alep e a sanção relâmpago pelo governador Beto Richa (PSDB), do confisco da previdência, apostou errado.

Após a decisão pela continuidade da greve dos professores e servidores da educação básica, aprovada na assembleia da APP-Sindicato, realizada na terça (5) em Curitiba, agora são os professores e servidores das universidades estaduais que fortalecem as greves e o enfrentamento ao governo Richa.

Os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL), decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (7). Eles já estavam paralisados desde segunda-feira (4). Leia mais

22 de abril de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Confisco da previdência pode ser o mico do ano na Assembleia do PR

A charge "bancada do camburão" é de Paixão, originalmente na Gazeta do Povo.

A charge “bancada do camburão” é de Paixão, originalmente na Gazeta do Povo.

Os deputados estaduais estão prestes a embarcar, pela segunda vez, numa espécie de “camburão” pilotado pelo governador Beto Richa (PSDB). A figura de linguagem utilizada pelo Blog do Esmael é para exemplificar ao leitor o tamanho da roubada que os parlamentares governistas estão prestes a entrar novamente, se votarem em regime de urgência o pacote de ajuste do tucano que prevê o confisco de R$ 140 milhões ao mês da poupança previdenciária de 200 mil servidores públicos. ... 

Leia mais

20 de abril de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: “Previdência não pode ser confiscada por Richa em regime de urgência”

gleisi_previdencia_richaGleisi Hoffmann* ... 

Leia mais