13 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
1 Comentário

Relembre: Universidades param contra o confisco da previdência

Há 3 anos, os professores de cinco Universidades Estaduais do Paraná decidiram fazer um dia de paralisação. Os docentes da UEL, UEPG, UNICENTRO, UNESPAR e UENP pararam em protesto contra a nova tentativa do então governador Beto Richa (PSDB) de confiscar a previdência dos servidores estaduais. Relembre. ... 

Leia mais

25 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Fim da greve nas universidades estaduais fecha ciclo na mobilização dos servidores; batalha agora é na Justiça

uesgreveConforme o Blog do Esmael já havia adiantado na terça-feira (23), a greve nas universidades estaduais chegou ao fim, ou melhor, foi suspensa, como preferem os grevistas.

Com a aprovação na Assembleia Legislativa do Paraná da reposição de apenas 3,45% de reajuste neste ano, os professores e servidores entenderam que se encerrou uma etapa da mobilização. Os questionamentos ao não cumprimento da lei da data-base e ao confisco da previdência dos servidores serão feitos na Justiça.

Apesar da suspensão da greve, o movimento continua. Os professores estão mobilizados e podem retomar a paralisação a qualquer momento em função das suas pautas específicas, como a nomeação de docentes e servidores concursados e o repasse de recursos de custeio para manutenção das instituições.

O reinício das aulas deve ocorrer nos próximos dias, assim como a elaboração e aprovação de novos calendários acadêmicos para que o ano letivo seja cumprido sem maiores prejuízos para os estudantes e as comunidades universitárias.

Ainda falta a decisão dos professores das Universidades Estaduais de Ponta Grossa (UEPG) e do Oeste do Paraná (Unioeste), que farão assembleia hoje para deliberar sobre a greve. Mas os encaminhamentos devem acompanhar as demais instituições.

De um modo geral, o movimento está sendo analisado como vitorioso, visto que a greve barrou o corte de benefícios como os quinquênios e reverteu o calote no terço de férias dos servidores.

Mas a principal vitória de todos os servidores foi desmascarar Beto Richa (PSDB) deixando claro aos paranaenses a face autoritária do governador reeleito.

O comando de greve dos docentes de cinco das sete universidades estaduais publicaram ontem (24) uma nota analisando o que os professores “ganharam” ou “perderam” com a greve. Leia a seguir: Leia mais

10 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

A greve continua nas universidades estaduais do Paraná

unesOs professores e servidores das universidades estaduais continuam mobilizados para mudar a proposta governamental de reajuste da data-base. As assembleias da categoria realizadas nos últimos indicam a manutenção da greve, pelo menos até a semana que vem. Os dirigentes sindicais estão em Curitiba visitando os deputados, tentando emplacar um substitutivo que atenda ao índice de 8,17% já, retroativo a maio.

A professora da UEM, Marta Bellini, dirigente do Sesduem, seção do Andes, que é o sindicato nacional dos docentes do ensino superior, revelou ao Blog do Esmael que os professores universitários ficaram muito decepcionados com a decisão da assembleia da APP de suspender a greve, e se sentem isolados, mas não vão desistir da sua luta por um reajuste digno na data-base.

Ela afirmou inclusive que os professores universitários não puderam participar das negociações, foram simplesmente excluídos da mesa com o líder do governo na assembleia, deputado Cláudio Romanelli (PMDB); e que o secretário de Ciência e Tecnologia, João Carlos Gomes, também não negocia nada, mas ameaça os professores com punições, ignorando que as universidades têm autonomia. Leia mais

21 de maio de 2015
por Esmael Morais
34 Comentários

Quebra de braço cada vez mais pesada na greve dos professores do PR

richa_cletoA segunda greve do ano dos professores e servidores da rede pública estadual de ensino — e também das universidades estaduais — está prestes a completar quatro semanas e a quebra de braço vai ficando cada dia mais pesada para ambas as partes.

De um lado, o governador Beto Richa (PSDB) queima todo o capital político conquistado com uma vitória tranquila na reeleição de outubro passado protagonizando cenas lamentáveis de violência e desrespeito ao funcionalismo; superando seu colega tucano Alvaro Dias na selvageria contra professores e servidores. O 30 de agosto do Álvaro ficou parecendo um piquenique na praça perto do 29 de abril de Richa.

Do outro lado, os servidores, na maioria professores, cansados, humilhados, violentados, segurando na raça um movimento que não existiria se a indignação com os desmandos de Richa não tivessem chegado ao limite do inaceitável. Tiveram suas aposentadorias usurpadas e foram lançados a um futuro incerto, isso sem antes terem barrado com a primeira greve o desmonte da carreira e revertido calotes no terço de férias e outros direitos.

Pois bem, o governador está se vendo obrigado a recuar sob pena de perder de vez sua base de sustentação na Assembleia Legislativa. Esse movimento poderia resultar num melancólico processo de impeachment. Melancólico para Richa, pois esse já é o desejo da maioria dos paranaenses, como vêm mostrando as manifestações organizadas e espontâneas nas ruas, estádios, teatros e até em shoppings centers.

A APP-Sindicato informou ao Blog do Esmael que a adesão à greve na rede pública estadual continua alta, superior a 85%, com algumas regiões com quase 100% de paralisação, como é o caso de Maringá. Não há assembleia marcada, o que reforça a intenção dos professores de continuarem em greve enquanto não houver negociações.

Sobre o corte do ponto anunciado pelo governo, o pagamento de maio ainda virá integral, mesmo por que ele já foi fechado no início do mês. As faltas, se forem lançadas, serão descontadas somente na folha de junho. Leia mais

24 de abril de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Projeto de Richa vai confiscar ao ano R$ 2 bilhões da previdência

gabas_arrudaAo mais desatento, o governador Beto Richa (PSDB) irá confiscar “apenas” R$ 150 milhões mensais da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná — se aprovado o projeto de lei 252/2015. Ocorre que multiplicado esse valor por 12 a tungada chega-se à tungada anual de R$ 1,8 bilhão. Com juros e correções monetárias a descapitalização da Paranáprevidência salta para R$ 2 bilhões.

Não é por pouca coisa que Richa resolveu ir para o tudo ou nada, autorizando, inclusive, até a repressão aos manifestantes que prometem na quarta-feira (29) cerco histórico no Centro Cívico, em Curitiba, mais precisamente à Assembleia Legislativa.

Antes da nova “Batalha da Assembleia”, na terça (28), em Brasília, por iniciativa do deputado João Arruda (PMDB), coordenador da bancada federal do Paraná, o ministro da Previdência, Carlos Gabas, amparado por uma tropa de 10 especialistas, participa de uma audiência pública para discutir justamente o confisco do fundo previdenciário dos servidores do Paraná. O Blog do Esmael vai transmitir o evento ao vivo, a partir das 14h30, em parceria com a TV 15. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
60 Comentários

Que feio! Richa determina na quarta repressão a professores contrários ao confisco da previdência

pm_alepO secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini (SD), na próxima quarta-feira (29), vai comandar pessoalmente nova operação de guerra contra professores e servidores públicos do Paraná que lutam para garantir a Paranáprevidência. O objetivo dele é garantir a integridade dos deputados da “bancada do camburão” e o isolamento de manifestantes que prometem cerco ao Centro Cívico, nas imediações da Assembleia Legislativa e Palácio Iguaçu.

Nesta quinta (23), Francischini levou a tiracolo o subcomandante da PM, coronel Nerino Mariano de Brito, e o tenente-coronel Soares Júnior, para uma reunião secreta com o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB).

Também estava no encontro, sempre a paisana, o tenente-coronel Hudson Teixeira, do BOPE (Batalhão de Operações Policias Especiais) cuja função é atirar com bala de borracha e lançar bombas contra manifestantes.

O quatrilho esteve com o tucano a paisana, escondidinho, para não chamar a atenção. Mas um orelha seca do Blog do Esmael viu tudo e fez questão de contar os detalhes de mais essa sordidez. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Servidores públicos do Paraná prometem novo cerco à Assembleia Legislativa na quarta-feira

alep_previdenciaMilhares de funcionários públicos do estado deverão realizar um novo certo à Assembleia Legislativa do Paraná, na próxima quarta-feira (29), durante votação em regime de urgência do projeto que confisca a poupança previdenciária.

O comando do Fórum de Entidades Sindicais (FES) está convocando uma megamanifestação, no Centro Cívico, em Curitiba, palco de ocupação do legislativo estadual em fevereiro último. Na época, professores e servidores públicos de vários órgãos tomaram o parlamento contra o tratoraço e o confisco de R$ 8 bilhões do fundo de previdência. Leia mais

22 de abril de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

CCJ da Alep aprova confisco da previdência dos servidores

alepcA Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), aprovou no início da tarde desta quarta-feira (22), o projeto de lei, em regime de urgência, que prevê o confisco de R$ 140 milhões ao mês da poupança previdenciária de 200 mil servidores públicos estaduais. ... 

Leia mais

22 de abril de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Universidades Estaduais retomaram hoje greve contra confisco na previdência por Beto Richa

ueesOs professores das Universidades Estaduais de Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste) e de Maringá (UEM) retomaram a hoje (22) a greve por tempo indeterminado contra as tentativas de confisco da previdência dos servidores promovidas pelo governador Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

13 de abril de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Contra confisco da Previdência, 4 universidades estaduais paralisam atividades nesta terça-feira

universidadesOs professores das Universidades Estaduais de Londrina (UEL), do Norte do Paraná (UENP), do Paraná (UNESPAR) e do Oeste do Paraná (UNIOESTE) vão fazer um dia de paralisação nesta terça-feira (14) em protesto contra a nova tentativa do governador Beto Richa (PSDB) de confiscar a Previdência dos servidores estaduais.

Nesta segunda-feira (13), o líder do governo tucano na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), sinalizou que colocará em votação requerimento para “regime de urgência” para o projeto de modifica a Previdência.

O clima segue muito tenso no Centro Cívico, em Curitiba, pois até ocorreu um quiproquó na Assembleia nesta tarde que resultou na prisão da professora Lélia Fernanda França Rech. Ela protestava contra os deputados, que estão com os nervos à flor da pele.

A bronca dos professores universitários tem a ver com a proposta de o governador Beto Richa sacar R$ 140 milhões mensais do fundo previdenciário. Em tempos de Luiz Abi solto, eles temem “tudo” e desconfiam de “todos” no governo.

A paralisação de amanhã foi decidida pelos professores após amplo debate sobre o novo projeto de mudanças no regime de previdência dos servidores que tramita na Assembleia Legislativa desde a semana passada.

Os professores também protestam contra os repasses cada vez mais reduzidos dos recursos de custeio das universidades estaduais, que estão vivendo em situação de precariedade. Leia mais

11 de março de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

“Universidades estaduais geram lucros e não custos para o Paraná”, prova a Beto Richa doutora da Unioeste

Nós não somos um custo, nós geramos lucros e arrecadação para o Estado!!. Essa é a afirmação da professora Mirian Beatriz Schneider, doutora do colegiado de Economia da Unioeste, Campus de Toledo. Entre os anos de 2012 e 2014, ela foi a coordenadora local de um grande projeto de pesquisa que estudou o “Impacto das Universidades Estaduais no Desenvolvimento Regional do Estado do Paraná”.

Esse trabalho foi a pedido da Secretaria de Ciência e Tecnologia e da Fundação Araucária, que contou com a participação de professores de todas as universidades estaduais do Paraná. A professora destaca ainda que essa pesquisa tem como fundamento inicial um estudo parecido conduzido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), em relação ao mundo, e que o projeto pretendeu replicar no Paraná. Dois livros onde são apresentados os resultados dessa vasta pesquisa estão no prelo e em breve estarão disponíveis para a coletividade.

Mirian aponta alguns dados interessantes e em função deles questiona o abandono em que se encontram as universidades: O Estado está deixando de arrecadar muito ao não investir nas estaduais! A educação pública está entre os cinco setores da economia que mais geram renda e, portanto, arrecadação no Paraná!, afirmou. Os dados são parte do trabalho produzido pelos professores da UEM e UNIOESTE: Alexandre Florindo Alves, Carlos Alberto Gonçalves Júnior, Emerson Guzzi Zuan Esteves, José Luiz Parré, José Tarocco Filho, Paulo Rogério Alves Brene, Ricardo Kureski, Ricardo Luis Lopes, Umberto Antonio Sesso.

figMultiplicadores tipo II de produção (MP), remunerações (MR), valor adicionado (MVA), emprego (ME) e índices de ligações intersetoriais de Rasmussen-Hirschman (RH) dos setores do Paraná no ano de 2006.

Sob outro enfoque, o trabalho dos professores aponta que um emprego em educação pública gera um efeito multiplicador do emprego de 2,34 e da renda 2,53. Isso significa renda, consumo e arrecadação.

Outro dado interessante do trabalho (também levando em conta dados de 2006) é que um milhão de reais investido na agricultura, por exemplo, gerava 115 empregos diretos, indiretos, no município, estado e país, com uma renda média anual de R$ 3.389,00. Na educação gerava 117 empregos a mai Leia mais

10 de março de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Richa recua da autonomia financeira nas universidades; fim da greve?

decreto.jpgO governador Beto Richa (PSDB) revogou nesta-feira (10) o decreto que criava o grupo de trabalho para redigir o projeto de lei de autonomia financeira para as universidades estaduais do Paraná. A autonomia financeira pretendida por Richa significava a desobrigação por parte do governo do estado com o financiamento das instituições.

Os comandos de greve das sete universidades e os sindicatos de professores e servidores estiveram reunidos hoje pela manhã com o líder do governo na Assembleia, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB). Na reunião, o governista apresentou a revogação do decreto e discutiu outras questões da pauta de reivindicação dos servidores. Leia mais

5 de março de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Greve nas universidades estaduais mantém pressão sobre Richa

unies.jpgOs docentes e servidores técnico-administrativos das sete universidades estaduais do Paraná continuam em greve por tempo indeterminado contra o governo Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

27 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Universidades estaduais devem continuar em greve por tempo indeterminado

ues.jpgA exemplo da greve na educação fundamental, esta semana também foi agitada na greve das universidades estaduais do Paraná. Paradas desde o início de fevereiro, as sete instituições nem começaram o ano letivo de 2015, e, mesmo com governador Beto Richa (PSDB) “afrouxando a tanga” na aplicação de parte do seu pacote de maldades!. Ainda não há previsão de fim da greve e início das aulas. ... 

Leia mais

24 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

Coluna do Enio Verri: O Paraná está fervilhando em protestos contra o governador Beto Richa!

enio.jpgEnio Verri* ... 

Leia mais

20 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Estudantes da Unicentro em greve fazem manifestação neste sábado para barrar o fechamento da instituição

unicentro.jpgOs estudantes da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), campus Guarapuava, vão realizar na tarde deste sábado (21), à s 14 horas, uma manifestação contra o fechamento da instituição. Em greve desde o dia 9 de fevereiro, os estudantes engrossam o movimento com os professores e servidores da universidade na tentativa de salvar a instituição do desmonte promovido pelo governo Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

20 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
34 Comentários

Servidores em greve e manifestações por todo o Paraná sacodem governo Richa. Se balançar ele cai?

movim.jpgEnquanto o governador Beto Richa (PSDB) se esconde, diversas categorias de servidores estão em greve e realizam manifestações por todo o Paraná. à‰ a pior crise de governabilidade na História do Estado. A batalha contra a venda da Copel, travada no final do governo Lerner, virou café pequeno perto da imobilidade do tucano. ... 

Leia mais