30 de Maio de 2015
por esmael
30 Comentários

Alvíssaras: Caiu o limite prudencial de gastos com pessoal no governo Richa

Lemos_LRFO deputado estadual Professor Lemos (PT), especial para o Blog do Esmael, trouxe neste sábado (30) uma informação alvissareira: balanço do 1º quadrimestre de 2015 revelam que os gastos do governo Beto Richa (PSDB) com pessoal caíram abaixo do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

De acordo com o parlamentar, o balanço aponta redução do limite para 45,97% quando a margem prudencial hoje é de 46,55%, o que corresponde a 90% de 49% da Receita Corrente Líquida (RCL). Para ele, isso é prova inequívoca de que caiu a barreira fiscal que impedia zerar as perdas inflacionárias nos salários dos servidores (abaixo, leia a íntegra do relatório).

Segundo Professor Lemos, se tiver boa vontade, o governo do estado pode acabar com a greve pagando a data-base de 8,17% sem impactar o limite prudencial, pois o índice do quadrimestre seria diluído ao longo de 12 meses e ainda, calcula o deputado, “a perspectiva é de aumento de arrecadação”.

27 de Maio de 2014
por esmael
25 Comentários

Coluna do Enio Verri: Incompetência do governo Richa atrasa liberação de empréstimo ao Paraná

O governo Beto Richa atrasa novamente liberação de financiamento de R$ 817 milhões do Proinveste ao pedir para assumir a dívida de R$ 2 bilhões do Badep; se não tivesse feito essa nova barbeiragem, os recursos já teriam sido depositados no caixa paranaense; relato e análise são do deputado Enio Verri, em sua coluna desta terça; petista afirma ainda que, anteriormente, empréstimo bateu na trave porque o tucano ultrapassou o limite prudencial de gastos com funcionalismo e não realizou os investimentos mínimos em saúde conforme determina a Constituição; leia o texto e compartilhe.

O governo Beto Richa atrasa novamente liberação de financiamento de R$ 817 milhões do Proinveste ao pedir para assumir a dívida de R$ 2 bilhões do Badep; se não tivesse feito essa nova barbeiragem, os recursos já teriam sido depositados no caixa paranaense; relato e análise são do deputado Enio Verri, em sua coluna desta terça; petista afirma ainda que, anteriormente, empréstimo bateu na trave porque o tucano ultrapassou o limite prudencial de gastos com funcionalismo e não realizou os investimentos mínimos em saúde conforme determina a Constituição; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri*

A dívida acumulada de aproximadamente R$ 2 bilhões que o Banco de Desenvolvimento do Paraná (Badep) tem com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é o entrave mais recente para a liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste para o Estado. Leia mais