15 de agosto de 2017
por esmael
7 Comentários

Há 16 anos, privatização da Copel era barrada com ocupação da Assembleia Legislativa do PR

Em tempos de ‘privataria golpista’ e de Michel Temer, o engenheiro civil Cicero Martins Junior, diretor do Sindicato dos Engenheiros do Paraná, em artigo especial, relembra da luta dos paranaenses, por meio da campanha ‘A Copel é Nossa’, há exatos 16 anos, a qual culminou com a derrota do processo de privatização da estatal de energia pelo então governador Jaime Lerner.

7 de julho de 2016
por esmael
12 Comentários

Justiça obriga Richa parar com farra de cargos com supersalários na Sanepar

richa_saneparA 2.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba determinou ontem (6) que o governo Beto Richa (PSDB) extingua 30 cargos de “consultores estratégicos” na Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná).

24 de Fevereiro de 2016
por admin
12 Comentários

Justiça manda Beto Richa exonerar comissionados na Cohapar

Uma sentença proferida pelo Juiz Luciano Augusto de Toledo Coelho, da 12ª Vara do Trabalho de Curitiba, nesta terça (23), obriga a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) a exonerar os funcionários comissionados contratados sem concurso público.

Em caso de descumprimento, a sentença prevê multa diária no valor de R$ 5 mil por pessoa contratada nesta situação. A empresa também foi condenada a pagar R$ 100 mil por danos morais coletivos.

A decisão se dá com base em reclamatória trabalhista feita pelo Ministério Público a partir de uma representação do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR).

Em seu despacho, o juiz determina que a Cohapar se abstenha de admitir novos trabalhadores a título de “emprego em comissão”, em cargos ou funções não criados por lei específica. Também determina que no prazo de 90 dias sejam exonerados os trabalhadores comissionados em situação irregular.

A decisão da Justiça se dá quase cinco anos após o Senge-PR ter entrado com representação junto ao Ministério Público, o que ocorreu em setembro de 2011, e da própria recomendação do MP, feita julho de 2014, para a extinção de cargos em comissão. A Cohapar havia criado 45 cargos sem respaldo legal.

O Ministério Público também já recomendou a extinção de cargos em comissão da Sanepar, em atendimento à mesma representação do Senge; mas até o momento a Justiça não julgou esse processo.

Se a moda pega, vai ter muito funcionário comissiona