15 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em STJ arquiva investigação do trensalão tucano; Alckmin agradece

STJ arquiva investigação do trensalão tucano; Alckmin agradece

A 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o arquivamento das denúncias contra as empresas que pagaram propinas a governos do PSDB em São Paulo. ... 

Leia mais

17 de setembro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Máfia dos ônibus quer aumentar a tarifa. Jogo ‘combinadinho’ com Fruet?

onibus_fruetAté as capivaras do Parque Barigui sabem que o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), é amiguinho do peito dos donos das empresas de ônibus.  ... 

Leia mais

7 de agosto de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

“Nota Paraná” nasce com os mesmo vícios e problemas do “Nota Paulista”. Calote à vista?

Corrupção consome de forma fantástica as arrecadações nos governo Richa e Alckmin, ambos do PSDB; secretário Mauro Ricardo Costa, interventor tucano nas finanças do Paraná, importou campanha de arrecadação de São Paulo; lá o governo paulista começou a dar calote nas premiações prometidas aos consumidores, que acreditaram na propaganda do rádio e da TV.

Corrupção consome de forma fantástica as arrecadações nos governo Richa e Alckmin, ambos do PSDB; secretário Mauro Ricardo Costa, interventor tucano nas finanças do Paraná, importou campanha de arrecadação de São Paulo; lá o governo paulista começou a dar calote nas premiações prometidas aos consumidores, que acreditaram na propaganda do rádio e da TV.

O recém-lançado programa “Nota Paraná”, idealizado pelo secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, deve fracassar. Irmão bastardo do programa “Nota Paulista”, criado pelo mesmo Mauro Ricardo, porém quando este era secretário da fazenda do Estado de São Paulo. Tudo exatamente igual: 30% de reembolso, sorteio de prêmios, propaganda a dar com pau e um estado tão quebrado por conta dos desfalques causados pela corrupção quanto São Paulo.  ... 

Leia mais

19 de abril de 2015
por Esmael Morais
24 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: “O surpreendente desinteresse da senadora Gleisi pelo metrô de Curitiba”

bernardi_gleisi_metroJorge Bernardi* ... 

Leia mais

13 de abril de 2015
por Esmael Morais
34 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: “Transporte integrado para a região metropolitana de Curitiba”

Gleisi Hoffmann*

Parece que causou surpresa a manifestação que fiz no Facebook de que Curitiba deveria rediscutir o projeto de Metrô, considerando todo o sistema de transporte público da nossa Capital e da região metropolitana.

Na condição de senadora pelo Paraná, não é minha atribuição resolver os problemas da cidade. Mas pela mesma condição de senadora, tenho o dever de contribuir para que sejam solucionados. Como aliada do prefeito Gustavo Fruet, quero ajudar, mas não vejo como aumentar ainda mais os recursos para o metrô, como ele está pedindo.

Foi por isso que sugeri ao prefeito que refaça o debate com a Capital e com as autoridades das cidades vizinhas e também com o governo do Estado: será que a prioridade é mesmo o Metrô? Vamos investir quase seis bilhões de reais durante vários anos (obra de Metrô é demorada mesmo), enquanto o sistema tradicional de transporte de Curitiba e região se desmancha e atende de maneira cada vez mais precária as pessoas que precisam se deslocar diariamente?

Essa discussão vem de longe. Lembro-me que há mais de cinco anos o então prefeito Beto Richa relançou a ideia do metrô e solicitou apoio federal.

Mesmo não sendo aliada de Beto Richa e seu partido, não hesitei em apoiar a iniciativa. Ajudei a convencer o governo federal e a presidenta Dilma anunciou aporte de um bilhão de reais do orçamento federal, mais financiamento subsidiado do BNDES.

Eleito prefeito com nosso apoio, Gustavo Fruet reestudou o projeto e pediu mais recursos. Apoiei e a presidenta Dilma veio novamente anunciar R$ 1,8 bi do orçamento, mais financiamento. Com isso, o governo federal se dispôs a bancar a maior parte dos custos da obra.

Agora, o prefeito Gustavo Fruet anuncia que está pedindo ao governo federal que amplie em mais R$ 463 milhões os recursos orçamentários para o Metrô.

Mantenho meu interesse pelo assunto e a disposição de ajudar a viabilizar as soluções para o nosso transporte público de massa. Mas estou sinceramente perguntando: será essa a melhor solução para termos um sistema eficiente, integrado para toda a região metropolitana e capaz de atender com dignidade a nossa população?

O sistema integrado de ônibus, que fez fama internacional para Curitiba, está se desmanchando. Atitudes demagógicas de Beto Richa, que usou a tarifa para se eleger e para se reeleger, parecem ser a principal razão para o desequilíbrio financeiro do sistema.

Em 2012, reconhecendo o problema, o já governador, na tentativa de reeleger seu candidato à prefeitura, ofereceu subsídio financeiro do Estado para reequilibrar as contas do sistema integrado. E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios.

O resultado foi o rompimento da integração, com tarifas muito mais altas para os usuários das cidades vizinhas. E vemos notícias com cenas de pessoas, principalmente mulheres, em situação vexatória de se disporem a pular as catracas em terminais, por não terem como pagar passagens tão caras.

Depois de escrever no Facebook, li que o ex-prefeito Jaime Lerner tem propostas alternativas, mais adequadas e mais baratas do que fazer o Metrô. Se elas existem, tem de ser apresentadas rapidamente, pois podem ser a alternativa para rediscutirmos com o governo federal. Como senadora, vou trabalhar para que as opções melhores de transporte público para Curitiba e para a Região Metropolitana se concretizem co Leia mais

9 de abril de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

‘Fruet e Richa fingem que querem o metrô em Curitiba’, dispara Gleisi

gleisi_metroA senadora Gleisi Hoffmann (PT) perdeu a paciência com o governador Beto Richa (PSDB) e o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que, segundo ela, estariam fingindo querer construir o metrô na capital paranaense.

“Olhando todo esse período, não me parece que a intenção de construir o Metrô em Curitiba seja para valer”, afirmou a parlamentar, nesta quinta-feira (9), pelo Facebook, ao analisar a demora para o início das obras do novo modal de transporte de massa.

Gleisi criticou o fato de Fruet pedir mais R$ 463 milhões ao governo federal para o metrô curitibano. Segundo ela, que acompanha a discussão desde o início, a presidenta Dilma Rousseff (PT) já reafirmou R$ 1,8 bi, recursos do orçamento federal, mais financiamento pelo BNDES, bancando a maior parte da obra.

“Enquanto isso, o sistema integrado de ônibus, que fez fama internacional para Curitiba, está se desmanchando”, disparou a senadora.

Embora dura na crítica, Gleisi Hoffmann elevou mais o tom contra o governador Beto Richa. Mas para a frente política essa puxada de orelha em Fruet, coincidente com o 5º congresso do PT, soou como um recado de que o partido não vai a reboque em 2016… Será que isso tudo vai terminar em rompimento? Será?

A seguir, leia a íntegra da crítica pública de Gleisi sobre a questão da crise no transporte público de Curitiba: Leia mais

1 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Procuradores vão à  Suíça à  caça de contas secretas do trensalão tucano

do Brasil 247
trensalao_tucano_suicaAs autoridades financeiras da Suíça vão receber esta semana mais uma delegação de promotores e procuradores brasileiras. Desta vez a missão é para a coleta de informações sobre contas bancárias, extratos e provas sobre supostas propinas pagas a altos funcionários do governo do Estado de S. Paulo pela multinacional Alstom.

Um porta-voz da Justiça suíça tem divulgado que o país tem “amplo material” sobre o caso. As autoridades estariam dispostas a colaborar com os pedidos da comissão de representantes do Ministério Público brasileiro. Com as informações sobre a movimentação desses consultores, a esperança dos promotores brasileiros é o de chegar a novos funcionários públicos e até políticos que tenham sido beneficiados com o dinheiro do cartel que, entre o final dos anos 90 e 2008, ganhou contratos bilionários da CPTM e do Metrô do Distrito Federal. Leia mais

5 de agosto de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Começa a tramitar pedido de financiamento do metrô curitibano

Deve sair até meados de setembro a autorização ou não da Câmara de Vereadores para o financiamento da prefeitura no valor de R$ 700 milhões junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). O recurso é a contrapartida municipal na construção da fase 1 do metrô.

O projeto de lei foi enviado na última sexta-feira pelo Executivo aos vereadores e começou a tramitar ontem na Casa Legislativa. Na mensagem, a prefeitura pediu urgência na tramitação e, por isso, a Câmara tem agora 45 dias para passar o projeto nas comissões temáticas. O recurso se soma ao R$ 1,8 bilhão que virão do Orçamento Geral da União, do governo federal, a outros R$ 700 milhões que devem ser contratados em financiamento pelo governo do Paraná e também à  verba da iniciativa privada. No total, serão R$ 4,6 bilhões em investimentos na construção da primeira linha do metrô.

As obras estão em processo de licitação, cujo edital foi republicado há cerca de um mês e pode ser consultado no site:! www.curitiba.pr.gov.br/metro. A entrega dos envelopes e da documentação está prevista para 25 de agosto. A sessão pública para conhecimento do vencedor deve acontecer no dia 28, segundo a prefeitura. A fase 1 terá 17,6 quilômetros e 15 estações.

via Jornal Metro

Leia mais

16 de junho de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: Fruet pode enfrentar greve do trânsito na Copa

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, conta que os trabalhadores da Urbs, através do SindiUrbano, pode decretar greve em plena Copa do Mundo; colunista desmente pioneirismo de Curitiba como "primeira" capital a locar veículos elétricos Twizy, da Renault; "...o mesmo fabricante também cedeu veículos elétricos para serem usados pela CEB (Companhia Energética de Brasília) que faz parte da Secretaria de Obras do Governo do Distrito Federal, além dos Correios", diz o especialista em trânsito e multa que também repercute opinião de Jaime Lerner acerca do metrô e da via calma! criada na Avenida Sete de Setembro pelo prefeito Gustavo Fruet; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, conta que os trabalhadores da Urbs, através do SindiUrbano, pode decretar greve em plena Copa do Mundo; colunista desmente pioneirismo de Curitiba como “primeira” capital a locar veículos elétricos Twizy, da Renault; “…o mesmo fabricante também cedeu veículos elétricos para serem usados pela CEB (Companhia Energética de Brasília) que faz parte da Secretaria de Obras do Governo do Distrito Federal, além dos Correios”, diz o especialista em trânsito e multa que também repercute opinião de Jaime Lerner acerca do metrô e da via calma! criada na Avenida Sete de Setembro pelo prefeito Gustavo Fruet; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo* ... 

Leia mais

10 de maio de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Coluna do Ricardo Gomyde: Curitiba de braços abertos para o mundo e o desenvolvimento

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, abre contagem regressiva para o início da Copa em Curitiba: 16 de junho; colunista aponta o "espetáculo" do desenvolvimento proporcionado pelo campeonato da Fifa na capital paranaense; Gomyde destaca ainda a visita da presidenta Dilma na sexta que, além de conhecer a Arena da Baixada, palco dos jogos, anunciou quarto projetos que somados terão investimentos de R$ 5,2 bilhões, garantindo o aprimoramento do transporte coletivo e da qualidade de vida do cidadão curitibano; na segunda-feira (12), lembra o especialista de políticas de inclusão social, a Associação Comercial do Paraná lançará a campanha Curitiba de braços abertos para o mundo!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, abre contagem regressiva para o início da Copa em Curitiba: 16 de junho; colunista aponta o “espetáculo” do desenvolvimento proporcionado pelo campeonato da Fifa na capital paranaense; Gomyde destaca ainda a visita da presidenta Dilma na sexta que, além de conhecer a Arena da Baixada, palco dos jogos, anunciou quarto projetos que somados terão investimentos de R$ 5,2 bilhões, garantindo o aprimoramento do transporte coletivo e da qualidade de vida do cidadão curitibano; na segunda-feira (12), lembra o especialista de políticas de inclusão social, a Associação Comercial do Paraná lançará a campanha Curitiba de braços abertos para o mundo!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde* ... 

Leia mais

9 de maio de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Presidenta Dilma contrata hoje construção de metrô para Curitiba

via Blog do Planalto
A presidenta Dilma Rousseff participa, nesta sexta-feira (9), em Curitiba, da cerimônia de contratação do Metrô de Curitiba. Ao Blog do Planalto, o secretário municipal de Planejamento e Gestão, Fábio Scatolin, afirmou que o projeto para construção do metrô tem como premissa fundamental a integração com outros modais da cidade, reconhecida por seu modelo de transporte público de passageiros.

Curitiba tem uma longa tradição de planejamento urbano que centrou basicamente nos modais de baixa e média capacidade. O crescimento da cidade nos últimos 50 anos faz com que a gente repense o sistema centrado apenas no ônibus para um sistema multimodal. Isso significa que você precisa ter modais de alta capacidade, como o metrô, que foi a escolha de Curitiba, manter os modais de média capacidade, como os nossos BRTs, melhorar, expandir esses BRTs onde existe a demanda, e modais para a população como ciclistas, pedestres etc.!, disse.

Scatolin destacou que o objetivo principal é melhorar a qualidade de vida da população, diminuindo o tempo de deslocamento para aumentar a produtividade social!, seja para o lazer ou para o trabalho. Para o secretário, essa qualidade de vida tem também uma dimensão ambiental.

Curitiba tem uma longa tradição nessa questão e ao substituir a poluição do diesel, do dióxido de carbono, por energia renovável, que é a energia elétrica, você está contribuindo para uma cidade mais sustentável!, conclui.

Para a técnica em enfermagem Rosa de Lima, de 42 anos, o metrô vai garantir que ela tenha mais tempo para a família. Atualmente, Rosa gasta cerca de 40 minutos para ir de casa para o trabalho e quase uma hora para voltar, todos os dias.

A gente perde muito tempo no ponto esperando o ônibus, a gente perde muito tempo dentro do ônibus, Leia mais

27 de janeiro de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: “Por que custo do metrô de Fruet saltou de R$ 2,3 bi para R$ 4,6 bi?”

Marcelo Araújo, especialista em trânsito e multas, reabre hoje a seção de colunas no blog; advogado afirma que o prefeito Gustavo Fruet, na essência, copiou o projeto da gestão anterior (Luciano Ducci), mas vitaminou no orçamento; execução do projeto era calculada em R$ 2,3 bi e na administração do pedetista bateu na casa dos R$ 4,6 bi; "Mas será que não podia ser por menos?", questiona o colunista; leia o texto.

Marcelo Araújo, especialista em trânsito e multas, reabre hoje a seção de colunas no blog; advogado afirma que o prefeito Gustavo Fruet, na essência, copiou o projeto da gestão anterior (Luciano Ducci), mas vitaminou no orçamento; execução do projeto era calculada em R$ 2,3 bi e na administração do pedetista bateu na casa dos R$ 4,6 bi; “Mas será que não podia ser por menos?”, questiona o colunista; leia o texto.

por Marcelo Araújo* ... 

Leia mais

29 de novembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

Dilma defende Cardozo e aponta “gavetas vazias” no caso propinoduto tucano

do Brasil 247O texto não é da presidente Dilma Rousseff, mas sim do Partido dos Trabalhadores. No entanto, ao compartilhá-lo em sua página no Facebook, a presidente deu a ele sua chancela. O editorial “Gavetas Vazias” defende a conduta do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no episódio do dossiê sobre o chamado propinoduto tucano, entregue por ele à  Polícia Federal.

“O PSDB, simplesmente, pretende transformar em escândalo o fato de o ministro da Justiça ter enviado à  Polícia Federal uma carta entregue a ele pelo deputado estadual Simão Pedro (PT), em maio passado. A carta contém denúncias de envolvimento de tucanos com o esquema de cartel no metrô de São Paulo, em diversas administrações tucanas. A partir daí, com a ajuda de certa mídia que lhe presta serviços diários, o PSDB tentou estabelecer uma discussão bizantina sobre a competência de o ministro da Justiça cumprir a lei!”, diz o texto.

O mesmo editorial condena ainda os anos FHC, em que o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, era chamado de “engavetador-geral da República”. Leia abaixo:

GAVETAS VAZIAS

No Brasil, entre os anos de 1995 e 2002, o tucano Fernando Henrique Cardoso lançou uma poderosa sombra sobre a verdade pública, tanto e de tal forma, que o operador dessa lamentável ação de governo tinha o oportuno apelido de Engavetador Geral da República!. Tratava-se, lamentavelmente, de uma referência a Geraldo Brindeiro, procurador-geral nomeado e renomeado por FHC ao longo desse período para agir como se num mundo bizarro vivesse.

Responsável pela fiscalização da aplicação das leis e por zelar pelos interesses dos cidadãos, Brindeiro dedicava-se ao triste mister de esconder as muitas denúncias surgidas contra o consórcio neoliberal que governava !“ e quase faliu !“ o País de então.

Não por outra razão, foi preciso que, a partir do primeiro governo do PT, em 2003, fosse injetado no Ministério Público Federal largas doses de republicanismo a fim de reverter a imagem degenerada herdada das gestões tucanas anteriores.

Feito isso, o Brasil passou a conviver com a dinâmica das investigações, a transparências dos atos, a independência das instituições em relação ao governo central. O Ministério Público passou a ter relevância e a Polícia Federal, antes uma milícia paroquial partidária, passou a ter protagonismo como polícia judiciária que é.

Ou seja, houve um tempo que o maior escândalo de corrupção do Brasil não era a corrupção em si, mas o sist Leia mais

8 de novembro de 2013
por Esmael Morais
7 Comentários

Bloqueios do propinoduto tucano somam R$ 60 milhões

do Brasil 247 O ex-diretor da CPTM João Roberto Zaniboni e o consultor Arthur Gomes Teixeira foram os principais alvos do bloqueio de bens solicitado pela Policia Federal no caso do propinoduto de São Paulo.

As investigações sobre pagamentos de propina durante licitações do metrô de São Paulo e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) envolvem as empresas Alstom e Siemens e governos estaduais geridos pelos PSDB, entre 1995 e 2008.

Foram bloqueados cerca de R$ 60 milhões disponíveis em contas bancárias, títulos de investimento e ações (leia aqui).

Citado em investigações do Ministério Público da Suíça no caso Alstom, Zaniboni teve R$ 2,98 milhões bloqueados em contas, mais R$ 2 milhões de sua consultoria, e R$ 1 milhão de seu sócio, Ademir Venancio de Araújo, outro ex-diretor da estatal.

Sua filha também foi atingida. Milena Colombini Zaniboni teve congelada aplicação de R$ 1,9 milhão feita de uma vez num fundo de previdência privada.

Mas o principal atingido pela medida judicial foi o consultor Arthur Gomes Teixeira, conhecido no setor como uma pessoa muito influente no governo, com o sequestro de R$ 9,74 milhões em suas contas bancárias e investimentos, mais R$ 19,5 milhões de sua consultoria e outros R$ 19,5 milhões de uma empresa de seu sócio Sérgio Teixeira, que morreu em 2011.

Leia mais

7 de novembro de 2013
por Esmael Morais
5 Comentários

Justiça ironiza Alckmin e manda reabrir caso do Propinoduto Tucano

do Brasil 247
A juíza Celina Kiyomi Toyoshima, da 4!ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, determinou que o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) refaça a ação proposta em agosto contra a multinacional alemã Siemens, acusada de formar um cartel para fraudar licitações do Metrô e da CPTM desde a gestão de Mario Covas.

Segundo a Justiça, se quiser receber indenização pelas verbas desviadas, o governo deverá acionar também empresas acusadas de conluio: “A integração de todas é indispensável, sob pena de se dar brecha a decisões conflitantes, caso haja propositura de futuras ações.”

A ação original apresentada foi ironizada no meio jurídico, dizendo que a Procuradoria-Geral do Estado criou uma anomalia semelhante à  quadrilha de um homem só: era o cartel de uma empresa só.

No mês passado, Alckmin admitiu que “ninguém faz cartel sozinho” e que o processo para impedir a Siemens de participar de novas licitações será “extensivo à s demais” empresas, se for comprovada a participação delas no “conluio” que agiu em concorrências do Estado.

“à€ medida que outras empresas tenham comprovada sua participação, contra elas também serão abertos os processos de indenização e de declaração de inidoneidade. Começamos pela Siemens que é a primeira, mas será extensivo também à s demais”, disse.

Leia mais

29 de outubro de 2013
por Esmael Morais
19 Comentários

Dilma elogia ex-prefeito Lerner

Presidenta Dilma elogiou nesta terça Jaime Lerner durante anúncio de verbas para metrô e ampliação do BRT (ligeirinho) em Curitiba; ex-prefeito, considerado o pior governador que o Paraná já teve, é uma espécie de guru espiritual e político do prefeito Gustavo Fruet.

Presidenta Dilma elogiou nesta terça Jaime Lerner durante anúncio de verbas para metrô e ampliação do BRT (ligeirinho) em Curitiba; ex-prefeito, considerado o pior governador que o Paraná já teve, é uma espécie de guru espiritual e político do prefeito Gustavo Fruet.

O ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba, Jaime Lerner, foi homenageado pela presidenta Dilma Rousseff nesta terça (29) durante anúncio de recursos federais para obras de mobilidade urbana. ... 

Leia mais

29 de outubro de 2013
por Esmael Morais
18 Comentários

Por que Fruet ri à  toa?

Presidenta Dilma anuncia, nesta terça, ao lado de Gleisi, pacote de investimentos e empréstimos de cerca de R$ 6,5 bilhões ao Paraná; Fruet será agraciado com R$ 3,2 bilhões para obras e projetos de mobilização urbana na capital paranaense, dentre as quais o metrô subterrâneo e o ônibus BRT; financiamentos solicitados pelo governador Beto Richa ainda dependem de aprovação no Senado e projetos, diz fonte no Palácio do Planalto.

Presidenta Dilma anuncia, nesta terça, ao lado de Gleisi, pacote de investimentos e empréstimos de cerca de R$ 6,5 bilhões ao Paraná; Fruet será agraciado com R$ 3,2 bilhões para obras e projetos de mobilização urbana na capital paranaense, dentre as quais o metrô subterrâneo e o ônibus BRT; financiamentos solicitados pelo governador Beto Richa ainda dependem de aprovação no Senado e projetos, diz fonte no Palácio do Planalto.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), está feliz da vida porque receberá liberação de R$ 3,2 bilhões para obras do metrô entre CIC (Sul) e Santa Cândida (Norte), perfazendo 22 km. O evento para sacramentar a operação financeira será realizado na tarde desta terça (29) com as presenças da presidenta Dilma Rousseff e da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. ... 

Leia mais