26 de Abril de 2015
por esmael
8 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Por uma “Operação Lava Jato” para enquadrar a máfia do transporte de Curitiba

fruet_cpi_baixarJorge Bernardi*

O Paraná e Curitiba subsidiaram, entre 2011 e 2014, R$ 236 milhões para o transporte coletivo da capital e região metropolitana. As empresas quando da licitação em 2010 investiram cerca de R$ 300 milhões de reais. Ou seja, o poder público com R$ 60 milhões a mais poderia se tornar dono das empresas se os recursos do subsídio tivessem sido destinados a desapropriação delas.

Os ônibus são pagos pela tarifa, pois o custo deles já está incluído no valor da passagem que é ressarcido pela depreciação de 20% anual. Portanto, a frota de ônibus de Curitiba é pública, paga com dinheiro do usuário.

A CPI do Transporte Coletivo da Câmara de Vereadores, a auditoria do Tribunal de Contas do Estado, e outras três comissões apontaram que a licitação foi fraudulenta e, concomitante, deve ser anulada. Mas enquanto isto não ocorre há um caráter de legalidade e as empresas continuam operando com lucros fabulosos.

O valor total atualizado do contrato assinado pela URBS com as empresas, por 15 anos renováveis por outros 10 anos, atinge a extraordinária cifra de R$ 25 bilhões de reais. Imagine que, até 2035, mais de 300 milhões de passageiros pagantes anuais, estarão usando o transporte coletivo de Curitiba e pagando a tarifa para 11 empresas de cinco famílias.

15 de Abril de 2015
por esmael
9 Comentários

Escândalo: Rafael Greca publica foto com “chupeta” em plena luz do dia

Ex-prefeito Rafael Greca postou no Facebook uma inusitada foto com "chupeta", em plena luz do dia, entre viaturas da PM e Guarda Municipal de Curitiba.

Ex-prefeito Rafael Greca postou no Facebook uma inusitada foto com “chupeta”, em plena luz do dia, entre viaturas da PM e Setran (Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba).

O ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMDB), em momento Bocage, ironizou esta noite (15) pane nas viaturas da PM e da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), flagradas com capôs abertos no centro da capital paranaense. Leia mais

9 de Abril de 2015
por esmael
10 Comentários

‘Fruet e Richa fingem que querem o metrô em Curitiba’, dispara Gleisi

gleisi_metroA senadora Gleisi Hoffmann (PT) perdeu a paciência com o governador Beto Richa (PSDB) e o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que, segundo ela, estariam fingindo querer construir o metrô na capital paranaense.

“Olhando todo esse período, não me parece que a intenção de construir o Metrô em Curitiba seja para valer”, afirmou a parlamentar, nesta quinta-feira (9), pelo Facebook, ao analisar a demora para o início das obras do novo modal de transporte de massa.

Gleisi criticou o fato de Fruet pedir mais R$ 463 milhões ao governo federal para o metrô curitibano. Segundo ela, que acompanha a discussão desde o início, a presidenta Dilma Rousseff (PT) já reafirmou R$ 1,8 bi, recursos do orçamento federal, mais financiamento pelo BNDES, bancando a maior parte da obra.

“Enquanto isso, o sistema integrado de ônibus, que fez fama internacional para Curitiba, está se desmanchando”, disparou a senadora.

Embora dura na crítica, Gleisi Hoffmann elevou mais o tom contra o governador Beto Richa. Mas para a frente política essa puxada de orelha em Fruet, coincidente com o 5º congresso do PT, soou como um recado de que o partido não vai a reboque em 2016… Será que isso tudo vai terminar em rompimento? Será?

A seguir, leia a íntegra da crítica pública de Gleisi sobre a questão da crise no transporte público de Curitiba:

9 de Fevereiro de 2015
por esmael
6 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: Fruet trata desigualmente os iguais

tucanistao_fruetMarcelo Araújo*

Depois que a primeira-dama do município, nossa Maria Antonieta das Araucárias, pediu para publicar em coluna social que “os Fruet” não enfrentam problemas com a greve de ônibus porque ela vai buscar sua empregada doméstica de carro, não se pode duvidar de mais nada. Sim, o transporte coletivo é um problema Sr. e Sra. Fruet! Leia mais

7 de novembro de 2014
por esmael
14 Comentários

Não era blefe. Fruet reajusta R$ 0,15 no preço da tarifa do ônibus

via portal Banda B
fruet_onibus.jpgA Prefeitura de Curitiba anunciou na tarde desta sexta-feira (7) um reajuste de R$ 0,15 no preço da passagem de ônibus em Curitiba. Com a decisão, a tarifa passa de R$ 2,70 para R$ 2,85. Este é o mesmo reajuste anunciado pela Urbanização de Curitiba (Urbs) no ano passado, véspera das Manifestações que cobriram o país em junho. A medida passa a valer a partir da zero hora de terça-feira (11). Leia mais

28 de Março de 2014
por esmael
21 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: “Judiciário não tem voto popular, mas quer administrar a cidade”

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, continua abordagem sobre a difícil arte de governar!; o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet critica a judicialização da administração pública no país e distribui canelada até no Tribunal de Contas que, segundo ele, não sabe se fiscaliza contas ou se define o preço da tarifa do ônibus na capital; O Judiciário, cada vez mais, assume funções de outros Poderes. O STF, por exemplo,

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, continua abordagem sobre a difícil arte de governar!; o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet critica a judicialização da administração pública no país e distribui canelada até no Tribunal de Contas que, segundo ele, não sabe se fiscaliza contas ou se define o preço da tarifa do ônibus na capital; O Judiciário, cada vez mais, assume funções de outros Poderes. O STF, por exemplo, “legisla” com base nas lacunas deixadas pelo Congresso Nacional!, observa o colunista, que ainda crava essa: a Justiça, onde se encontram os maiores salários, prerrogativas e outros benefícios, fica com parte significante dos impostos pagos pelos cidadãos, mas seus atos não estão sujeitos a voto ou a pressão popular!; Mac Donald estranha que o Ministério Público, só em 2013, tenha requerido mais de 4,2 mil ofícios à  Prefeitura de Curitiba, o que demanda uma burocracia incrível, no entanto, denúncias contra o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) caminham a passos de cágado; leia o texto.

Ricardo Mac Donald*

O Brasil vive o peso de uma burocracia avassaladora, que emperra todas as iniciativas do Executivo. Para um fazedor! há vários observantes!. Em uma zona cinza, onde se mesclam os três Poderes, todos querem ter uma função executiva. Vejamos o caso da tarifa do transporte, por exemplo: O Tribunal de Contas está debatendo se em vez de apenas julgar as contas de atos passados pode também definir, em antecipação, o valor da tarifa. Leia mais

30 de Janeiro de 2014
por esmael
18 Comentários

Liminar do TCE obriga redução na tarifa do ônibus de Curitiba em R$ 0,43

TCE concedeu liminar nesta quinta obrigando prefeitura de Curitiba reduzir tarifa técnica em R$ 0,43, cujo valor cheio é de R$ 2,99; por conta de subsídios, usuários do sistema pagam hoje R$ 2,70; empresários do setor reivindicam reajuste ao prefeito Gustavo Fruet; decisão do órgão joga gasolina na polêmica, haja vista aumento previsto no período de Carnaval.

TCE concedeu liminar nesta quinta obrigando prefeitura de Curitiba reduzir tarifa técnica em R$ 0,43, cujo valor cheio é de R$ 2,99; por conta de subsídios, usuários do sistema pagam hoje R$ 2,70; empresários do setor reivindicam reajuste ao prefeito Gustavo Fruet; decisão do órgão joga gasolina na polêmica, haja vista aumento previsto no período de Carnaval.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) botou gasolina na polêmica acerca transporte público em Curitiba ao conceder liminar, nesta quinta (30), determinando que a prefeitura baixe a tarifa do ônibus em R$ 0,43. Leia mais

2 de dezembro de 2013
por esmael
8 Comentários

CPI da Urbs sugere tarifa de ônibus a R$ 2,22. Vai baixar Fruet?

O vereador Jorge Bernardi (PDT), líder do governo municipal na Câmara, tem se esforçado por aí para convencer o pacato cidadão curitibano que a CPI da Urbs, que ele presidiu até semana passada, não produziu uma “pizza” relatório final. Há controversas.

Depois de muita investigação realizada a comissão chegou à  conclusão de que o preço da tarifa pode ser reduzido de R$ 2,70 para R$ 2,22. O líder do governo municipal é um dos que prega essa tese. Logo, cabe a pergunta: o prefeito vai baixar a tarifa quando?

No começo de outubro, em sua coluna neste blog, o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, considerado o capitão do time de Fruet, radicalizou ao propor redução da tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre aos estudantes (clique aqui para relembrar).

Mac Donald aponta o vale-transporte universal como mecanismo de financiamento do sistema e baixar o preço da passagem para o usuário do transporte público na capital. Ele sugere que a receita da universalização do VT vá diretamente para o operador do sistema.

Volto à  questão da controversa “CPI da Pizza”. Este blog sempre defendeu da tese de que não basta reduzir a tarifa do ônibus para R$ 2,22, como sugere o relatório final da investigação! (clique aqui para ler a íntegra).

Os vereadores da CPI da Urbs não tiveram coragem de indiciar !” sequer tiveram força para convocar o ex-prefeito Beto Richa e seu ex-procurador Ivan Bonilha !” para explicar a licitação que a comissão julga irregular.

Uma CPI que investigava o transporte e seus tentáculos, que se pretendia ser séria, deveria ter ao menos recomendado a constituição da frota pública de ônibus na capital. Não o fez. Apenas recomendou trocar uma máfia pela outra ao sugerir nova licitação.

Quanto à  redução no preço da tarifa, tal qual já ocorreu no pedágio, pode-se conjunturalmente reduzir, mas, logo em diante, aumenta-se com a mesma facilidade. Afinal de contas, as empresas e o modelo privado de gerenciamento, através da Urbs, prevê o lucro no sistema de transporte coletivo.