4 de setembro de 2017
por esmael
26 Comentários

Operação Quadro Negro pode virar CPI na Assembleia Legislativa do Paraná

Daqui a pouco, a partir das 14h30, o k-suco deverá ferver na sessão na Assembleia Legislativa Paraná. Sob o signo da Operação Quadro Negro, os deputados da oposição prometem instalar uma CPI para investigar o roubo de dinheiro da educação pública.

8 de Fevereiro de 2017
por esmael
15 Comentários

Gleisi é a nova líder do PT no Senado

Gleisi Hoffmann (PR) é a nova líder da bancada do PT no Senado. Ela foi escolhida nesta quarta-feira (8) pelo conjunto de senadores petistas para substituir Humberto Costa (PE) na função. Humberto, que exerceu a liderança da Bancada por três anos consecutivos, passa agora a Líder da Oposição no Senado.

21 de dezembro de 2016
por esmael
53 Comentários

Carmén Lúcia vai decidir sobre roubalheira de R$ 100 bilhões para as teles. Vai parar ou deixar seguir?

A presidenta do Supremo Carmén Lúcia vai decidir sobre mandado de segurança, impetrado pela liderança da oposição no Senado, exigindo a votação em plenário da proposta (PLC 79/2016), que garante a doação de patrimônios públicos de até R$ 100 bilhões para empresas de telecomunicação.

12 de dezembro de 2016
por esmael
9 Comentários

Oposição pede suspensão de todas as votações no Senado; acompanhe ao vivo

vanessaA bancada da oposição pediu nesta segunda (12) a suspensão de todas as votações no Senado, dentre as quais a PEC 55, a securitização da dívida pública e reforma da previdência.

22 de novembro de 2016
por esmael
16 Comentários

Liminar da Justiça suspende calote de Beto Richa nos servidores do Paraná

bancada_oposicao_alepO deputado Requião Filho (PMDB), líder da oposição na Assembleia Legislativa, informou que o Tribunal de Justiça do Paraná concedeu liminar suspendendo a votação na sessão de hoje (22) que oficializaria o calote do governador Beto Richa (PSDB) na data-base de 300 mil servidores públicos.

9 de novembro de 2016
por esmael
9 Comentários

Batalha final da PEC 55 (antiga 241) ficou para o plenário do Senado

eunicio_requiaoA Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou hoje (9) relatório favorável à Proposta de Emenda à Constituição, a PEC 55, que congela investimentos para o setor público nos próximos 20 anos. Agora, o texto aprovado sem emendas seguirá para a batalha final no plenário do Senado.

6 de novembro de 2016
por esmael
13 Comentários

Deputado sofre afogamento durante tropeada no Paraná; veja o comovente relato

nereu_domingosA oposição na Assembleia Legislativa do Paraná quase perdeu um integrante neste sábado (5), conforme comovente relato abaixo do deputado Nereu Moura (PMDB):

6 de junho de 2016
por esmael
9 Comentários

Luiz Claudio Romanelli: “Não existe mágica na Economia”

Romanelli_desemprego

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa do Paraná, em sua coluna desta segunda-feira (6), disseca as questões macroeconômicas no país e, consequentemente, suas implicações nos estados e municípios a partir das decisões governamentais.

“Ajustes fiscais têm custo político, mas têm resultados”, diz o colunista, ao exaltar a saúde financeira do Paraná. De acordo com Romanelli, o estado ampliou os investimentos, as receitas correntes e apresentou superávit primário. “… isso após ter sido concedido o reajuste para todos os servidores de 10,67%”, pontua.

Romanelli põe na conta do debate da “oposição rasa” na Assembleia e dos deputados que só olham o próprio umbigo, que, segundo ele, não enxergaram, por exemplo, a fila de desempregados que se formou na última terça-feira (31), em Curitiba, diante do anúncio de abertura de vagas num supermercado no Centro Cívico.

Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

14 de Março de 2016
por esmael
4 Comentários

AO VIVO: Assembleia repercute fiasco da oposição no protesto anticorrupção

O Blog do Esmael, em parceira com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo, a repercussão do fiasco da oposição nas manifestações deste domingo (13) contra a corrupção país afora. O evento será na sessão da Assembleia Legislativa do Paraná, estado que sedia a força-tarefa da Lava Jato.

O leitor soube no começo da noite de ontem que os tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e Beto Richa se deram muito mal ao tentarem faturar politicamente nos atos. Eles foram vaiados e expulsos pelos coxinhas.

Além da repercussão dos atos anticorrupção, que atingiram o bico dos tucanos, Blog do Esmael/TV15 abordará a autorização do Superior de Justiça do Paraná (STJ) para investigar Beto Richa. O Ministério Público aponta o governador do Paraná como beneficiário de propinas na Receita Estadual para sua campanha de reeleição.

Também será realizado um balanço do troca-troca partidário oportunizado pela janela da infidelidade. Ou seja, mostrar-se-á a nova composição das bancadas da Assembleia (quem perdeu e quem ganhou).

Assista ao vivo:

3 de Março de 2016
por esmael
33 Comentários

Economia retraiu 3,8% em 2015 devido à crise gerada pela oposição tucana

do Brasil 247

A economia brasileira caiu 3,8% em 2015, ano que foi marcado pela crise política no País. Desde a eleição presidencial, da qual a presidente Dilma Rousseff saiu vitoriosa, o candidato derrotado Aécio Neves (PSDB-MG) protagonizou um movimento para tirar Dilma do poder e assumir a presidência, com a aliança do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que se tornará réu por corrupção e lavagem de dinheiro pela Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira 3.

Num gesto de vingança, após parlamentares do PT votarem por sua cassação no Conselho de Ética, Cunha aceitou, na Câmara, o pedido de impeachment apresentado pela oposição. Parlamentares liderados por Aécio Neves também atrapalharam votações a fim de impedir que fossem aprovadas medidas do ajuste fiscal, essencial para a recuperação econômica do País. O gesto foi criticado até mesmo por caciques do PSDB, que viram no partido uma tentativa de fazer oposição a qualquer custo, sem pensar no País.

Mais informações na reportagem da Agência Brasil:

IBGE: PIB fecha 2015 com queda de 3,8%

Nielmar de Oliveira – O Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país – teve queda de 3,8% em 2015, a maior desde o início da série histórica atual, iniciada em 1996, na série sem ajuste sazonal.

Os dados relativos ao fechamento da economia brasileira no ano passado foram divulgados hoje (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), juntamente com o resultado do PIB do 4º trimestre do ano passado, que fechou com redução de 1,4% na série com ajuste sazonal na comparação com o trimestre anterior. Em valores correntes, o PIB fechou o ano passado em R$ 5,904 trilhões.

A retração da economia em 2015 reflete retrações em praticamente todos os setores da economia, com destaque para Formação Bruta de Capital Fixo (investimento em bens de capital), com queda de 14,1%

Os dados divulgados hoje indicam também quedas significativas na Indústria (6,2% ) e nos serviços (2,7%). O

28 de dezembro de 2015
por esmael
7 Comentários

Oposição a Fruet soma 67%

Fruet_OposicaoO prefeito Gustavo Fruet (PDT) poderá enfrentar sérios problemas na reeleição, de acordo com o levantamento da Paraná Pesquisas.

Segundo o instituto, as pré-candidatura de oposição somam juntas 67,2% das intenções de voto na corrida pela Prefeitura de Curitiba.

Fruet está em segundo lugar com 17,9%, atrás do deputado licenciado Ratinho Junior (PSC), que tem 20,9%.

O desafio do prefeito será, portanto, convencer as demais candidaturas a desistirem para apoiá-lo. Caso contrário, o pedetista corre o mesmo perigo do antecessor Luciano Ducci (PSB): não seguir para o segundo turno.

4 de dezembro de 2015
por esmael
4 Comentários

Bruxo prevê vitória da oposição no Atlético; assista ao vídeo

oposicao_previsaoO tarólogo Chik Jeitoso, o bruxo mais famoso do Hemisfério, previu a vitória da chapa oposicionista no Clube Atlético Paranaense com 77% dos votos.

De acordo com o feiticeiro que nunca errou uma previsão em 30 anos de profissão, a chapa “Atlético de Novo”, liderada por João Alfredo e Gaede, “vai acabar com a ditadura” no clube no próximo dia 12.

Assista ao vídeo:

Além da previsão de Chik Jeitoso, bomba nas redes sociais o apoio do ex-jogador e ídolo dos atleticanos Barcímio Sicupira, que hoje é comentarista de futebol na Rádio Banda B.

3 de dezembro de 2015
por esmael
59 Comentários

O Brasil inteiro se levanta contra chantagem de Cunha e da oposição

Há consenso entre os juristas de cepa democrática que o pedido de impeachment aceito ontem (2) pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), carece de elementos que o justifique. Ou seja, o processo iniciou-se como produto de uma chantagem e é esta a percepção da sociedade brasileira. Portanto, não há crime cometido pela presidente Dilma Rousseff (PT).

O aceite de Cunha foi comemorado pelos deputados de oposição, principalmente os do PSDB e DEM, que de forma oportunista condenam Dilma, mas ‘momentaneamente’ absolvem o presidente da Câmara.

O diabo é que Dilma está sendo caçada – vítima de tentativa de cassação agora — desde o fim da eleição de 2014, quando Aécio Neves (PSDB-MG) voltou atrás do reconhecimento da derrota que sofreu nas urnas. Aí não teve mais trégua na campanha de desconstrução da imagem da petista.

O bando que se reuniu pela destituição é o salvo-conduto que protegerá o mandato da presidente Dilma Rousseff. Portanto, ela tem uma oportunidade de ouro para dar um “cavalo de pau” no governo e na economia, bem como isolar os golpistas de plantão.

Dilma tem mais sorte que juízo porque a oposição que defende o impeachment é muito desmoral

2 de dezembro de 2015
por esmael
34 Comentários

Requião diz que “porras-loucas” da oposição têm apenas 99 votos pró-impeachment

cunha_requiao_dilmaO senador Roberto Requião (PMDB-PR), matemático nas horas vagas, chamou a oposição na Câmara de “porras-loucas” e acha que o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) não passa por um motivo simples: os golpistas têm, no máximo 99 votos.

Veja o tuíte de Requião sobre isso:

Requião lembra aos navegantes que, para aprovar a admissibilidade do impedimento de Dilma seriam necessários 342  dos 513 votos na Câmara.

No início da noite desta quarta-feira (2), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitou o pedido de impeachment de Dilma. O parlamentar está prestes a perder o mandato, pois é acusado de manter contas secretas na Suíça e prestar favores para o banco BTG Pactual.

2 de dezembro de 2015
por esmael
3 Comentários

“Turma do WhatsApp assumiu a campanha da situação?”, questiona oposicionista no Atlético

O empresário João Alfredo Costa Filho, candidato à presidência do Atlético, em entrevista ao Blog do Esmael, nesta quarta-feira (2), comemorou jantar realizado ontem com 1,5 mil torcedores. O evento serviu para apresentação e lançamento oficial da chapa oposicionista “Atlético de Novo”.

Assista ao vídeo sobre o jantar, de Luis Gumulski:

“Enquanto a chapa da situação está em crise, substituindo equipe de marketing a 10 dias da eleição, nós realizamos um evento vitorioso com torcida e ídolos”, comparou João Alfredo, que é colunista do Blog do Esmael. Ele escreve aos sábados sobre o tema “Bola na Rede”.

“Será que a turma do WhatsApp assumiu a coordenação da campanha situacionista?”, questionou o representante da chapa “Atlético de Novo”.

João Alfredo se referiu, sem dizer nomes, aos parceiros do atual presidente do clube, Mario Celso Petraglia, os coxas-brancas André Macias e Ricardo Gomyde. A amizade entre ambos teria se materializada durante disputa pela Federação Paranaense de Futebol (FPF).

A ironia do titular da chapa de oposição se justifica pela amizade entre Petraglia, Gomyde e Macias. Este último, ex-vice-presidente do Coritiba, caiu devido ao vazamento de conversas “politicamente incorretas” sobre companheiros de direção no Alto da Glória.

Ironias à parte, João Alfredo afirmou que ídolos eternos da torcida como Paulo Baier, Sicupira, Oséas, Paulo Rink, Alex, goleiro Roberto Costa, dentre outros, bem como de ex-presidentes do Atlético, apoiam a mudança sem “altruísmo”, sem querer nada em troca. “É por amor mesmo”, emocionou-se.

“Uma chapa tem o apoio do Sicupira, a outra tem o apoio do Doático Santos e da turma coxa-branca que toca o WhatsApp da situação”, comparou

18 de novembro de 2015
por esmael
3 Comentários

Em baixa nas vésperas das eleições, Gustavo Fruet vai às “compras”

fruet_comprasO prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), de olho na reeleição, começou se mexer visando reverter os números das intenções de votos que lhe são desfavoráveis, segundo todos os institutos de pesquisas.

De acordo com fontes do Blog do Esmael, o pedetista foi às “compras” nos últimos dias. Ele sonda marqueteiro, produtora, candidatos a vereador, partidos, lideranças comunitárias, pesquisadores, enfim, tudo que uma campanha eleitoral majoritária oficialista precisa.

Os adversários de Fruet temem que essa corrida às “prateleiras” inflacione esse nicho de mercado chamado eleições.

Quanto aos números das pesquisas, a um ano da disputa, os adversários do prefeito Gustavo Fruet somam, juntos, 73% das intenções de voto (DataPicler divulgado esta semana aqui no Blog do Esmael).

Nesta quarta-feira (18), levantamento da IRG Consultoria & Pesquisa, feito com exclusividade para o Portal Bem Paraná, também mostrou maioria folgada da oposição. De acordo com essa pesquisa realizada entre os dias 12 e 16 de novembro, os adversários somam juntos 71% das intenções de voto ante 17% do prefeito Gustavo Fruet.

Abaixo, confira os números da IRG na estimulada:

5 de outubro de 2015
por esmael
17 Comentários

Deputado do PMDB apresenta-se como coveiro do impeachment de Dilma

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR), líder da bancada paranaense no Congresso Nacional, em artigo especial para o Blog do Esmael, nesta segunda-feira (5), apresenta-se como coveiro das tentativas de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) na Câmara. O peemedebista ironiza os oposicionistas dizendo que eles esqueceram de combinar com os russos, isto é, os demais parlamentares da Casa.

“Hoje, os deputados unidos em torno do impeachment não têm sequer 120 votos, quanto mais 342, o número necessário para sacramentar o afastamento da presidente na hipótese de o processo ser instalado”, explica Arruda.

O “deputado-coveiro” ainda encontra mais espaço em seu artigo para classificar de “bobo” o papel da oposição na Câmara, que é “incapaz de formular saídas para crise”.

Para João Arruda, a oposição seguirá agarrada ao espírito do “quanto pior, melhor” para chegar ao poder na marra, já que perdeu – olha aí de novo – no voto. “É democracia, gente. Tem que ser no voto. No grito, jamais”, fuzila.

A seguir, leia a íntegra do artigo especial de João Arruda:

A piada do impeachment

por João Arruda*

Diz a lenda que em 1958, na Copa da Suécia, o técnico da seleção brasileira fazia a preleção antes do jogo com a União Soviética. Vicente Feola teria dito que bastava seus jogadores fazerem isso ou aquilo, exatamente conforme ele mandava, que o time venceria a partida. Foi então que Garrincha, com sua inocência desconcertante, interrompeu o treinador: “Mas o senhor já combinou com os russos?”.

A história pertence ao folclore do futebol, mas me lembro dela quando vejo a oposição anunciar estratégias para abrir um processo de impeachment da presidente Dilma Roussef e ousa até especular a composição das forças políticas em um eventual novo governo. Dá vontade de perguntar para eles: “Mas vocês já combinaram com os deputados?”.

A empáfia da oposição é motivo de piada nos bastidores da Câmara. Hoje, os deputados unidos em torno do impeachment não têm sequer 120 votos, quanto mais 342, o número necessário para sacramentar o afastamento da presidente na hipótese de o processo ser instalado. Quando encontro com algum colega empolgado com a tese de impeachment, digo sempre: “Menos, menosR

30 de setembro de 2015
por admin
10 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: O balcão de negócios na origem da crise

Download

Alvaro Dias*

Na última semana, em Curitiba, tive a chance de participar de um debate no Instituto Democracia e Liberdade. E o sentimento comum entre os empresários paranaenses era o da indignação com a crise monumental por que passa o País.

E nós sabemos que a causa não é a crise externa, como diz o governo. A crise brasileira tem origem no desgoverno e, sobretudo, no grande balcão de negócios que se instalou em Brasília, há treze anos, para negociar apoio político em uma relação de promiscuidade, que deu origem ao mensalão, ao petrolão e a tantos escândalos de corrupção.

O que se vê hoje na política é muita encenação, sobretudo quando se liga a TV no horário político. Partidos que estão no governo, e que tem grande apetite fisiológico, posam de oposicionistas na frente das câmeras, criticando o governo. Mas antes de criticar, não foram ao Palácio do Planalto devolver os cargos que ocupam. Não faço referência a esse ou aquele partido, mas à contradição entre os dois discursos: um para abiscoitar vantagens junto ao governo, e outro, para tentar ficar bem com a opinião pública.

Nós, que tivemos ao longo desses anos a menor oposição da história, não sabemos mais quem é oposição, porque há uma geleia geral. O próprio PT critica o governo e a política econômica, mas obviamente os dissidentes de hoje foram os apoiadores de ontem, os sustentáculos desta política econômica que levou o País ao fundo do poço.

A tempestade devastadora que se abate sobre o Brasil faz com que os cidadãos fiquem ainda mais indignados, quando, em um cenário de inflação e desemprego, assistem a Presidente da República dar continuidade ao loteamento, distribuindo ministérios aos que aproveitam o desgaste político e a impopularidade para cobrar vantagens.

Isso é uma afronta ao cidadão brasileiro, que vê o dinheiro dos impostos ser utilizado no desperdício de um governo perdulário para atender o apetite fisiológico com estruturas que são instituídas, criadas, mantidas e sustentadas para agradar aos apaniguados que apoiam o governo.

Esse sistema de governança levou o governo à falência, porque o toma lá dá cá só interessa aos cupins da República. Se esse modelo não for definitivamente sepultado, não teremos chance de recuperar a capacidade de crescer, e o Brasil ficará amarrado ao atraso.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.