21 de junho de 2016
por esmael
7 Comentários

Enio Verri: A democracia brasileira está ameaçada pelos retrocessos de Temer

michel_temer_golpe_enio_verriO deputado Enio Verri (PT-PR), em sua coluna desta terça-feira (21), afirma que o interino Michel Temer (PMDB) põe em risco a democracia quando aprofunda a política de retrocessos, que consiste na retirada de direitos dos trabalhadores. “Esqueça a Dilma e o PT, o que estão em jogo são: a democracia, a Constituição Federal e uma série de direitos fragilmente conquistados em 30 anos”, frisa o colunista. Abaixo, leia, comente e compartilhe a íntegra do texto:

14 de junho de 2016
por esmael
20 Comentários

Enio Verri: Os trinta dias sob o interino Michel Temer que valem 30 anos de retrocesso

enio_fundos_pensaoO deputado Enio Verri (PT-PR) denuncia em sua coluna, desta terça-feira (14), que o interino Michel Temer (PMDB) prepara-se para ingerir nos fundos de pensão dos servidores que somam R$ 700 bilhões.

Por meio de Projetos de Lei, o governo provisório pretende diminuir a presença dos representes dos trabalhadores em instâncias de decisão.

O colunista considera um atentado contra a democracia e os direitos dos trabalhadores. “São conquistas de mais de 30 anos dos trabalhadores”, que correm risco de se perder em 30 dias de retrocessos. Abaixo, leia, comente e compartilhe a íntegra do texto:

16 de Maio de 2016
por esmael
13 Comentários

CUT e CTB dizem não reconhecer governo golpista de Michel Temer

meireles_paulinhoA Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se negaram, nesta segunda-feira (16), a reunir com o governo golpista de Michel Temer (PMDB) para discutir o que eles consideram retrocessos na Previdência Social.

Em nota, o presidente da CTB, Adilson Araújo, disse que a proposta de reforma da Previdência de Temer prevê aposentadoria no caixão. “A CTB tem muita clareza dos riscos e, diferente de alguns setores do movimento sindical, não se dispõe a segurar na alça da traição”, informou.

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, também assinou uma nota na qual ressalta que os trabalhadores são as principais vítimas do golpe no país. Ele garantiu que retrocessos não se negociam. “Vamos combatê-los na luta”, prometeu.