17 de abril de 2017
por Esmael Morais
3 Comentários

Caiu o presidente da ParanáPrevidência

O conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Paraná e ex-chefe da Casa Civil do governo do Estado, Rafael Iatauro, foi demitido da presidência da ParanáPrevidência pelo governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

19 de dezembro de 2016
por Esmael Morais
19 Comentários

Novo corregedor quer “colocar na linha” conselheiros do TCE-PR

O conselheiro Fábio Camargo é o novo corregedor-geral do Tribunal de Contas do Estado do Paraná. Eleito na quinta (15), ele promete “botar na linha” os colegas que dela saírem um milímetro sequer. Leia mais

24 de setembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Exclusivo: Lewandowski reconduz conselheiro Fábio Camargo ao TCE

camargo_gazeta_plautoO ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite desta quinta-feira (24), deferiu liminar reconduzindo o conselheiro Fábio Camargo ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A decisão do magistrado é uma derrota para o grupo RPC/Gazeta do Povo, que tem uma bronca familiar e política com os Camargo.

Em julho de 2013, o ex-deputado derrotou por 27 a 22 votos o ainda deputado Plauto Miró (DEM) na disputa pela vaga no TCE. Leia mais

30 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

CNJ reconduz Clayton Camargo ao Tribunal de Justiça do Paraná

Retorno de Clayton Camargo ao TJPR representa vitória do clã e do governador Beto Richa (PSDB) sobre o grupo de comunicação RPCTV/Gazeta do Povo.

Retorno de Clayton Camargo ao TJPR representa vitória do clã e do governador Beto Richa (PSDB) sobre o grupo de comunicação RPCTV/Gazeta do Povo.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) reconduziu nesta terça-feira (30) o desembargador Clayton Camargo ao cargo no Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).  ... 

Leia mais

11 de maio de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

TJPR julga dia 18 retorno de Maurício Requião ao Tribunal de Contas

mauricio_tjpr_tce

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) colocou na pauta do próximo dia 18 de maio o julgamento mandado de segurança que pede retorno do ex-secretário da Educação, Maurício Requião, ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O relator do caso é o desembargador Antonio Loyola Vieira.

O imbróglio com o irmão do senador Roberto Requião, ex-governador do Paraná, se arrasta desde 2008. Maurício foi afastado do TCE com base na Súmula Vinculante n.º 13, que proíbe a nomeação de parentes de autoridades dos três poderes para cargos de natureza administrativa.

O atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, em 2009, deu parecer favorável ao retorno de Maurício Requião ao TCE. “O cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado não se enquadra em qualquer das categorias de que cuida a Súmula Vinculante nº 13 do STF – cargo em comissão (apresente ele natureza política ou puramente administrativa) ou função de confiança – que, portanto, é inaplicável à situação do consulente” (clique aqui para ler a íntegra).

Em 2011, o governador Beto Richa (PSDB) e o presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), anularam a eleição de Maurício Requião e realizaram outra sessão para escolher Ivan Bonilha ao mesmo cargo de conselheiro.

Agora, o retorno do ex-secretário da Educação poderá deixar o conselheiro Ivan Bonilha, aliado Richa, sem a cadeira. No entanto, o Ministério Público opina que a próxima vaga a ser votada pela Assembleia, em 2017, seria destinada para ajeitar a situação de ambos os contendores. Nessa fórmula, Bonilha e Maurício Requião continuariam no TCE.

O diabo é que o acordo de eleger o primeiro-secretário da Assembleia, Plauto Miró (DEM), seria novamente quebrado. O parlamentar que já fora preterido na última eleição, em 2013, que levou Fábio Camargo ao órgão de contas, teria de esperar mais um pouco… Leia mais

11 de junho de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

STF decide: nem Camargo, nem Plauto, nem Pessuti no Tribunal de Contas

O cargo vitalício de Camargo é muito cobiçado no mundo da política, vale ouro; dois estavam de olho no na vaga de conselheiro do TCE: o deputado Plauto Miró (DEM) e o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB); com "travamento" do cargão, Miró vai mesmo à  reeleição e diminui as chances de o TCE ser usado como barganha na convenção estadual do PMDB no próximo dia 20 de junho; empresário Max Schrappe é o autor do mandado de segurança que culminou com a decisão do ministro Gilmar Mendes.

O cargo vitalício de Camargo é muito cobiçado no mundo da política, vale ouro; dois estavam de olho no na vaga de conselheiro do TCE: o deputado Plauto Miró (DEM) e o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB); com “travamento” do cargão, Miró vai mesmo à  reeleição e diminui as chances de o TCE ser usado como barganha na convenção estadual do PMDB no próximo dia 20 de junho; empresário Max Schrappe é o autor do mandado de segurança que culminou com a decisão do ministro Gilmar Mendes.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), reviu sua própria decisão de abril e manteve afastado ontem o conselheiro Fábio Camargo do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A decisão, no entanto, congela a disputa pela vaga na Assembleia Legislativa do Paraná e garante o salário mensal de 28,7 mil ao ex-deputado. ... 

Leia mais

19 de maio de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

MP defende volta de Maurício Requião ao Tribunal de Contas do Estado

Mistério Público do Paraná reconhece direito de Maurício Requião à  vaga no Tribunal de Contas, mas o mantém no banco de reserva aguardando a próxima cadeira, em 2017, e garante cargo para o conselheiro Ivan Bonilha; órgão responsável pelo resguardo jurídico, no Paraná, acendeu uma vela para Deus e outra para o diabo, haja vista que um litigante é aliado de Requião e outro de Richa; pela recente jurisprudência do STF, Maurício Requião teria direito de voltar já ao TCE; resumo da ópera: são três homens disputando duas cadeiras; quem piscar primeiro dança.

Mistério Público do Paraná reconhece direito de Maurício Requião à  vaga no Tribunal de Contas, mas o mantém no banco de reserva aguardando a próxima cadeira, em 2017, e garante cargo para o conselheiro Ivan Bonilha; órgão responsável pelo resguardo jurídico, no Paraná, acendeu uma vela para Deus e outra para o diabo, haja vista que um litigante é aliado de Requião e outro de Richa; pela recente jurisprudência do STF, Maurício Requião teria direito de voltar já ao TCE; resumo da ópera: são três homens disputando duas cadeiras; quem piscar primeiro dança.

O Mistério Público é uma piada pronta no Paraná. O órgão acendeu uma vela para Deus e outra para o diabo, segundo o jornal Gazeta do Povo, edição desta segunda-feira (19). A mesma Promotoria que emitiu parecer pela volta de Maurício Requião também defendeu a manutenção da cadeira de conselheiro para Ivan Bonilha no Tribunal de Contas do Estado (TCE). ... 

Leia mais

7 de abril de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Richa recontrata secretário do ensino superior exonerado na sexta

Em menos de 24 horas úteis, João Carlos já está de volta à  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI); Richa transforma ex-reitor da UEM em secretário por um dia!; fotos de Daniel Castellano/Gazeta do Povo.

Em menos de 24 horas úteis, João Carlos já está de volta à  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI); Richa transforma ex-reitor da UEM em secretário por um dia!; fotos de Daniel Castellano/Gazeta do Povo.

O governador Beto Richa (PSDB) atendeu aos apelos do ex-reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), João Carlos Gomes, ao reconduzi-lo hoje pela manhã ao cargo de secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. ... 

Leia mais

4 de abril de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

Liminar do STF garante Fábio Camargo no TCE, diz Plauto

Insegurança jurídica faz deputado Plauto Miró desistir da disputa pelo Tribunal de Contas do Estado; parlamentar do DEM deverá mesmo concorrer à  reeleição; A eleição para o Tribunal de Contas na Assembleia acabou, vou disputar a reeleição do mandato de deputado!, comunicou o 1!º Secretário da Assembleia ao Blog do Johnny, ao referir-se à  decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, que devolveu a cadeira de conselheiro a Fábio Camargo; Legislativo Estadual daria início à  nova eleição nesta segunda-feira, dia 7.

Insegurança jurídica faz deputado Plauto Miró desistir da disputa pelo Tribunal de Contas do Estado; parlamentar do DEM deverá mesmo concorrer à  reeleição; A eleição para o Tribunal de Contas na Assembleia acabou, vou disputar a reeleição do mandato de deputado!, comunicou o 1!º Secretário da Assembleia ao Blog do Johnny, ao referir-se à  decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, que devolveu a cadeira de conselheiro a Fábio Camargo; Legislativo Estadual daria início à  nova eleição nesta segunda-feira, dia 7.

via Blog do Johnny, Caderno Ponta Grossa ... 

Leia mais

2 de abril de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Rossoni convoca nova eleição para o Tribunal de Contas do Estado

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, vai reiniciar o processo eleitoral para nova escolha de conselheiro do TCE na próxima segunda 7; Fábio Camargo deverá renunciar ao cargo sub judice! até este sábado, 5, para disputar a Assembleia; secretário-geral da Casa, Plauto Miró, é o favorito na nova disputa para a vaga; deputado Ademir Bier (PMDB) deverá herdar a primeira-secretaria da Assembleia; petista Tarso Cabral Violin já anunciou que participará novamente do pleito e espera os sete votos da bancada do partido; se vai levar é outra coisa.

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, vai reiniciar o processo eleitoral para nova escolha de conselheiro do TCE na próxima segunda 7; Fábio Camargo deverá renunciar ao cargo sub judice! até este sábado, 5, para disputar a Assembleia; secretário-geral da Casa, Plauto Miró, é o favorito na nova disputa para a vaga; deputado Ademir Bier (PMDB) deverá herdar a primeira-secretaria da Assembleia; petista Tarso Cabral Violin já anunciou que participará novamente do pleito e espera os sete votos da bancada do partido; se vai levar é outra coisa.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB), nesta quinta (2), anunciou a realização de nova eleição para a escolha do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Por 15 votos a 3, TJPR mantém Fábio Camargo afastado do TCE

Fábio Camargo perdeu uma batalha nesta segunda (31) ao ter rejeitado um agravo no TJPR pelo placar de 15 votos a 3; corte manteve conselheiro afastado do TCE até julgamento do mérito de um mandado de segurança, cuja liminar foi concedida ano passado pela desembargadora Regina Portes; presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), nos bastidores, vem sendo bastante pressionado para realizar nova eleição para o órgão de contas; deputado Plauto Miró, primeiro-secretário da Assembleia, continua no aquecimento.

Fábio Camargo perdeu uma batalha nesta segunda (31) ao ter rejeitado um agravo no TJPR pelo placar de 15 votos a 3; corte manteve conselheiro afastado do TCE até julgamento do mérito de um mandado de segurança, cuja liminar foi concedida ano passado pela desembargadora Regina Portes; presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), nos bastidores, vem sendo bastante pressionado para realizar nova eleição para o órgão de contas; deputado Plauto Miró, primeiro-secretário da Assembleia, continua no aquecimento.

O à“rgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), composto por 25 desembargadores, nesta segunda-feira (31), manteve o afastamento do conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE) Fabio Camargo. ... 

Leia mais

9 de março de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

Fábio Camargo pode renunciar ao cargo de conselheiro do TCE

Movimentação intensa nos bastidores da política pode resultar em "acordão" na Assembleia Legislativa do Paraná; segundo o Blog do Johnny, do Caderno Ponta Grossa, o conselheiro Fábio Camargo poderá renunciar ao cargo no Tribunal de Contas do Estado nas próximas horas; se jogar a toalha, conselheiro tem até 5 de abril para se filiar em partido político e disputar cadeira na Assembleia; Plauto ainda avalia se entra no entendimento! visando o TCE, embora tenha consciência de que economizaria "energia" nas eleições e, por tabela, ajudaria reeleger o sobrinho guarapuavano Bernardo Carli.

Movimentação intensa nos bastidores da política pode resultar em “acordão” na Assembleia Legislativa do Paraná; segundo o Blog do Johnny, do Caderno Ponta Grossa, o conselheiro Fábio Camargo poderá renunciar ao cargo no Tribunal de Contas do Estado nas próximas horas; se jogar a toalha, conselheiro tem até 5 de abril para se filiar em partido político e disputar cadeira na Assembleia; Plauto ainda avalia se entra no entendimento! visando o TCE, embora tenha consciência de que economizaria “energia” nas eleições e, por tabela, ajudaria reeleger o sobrinho guarapuavano Bernardo Carli.

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), Fábio Camargo, poderá renunciar ao mandato vitalício para qual foi eleito em 15 de julho de 2013. Esta é a informação do Blog do Johnny, Caderno Ponta Grossa, que vê acordo com o deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM). ... 

Leia mais

17 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

TCE: Tribunal de Justiça retoma hoje julgamento de Fábio Camargo

Nesta segunda-feira (17), Tribunal de Justiça retoma julgamento de Fábio Camargo cujo placar é de 7 votos contra e 1 a favor a sua permanência no TCE; resultado na corte poderá desencadear nova votação na Assembleia Legislativa para a escolha do novo conselheiro; petista Tarso Cabral Violin, advogado e professor universitário, já entrou no aquecimento para um eventual segundo turno contra o deputado Plauto Miró; Tarso teria apoio velado do grupo RPC/Gazeta do Povo e partiria na disputa com 7 votos da bancada do PT.

Nesta segunda-feira (17), Tribunal de Justiça retoma julgamento de Fábio Camargo cujo placar é de 7 votos contra e 1 a favor a sua permanência no TCE; resultado na corte poderá desencadear nova votação na Assembleia Legislativa para a escolha do novo conselheiro; petista Tarso Cabral Violin, advogado e professor universitário, já entrou no aquecimento para um eventual segundo turno contra o deputado Plauto Miró; Tarso teria apoio velado do grupo RPC/Gazeta do Povo e partiria na disputa com 7 votos da bancada do PT.

O à“rgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), composto por 25 desembargadores, retoma nesta segunda-feira (17) o agravo regimental do conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE) Fabio Camargo. ... 

Leia mais

11 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
32 Comentários

Vem aí nova eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná

Deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia, à  luz da decisão da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que anulou eleição do conselheiro Fábio Camargo, deverá convocar nova escolha para o Tribunal de Contas do Estado; Plauto Miró, que ficou em segundo lugar na disputa de 15 de julho, avisa que já entrou em aquecimento e, a julgar pelo movimento das nuvens, é o franco favorito para o cargo com apoio do Palácio Iguaçu.

Deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia, à  luz da decisão da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que anulou eleição do conselheiro Fábio Camargo, deverá convocar nova escolha para o Tribunal de Contas do Estado; Plauto Miró, que ficou em segundo lugar na disputa de 15 de julho, avisa que já entrou em aquecimento e, a julgar pelo movimento das nuvens, é o franco favorito para o cargo com apoio do Palácio Iguaçu.

O juiz Roger Vinícius Pires de Camargo Oliveira, da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, anulou a eleição de Fábio Camargo para conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR). Ainda cabe recurso à  decisão. ... 

Leia mais

1 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
13 Comentários

Rossoni admite realizar nova eleição para o Tribunal de Contas; assista

do G1 PR, com informações da RPC TVO presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB) disse neste sábado (30) que defende uma nova eleição para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR). Em julho deste ano, o então deputado Fábio Camargo foi escolhido pelos pares na Alep. Porém, na quarta-feira (27), uma liminar do Tribunal de Justiça (TJ) o afastou das funções.

Assista ao vídeo:

A decisão da desembargadora Regina Portes Afonso foi tomada na quarta-feira (27) devido a um processo movido por um dos candidatos derrotados na eleição, Max Scrhappe. Na ação, ele alega que Camargo foi beneficiado pelos demais deputados durante as eleições.

Para Rossoni, a realização de uma nova escolha ainda depende de uma decisão final do Judiciário. No que depender do presidente da Assembleia, para tornar esse processo o mais transparente possível, eu defendo uma nova escolha!, diz o deputado, que promete pedir o auxílio do Ministério Público, do TJ e do TCE-PR. “Eu acredito que eu me cerco melhor para que não haja equívoco na escolha para conselheiro, que é importante para a fiscalização das contas do poder público do estado”, pontua.

Certidão positiva

Uma das alegações de Schrappe para questionar a eleição de Camargo é em relação aos documentos apresentados pelos candidatos. Na ação, ele diz que o então deputado apresentou uma certidão positiva de processos criminais, ou seja, um documento da Justiça que indica que ele responde por processos dessa natureza. Contudo, o regulamento da eleição exigia que as certidões fossem negativas.

Na quinta-feira (28), o deputado Elio Rusch (DEM), que presidiu a comissão responsável por analisar os currículos dos candidatos, declarou que não houve favorecimento a Fábio Camargo. Quando perguntado sobre a certidão positiva, ele disse que a certidão positiva não invalidaria a candidatura. “à‰ uma certidão positiva, mas não é condenatória. Não existe um elemento que impediria ele de ser candidato”, afirmou o parlamentar.

Decisão mantida

A determinação da desembargadora terá validade até que o processo contra Fábio Camargo seja devidamente julgado. Na sexta-feira (29), após ser notificado, o presidente do TCE-PR, conselheiro Artagão de Mattos Leão, designou dois auditores para substituir o conselheiro afastado. Os auditores Ivens Linhares e Sérgio Valadares da Fonseca vão representar Camargo nas sessões do Tribunal Pleno e da Segunda Câmara, respectivamente.

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
25 Comentários

TCE: Rossoni será agora tão ágil como foi no caso Bonilha, contra Requião?

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), abriu precedente, em 2011, ao declarar vacância em vaga litigiosa no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A cadeira pertencia — ou ainda pertence — ao ex-secretário da Educação, Maurício Requião, mas, mesmo a questão não transitando em julgado, o tucano convocou nova eleição que culminou com a escolha do advogado Ivan Bonilha (clique aqui para relembrar). ... 

Leia mais

24 de outubro de 2013
por Esmael Morais
15 Comentários

Denúncia de Welter abre crise no PT

Encorajado por setores do PT, deputado Elton Welter diz que reafirmará denúncias de "pressão" e "ameaça" ao CNJ; órgão investiga tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho, Fábio, ao Tribunal de Contas do Estado. (Fotos: Gazeta do Povo); militantes petistas, dentre os quais Tarso Violin Cabral, que obteve dois votos na disputa, mesmo com apoio do RPCTV, quer que Assembleia Legislativa realize nova eleição para conselheiro.

Encorajado por setores do PT, deputado Elton Welter diz que reafirmará denúncias de “pressão” e “ameaça” ao CNJ; órgão investiga tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho, Fábio, ao Tribunal de Contas do Estado. (Fotos: Gazeta do Povo); militantes petistas, dentre os quais Tarso Violin Cabral, que obteve dois votos na disputa, mesmo com apoio do RPCTV, quer que Assembleia Legislativa realize nova eleição para conselheiro.

O deputado estadual Elton Welter confirma que foi “pressionado” e “ameaçado” para votar no ex-deputado Fábio Camargo na eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele jura que ficou firme e votou em Plauto Miró (DEM), que perdeu o embate. ... 

Leia mais

22 de outubro de 2013
por Esmael Morais
57 Comentários

Welter confirma que foi pressionado e ameaçado na eleição do TC

Depoimento de Elton Welter, no qual confirma que sofreu pressões e ameaças, poderá anular eleição realizada para o TC; avaliação é de deputados que estão no olho do furacão; na sexta, PGR pediu afastamento do conselheiro Fábio Camargo; STJ analisa processo de suposto tráfico de influência na disputa realizada em agosto.

Depoimento de Elton Welter, no qual confirma que sofreu pressões e ameaças, poderá anular eleição realizada para o TC; avaliação é de deputados que estão no olho do furacão; na sexta, PGR pediu afastamento do conselheiro Fábio Camargo; STJ analisa processo de suposto tráfico de influência na disputa realizada em agosto.

O deputado Elton Welter (PT), líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, nesta terça (22), jogou mais gasolina no incendiário tema eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TC) ao admitir que sofreu pressão e ameaças para votar em Fábio Camargo. ... 

Leia mais

19 de outubro de 2013
por Esmael Morais
74 Comentários

PGR põe conselheiro Fábio Camargo na marca do pênalti, diz Gazeta do Povo

Segundo reportagem de capa da Gazeta do Povo, neste sábado, o conselheiro Fábio Camargo está na marca do pênalti; jornal fala em nova eleição para o Tribunal de Contas e destaca pedido de afastamento feito pela Procuradoria Geral da República, devido suspeita de tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho para a vaga; se houver nova eleição, o deputado Plauto Miró adianta que vai disputar; o professor e advogado Tarso Cabral Violin também garante que entrará no páreo novamente.

Segundo reportagem de capa da Gazeta do Povo, neste sábado, o conselheiro Fábio Camargo está na marca do pênalti; jornal fala em nova eleição para o Tribunal de Contas e destaca pedido de afastamento feito pela Procuradoria Geral da República, devido suspeita de tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho para a vaga; se houver nova eleição, o deputado Plauto Miró adianta que vai disputar; o professor e advogado Tarso Cabral Violin também garante que entrará no páreo novamente.

O jornal Gazeta do Povo, edição deste sábado (19), na capa, diz que a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu o afastamento do conselheiro Fabio Camargo do Tribunal de Contas do Paraná (TC). A reportagem de Euclides Lucas Garcia e Diego Ribeiro afirma que o ex-deputado eleito em julho para a vaga está na marca do pênalti. ... 

Leia mais

10 de outubro de 2013
por Esmael Morais
8 Comentários

Nova eleição para o TCE está nas mãos de Rossoni, diz Gazeta do Povo

Jornal Gazeta do Povo, do grupo RPC, continua cruzada contra o ex-presidente do TJ-PR, Clayton Camargo, e seu filho, Fábio Camargo, eleito conselheiro do TCE em julho; na edição desta quinta, jornalão joga a batata quente nas mãos do presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, sobre anulação da sessão e convocação de nova eleição para a vaga do ex-conselheiro Hermas Brandão; tucano Beto Richa nega denúncia de que houve troca de favor no processo eleitoral visando liberar R$ 2,1 bi para o Caixa Único (CU) do governo do estado.

Jornal Gazeta do Povo, do grupo RPC, continua cruzada contra o ex-presidente do TJ-PR, Clayton Camargo, e seu filho, Fábio Camargo, eleito conselheiro do TCE em julho; na edição desta quinta, jornalão joga a batata quente nas mãos do presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, sobre anulação da sessão e convocação de nova eleição para a vaga do ex-conselheiro Hermas Brandão; tucano Beto Richa nega denúncia de que houve troca de favor no processo eleitoral visando liberar R$ 2,1 bi para o Caixa Único (CU) do governo do estado.

Caberá ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB), a decisão política de anular a sessão que escolheu o ex-deputado Fábio Camargo para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em 15 de julho, ou aguardar o resultado da investigação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre o suposto tráfico de influência na votação. Esta é análise do jornal Gazeta do Povo, nesta quinta (10), em reportagem do jornalista José Marcos Lopes. ... 

Leia mais