2 de Abril de 2014
por esmael
23 Comentários

Rossoni convoca nova eleição para o Tribunal de Contas do Estado

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, vai reiniciar o processo eleitoral para nova escolha de conselheiro do TCE na próxima segunda 7; Fábio Camargo deverá renunciar ao cargo sub judice! até este sábado, 5, para disputar a Assembleia; secretário-geral da Casa, Plauto Miró, é o favorito na nova disputa para a vaga; deputado Ademir Bier (PMDB) deverá herdar a primeira-secretaria da Assembleia; petista Tarso Cabral Violin já anunciou que participará novamente do pleito e espera os sete votos da bancada do partido; se vai levar é outra coisa.

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, vai reiniciar o processo eleitoral para nova escolha de conselheiro do TCE na próxima segunda 7; Fábio Camargo deverá renunciar ao cargo sub judice! até este sábado, 5, para disputar a Assembleia; secretário-geral da Casa, Plauto Miró, é o favorito na nova disputa para a vaga; deputado Ademir Bier (PMDB) deverá herdar a primeira-secretaria da Assembleia; petista Tarso Cabral Violin já anunciou que participará novamente do pleito e espera os sete votos da bancada do partido; se vai levar é outra coisa.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB), nesta quinta (2), anunciou a realização de nova eleição para a escolha do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Leia mais

11 de dezembro de 2013
por esmael
32 Comentários

Vem aí nova eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná

Deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia, à  luz da decisão da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que anulou eleição do conselheiro Fábio Camargo, deverá convocar nova escolha para o Tribunal de Contas do Estado; Plauto Miró, que ficou em segundo lugar na disputa de 15 de julho, avisa que já entrou em aquecimento e, a julgar pelo movimento das nuvens, é o franco favorito para o cargo com apoio do Palácio Iguaçu.

Deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia, à  luz da decisão da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que anulou eleição do conselheiro Fábio Camargo, deverá convocar nova escolha para o Tribunal de Contas do Estado; Plauto Miró, que ficou em segundo lugar na disputa de 15 de julho, avisa que já entrou em aquecimento e, a julgar pelo movimento das nuvens, é o franco favorito para o cargo com apoio do Palácio Iguaçu.

O juiz Roger Vinícius Pires de Camargo Oliveira, da 3!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, anulou a eleição de Fábio Camargo para conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR). Ainda cabe recurso à  decisão. Leia mais

28 de novembro de 2013
por esmael
25 Comentários

TCE: Rossoni será agora tão ágil como foi no caso Bonilha, contra Requião?

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), abriu precedente, em 2011, ao declarar vacância em vaga litigiosa no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A cadeira pertencia — ou ainda pertence — ao ex-secretário da Educação, Maurício Requião, mas, mesmo a questão não transitando em julgado, o tucano convocou nova eleição que culminou com a escolha do advogado Ivan Bonilha (clique aqui para relembrar). Leia mais