5 de junho de 2015
por Esmael Morais
43 Comentários

‘Beto Richa fingiu que doou sangue’, acusam profissionais da saúde

“Mentira tem perna curta”, afirmou esta semana o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde do Paraná (SindSaúde), ao se referir ao governador Beto Richa (PSDB) que fingiu doar sangue. Era puro marketing político.

Segundo os profissionais da saúde, o tucano recorreu a uma foto antiga para postar no Facebook no último dia 1º de junho: “Doar sangue, um gesto simples de solidariedade que pode fazer a maior de todas as diferenças: salvar vidas.”

Beto Richa tenta posar de bom moço depois que mandou massacrar professores e servidores públicos em greve, no dia 29 de abril, em Curitiba, quando mais de 200 pessoas ficaram feridas por tiros de bala de borracha, bombas, cassetetes e mordidas de cães pitbulls.

O diabo é que o SindSaúde foi aos registro da Rede Hemepar – o banco de sangue do Paraná – para comprovar que o governador do PSDB cometeu uma fraude, mentiu.

A última vez que ele doou sangue foi em 15 de junho de 2012, portanto, há três anos.

A simples postagem da fotografia nas redes sociais já havia gerado polêmica, antes mesmo de o governador ser pego na mentira. O gesto fora percebido como demagogia haja vista que o mesmo mandou surrar e fazer jorrar o sangue de professores e servidores em praça pública.

Se o governador Beto Richa mente nas “pequenas” coisas, imagine como se comporta nas grandes questões. É por isso que ele sempre precisa registrar em cartório o que fala ou acorda com terceiros.

Moral da história: Beto Richa, como um chupa-cabras, só sugou o sangue nos últimos três anos; não doou nada.

Leia mais