Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

31 de agosto de 2017
por esmael
10 Comentários

Oposicionista é preso ao tentar ‘vender silêncio’ a prefeito no Paraná

A política se transformou num mundo cão. A banalização da arte do impossível virou num vale tudo, coisa de delegacia, exemplo que vem de cima, lá de Brasília, donde nos chegam imagens de malas recheadas com dinheiro de propina.

22 de setembro de 2015
por admin
17 Comentários

Segunda fase da “Operação Quadro Negro” aponta mais desvios no governo Beto Richa

quadronegroO Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), da Polícia Civil do Paraná, deu início durante a madrugada de hoje (22) à segunda fase da Operação “Quadro Negro” de combate à corrupção na secretaria de Educação (SEED) e na Superintendência de Desenvolvimento Educacional (SUDE) do governo Beto Richa (PSDB).

Segundo informações do portal G1, nesta segunda fase a operação conta com policiais de quatro estados e cumpre 11 mandados de busca e apreensão. As suspeitas são de fraudes e desvios de recursos em obras de construção e reformas de escolas nos municípios de Santa Terezinha do Itaipu, Cornélio Procópio, Rio Negro, Campina Grande do Sul, Curitiba, Coronel Vivida, Joaquim Távora e Ponta Grossa.

1 de setembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Pesquisa inédita mostra que maioria dos brasileiros não confia nas ‘delações premiadas’ da Lava Jato

moro_delacao_pesquisaA Paraná Pesquisa foi o primeiro instituto do país a fazer o Raio-X mais completo da operação Lava Jato, da Polícia Federal, que é coordenada pelo juiz paranaense Sérgio Moro.

Segundo levantamento realizado entre os dias 24 e 27 de agosto, 51% dos brasileiros não confiam nas ‘delações premiadas’ — as colaborações de supostos criminosos para resolver supostos crimes. Apenas 35% confiam no teor desses acordos entre as partes.

A polêmica acerca desse tema não é novidade, pois advogados de defesa de réus na Lava Jato acusam Moro de promover “tortura psicológica” para obter acordos de delação.

O criminalista curitibano Claudio Dalledone Júnior, prestes a celebrar um primeiro acordo de delação premiada para seu cliente na Justiça do Paraná, Eduardo Lopes, da empreiteira Valor, vê com reservas o instituto.

“É o tipo de coisa que, por enquanto, só prospera em crimes de colarinho branco. Se utilizado entre bandidos de milícias e narcotráfico, por exemplo, vai aparecer advogado morto por aí”, alerta Dalledone Júnior.

Embora duvide do conteúdo, 55% dos os brasileiros se dizem a favor da ‘delação premiada’ na operação Lava Jato.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.060 eleitores maiores de 16 anos em 154 municípios brasileiros, distribuídos em 23 estados, entre os dias 24 e 27 de agosto. A margem de erro é de 2%.

A seguir, leia a íntegra da pesquisa sobre a Lava Jato:

28 de agosto de 2015
por esmael
14 Comentários

Empresário acusado de desviar dinheiro da educação quer fazer delação premiada

Criminalista Claudio Dalledone Junior terá que decidir nos próximos dias se encaminhará 'delação premiada' do empreiteiro Eduardo Lopes;ex-dono da Valor é acusado de desviar R$ 30 milhões que eram destinados à construção de escolas.

Criminalista Claudio Dalledone Junior terá que decidir nos próximos dias se encaminhará ‘delação premiada’ do empreiteiro Eduardo Lopes;ex-dono da Valor é acusado de desviar R$ 30 milhões que eram destinados à construção de escolas.

A temperatura voltará a subir nos próximos dias na região do Centro Cívico, pois o empresário Eduardo Lopes, ex-dono da empreiteira Valor, pediu para fazer delação premiada na operação “Quadro Negro”, do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce). Leia mais

24 de julho de 2015
por esmael
32 Comentários

Depoimento de Youssef empurra governo de Beto Richa para o abismo

youssef_richa

Conforme o Blog do Esmael e outros cronistas da política local e nacional já haviam adiantado, o depoimento do doleiro Alberto Youssef para a Procuradoria Geral da República, nesta quinta-feira (23), atingiu em cheio o governo Beto Richa (PSDB) ao destrinchar o modus operandi da corrupção estabelecida no Palácio Iguaçu, na Receita Estadual e nas secretarias de Administração e Educação.

22 de julho de 2015
por esmael
17 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: Pela punição dos ladrões da educação ‘doa a quem doer’

Reinaldo de Almeida César*

A Polícia Civil teve um momento histórico de afirmação, ontem, ao deflagrar a “Operação Quadro Negro”, tocada pelo NURCE – Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos, dirigido pelo competente delegado Renato Figueroa.

Ao conduzir a investigação e representar por mandados de prisão e de busca e apreensão em desfavor de pessoas de reconhecido relacionamento com poderosos, a Polícia Civil deu um passo importante para se consolidar institucionalmente, afastando-se da imagem de corporação que seria controlada pelo Executivo.

Processo assemelhado, com outras proporções é evidente, passa a PF nos seus últimos vinte anos, toda vez que mostra altivez e independência na apuração de infrações penais, mesmo que no ambiente delitivo apareçam personagens de notório poder.

São incontáveis os casos em que a PF já derrubou, por investigação isenta, figuras de relevo no mundo político e empresarial.

O resultado disso foi que a PF passou a receber, cada vez mais, manifestações de apoio e de credibilidade na opinião pública, formando assim seu maior patrimônio, o moral.

Aliás, em ótima e recente entrevista ao ESTADÃO, o Diretor-Geral da PF, delegado Leandro Daiello Coimbra, cunhou uma frase muito correta, ao dizer que a Polícia Federal investiga “doa a quem doer”.

Nada mais fez o dirigente da PF do que repetir, letra por letra, a frase que a própria Presidenta de República disse, à exaustão, nos debates e programas eleitorais na campanha de reeleição do ano passado, enaltecendo a atuação da PF como algo positivo em seu governo.

Lembrando a frase já dita com as mesmas cores e no mesmo tom pela Presidenta Dilma, o diretor-geral da PF apenas reforçou o que todos já sabem, ou devem saber: a boa polícia judiciária é isenta, investiga fatos e não pessoas.

É como dizia Marcio Thomaz Bastos, “a Polícia Federal é republicana, ela não protege e nem persegue ninguém”, em frase que aliás foi entronizada em lugar de destaque na sede da associação dos delegados da PF, em Brasília, no auditório que leva o nome do ex-Ministro da Justiça, em justa homenagem que lhe foi feita, por sorte ainda em vida, exatamente pela candente defesa que ele sempre fazia da independência investigativa da PF.

Por isso, deve-se saudar, por aqui, a ação da Polícia Civil que meteu atrás das grades maus dirigentes e empresários inescrupulosos flagrados desviando recursos que eram destinados à construção de escolas e no fortalecimento da educação pública.

Tenho com meus botões que em processos revolucionários os atos de corrupção e de desvios de recursos públicos da educação ou da saúde, talvez até posicionem seus autores em condição de primazia nas execuções por fuzilamento, pelo caráter abjeto da pilhagem.

Em boa hora, portanto, a Operação “Quadro Negro” da Polícia Civil.

Espera-se apenas que a investigação da rapinagem na SUDE (antiga Fundepar) prossiga “doa a quem doer”, tendo o rigoroso acompanhamento e fiscalização do Ministério Público.

Um bom começo é entender como uma jovem microempreiteira, sem tradição no mercado e que sucede outra recém falida, conseguiu conquistar tantos contratos para obras na SUDE. Que alquimia é essa?

Se a investigação for pra valer, acreditem, será um momento alto para a Polícia Civil e para a correta gestão do delegado-geral Julio Reis. Pode fazer história.

Como nem tudo são flores, de muito triste nisso tudo, além da certeza do descarado desvio de verbas da educação, foi constatar que o denunciante que botou fim à roubalheira foi o primeiro a ser punido, com a demissão da função que ocupava, mesmo tendo agido com honestidade, espírito público e levado de forma discreta as denúncias ao seu superior, com

21 de julho de 2015
por esmael
16 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Prisão de amigo de Beto Richa foi uma ‘Operação Abafa’

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da "Operação Abafa", pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da “Operação Abafa”, pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

A manhã de hoje foi um ranger de dentes sem fim, no círculo próximo ao Governador.

É que a sorte de Maurício Fanini estava sendo selada. Leia mais

21 de julho de 2015
por esmael
30 Comentários

Desvios na educação levam mais um amigo de Beto Richa para a cadeia no PR

faninin

O Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) está realizando nesta terça-feira (21) uma operação contra desvios na Secretaria de Estado da Educação (SEED) através de fraudes na construção de escolas. A operação chamada de “Quadro Negro” prendeu hoje cinco pessoas, entre eles o ex-diretor de Diretoria de Engenharia, Projetos e Orçamentos da SEED  Maurício Jandoi Fanini Antonio. Leia mais

26 de junho de 2015
por esmael
20 Comentários

Polícia Federal deverá investigar corrupção na educação do Paraná

O blogueiro Odair Matias, de Cornélio Procópio, relaciona entre as obras inacabadas a da Escola Wllian Madi, localizada no Jardim Figueira; Polícia Federal deverá entrar nas investigações na semana que vem a pedido do MEC/FNDE.

O blogueiro Odair Matias, de Cornélio Procópio, relaciona entre as obras inacabadas a da Escola Wllian Madi, localizada no Jardim Figueira; Polícia Federal deverá entrar nas investigações na semana que vem a pedido do MEC/FNDE.

O Ministério da Educação (MEC) e o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) deverão pedir na semana que vem a entrada da Polícia Federal (PF) nas investigações de desvios de recursos de obras escolares não executadas pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEED). Leia mais