1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Pesquisa inédita mostra que maioria dos brasileiros não confia nas ‘delações premiadas’ da Lava Jato

moro_delacao_pesquisaA Paraná Pesquisa foi o primeiro instituto do país a fazer o Raio-X mais completo da operação Lava Jato, da Polícia Federal, que é coordenada pelo juiz paranaense Sérgio Moro.

Segundo levantamento realizado entre os dias 24 e 27 de agosto, 51% dos brasileiros não confiam nas ‘delações premiadas’ — as colaborações de supostos criminosos para resolver supostos crimes. Apenas 35% confiam no teor desses acordos entre as partes.

A polêmica acerca desse tema não é novidade, pois advogados de defesa de réus na Lava Jato acusam Moro de promover “tortura psicológica” para obter acordos de delação.

O criminalista curitibano Claudio Dalledone Júnior, prestes a celebrar um primeiro acordo de delação premiada para seu cliente na Justiça do Paraná, Eduardo Lopes, da empreiteira Valor, vê com reservas o instituto.

“É o tipo de coisa que, por enquanto, só prospera em crimes de colarinho branco. Se utilizado entre bandidos de milícias e narcotráfico, por exemplo, vai aparecer advogado morto por aí”, alerta Dalledone Júnior.

Embora duvide do conteúdo, 55% dos os brasileiros se dizem a favor da ‘delação premiada’ na operação Lava Jato.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.060 eleitores maiores de 16 anos em 154 municípios brasileiros, distribuídos em 23 estados, entre os dias 24 e 27 de agosto. A margem de erro é de 2%.

A seguir, leia a íntegra da pesquisa sobre a Lava Jato: Leia mais

28 de agosto de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Empresário acusado de desviar dinheiro da educação quer fazer delação premiada

Criminalista Claudio Dalledone Junior terá que decidir nos próximos dias se encaminhará 'delação premiada' do empreiteiro Eduardo Lopes;ex-dono da Valor é acusado de desviar R$ 30 milhões que eram destinados à construção de escolas.

Criminalista Claudio Dalledone Junior terá que decidir nos próximos dias se encaminhará ‘delação premiada’ do empreiteiro Eduardo Lopes;ex-dono da Valor é acusado de desviar R$ 30 milhões que eram destinados à construção de escolas.

A temperatura voltará a subir nos próximos dias na região do Centro Cívico, pois o empresário Eduardo Lopes, ex-dono da empreiteira Valor, pediu para fazer delação premiada na operação “Quadro Negro”, do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce). ... 

Leia mais

25 de julho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: A prisão de Odebrecht e o silêncio da mídia nacional com a corrupção no governo Richa

bernardiJorge Bernardi*

Com as prisões dos presidentes das duas maiores construtoras brasileiras, Odebrecht e Andrade Gutierrez, que até então estavam blindadas na Operação Lava-Jato, a casa da mega corrupção brasileira que estava abalada, desmoronou de vez. Mas ainda tem muita sujeira debaixo do tapete que deve ser varrida, começando com as fraudes praticadas por bancos, montadoras de automóveis, siderúrgicas, cimenteiras e outras grandes empresas apontadas no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, CARF, órgão do Ministério da Fazenda.

A corrupção na Petrobrás é apenas a ponta de um iceberg que atinge toda a sociedade brasileira, começando pelas instituições públicas. Até agora a Policia Federal e os Procuradores da República chegaram a cerca de R$ 19 bilhões de desvios na petroleira nacional.

A fraude monumental no CARF também conhecida como Operação Zelotes, inexplicavelmente, pouco ou quase nenhum espaço tem na grande mídia. Será porque além de envolver bancos, montadoras de automóveis, portanto grandes anunciantes, também são suspeitas de se beneficiarem grandes empresas na área de comunicação social? Será porque nela, por enquanto, não foram encontrados agentes políticos. O valor dos desvios na Operação Zelotes também é monumental chegou também a R$ 19 bilhões.

A prisão de Marcelo Oldebrecht é emblemática, simbólica, pois se trata do dono da maior empreiteira brasileira, multinacional, com tentáculos em vários países do mundo, fazendo obras financiadas pelo tesouro brasileiro. Erga omnes, a lei vale para todos, como foi batizada esta operação significa que o Brasil está deixando de ser uma república de uns poucos, que só pobres vão para a cadeia. Leia mais

21 de julho de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Prisão de amigo de Beto Richa foi uma ‘Operação Abafa’

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da "Operação Abafa", pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da “Operação Abafa”, pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

A manhã de hoje foi um ranger de dentes sem fim, no círculo próximo ao Governador. ... 

Leia mais

21 de julho de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Desvios na educação levam mais um amigo de Beto Richa para a cadeia no PR

faninin ... 

Leia mais

9 de julho de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

Bandidos assaltam casa de tucano em busca de “dindin” desviado do governo do Paraná. Se a moda pega…

Casa do ex-vice-governador, Flávio Arns, atual secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná, foi invadida por assaltantes na manhã desta quinta-feira (9); se a segurança está feia para o tucano graúdo, imagina para o povão; Fotos: divulgação/Aliocha Mauricio.

Casa do ex-vice-governador, Flávio Arns, atual secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná, foi invadida por assaltantes na manhã desta quinta-feira (9); se a segurança está feia para o tucano graúdo, imagina para o povão; Fotos: divulgação/Aliocha Mauricio.

Causou rebuliço esta manhã a informação de que bandidos invadiram a casa do ex-vice-governador e ex-secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), no bairro Rebouças, em Curitiba, com o objetivo de assaltar o político tucano. ... 

Leia mais

2 de julho de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Coluna do Requião Filho: O governo Richa é um novelo de corrupção

requiao_richa_noveloRequião Filho* ... 

Leia mais

1 de julho de 2015
por Esmael Morais
27 Comentários

Por 25 votos a 14, Assembleia rejeita convite para denunciante de desvios na Educação do Paraná

Ex-superintendente da SUDE, Jaime Sunye Neto, delatou esquema de corrupção na Educação do Paraná; Assembleia rejeitou requerimento para ouvi-lo sobre desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolas não executadas pelo governo Beto Richa (PSDB).

Ex-superintendente da SUDE, Jaime Sunye Neto, delatou esquema de corrupção na Educação do Paraná; Assembleia rejeitou requerimento para ouvi-lo sobre desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolas não executadas pelo governo Beto Richa (PSDB).

A “Bancada do Camburão” rejeitou nesta quarta-feira, 1º de julho, por 25 votos a 14, requerimento que convocava o ex-superintendente da SUDE (Superintendência de Desenvolvimento Educacional), Jaime Sunye, para esclarecer denúncias de desvios que podem ultrapassar R$ 30 milhões de obras escolares não executadas. ... 

Leia mais

30 de junho de 2015
por Esmael Morais
27 Comentários

“Bancada do Camburão” derruba sessão para não convocar denunciante de roubo na educação do PR

“Bancada do Camburão” derrubou a sessão da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (30); por que os governistas temem ouvir Jaime Sunye, ex-superintendente da SUDE, se o mesmo poderia esclarecer as denúncias [que ele fez] de corrupção de mais de R$ 30 milhões na Secretaria da Educação? Blog do Esmael divulgou em primeira mão, no dia 7 de junho, os esquemas com obras escolares não executadas.

“Bancada do Camburão” derrubou a sessão da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (30); por que os governistas temem ouvir Jaime Sunye, ex-superintendente da SUDE, se o mesmo poderia esclarecer as denúncias [que ele fez] de corrupção de mais de R$ 30 milhões na Secretaria da Educação? Blog do Esmael divulgou em primeira mão, no dia 7 de junho, os esquemas com obras escolares não executadas.

Os deputados que compõem a base de sustentação do governo Beto Richa (PSDB) na Assembleia, a conhecida Bancada do Camburão, nesta terça-feira (30), em fila indiana, se retirou do plenário para derrubar a sessão e evitar votação de requerimento convocando o ex-superintendente Jaime Sunye, da Superintendência do Desenvolvimento Educacional (SUDE). ... 

Leia mais

26 de junho de 2015
por Esmael Morais
20 Comentários

Polícia Federal deverá investigar corrupção na educação do Paraná

O blogueiro Odair Matias, de Cornélio Procópio, relaciona entre as obras inacabadas a da Escola Wllian Madi, localizada no Jardim Figueira; Polícia Federal deverá entrar nas investigações na semana que vem a pedido do MEC/FNDE.

O blogueiro Odair Matias, de Cornélio Procópio, relaciona entre as obras inacabadas a da Escola Wllian Madi, localizada no Jardim Figueira; Polícia Federal deverá entrar nas investigações na semana que vem a pedido do MEC/FNDE.

O Ministério da Educação (MEC) e o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) deverão pedir na semana que vem a entrada da Polícia Federal (PF) nas investigações de desvios de recursos de obras escolares não executadas pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEED). ... 

Leia mais

25 de junho de 2015
por Esmael Morais
25 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: ‘Corrupção na Educação do Paraná vai para o televisivo Fantástico’

Governador Beto Richa continua a saga para “desbancar” William Bonner do Jornal Nacional; dia sim e outro também, tucano tem frequentado o telejornal global com pautas que envergonham os paranaenses -- menos a Assembleia Legislativa, que lhe rende obediência bovina; nesta quinta-feira (25), perdigueiros do programa dominical Fantástico investigam escândalo na Fundepar e SUDE, órgãos vinculados à Secretaria de Educação.

Governador Beto Richa continua a saga para “desbancar” William Bonner do Jornal Nacional; dia sim e outro também, tucano tem frequentado o telejornal global com pautas que envergonham os paranaenses — menos a Assembleia Legislativa, que lhe rende obediência bovina; nesta quinta-feira (25), perdigueiros do programa dominical Fantástico investigam escândalo na Fundepar e SUDE, órgãos vinculados à Secretaria de Educação.

Uma equipe de perdigueiros do programa Fantástico, da TV Globo, circula com desenvoltura nos arredores do Centro Cívico. O material também poderá ser aproveitado pela emissora carioca no Jornal Nacional. A pauta não poderia ser outra: corrupção no governo Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

18 de junho de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Coluna do Requião Filho: Enrolação futebol clube; chega de Beto Richa

Requião Filho*

Mais um dia de teatro!

Será possível mesmo que uma Casa de leis suporte tanta enrolação? Será possível que se acha palatável para a população o embuste que foi apresentado na prestação de contas do primeiro quadrimestre deste ano?

Só faltou uma gaita tocando um belo tango. Nós perguntamos, o secretário fingiu que respondeu, e na segunda-feira que vem o governo vai fingir que prestou contas.

O sr. secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, não foi capaz de responder se o pagamento da data-base em 8,17% colocaria o Estado no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Uma simples pergunta com duas possíveis resposta SIM ou NÃO. Gastou o seu latim e nada respondeu.

O secretário importado é bom de retórica, é bom com números e fez uma apresentação tentando salvar o couro do governador. Fez o seu papel. Disse mais uma vez que o governo anterior (do próprio Beto) quebrou o Estado com uma administração irresponsável.

O triste é que a realidade do Paraná é essa, um Estado quebrado, que aumenta impostos e tira o couro do povo com aumento de tarifas. Um Estado que importou um secretário para arrecadar mais às custas do sangue e do suor do paranaense. Um secretário que fez isso. A arrecadação sobe cada dia mais. O secretário diz o NÃO que o governador de mentira não tem coragem de dizer.

E agora com a arrecadação em ascensão e podendo pagar o que é devido por lei aos professores, o grupo que manda no governo esconde e trabalha os números para, ao invés de pagar o que deve a TODOS os servidores, fazer caixa para poder fazer pequenas obras eleitoreiras e tentar salvar a imagem do garoto propaganda do grupo, o tal Beto Richa.

Senhores e mentores desse governo, a imagem do seu garoto propaganda já era. Não adianta jogar na esperança de que o Paraná vai esquecer. O massacre dos professores, a quadrilha da Receita Estadual, o escândalo na FUNDEPAR, as licenças do IAP sob investigação, nada disso irá cair no esquecimento.

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB, vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

Leia mais

7 de junho de 2015
por Esmael Morais
66 Comentários

Em meio à greve de professores, suspeita de corrupção derruba cúpula da Secretaria da Educação no Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) exonerou na quarta-feira (3) seu amigo Maurício Jandoi fanini Antonio da presidência do Instituto de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), autarquia recriada sem muito alarde no início de 2015. Antes, porém, o moço ocupara a diretoria de Engenharia, Projetos e Planejamento da SUDE (Superintendência de Desenvolvimento Educacional).

O decreto nº 1602 que demite o colaborador e amigo do tucano será publicado no Diário Oficial do Estado nº 9466, desta segunda-feira, dia 8 de junho, véspera da assembleia geral dos professores e funcionários de escola em greve que lutam pela reposição de 8,17% na data-base.

A SUDE e a Fundepar são órgãos vinculados diretamente à Secretaria de Estado da Educação (SEED), que tem como tarefa zelar pelo bom funcionamento da infraestrutura nas 2,1 mil escolas da rede pública estadual. Pois bem, é aí que a porca começa torcer o rabo.

O demitido é suspeito de cometer desvios de recursos que seriam destinados à construção e reforma de escolas. Na lista de sacanagens estaria o pagamento a empreiteira de obras que nunca existiram. Segundo uma fonte do Palácio Iguaçu, o “valor” ainda está sendo periciado. O esquema também teria a participação de fiscais de uma terceira autarquia ligada à SEED, a Paraná Educação, que acabou incorporando as funções da extinta Secretaria de Obras (SEOP).

Maurício Fanini é amigo e parceiro de partida de tênis do governador no Graciosa Country Club. Ele foi diretor de Pavimentação na Prefeitura de Curitiba quando Beto Richa era secretário de Obras, na gestão de Cássio Tanighuchi (DEM), de quem o tucano fora vice-prefeito, o início dos anos 2000.

Bem relacionado com o governador, o ex-diretor da SUDE e ex-presidente da Fundepar também tinha uma boquinha de conselheiro de administração na Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná). Em 2013, Fanini relatou em reunião da empresa aluguel de salas comerciais, no valor de R$ 14 milhões, em favor de um dos doadores na campanha do amigo na eleição de 2010.

Nessa intrincada história quem também levou “xeque-mate” foi o superintendente da SUDE, o enxadrista Jaime Sunye, que denunciou o esquema do amigo do governador a seus superiores. A exoneração do denunciante aparecerá no decreto nº 1601, que também será publicado no Diário Oficial desta segunda-feira.

Mas que diabo tem Sunye como amigo do governador Beto Richa? Nada. Foi o autor das denúncias das supostas estripulias de Fanini.

“Eu descobri alguns equívocos e os levei aos meus superiores”, confirmou ao Blog do Esmael o ex-superintendente Jaime Sunye sem dar detalhes do processo administrativo interno na SEED. “Houve desvio de conduta”, sentenciou.

O enredo é recheado de “coincidências”, de acordo com a fonte palaciana. Primeiro, o ex-superintendente da SUDE levou o caso ao então secretário da Educação, Fernando Xavier, que foi demitido; depois, recorreu ao Procurador-Geral do Estado, Ubirajara Ayres Gasparin, que também foi defenestrado do cargo.

Sem respostas concretas à denúncia que fez, Jaime Sunye foi à secretária interina da Educação, Ana Seres Comin, que levou o caso ao governador Beto Richa. Para surpresa geral, o denunciante e o denunciado foram colocados dentro do mesmo saco e atirados ao mar.

Seria a solução encontrada por Beto Richa para encobrir mais um escândalo, às vésperas da assembleia dos educadores em greve?

A diretora de Informação e Planejamento Vanda Dolci Garcia assumiu interinamente a superintendência da SUDE. Na campanha de reeleição, ela virou sensação por 15 minutos quando um documento do candidato para área, publicado num jornal, dizia “ver com a Vanda quais são os números”.

As suspeitas de corrupção na área educacional envolvendo mais um amigo do governador se somam às denúncias de propina na Receita Estadual, que também tem um amigo de corrida das 500 Milhas, bem como as de pedofilia com um ex-assessor e amigo de Londrina.

Mas diante de mais essa história cabeluda não dá para deixar de protestar: enquanto os educadores lutam pelo direito de receber reposição inflacionária de 8,17%, o que é lei e lhes é negado, o dinheirinho que poderia resolver o impasse da greve escorre pelo ralo da corrupção para os amigos próximos ao governador Beto Richa.

Que fazer? A quem recorrer? A educação pede socorro!

Leia mais

17 de novembro de 2013
por Esmael Morais
15 Comentários

Suspeita de nova farra com diárias na Secretaria da Educação do Paraná

Palácio Iguaçu coloca a lupa nas diárias da Secretaria da Educação, pasta comandada pelo vice Flávio Arns (PSDB); o dinheirinho que é torrado em viagens desnecessárias até pelos tucanos poderia resolver a implantação dos 33% da hora-atividade e o pagamento de progressões que está atrasado aos educadores; no final de semana, no município de Santa Cecília do Pavão, Norte, teve protesto dos professores durante visita do governador Beto Richa; em 2010, na SUDE, antiga Fundepar, houve faxina por conta de farra de R$ 3 milhões na central de viagens que ainda é investigada pelo MP.

Palácio Iguaçu coloca a lupa nas diárias da Secretaria da Educação, pasta comandada pelo vice Flávio Arns (PSDB); o dinheirinho que é torrado em viagens desnecessárias até pelos tucanos poderia resolver a implantação dos 33% da hora-atividade e o pagamento de progressões que está atrasado aos educadores; no final de semana, no município de Santa Cecília do Pavão, Norte, teve protesto dos professores durante visita do governador Beto Richa; em 2010, na SUDE, antiga Fundepar, houve faxina por conta de farra de R$ 3 milhões na central de viagens que ainda é investigada pelo MP.

O Palácio Iguaçu deverá promover uma devassa na central de viagens para identificar uma verdadeira farra de diárias na Secretaria de Estado da Educação (SEED). A ordem é antecipar-se à  oposição e à  imprensa. Já se identificou onde estão localizados os problemas com a gastança desnecessária. ... 

Leia mais