23 de outubro de 2017
por Esmael Morais
10 Comentários

URGENTE: Richa fecha mais uma escola

O governador Beto Richa (PSDB), pela omissão, fechou mais uma escola no Paraná. A denúncia é do deputado Aliel Machado (Rede-PR). Leia mais

14 de novembro de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

Hoje às 14 horas tem protesto pelo ‘Fora Beto Richa’ em Curitiba

fora_beto“Espanca professores, depois fecha escolas”. Esta é a principal chamada para um protesto, neste sábado, às 14 horas, pelo ‘Fora Beto Richa’. O movimento convocou pelas redes sociais concentração na Praça Santos Andrade (UFPR), mas não divulgou qual será o trajeto da manifestação.

Tradicionalmente, as passeatas que saem da Santos Andrade seguem ou rumo ao Palácio Iguaçu ou à Boca Maldita, ambos centros nervosos da política paranaense.

Nos últimos dias, institutos de pesquisas registram rejeição do governador Beto Richa (PSDB) batendo na casa dos 90% em algumas regiões do estado. Esse índice supera até a reprovação da presidenta Dilma Rousseff (PT), “orçado” no teto de 87%.

Segundo a Paraná Pesquisas, o tucano é o pior avaliado dentre os governadores pesquisados no país.

A rejeição de Beto Richa tem a ver com a implacável perseguição que faz contra educadores e o magistério, mas também tem relação com os casos de corrupção em seu governo. O próprio chefe do executivo está enrolado em ação que investiga dinheiro de propina na Receita Estadual para a sua campanha de reeleição. Leia mais

13 de novembro de 2015
por admin
19 Comentários

Beto Richa mente e continua fechando escolas, denunciam educadores


O governador Beto Richa (PSDB) sentiu a força da mobilização de professores e das comunidades escolares e anunciou que o governo havia desistido de fechar escolas e turmas escolares. Era mentira, segundo educadores ouvidos pelo Blog do Esmael, pois, na prática, a decisão foi mantida e o tucano continua programando a junção de escolas e o fechamento de turmas já para o início de 2016.

Portanto, a “suspensão” do fechamento de escolas foi de “faz de conta” para desmobilizar a comunidade. Ou seja, Richa até pode cantarolar aquela tese quase infantil “enganei um bobo na casca do ovo…”.

Veja o caso do Colégio Victor do Amaral, no Bairro Hauer, em Curitiba. Segundo o plano inicial, o Colégio passaria a dividir as instalações com o Colégio Gottlieb Müller, no Bairro Boqueirão. Agora, a intenção do governo é de que o CEEBJA Maria Deon de Lira passe a funcionar nas dependências do Colégio Victor do Amaral.

O motivo é o aluguel do CEEBJA Maria Deon de Lira, que o governo não paga há mais de um ano, forçando uma ação de despejo. Aliás, calote em aluguéis é uma prática generalizada no governo Richa.

O Blog do Esmael já noticiou que diversos órgãos do governo passam pelo mesmo problema. São Agências do Trabalhar, Agências da Copel, Sanepar, Detran, delegacias, além de dezenas de escolas, cujos proprietários dos imóveis estão a ver navios há muito tempo.

Na questão do Colégio Victor  do Amaral, os professores e a comunidade prometem resistir. Para semana que vem estão programadas uma assembleia da comunidade escolar e uma manifestação na Avenida Floriano Peixoto.

Acontece que o prédio não comporta duas instituições tão diferentes. O CEEBJA é uma escola de adultos, por isso, os estudantes têm liberdade para entrar e sair a qualquer hora. Já o Colégio Victor do Amaral têm estudantes de ensino fundamental e médio, que ficam sob responsabilidade da instituição e têm horas certas para entrar e sair.

Além disso, o Colégio Victor do Amaral terá diversas turmas fechadas já no ano que vem. As turmas iniciais, de 6° ano do ensino fundamental e 1° ano do ensino médio, não deverão ser ofertadas no ano de 2016. Serão pelo menos onze turmas a menos. Essa decisão deve provocar o fechamento completo da escola em cerca de quatro anos.

E não há como o governo argumentar que as turmas serão fechadas por ociosidade, pois a procura por matrículas é grande. Com o fechamento das turmas os estudantes vão ter que se locomover até outro bairro, alguns quilômetros distante do atual.

Este caso demonstra o que muita gente já suspeitava. Beto Richa jamais desistiu de fechar escolas. O plano do governador é destruir a carreira do magistério, contratando professores por organizações sociais, e privatizando a gestão escolar. Mas como a resistência foi forte, o plano foi adiado, e será executado de maneira mais discreta.

O final do ano e o “recesso” escolar se aproximam. Quando os professores e estudante estiverem em seu merecido descanso será o momento perfeito para o governador e sua equipe colocarem em prática todas as maldades que as mobilizações conseguiram reverter. Com as escolas vazias, será mais fácil. Aguardem (ou resistam).

Leia mais

8 de novembro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Educadores se mobilizam nesta segunda-feira contra fechamento de escolas e ódio de Beto Richa

Richa_Manifestacao_escolasA Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) será palco de audiência pública nesta segunda-feira (10), às 9 horas, no Plenarinho, sobre três assuntos polêmicos: 1- escola que não pensa (lei da mordaça); 2- privatização da escola (adote uma escola); e 3- fechamento de 150 escolas... 

Leia mais

29 de outubro de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

Requião diz que “sofrência” de Richa é “atitude canalha”

requiao_richa_ttO senador Roberto Requião (PMDB), nesta quinta-feira (29), pelo Twitter, comentou a “sofrência” revelada ontem (28) pelo governador Beto Richa (PSDB) em virtude da greve dos professores. Para o parlamentar peemedebista, é mais uma atitude “canalha” do tucano.

“Que atitude canalha!”, cravou Requião.

Na manhã de hoje, o Blog do Esmael anotou que o governador disse que “sofreu demais” com a greve dos professores no primeiro semestre. Richa ainda atribuiu o movimento paredista ao senador Requião como se este fosse o governador e tivesse dado calote nos educadores. Leia mais

29 de outubro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Quase sem escola, estudantes têm aula na rua em protesto contra Richa

O governador Beto Richa (PSDB) mexeu com toda comunidade escolar paranaense ao anunciar que pretende fechar 150 escolas. Na campanha de 2014, o tucano prometera construir 100 novos estabelecimentos de ensino.

Pois bem, nesta quinta-feira (29), em Curitiba, alunos do tradicional Colégio Tiradentes, fundado em 1892, tiveram “aula” na rua. Tratava-se de mais um protesto contra contra o “despejo” de Richa.

Também hoje pela manhã na capital, no bairro Tarumã, professores, funcionários, pais e alunos realizaram uma manifestação na Avenida Victor Ferreira do Amaral que terminou com um sonoro “Fora Beto Richa”.

Ontem, da mesma forma, houve sururu nos colégios Professor Cleto (centro) e Dom Orionte (Santa Quitéria).

Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Ataque a escolas reacende “Fora Beto Richa” no Paraná; assista ao vídeo

dom_orione“Quem fecha uma escola, abre uma prisões”. É assim que a comunidade está reagindo à tentativa do governador Beto Richa (PSDB) fechar 150 escolas da rede pública no Paraná.

O Paraná inteiro vai se levantando, uníssono, contra esse ataque à educação e ao futuro do estado.

Na tarde desta quarta-feira (28), centenas de pais, aluno, professores e funcionários deram um abraço simbólico no Colégio Estadual Dom Orione, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

Alunos gritavam “Fora Beto Richa” em protesto contra a extinção do estabelecimento do ensino, reacendendo o movimento que havia “adormecido”.

Assista ao vídeo:

“Aqui é Quitéria, aqui não vai fechar merda nenhuma. A comunidade escolar, diretores, professores, alunos e funcionários do Colégio Dom Orione não permitirão que essa aberração se concretize!!”, postou no Facebook um vizinho da escola. Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Fechamento de escolas gera bate-boca na Assembleia Legislativa do PR

bakri_requiaoO deputado Hussein Bakri (PSC), que nesta quarta-feira (28), exercia o papel de líder do governo Beto Richa (PSDB), utilizou a tribuna para ler uma carta do servidor comissionado Luiz Antônio Gatti. ... 

Leia mais

28 de outubro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Bruxo Chik Jeitoso faz macumba contra fechamento de escola de 102 anos

chik_cletoOs educadores paranaenses ganharam um reforço do “além” e do “aquém” nesta quarta-feira (28) contra o fechamento de 150 escolas da rede pública do estado. O bruxo e tarólogo Chik Jeitoso, o mais famoso do Hemisfério, fez uma macumba em frente ao Colégio Professor Cleto, em Curitiba, que tem 102 anos de existência. ... 

Leia mais

22 de outubro de 2015
por Esmael Morais
45 Comentários

Beto Richa planeja “flexibilizar” contratação de professores e fechar 150 escolas no Paraná

richa_eja_educacaoO governador Beto Richa (PSDB) planeja fechar mais 150 escolas no ano letivo de 2016 e “flexibilizar” a contratação de professores a partir de 2017 na rede pública estadual.

Ao longo dos anos 2011, 2014 e 2015, o tucano superlotou salas de aula ao extinguir ou fazer junção de turmas em diversas escolas.

Richa lidera discussão com colegas governadores para criar um novo modelo de contratação de professores, a OS (Organização Social), para flexibilizar os contratos de trabalho e enfraquecer os sindicatos da categoria em todo o país. Leia mais

9 de setembro de 2015
por admin
17 Comentários

Beto Richa, o “Carniceiro do Centro Cívico”, fecha mais turmas na educação básica do Paraná

fechamento ... 

Leia mais

17 de julho de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Coração de pedra, Beto Richa manda fechar Casas Familiares Rurais

cfrsPor determinação do interventor nacional do PSDB na Secretaria do Estado da Fazenda (SEFA), Mauro Ricardo Costa, foi cancelado o repasse do governo do estado para Casas Familiares Rurais (CFR) e também ordenado o remanejamento dos professores do estado que lecionam nestas Casas. A decisão do governo lavará ao fechamento de algumas unidades já neste mês julho.

Para o ‘coração de pedra’ Beto Richa (PSDB), governar é fechar escolas e punir os educadores. O secretário da Fazenda importado da Bahia “determina”, mas quem “manda” — ou deveria mandar — é o tucano que foi eleito pelos paranaenses.

As Casas Familiares Rurais são instituições de ensino administradas por associações de agricultores familiares em convênio com o estado há mais de 20 anos e desenvolvem um trabalho pedagógico que tem por objetivo a fixação dos jovens no campo, através da capacitação para geração de renda nas pequenas propriedades.

Hoje existem quarenta CFRs no estado. Vinte delas possuem ensino médio com curso técnico integrado e as outras vinte têm o ensino médio com curso informal de Qualificação Profissional em Agricultura. Ao todo, 1800 jovens estudam nas Casas. As unidades que possuem ensino médio técnico permanecem, mas já tem seu fim determinado para 2017, e funcionam, a partir de agora, com uma estrutura precarizada. Leia mais