22 de fevereiro de 2017
por Esmael Morais
6 Comentários

Secretário que quebrou o Paraná é sabatinado na ALEP; acompanhe ao vivo

Acusado de quebrar o Paraná, Mauro Ricardo Costa, importado para ocupar a Secretaria da Fazenda, será sabatinado na tarde desta quarta (22) pela Assembleia Legislativa. Leia mais

28 de novembro de 2016
por Esmael Morais
2 Comentários

Temer cada vez mais perto da cassação no TSE; novos cheques põem ilegítimo na marca do pênalti

dilma_temer_tseA tese segunda a qual a campanha do ilegítimo Michel Temer (PMDB) seria independente da de Dilma Rousseff (PT) não tem como prosperar no TSE, que analisa a cassação da chapa eleita em 2014. Leia mais

17 de junho de 2015
por Esmael Morais
39 Comentários

Ao vivo: Assembleia põe interventor nacional do PSDB contra a parede; cadê o dinheiro do Paraná?

Transmissão encerrada às 17h50.

O interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, Mauro Ricardo Costa, secretário de Estado da Fazenda (Sefa), será inquirido sobre o caixa do estado durante audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Parlamentares oposicionistas desconfiam que o secretário Mauro Ricardo esteja omitindo a situação financeira do estado para chancelar calote na reposição salarial. O governo Beto Richa (PSDB) se nega a cumprir a lei, que o obriga 8,17% ainda este ano. O tucano propõe apenas 3,45% em outubro.

Costa foi orientado pelo Palácio Iguaçu a pedir um “habeas corpus preventivo” na Justiça, assim como fez o presidente do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, que continuou no cargo apesar de investigações do Gaeco (Grupo d Leia mais

17 de junho de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Palácio Iguaçu sugere “habeas corpus preventivo” a secretário da Fazenda

Sete deputados da oposição ingressaram ontem com uma representação no Ministério Público contra o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, por improbidade administrativa. O interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, importado da Bahia, é acusado de não prestar contas do primeiro quadrimestre, conforme determina a lei.

O titular da Fazenda participará hoje à tarde, às 13h30, de uma audiência pública na Assembleia Legislativa.

Costa foi orientado pelo Palácio Iguaçu a pedir um “habeas corpus preventivo” na Justiça, assim como fez o presidente do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, que continuou no cargo apesar de investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Os parlamentares oposicionistas desconfiam que o secretário Mauro Ricardo esteja omitindo a situação financeira do estado justamente para dar calote na reposição salarial. O governo Beto Richa (PSDB) se nega a cumprir a lei, que o obriga 8,17% ainda este ano. O tucano propõe apenas 3,45% em outubro.

Leia a íntegra da representação contra o Secretário da Fazenda:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/06/20174722/MP_Mauro_Ricardo.pdf

Leia mais

8 de agosto de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

“Eu não sabia”, ironiza Richa sofre falta de prestação de contas

O governador-candidato, Beto Richa (PSDB), se fez de inocente ao ser questionado sobre a ausência de prestação de contas de sua coligação e disse que não sabia. Richa prometeu um puxão de orelha! na sua equipe pra ir a campo arrecadar!. Agora, o que pensar de um governador, candidato a reeleição, que não sabe o que sua equipe faz ou deixa de fazer, tampouco acompanha o que a imprensa divulga sobre a disputa eleitoral?

O governador-candidato, Beto Richa (PSDB), se fez de inocente ao ser questionado sobre a ausência de prestação de contas de sua coligação e disse que não sabia. Richa prometeu um puxão de orelha! na sua equipe pra ir a campo arrecadar!. Agora, o que pensar de um governador, candidato a reeleição, que não sabe o que sua equipe faz ou deixa de fazer, tampouco acompanha o que a imprensa divulga sobre a disputa eleitoral?

O governador-candidato, Beto Richa (PSDB), mostrou-se surpreso com a informação de que sua campanha declarou “gasto zero” na prestação de contas parcial, divulgada na quarta-feira (6). “Não sabia dessa informação. Vou puxar a orelha do meu pessoal. Eu mato eles. Mas não sabia. Eu acho que tenho que dar uma cutucada no pessoal para ir a campo, porque sem recursos também não se faz campanha”, disse Richa. ... 

Leia mais

7 de agosto de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Gleisi vai à  Justiça para que Richa seja obrigado a exibir gastos de campanha

A candidata à  governadora, Gleisi Hoffmann (PT), entra na tarde desta quinta-feira (7) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PR) com uma ação para que o candidato à  reeleição, governador Beto Richa (PSDB), seja obrigado a apresentar imediatamente seus gastos de campanha até o momento.

Contrariando a legislação eleitoral, Richa entregou zerada a primeira prestação de contas, alegando que não arrecadou e nem gastou nada em um mês de campanha.

As regras de contabilidade de campanha – estabelecidas pela resolução 23.406 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) !“ deixam claro que os gastos eleitorais efetivam-se na data da sua contratação, independentemente da realização do seu pagamento!.

Impossível dizer que o candidato à  reeleição não teve gastos neste primeiro mês. Notícias de jornais e do próprio site de campanha mostram o candidato inaugurando comitês. Nas ruas, carros circulam com adesivos do candidato. Além disso, ele já lançou o site e um espaço chamado de Tenda Digital!, que oferecia internet gratuita para visitantes. E os fotógrafos, cinegrafistas e jornalistas que o acompanham nas agendas? Não recebem salários?!, questiona o coordenador jurídico da coligação Paraná Olhando pra Frente, Luiz Fernando Pereira.

Além da ação no TRE, a coligação de Gleisi Hoffmann está entrando com pedido de providências no Ministério Público Eleitoral (MPE). As prestações de contas parciais existem para garantir a transparência. Beto Richa esconde gastos e doações. Impede o controle pelo eleitor. E fere a isonomia, pois os principais candidatos cumpriram a regra!, completa Pereira.

Respeito e transparência

A primeira prestação de contas de Gleisi Hoffmann entregue à  Justiça Eleitoral informa que foram arrecadados R$ 2,58 milhões e gastos R$ 1,55 milhão nos primeiros dias de campanha.

Leia mais