15 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Haddad fuzila Bolsonaro: ‘Eu sou professor, não capitão expulso do Exército’

Haddad fuzila Bolsonaro: ‘Eu sou professor, não capitão expulso do Exército’

O presidenciável Fernando Haddad (PT), numa entrevista para a rádio Bandeirantes, lamentou que seu adversário — Jair Bolsonaro (PSL) — estimule a violência neste segundo turno. ... 

Leia mais

18 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
3 Comentários

Bispo da Igreja Católica afirma que intervenção militar é contra pobres e negros do Rio

O bispo da Igreja Católica Dom Mauro Morelli, pelo Twitter, desmistificou a intervenção militar de Michel Temer afirmando que se trata de uma ação contra os pobres do Rio de Janeiro. ... 

Leia mais

16 de março de 2016
por Esmael Morais
8 Comentários

Lula é alvo de putaria da velha mídia

Recomeçou a putaria da velha mídia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O start foi dado pelo blog Gazeta do Povo, na tarde desta quarta-feira (16), ao “analisar” os efeitos da nomeação do novo ministro da Casa Civil.

Para ilustrar a escolha da presidente Dilma Rousseff, o ex-jornal que compõe o grupo RPC TV (Globo) publicou foto em que se destaca na sombra o perfil e os quatro dedos do ex-presidente numa das mãos. “Cinco efeitos na política da nomeação de Lula”, diz a chamada na matéria em contraste com a fotografia.

Após protestos de leitores, o blog Gazeta do Povo trocou a imagem. No entanto, a reprovação ao preconceito e ao ódio, contidos na publicação, ganharam as redes sociais.

“Os caras não cansam de espumar raiva e preconceito quando o calo aperta. Mas se você quer saber, sobre a nomeação do Lula, se mexe com o brio deles, eu gosto!”, indignou-se Paulo Eduardo Bodziak Junior, em seu perfil no Facebook. Ele fez uma print screen (cópia) do post do blog Gazeta do Povo.

O Blog do Esmael recomenda aos editores do blog da Gazeta do Povo assistirem ao discurso do deputado Péricles de Mello, já comentado hoje aqui nesta página. Portanto, menos ódio, mais política, menos putaria e menos preconceito.

Se o ex-jornal faz isso com um ex-presidente da República, imagina o que não seria capaz de fazer contra um cidadão comum em nome de inconfessáveis interesses…

Leia mais

20 de novembro de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Consciência Negra: “Precisamos falar sobre racismo e preconceito no Brasil”

Mesael Caetano dos Santos*

“Racismo é a convicção sobre a superioridade de determinadas raças, com base em diferentes motivações, em especial as características físicas e outros traços do comportamento humano”, define o Aurélio.

A lei 7.716/89, em seu artigo 1º, diz que serão punidos os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, e descreve nos artigos seguintes os tipos penais que serão considerados racismo no Brasil.

O legislador de 1988 classificou o racismo como crime inafiançável e imprescritível, deixou claro no artigo 3º da Constituição que combatê-lo é um dos objetivos da República.

O processo para o fim da escravidão no Brasil foi longo e penoso. Negros e parte de brancos lutaram até 1888 de maneira ferrenha, travando batalhas tanto nas ruas, nas senzalas e nos quilombos, quanto nos campos ideológico, político e jurídico.

Com a abolição, venceu-se uma etapa nefasta, mas que até hoje marca a história de nosso país. Permanecem o preconceito e o racismo, alimentado por parte da sociedade brasileira.

Precisamos discutir esse tema e outras formas de discriminação, para que possamos avançar para sua extinção.

Com a superação do período escravocrata no Brasil 126 anos se passaram, no entanto, a peja do racismo do preconceito em nosso país está longe de ser superado em parte de brasileiros que herdaram em seu DNA a semente do mal, em fim, ovo da serpente continua a ser gestado geração em geração.

A sociedade dominante no Brasil sempre procurou sustentar a imagem de um povo cordial, pacífico sem preconceito de raça e religião, entretanto, no silêncio das relações interpessoais as pessoas negras e seus descendentes sempre foram tratados com pessoas de segunda classe.

A professora Maria Luiza em brilhante obra Racismo na Historia no Brasil (op.cit. pg.5) sustentando essa tese de que o Brasil sempre o foi um país racista, afirma que basta olhar em sua volta, procure ver onde os negros trabalham, vejam uma revista, na televisão, quantos negros em papéis de relevância, veja no governo federal, estadual e municipal quantos cidadãos que representam essa etnia estão em cargos de grande importância ou até mesmo em papeis secundários.

Talvez muitos dissessem que racismo é coisa do passado, no Brasil o racismo e traiçoeiro é camuflado, quem é racista age sorrateiramente na escuridão das relações sociais. Esse aspecto do racismo no Brasil está oculto na história oficial, certos assuntos são evitados para não ferir a memória de quem foi escravocrata e de quem continua secretamente a ferir.

No campo jurídico destacam-se os avanços que vieram com a Constituição de 1988, no Art. 1º diz que República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: I – a soberania; II – a cidadania; I Leia mais

6 de julho de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: Não é só pela Dilma #‎ÉPelaDignidadeFeminina; #SomosTodosMaju

Gleisi_Maju_DilmaGleisi Hoffmann*

Na semana que passou presenciamos maneiras das mais abjetas de tratar uma pessoa, ridicularizar sua condição de mulher, sua raça, pregar agressão sexual. Fiquei, como milhões de homens e mulheres, indignada com a violência de gênero cometida contra a presidenta Dilma Rousseff com a criação de adesivos misóginos, que incitam ao preconceito, desrespeito e agressão, e com os ataques racistas sofridos pela apresentadora de TV Maria Júlia.

Em relação à presidenta, não foi uma forma de protesto ou argumento político. Foi um desrespeito à mulher, mãe, avó Dilma, a representante do Estado Brasileiro e de seu povo. Atingiu a todas nós, mulheres.

As críticas políticas são essenciais ao processo democrático; gostar ou não de um dirigente político, querer mudanças, fazer campanha contra, é da democracia. O que não podemos admitir, sob pena de enfraquecer a democracia, é o ódio e preconceito que, infelizmente, estão tomando conta da política brasileira. A política e as redes sociais não podem ser o lugar da destruição, da agressão. Os autores desses adesivos são criminosos. Esse tipo de ação é um incentivo ao estupro. Não há nada de argumento político nisso. Apenas preconceito, misoginia e ódio. Leia mais

13 de maio de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Advogado dos Pobres: “127 anos depois do fim da escravidão, ainda há preconceito e desigualdade”

negros

O advogado Mesael Caetano dos Santos, conhecido como Advogado dos Pobres, presidente da Comissão de Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraná, em artigo especial para o Blog do Esmael, afirma que “127 anos depois do fim da escravidão, ainda há preconceito e desigualdade”.

“Não há como negar que ainda há um abismo social muito grande, fruto da escravidão”, observa o Advogado dos Pobres.

A seguir, leia a íntegra do artigo em alusão a data de 13 de Maio: Leia mais

16 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Coluna do Enio Verri: Homofóbico e machista, deputado Bolsonaro é o porta-voz dos fascistas na Câmara

bolsonaro_enio.jpgEnio Verri* ... 

Leia mais

29 de outubro de 2014
por Esmael Morais
36 Comentários

Lula: “Todos ganham com a ascensão dos humildes”; assista

do Brasil 247
lulaEm vídeo postado na noite desta terça-feira, o ex-presidente Lula agradeceu o apoio do povo e disse que os eleitores deram uma lição ao País. Eu acho que o povo brasileiro, com todas as divergências, com todos os seus votos diferenciados, deu uma lição de política nos políticos”.

Assista ao vídeo:

Segundo ele, o Brasil melhorou muito com programas sociais como o Bolsa-Família: “A miséria absoluta acabou, as pessoas ganharam cidadania e quem mais ganhou com isso? Ganhou a classe média, ganharam as empresas”. Leia mais

14 de outubro de 2014
por Esmael Morais
60 Comentários

Vox Populi: Dilma 51% x Aécio 49%

A presidente Dilma Rousseff tem 51% dos votos válidos contra 49% de Aécio Neves, segundo pesquisa do instituto Vox Populi divulgada na noite de segunda (13) no Jornal da Record. Como a margem de erro é de 2,2%, os candidatos estão em empate técnico, apesar da vantagem numérica da petista. à‰ a primeira pesquisa do Vox Populi no segundo turno.

Em relação a pesquisas anteriores, de outros institutos, é a primeira vez que a candidata à  reeleição aparece em vantagem numérica, depois de uma semana de campanha agressiva na propaganda eleitoral transmitida por rádio e TV.

Dilma tem vantagem esmagadora no Nordeste: 67% a 26% !” no cruzamento referente a votos totais !“, o que pode representar, ainda que parcialmente, reação dos nordestinos à  desqualificação que sofreram nas redes sociais por parte de eleitores de Aécio Neves.

Por faixa de renda, a candidata petista tem 56% a 35% entre os que ganham até dois salários mínimos, enquanto Aécio tem 57% a 32% entre os que ganham mais de 5 salários mínimos.

Ou seja, a pesquisa confirma que está se delineando uma campanha de mais ricos contra mais pobres, com os remediados! definindo o resultado. Por enquanto, Aécio tem 47% a 41% entre os que ganham de dois a cinco salários mínimos.

O Vox Populi fez duas mil entrevistas em 147 municípios.

Acompanhem o resultado completo da pesquisa:

Vox Populi from Luiz Carlos Azenha

Via Viomundo

Leia mais

9 de outubro de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Dilma rebate FHC: Eles não dão importância ao Povo!

via Brasil 247

Em Salvador, onde faz campanha nesta quinta-feira (9), a presidente Dilma Rousseff concedeu entrevista à  rádio Metrópole e rebateu as declarações “preconceituosas” do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que “o PT está fincando nos menos informados”. A petista aproveitou para falar que espera debate de “alto nível” neste segundo turno contra o candidato do PSDB, Aécio Neves.

“Essa eleição é fundamental. Eu discordo do baixo nível, destilando o ódio. Essa história de falar que nossos votos são de pessoas ignorantes. Isso mostra o preconceito e o desconhecimento. As pessoas não são ignorantes coisa nenhuma. O povo é informado, tem ideias próprias, não precisa de ninguém vir explicar. Tem que ter respeito”.

Dilma aproveitou oportunidade para lembrar que venceu Aécio em Minas Gerais, terceiro maior colégio eleitoral do País e terra natal do tucano.

“Eu ganhei do meu adversário em Minas Gerais, onde ele tinha o berço político. Eu sou de Belo Horizonte, mas ganhei dele no Rio de Janeiro. Perdi em São Paulo. Ganhei nos estados do Sudeste, no Norte. Isso (de que a presidente é forte apenas no Nordeste e que seus eleitores são mal informados) é uma visão preconceituosa. Como eles não dão importância ao povo, tudo isso é destilar ódio”.

A partir das 11h, Dilma seguirá em caminhada do Largo Irmã Dulce até a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. “Fiquei muito satisfeita, fiquei muito feliz. Fiquei feliz com as eleições de Rui Costa para governador e Otto Alencar para senador. São grandes parceiros. Vim aqui agradecer essa grande votação que a Bahia me dá”, disse a presidente.

Leia mais

7 de outubro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Lula rebate FHC: Nordestino hoje anda de cabeça erguida!

do Brasil 247
O ex-presidente Lula rebateu, em postagem no Facebook, na noite desta terça-feira (7), a polêmica declaração do também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que denominou o eleitor petista como “menos informado”, o que desencadeou uma imensa onda preconceituosa de críticas contra nordestinos nas redes sociais.

“à‰ lamentável o preconceito que vem à  tona depois de um processo democrático tão importante, como as eleições do último domingo. à‰ um absurdo que o nordeste e os nordestinos sejam caracterizados como ignorantes ou desinformados por seus votos. Primeiro porque isso é fruto de preconceito lastimável, segundo porque mostra um desconhecimento profundo da atual situação do nordeste brasileiro. Quem faz afirmações deste tipo imagina o nordeste da década de 90 ou de antes, onde reinavam a fome, o desemprego e a falta de oportunidade. Por isso muitos, como eu, tiveram que abandonar sua terra natal e migrar para outras regiões em busca de melhores condições de vida”, afirmou Lula.

E prosseguiu, citando dados das ações desenvolvidas pelos governos petistas na região: “Hoje, o nordestino anda de cabeça erguida porque não é mais tratado pelo governo como cidadão de segunda categoria. Das 18 universidades criadas nos 12 anos de governo, 7 são no nordeste. A região conta hoje com 62 extensões universitárias. Mais de 16 mil estudantes dessas universidades foram estudar no exterior com o Ciência sem Fronteiras. Dos 20 milhões de empregos criados no país, quase 20% foram no nordeste. 141 escolas técnicas foram implantadas na região, representando 33% do total no país. A mortalidade infantil, que era um dos principais problemas da região caiu a menos da metade. Os nordestinos, hoje, não são mais personagens de tristes reportagens sobre as migrações para os grandes centros urbanos. Eles podem viver nas suas terras de origem com dignidade e oportunidade”.

Ao final, o ex-presidente petista fez um pedido de união: “Somos todos brasileiros e temos que nos unir para continuar construindo um país mais solidário, mais justo, com mais oportunidades para todos, independente de cor, crença, religião ou região do país em que cada um tenha nascido. As pessoas deveriam ser agradecidas pela diversidade do nosso grande país. Essa é a nossa riqueza”.

A postagem de Lula está gerando imensa repercussão. Até à s 21h30 desta terça, já eram mais de 30 mil curtidas e 12,3 mil compartilhamentos, além de 4 mil comentários no perfil do ex-presidente.

Leia mais