1 de Abril de 2018
por esmael
Comente agora

Folha faz “frufru” com STF

A Folha faz “frufru” com o Supremo Tribunal Federal, neste domingo (1º), ao abordar as supostas 88 folgas dos ministros nas vésperas do julgamento do século, qual seja, o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Leia mais

4 de junho de 2016
por esmael
14 Comentários

IstoÉ faz putaria disfarçada de jornalismo para tentar aprovar o golpe no Senado

dilma_edinho_istoe

De repente, não mais que de repente, eis que a “bipolar” velha mídia desistiu de ignorar a presidente eleita Dilma Rousseff para atacá-la de forma virulenta. Por quê? Ora, porque o golpe subiu no telhado do Senado.

A revista IstoÉ se insere nesse consórcio da mídia golpista. Ela também entrou no desespero ante a possibilidade da volta de Dilma, graças à mobilização popular e ao desastre do vice interino.

A tentativa desesperada de salvar o golpe de Estado geram pautas hilárias, mentirosas e até infantis, como aquela no afã de demonizar Dilma afirmou que ela “pagava o cabeleleiro” com dinheiro desviado da Petrobras e, agora, que exigia recursos da Odebrecht para caixa 2.

16 de Março de 2016
por esmael
8 Comentários

Lula é alvo de putaria da velha mídia

Recomeçou a putaria da velha mídia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O start foi dado pelo blog Gazeta do Povo, na tarde desta quarta-feira (16), ao “analisar” os efeitos da nomeação do novo ministro da Casa Civil.

Para ilustrar a escolha da presidente Dilma Rousseff, o ex-jornal que compõe o grupo RPC TV (Globo) publicou foto em que se destaca na sombra o perfil e os quatro dedos do ex-presidente numa das mãos. “Cinco efeitos na política da nomeação de Lula”, diz a chamada na matéria em contraste com a fotografia.

Após protestos de leitores, o blog Gazeta do Povo trocou a imagem. No entanto, a reprovação ao preconceito e ao ódio, contidos na publicação, ganharam as redes sociais.

“Os caras não cansam de espumar raiva e preconceito quando o calo aperta. Mas se você quer saber, sobre a nomeação do Lula, se mexe com o brio deles, eu gosto!”, indignou-se Paulo Eduardo Bodziak Junior, em seu perfil no Facebook. Ele fez uma print screen (cópia) do post do blog Gazeta do Povo.

O Blog do Esmael recomenda aos editores do blog da Gazeta do Povo assistirem ao discurso do deputado Péricles de Mello, já comentado hoje aqui nesta página. Portanto, menos ódio, mais política, menos putaria e menos preconceito.

Se o ex-jornal faz isso com um ex-presidente da República, imagina o que não seria capaz de fazer contra um cidadão comum em nome de inconfessáveis interesses…

2 de Janeiro de 2016
por esmael
43 Comentários

Na putaria de Veja, governos Alckmin e Richa lideram ranking de “bons exemplos” para a educação

Na metade do mês passado, portanto em dezembro de 2015, o Blog do Esmael registrou que o governo Beto Richa (PSDB) estava fechando escolas para financiar o golpismo da revista Veja. Pois bem, esta página atirou no que viu e acertou no que não viu.

O anúncio duplo na revista da Abril chamou a atenção pelo desperdício de recurso público justamente na semana que Richa anunciara apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Passadas duas semanas, no último dia 31 de dezembro, no apagar das luzes do ano, eis que Veja divulga um “ranking” em que os governos do Paraná e São Paulo se destacam nas áreas de educação e segurança. A publicação dos Civita dá uma dourada na pílula ao classificar a putaria como “ranking da competitividade dos estados”.

O Paraná de Beto Richa estaria em segundo lugar geral, mas o troféu de primeiro lugar seria de São Paulo — governado pelo também tucano Geraldo Alckmin.

Como putaria pouca é bobagem, o governo Alckmin, que encerrou o ano batendo em alunos e fechando escolas, no ranking de Veja, é o melhor exemplo para a educação. Richa, que massacrou os professores no começo de 2015, não se fez feio ao ficar em terceiro lugar nesse quesito.

Veja perdeu a vergonha na cara. Richa e Alckmin, como já dissemos aqui antes, enterraram a compostura há muito. Definitivamente, não dá para levar a sério esse trio golpista haja vista que o problema deles, em relação ao povo, é ideológico. Mas a questão do ranking que beneficia os tucanos tem a ver com pixulecos, ou não?

30 de dezembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Petistas denunciam “putaria” do STJ contra José Dirceu

do Brasil 247

“Como o recesso do Judiciário só termina em fevereiro, José Dirceu vai passar o ano novo atrás das grades”. Acredite se quiser, esta postagem na rede social Twitter não é assinada por nenhum coxinha, mas pelo STJ – Superior Tribunal de Justiça (acesse aqui).

Pelo menos é a logomarca do tribunal que aparece no texto apócrifo, postado nesta terça-feira, 29, às 14hs03min. Veja a imagem:

Nesta quarta-feira, 30, os deputados petistas Paulo Pimenta (RS) e Wadih Damous (RJ) denunciaram esta gritante impropriedade ao Conselho Nacional de Justiça e protestaram junto ao próprio STJ, em nota endereçada ao ministro Francisco Falcão (leia na íntegra abaixo). No final da noite de terça-feira, o texto continuava postado. Se foi engano, coisa de funcionário estúpido ou coisa assim, o tribunal teve o dia inteiro para tirá-lo do ar, mas não o fez.

– Isso é inadmissível – diz Damous.

– Para um tribunal, o uso de tal linguagem, mais própria de policiais do que juristas, chega a ser delituoso – acrescenta Pimenta.

A defesa de José Dirceu entrou com recurso junto ao STJ para garantir-lhe o retorno ao regime aberto em que cumpria pena pela condenação na ação penal 470, vulgo mensalão. Dirceu depois foi preso pela Operação Lava Jato e levado para Curitiba, onde foi posto no regime fechado. Ele ainda não foi julgado pelas acusações da Lava Jato.

O comentário também gerou reações de defensores públicos (confira aqui).

Leia na íntegra a nota de Paulo Pmenta e Wadih Damous ao STJ:

“Excelentíssimo Ministro Francisco Falcão, Presidente do Superior Tribunal de Justiça.

Os deputados que abaixo subscrevem este requerimento vêm expor e, ao final, requerer o quanto segue.

Com surpresa e indignação lemos, na página oficial do STJ no twitter em (@STJnoticias), a frase: “Como o