17 de julho de 2015
por esmael
8 Comentários

Beto Richa aumenta tarifa da água, mas Sanepar piora serviços e planeja poluir mais os rios do Paraná

sanepar

Mesmo com um aumento na tarifa de água de 8% programado para setembro, e mais os reajustes de 6,5% (maio) e 6% (junho) já aplicados somente este ano, a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) continua apresentando problemas ambientais na sua operação.

Desta vez, uma denúncia levantada por um ambientalista de Ponta Grossa, Guilherme Pontes, aponta que a Sanepar estaria tentando rebaixar a classificação ambiental do Rio Tibagi para poder despejar esgotos não tratados sem ser multada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) ou pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA).

De acordo com a denúncia publicada no Blog Política em Destaque, o Instituto Águas do Paraná (Ipaguás), ligado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), vai refazer a classificação ambiental dos rios em termos de poluição. Os rios são divididos em quatro categorias que vão de 1- rios sem poluição até 4- rios com muita poluição, onde seria permitido despejar esgoto.

Se o Ipaguás rebaixar a categoria do Rio Tibagi para 4, por exemplo, a Sanepar poderá despejar o esgoto não tratado dentro do rio sem receber multas milionárias que vem sendo aplicadas pelos órgãos de fiscalização ambiental.