5 de maio de 2018
por esmael
Comentários desativados em Só Marx explica os privilégios no judiciário brasileiro

Só Marx explica os privilégios no judiciário brasileiro

Comemora-se neste sábado (5) duzentos anos do nascimento de Karl Marx, o filósofo alemão que decifrou a morte do feudalismo e o nascente capitalismo, bem como conjecturou sua superação com a revolução proletária. A formulação teórica, imortalizada no Manifesto Comunista de 1848, explica nos dias de hoje os privilégios do judiciário brasileiro que esta semana se manteve imune por meio do foro por prerrogativa de função — o famigerado foro privilegiado. ... 

Leia mais

9 de julho de 2015
por esmael
7 Comentários

Presidente da Bolívia presenteia Papa Francisco com símbolo do comunismo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, surpreendeu o mundo ao presentear o Papa Francisco com um peculiar crucifixo em madeira com Cristo sobre uma foice e um martelo, símbolos do comunismo, durante uma reunião que os dois mantiveram na noite desta quarta-feira (8) em La Paz.

Morales se define como um socialista e representa uma corrente regional conhecida como “Socialismo do Século XXI”, que também professam os governos de Venezuela e Equador.

Além do crucifixo, Morales entregou um exemplar do “Livro do Mar”, editado pelo governo da Bolívia, que traz um resumo histórico da centenária demanda do país andino contra o Chile, levada à Corte Internacional de Haia.

Morales fez referência ao tema marítimo em seu discurso de boas-vindas ao Papa, no Aeroporto de El Alto, quando lhe deu uma “chuspa”, uma pequena bolsa de tecido andina.

No encontro na Casa de Governo, Morales também entregou a Francisco o Condor dos Andes, a máxima condecoração do país.

O Papa presenteou Morales com uma reprodução do mosaico “Salus Populi Romani”, imagem da virgem com um menino nos braços, que desde 1611 ocupa a magnífica capela Paulina da Basílica Santa Maria Maggiore.

As informações são da agência AFP.

Leia mais

7 de novembro de 2014
por esmael
15 Comentários

Comunistas celebram hoje 97 anos da Revolução Russa

revolucao_russia.jpg
por José Reinaldo Carvalho*, via Portal Vermelho

Os ideólogos e jornalistas burgueses e sociais-democratas estão comemorando os 25 anos da contrarrevolução que iniciou a derrocada do socialismo na antiga União Soviética e demais países do Leste europeu. A referência é a derrubada do muro de Berlim, a 9 de novembro de 1989, por eles considerada um dos fatos mais importantes do século passado. Os comunistas, em posição oposta, celebram a passagem dos 97 anos da Revolução de 1917, que transcorre neste 7 de novembro.

Foi a primeira vez na história que triunfou uma revolução socialista dirigida pelo partido comunista. Culminando uma cruenta luta de classes, que percorreu várias etapas, a revolução liderada por Lênin e os bolcheviques instaurou o poder dos trabalhadores e deu início à  construção do socialismo.

à‰ um acontecimento marcante na história da humanidade. Ocorrida em plena guerra (a Primeira Guerra Mundial), e erguendo a bandeira da paz, a Revolução foi um dos fatores preponderantes para quebrar uma das frentes do imperialismo mundial. Leia mais

25 de março de 2014
por esmael
5 Comentários

Luiz Manfredini: “PCdoB, 92 anos ao lado do povo brasileiro”

Luiz Manfredini*

Um partido terá maior ou menor significado e peso
precisamente na medida em que sua atividade particular
tiver maior ou menor peso n determinação
da história da um país.!
(Antonio Gramsci)

A trajetória do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) – desde aquele longínquo 25 de março de 1922, data de sua fundação, em Niterói (RJ) !“ encontra-se estreitamente ligada ao próprio percurso da república brasileira nesses 92 anos, de tal sorte que não se pode examinar uma, sem considerar a outro. De fato, a despeito dos longos anos !“ 41, ao todo – em que foi submetido à  ilegalidade e, muitas vezes, à  mais rigorosa clandestinidade, os comunistas brasileiros !“ seja sob a sigla PCdoB, seja como PCB, até 1962 !“ acumularam um vasto currículo de lutas pela emancipação nacional, pela democracia, pelos direitos dos trabalhadores e do povo e pelo socialismo.

O PC do Brasil surgiu na cena política brasileira como resultado do crescimento da jovem classe operária brasileira e do amadurecimento de sua consciência política. Naquele emblemático ano de 1922, a fundação do partido esteve ao lado de dois outros importantes acontecimentos da história republicana: o levante tenentista do Forte de Copacabana, pontapé inicial para o movimento que ajudaria a sepultar, sete anos mais tarde, a carcomida República Velha, e a Semana de Arte Moderna, de afirmação e renovação da cultura brasileira. Era a modernização da sociedade brasileira em curso na febricante década de 1920.

De lá para cá, os comunistas não só participaram, como estiveram à  frente dos principais acontecimentos da vida política brasileira, pautados sempre pelo compromisso com a defesa da Nação e do povo. Um vasto currículo que passa pela luta contra o Estado Novo e o nazi-fascismo, pela participação ativa na Constituinte de 1946, pela emblemática atuação na vanguarda da campanha O petróleo é nosso! e a resoluta, inegociável oposição à  ditadura (que incluiu a heróica resistência armada no Araguaia).

Teve papel destacado nas grandes jornadas pela redemocratização do país, como na campanha pelas Diretas Já. Após sua legalização, em maio de 1985, o PCdoB alargou e aprofundou sua participação no cenário nacional. Embora contando com apenas seis deputados federais, a bancada comunista na Assembleia Nacional Constituinte de 1987/1988, apresentou mais de mil emendas.

No campo do movimento social, contribuiu para legalizar e fortalecer entidades sindicais e populares. Destaque-se sua presença nos movimentos estudantil, antirracista, feminista, indígena e pelos direitos humanos, entre outros.

Não parou na História

Mas o PCdoB não estacionou na História. Ao contrário, tem sido firme nos princípios e em sua identidade transformadora, revolucionária, amplo nas alianças, presente no debate de ideias em torno do futuro do Brasil, renovando concepções, métodos e práticas com o objetivo de construir uma alternativa progressista à  luz da realidade brasileira, cada vez mais diversificada e complexa!, como afirma seu presidente, Renato Rabelo.

O partido enfrentou a chamada crise do socialismo! (1989-1991), inclusive a onda anticomunista dela decorrente, com coragem e descortínio. Foi capaz de realizar a crítica à s primeiras experiências socialistas sem renegar cor, bandeira e identidade. Ao contrário, reafirmou sua identidade comunista e o projeto socialista, requalificando-o em bases novas, contemporâneas.

Articulando seus princípios com uma política de alianças amplas, pautadas nas condições de cada momento, o PCdoB esteve na linha de frente do combate à  ofensiva neoliberal dos anos 1990 e atuou com firmeza no movimento que levou Lula à  Presidência da República em 2002.

A partir de 2003, ampliou sua participação institucional. Além de uma atuante bancada na Câmara dos Deputados e Senado Federal, ofereceu quadros para o Ministério do Esporte, à  Leia mais

22 de março de 2014
por esmael
53 Comentários

Abandonada por Deus, marcha da família reúne gatos pingados em Curitiba

A exemplo do resto do país, Marcha da Família com Deus! pela Liberdade foi um fiasco em Curitiba; apenas 31 gatos pingados foram contabilizados na capital paranaense; que fiasco!; no exótico protesto, sobrou cartazes contra o comunismo, PT , Dilma e a Copa.

A exemplo do resto do país, Marcha da Família com Deus! pela Liberdade foi um fiasco em Curitiba; apenas 31 gatos pingados foram contabilizados na capital paranaense; que fiasco!; no exótico protesto, sobrou cartazes contra o comunismo, PT , Dilma e a Copa.

Que fiasco! A turma ultradireitista que foi à s ruas em Curitiba pela volta dos militares ao poder coube numa Kombi. De acordo com informações colhidas pelo blog, 31 pessoas participaram da “Marcha da Família com Deus Pela Liberdade”. ... 

Leia mais