31 de março de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Requião: “A direitona quer inviabilizar as eleições”

Requião: “A direitona quer inviabilizar as eleições”

O senador Roberto Requião (MDB-PR), em vídeo publicado neste sábado (31), denunciou que a elite quer inviabilizar as eleições deste ano. “Fabricaram Bolsonaro para liquidar Lula, mas não conseguiram um candidato”, explica. ... 

Leia mais

14 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
2 Comentários

Se o morro descer, em caso de prisão do ex-presidente Lula, será em legítima defesa

“STF, se prender Lula o morro vai descer”. Foi o recado estampado numa faixa na entrada da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, no começo deste Carnaval. Dito isto, se o morro realmente descer numa eventual prisão do ex-presidente o fará em legítima defesa. Senão vejamos. ... 

Leia mais

12 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

“STF, se prender Lula o morro vai descer”

Nas vésperas de o STF julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula, sobre prisão antecipada em caso de condenação na segunda instância, a Rocinha expôs uma faixa na entrada da comunidade com um duro recado: “STF, se prender Lula o morro vai descer”. ... 

Leia mais

6 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

“Eleições na Venezuela são eficientes e democráticas”, diz embaixador brasileiro Samuel Pinheiro

O embaixador brasileiro Samuel Pinheiro, em entrevista à Telesur, neste domingo (6), afirmou que as eleições parlamentares na Venezuela estão acontecendo sob os signos da organização e eficiência.

Nas eleições de hoje, cerca de 19 milhões de venezuelanos vão às urnas para eleger 167 deputados à Assembleia Nacional. O voto ocorre em urnas eletrônicas, mas que imprimem o voto.

“É um processo democrático, diferente do que diz a imprensa mundial”, declarou Samuel Pinheiro, que está no país caribenho para acompanhar o processo eleitoral.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) também está na Venezuela acompanhando as eleições parlamentares deste domingo. Na tarde de ontem (5), o parlamentar brasileiro, juntamente com o embaixador Pinheiro, realizaram várias inserções ao vivo pela TV 15 com transmissão pelo Blog do Esmael.

A tendência é que o governo Nicolás Maduro conquiste a maioria das cadeiras na Assembleia Nacional, ou seja, mantenha a hegemonia no parlamento.

Sondagens de vários institutos de pesquisas são contraditórias entre si, mas mostram avanço dos chavistas na reta final.

Sobre as eleições parlamentares da Venezuela:

Estão em disputa 167 cadeiras na Assembleia Nacional. O eleitor escolhe um candidato em lista fechada do partido e outro nominal, de determinado distrito eleitoral.

São 87 circunscrições no país, o que, segundo a oposição, favorece os chavistas.

Do total, 113 serão eleitos pelo voto nominal e 51 por listas fechadas dos partidos.

Leia mais

24 de junho de 2015
por Esmael Morais
36 Comentários

Assembleia Legislativa do Paraná aprova moção de repúdio contra presidente da Venezuela; assista

Justamente no dia que o senador Roberto Requião (PMDB) embarca em missão oficial para a Venezuela, a Assembleia Legislativa do Paraná, seu estado, aprovou moção de repúdio ao presidente daquele país, Nicolás Maduro, 23 votos a 11.

Blog do Esmael vai transmitir ao vivo missão de Requião na Venezuela

O controverso requerimento foi apresentado pelo deputado Felipe Francischini (SD), filho do ex-secretário da Segurança e deputado federal Fernando Francischini (SD).

Dentre os argumentos apresentados por Francischini Kid estaria o fato de o Estado venezuelano ser “violento” e “ditatorial”. O requerimento também remete à recente fracassada visita de Aécio Neves (PSDB-MG) à República Bolivariana da Venezuela.

Houve bate-boca entre os parlamentares em plenário, mas prevaleceu o conservadorismo da Assembleia que em 2007 já aprovara requerimento idêntico contra o falecido Hugo Chávez. Coincidência ou não, na época o governador do estado era Requião.

O líder do governo Luiz Claudio Romanelli (PMDB) se somou ao líder da oposição, Tadeu Veneri (PT), no encaminhamento contra a moção de Francischini. Conquistaram apenas 11 votos. Maduro ficou horrorizado…

Assista ao vídeo

Veja como votaram os deputados do Paraná:

http://www.alep.pr.gov.br/transparencia/wp-content/uploads/2015/06/REQUERIMENTO-DAP-3360.pdf

Leia mais

30 de julho de 2014
por Esmael Morais
11 Comentários

Globo constrói novo alvo na América Latina: a “Dilma Bolivariana”

do Brasil 247
O jornal O Globo, da família Marinho, inicia, nesta quarta-feira, a construção de um novo personagem: a Dilma Rouseff bolivariana, que adotaria métodos chavistas de confronto e intimidação na sua relação com o setor privado.

Na manchete do jornal, informa-se, a partir de depoimentos de fontes anônimas (em off, no jargão jornalístico), que os bancos farão análises mais conservadoras sobre a economia brasileira, temendo represálias do governo federal.

à‰ mais uma fraude jornalística. Os bancos continuarão fazendo as mesmas análises de antes. Uns vão acertar suas previsões, favorecendo seus clientes, outros errarão feio, atingindo sua própria credibilidade.

Já houve exemplos no Brasil, por exemplo, de bancos como o Credit Suisse que previram queda de 5% do PIB em anos de estabilidade econômica. Nos tempos atuais, as análises de Ilan Goldfajn, economista do Itaú Unibanco, são ainda mais ácidas do que as do Santander, e nada indica que isso mudará ou que o governo federal pretenda fazer qualquer coisa a respeito.

Qual foi, então, o erro do Santander? Basicamente, a distribuição aos clientes pessoas físicas, nos seus extratos, de uma análise pessoal de uma analista. Análise esta que, como disse o presidente mundial do banco, Emilio Botín, não refletia a posição da instituição e, portanto, não poderia ser enviada aos clientes, que, por acaso, são também eleitores e votarão nas eleições de outubro. Dizer a um poupador que a reeleição de Dilma poderia afetar suas economia é algo, segundo Botín, que fere as regras de conduta do próprio banco.

O dono do Santander foi ainda mais claro quando disse que ela foi demitida “porque fez coisa errada”. Ou seja, a única represália do caso partiu do próprio comando do Santander, que, antes mesmo da demissão, estampou um gigantesco pedido de desculpas aos clientes (e não ao governo), na home page de seu site.

No entanto, o jornal O Globo constrói a tese de que uma Dilma chavista estaria emergindo, disposta a enfrentar e a confrontar o setor privado. Na mesma reportagem, o jornal também a compara à  presidente argentina Cristina Kirchner, que censuraria a divulgação de dados de inflação.

Não foi por acaso. A imagem de um setor privado amedrontado e apavorado diante de um governo intimidador é o novo mito a ser criado até as eleições de outubro.

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
40 Comentários

Lula vai a Cuba discutir tentativa de golpe de Estado na Venezuela

da Rede Brasil Atual
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajará amanhã (24) para Havana, onde será recebido na terça-feira pelo presidente cubano, Raúl Castro, segundo informou neste domingo sua assessoria de imprensa. Lula permanecerá em Cuba até quinta-feira e durante sua visita se reunirá também com outros líderes do governo cubano.

Durante a viagem, o ex-presidente falará sobre energia e produção agrícola com os dirigentes cubanos e também conhecerá o porto de Mariel, no oeste da ilha, projeto realizado com apoio do Brasil.

Em 27 de janeiro, a presidente Dilma Rousseff e Raúl Castro inauguraram a primeira fase do porto do Mariel, cuja construção foi negociada por Lula.

O terminal, situado a 45 quilômetros ao oeste de Havana, está sendo construído pela Odebrecht e contou com um financiamento de US$ 682 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em sua última viagem à  ilha, em janeiro do ano passado, Lula também visitou as obras do porto, construído para ser a principal porta de entrada e saída do comércio exterior cubano.

Como informou o 247 na semana passada, ex-presidente Lula, na qualidade de maior liderança da esquerda latino-americana, desembarcará em Havana para conversas com Raúl e Fidel Castro, uma vez que Cuba seria o país mais afetado pela queda do regime chavista na Venezuela (leia mais aqui).

Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
48 Comentários

De olho no petróleo, EUA planejam novo golpe de Estado na Venezuela

do Brasil 247
A Venezuela pode estar a um passo de um novo golpe. E, se há a perspectiva de golpe, há também uma desconfiança natural em relação à  conduta dos Estados Unidos. Neste fim de semana, o secretário de Estado, John Kerry, divulgou uma nota sobre a situação do país, que vem sendo atingido por uma onda de protestos violentos !“ muitos deles, com presença de black blocs, pagos por grupos políticos.

“Estamos particularmente alarmados pelos informes que o governo venezuelano deteve ou tem detido dezenas de manifestantes opositores e pela emissão de uma ordem de detenção contra o líder opositor Leopoldo López”, disse Kerry. “As liberdades de expressão e de reunião pacífica são direitos humanos universais. São essenciais para que uma democracia funcione, e o governo venezuelano tem a obrigação de proteger estas liberdades fundamentais, assim como a segurança de seus cidadãos”, afirmou.

No mais violento dos protestos, no dia 12 de fevereiro, três pessoas morreram e 60 ficaram feridas. Segundo o site www.aporrea.org, jovens mascarados foram pagos para atuar nas manifestações !“ assim como ocorreu nos protestos brasileiros.

Leopoldo López, alvo da preocupação de John Kerry, vem ganhando espaço na oposição venezuelana, depois que Henrique Capriles perdeu duas eleições presidenciais !“ uma para Hugo Chávez, outra para o atual presidente Nicolas Maduro. Em 2002, quando houve uma tentativa frustrada de golpe contra Chávez, ele já havia sido acusado de incitar a tentativa de subversão. Nos protestos recentes, também se assumiu como “líder radical” nas redes sociais e recebeu uma ordem de prisão do governo Maduro por incitar a desordem.

De acordo com a jornalista Eva Gollinger, López, que estudou nos Estados Unidos e vem de uma das famílias mais ricas da Venezuela, mantinha contatos com a administraç Leia mais