6 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Vá pra Bolívia!” é o novo bordão da direita racista de Bolsonaro

“Vá pra Bolívia!” é o novo bordão da direita racista de Bolsonaro

Uma declaração do deputado Rodrigo Amorim (PSL-RJ), partido do presidente Bolsonaro, causou mal estar internacional por unir preconceito contra os índios e contra os bolivianos. ... 

Leia mais

10 de julho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Evo Morales: “O crime de Lula é liderar a disputa presidencial”

Evo Morales: “O crime de Lula é liderar a disputa presidencial”

O presidente da Bolívia Evo Morales disse, via Twitter, que a injustiça continua contra Lula cujo único “crime” é liderar a disputa presidencial de outubro. ... 

Leia mais

9 de julho de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Presidente da Bolívia presenteia Papa Francisco com símbolo do comunismo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, surpreendeu o mundo ao presentear o Papa Francisco com um peculiar crucifixo em madeira com Cristo sobre uma foice e um martelo, símbolos do comunismo, durante uma reunião que os dois mantiveram na noite desta quarta-feira (8) em La Paz.

Morales se define como um socialista e representa uma corrente regional conhecida como “Socialismo do Século XXI”, que também professam os governos de Venezuela e Equador.

Além do crucifixo, Morales entregou um exemplar do “Livro do Mar”, editado pelo governo da Bolívia, que traz um resumo histórico da centenária demanda do país andino contra o Chile, levada à Corte Internacional de Haia.

Morales fez referência ao tema marítimo em seu discurso de boas-vindas ao Papa, no Aeroporto de El Alto, quando lhe deu uma “chuspa”, uma pequena bolsa de tecido andina.

No encontro na Casa de Governo, Morales também entregou a Francisco o Condor dos Andes, a máxima condecoração do país.

O Papa presenteou Morales com uma reprodução do mosaico “Salus Populi Romani”, imagem da virgem com um menino nos braços, que desde 1611 ocupa a magnífica capela Paulina da Basílica Santa Maria Maggiore.

As informações são da agência AFP.

Leia mais

13 de outubro de 2014
por Esmael Morais
30 Comentários

Evo Morales se reelege para terceiro mandato como presidente da Bolívia

via Agência Brasil

O presidente da Bolívia, Evo Morales, conquistou o terceiro mandato nesse domingo (12), de acordo com dados extraoficiais, e prometeu manter, até 2020, seu modelo de crescimento econômico, cujos resultados foram elogiados por organizações como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial.

Morales fez discurso, agradecendo o apoio dos 6 milhões de eleitores, antes mesmo de os resultados oficias serem confirmados. Mas a vitória dele já era esperada: as primeiras pesquisas de boca de urna indicavam que ele tinha mais de 60% dos votos.

Primeiro presidente indígena da Bolívia e da América do Sul, em nove anos de governo Evo Morales erradicou o analfabetismo, reduziu a pobreza e a desigualdade e manteve alto índice de crescimento. Este ano, segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, a Bolívia será o país que mais vai crescer na América do Sul (5,5%) !“ mais que o dobro da média regional.

Leia mais

20 de setembro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Estados Unidos fecham espaço aéreo ao presidente da Venezuela

da Agência LusaO presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou, nessa quinta-feira (19), que apesar da recusa norte-americana para que o avião presidencial passe pelo espaço aéreo de Porto Rico, segue hoje (20) para visita oficial de 12 dias à  China. Ele disse que neste fim de semana irá se reunir com o presidente chinês, Xi Jinping, para tratar da cooperação bilateral e o futuro das relações.

Negar a passagem a um chefe de Estado para que possa sobrevoar o espaço aéreo de uma terra que eles colonizaram, como Porto Rico, é uma falta grave!, considerou Maduro.

O presidente venezuelano disse ainda que a viagem ao país asiático não está em causa, independentemente de ter que fazer uma rota mais longa.

O caso ocorre quase três meses depois de vários países europeus terem negado a utilização de seu espaço aéreo ao presidente da Bolívia, Evo Morales. A ação foi condenada por várias nações da América Latina, entre elas a Venezuela.

No início de julho, quando voltava de viagem à  Rússia, Morales foi impedido de sobrevoar o espaço aéreo de Portugal, da Espanha, França e Itália por causa da suspeita de que o norte-americano Edward Snowden, que prestava serviços à  Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, estaria a bordo do avião do presidente boliviano. Snowden revelou o monitoramento de dados de cidadãos !“ norte-americanos e estrangeiros – pelos Estados Unidos.

Leia mais

19 de setembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Para fazer média com a velha mídia, Gilmar desrespeita colegas, La Paz e Caracas

do Brasil 247Com uma comparação questionável para um ministro da Suprema Corte, em sua primeira coletiva após a aceitação dos embargos infringentes na Ação Penal 470, o ministro Gilmar Mendes voltou a dizer que o STF corre o risco de virar um “tribunal bolivariano”. Antes do desempate da questão na Casa pelo voto do ministro Celso de Mello, Gilmar defendeu a tramitação rápida de um novo julgamento de 12 réus condenados, já que, para ele, a Corte não é um “tribunal para ficar assando pizza”.

Após a proclamação da vitória dos réus, o ministro critica aos jornalistas o alongamento “indevido” do julgamento, que já ocasionou na substituição de dois colegas pelos novatos Teori Zavascki e Luis Roberto Barroso e pode tirar mais integrantes até seu encerramento.

Ele afirma ainda que se deve ter cuidado com a credibilidade do Supremo, para não virar algo parecido com nossos vizinhos da América Latina.

Leia o depoimento na íntegra:

Esse julgamento foi lamentavelmente atípico. Dois colegas nossos foram retirados do julgamento por conta do alongamento “indevido”. Portanto, agora vamos ter embargos infringentes e se pretendia talvez que daqui a pouco tirássemos mais colegas. Não é razoável. Se nós começamos a operar nessa lógica, daqui a pouco nós na verdade conspurcamos o tribunal, nos corrompemos o tribunal, nos transformamos isso aqui que tem grande credibilidade, essa casa que tem grande respeito, num tribunal similar a um de La Paz, de Caracas, um tribunal bolivariano. Então precisamos encarar isso com muita seriedade.!

Com uma atitude como essa, quem perde a credibilidade é o próprio ministro, que segue os passos da descompostura do presidente do STF, Joaquim Barbosa. Cabe aqui, aos ministros citados, um desagravo do colega, assim como à s embaixadas dos países pejorativamente mencionados.

Leia mais