29 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Movimento estudantil pede resistência pela educação e a democracia

Movimento estudantil pede resistência pela educação e a democracia

Após o resultado das eleições presidenciais, as entidades estudantis convocam os estudantes de todo o país a resistirem em defesa da educação e da democracia. ... 

Leia mais

7 de abril de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em URGENTE: Cordão humano tenta impedir embarque de Lula em Congonhas

URGENTE: Cordão humano tenta impedir embarque de Lula em Congonhas

Um cordão humano tenta impedir o embarque do ex-presidente, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para se apresentar à PF em Curitiba. A manifestação é do movimento estudantil e da deputada Luiza Erundina (PSOL). Acompanhe ao vivo. ... 

Leia mais

7 de novembro de 2016
por Esmael Morais
15 Comentários

Após o ENEM, estudantes secundaristas reocupam escola no Paraná; assista

richa_temer_ocupacao_prEstudantes reocuparam na noite deste domingo (6) o Colégio Estadual Presidente Abrahm Lincoln, no município de Colombo, região metropolitana de Curitiba. Leia mais

3 de maio de 2016
por admin
9 Comentários

Estudantes ocupam Assembleia Legislativa de São Paulo; Alckmin envia Tropa de Choque

alesp

Estudantes da rede pública de ensino de São Paulo ocuparam na tarde de hoje (03) o plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Eles pedem a criação de uma CPI para investigar a “máfia da merenda” que desviou recursos públicos da alimentação dos estudantes.

Há informações de que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) tenha acionado a Tropa de Choque da Polícia Militar. Existe risco de confronto nos próximos instantes. Leia mais

10 de abril de 2016
por Esmael Morais
2 Comentários

24 horas depois de agredida, Gleisi é recebida com festa em aeroporto

Nada como o tempo para curar o ódio e a ressaca dos golpistas, que se misturam com os fascistas.

24 horas depois de covardemente agredida no aeroporto de Curitiba, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) foi recebida ontem (9) com festa no mesmo local.

A parlamentar sofreu ataque covarde de fascistas na última quinta-feira (7), à noite, quando vinha participar de uma audiência pública sobre refugiados e imigrantes na manhã seguinte.

Qual o quê! Os fascistas invadiram na manhã de sexta-feira (8) o plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná. Eles são contrários à ajuda humanitária os imigrantes.

Pois bem, os ataques contra a senadora tinham ocorrido no contexto do posicionamento dela em relação ao assassinato de dois trabalhadores rurais sem terra, em Quedas do Iguaçu, e sua militância em favor da democracia e contra o golpe no país.

Os brasileiros não podem achar “normal” um estado como o do Paraná, que massacra professores, mata sem terra, grampeia telefones, e ameaça fisicamente quem pensa diferente e defende a democracia. É preciso resgatar os princípios que regem o Estado Democrático de Direito.

Aliás, membros da União da Juventude Socialista (UJS) e do movimento estudantil estão programando “recepções calorosas”, esta semana, nos aeroportos de todo o país, aos parlamentares golpistas. Ou seja, darão o troco nos fascistas com a mesma moeda.

Leia mais

8 de março de 2016
por admin
7 Comentários

Coluna do Enio Verri: Repetidos ataques à democracia

Enio Verri*

Talvez por ter sido o partido político em um governo a promover o mais amplo acesso à informação e nunca engavetar um processo dos órgãos de investigação e controle do Estado, o Partido dos Trabalhadores (PT) também fez suscitar questionamentos da sociedade sobre as condutas de seus poderes, visivelmente desacostumados à democracia.

Os exemplos mais flagrantes dessa inabilidade podem sem observados em esferas estaduais e federal. Em abril de 2015, o governo Beto Richa (PSDB) impediu a população de acessar a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) para protestar contra a apropriação do fundo de previdência dos servidores paranaenses, a ParanáPrevidência, pelo Executivo. O resultado da ação foi o massacre aos professores e servidores públicos por uma força policial desproporcional.

Em São Paulo, onde o PSDB governa há mais de 20 anos, não é diferente. Durante o ano de 2015, o governador Geraldo Alckmin declarou guerra à educação e aos estudantes. O Estado viveu a mais longeva greve de professores, única e exclusivamente porque o governo se recusou a negociar o direito dos docentes com o sindicato, reunindo-se apenas duas vezes e sem apresentar uma única proposta.

Não satisfeito, o tucano decidiu fechar escolas e enfrentou ocupações pelos estudantes, sem um mínimo de sensibilidade com o assunto. Enfrentou a determinação, energia e cr Leia mais

26 de fevereiro de 2016
por admin
20 Comentários

Estudantes querem “estatização”, congelamento das mensalidades e democratização na PUCPR

Um movimento chamado #DemocraciaPUCPR organizado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), Centros Acadêmicos, organizações atléticas, coletivos e estudantes independentes está sacudindo a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) neste início de ano.

Eles reivindicam o congelamento das altíssimas mensalidades da instituição e mais uma série de questões que envolvem desde a cobrança abusiva pelo estacionamento até a democratização da gestão da universidade.

Os estudantes da PUCPR têm histórico de radicalidade nas reivindicações haja vista a célebre ocupação da Reitoria em 1992.

Como ironia, os estudantes falam em “formalizar” a estatização da PUCPR, pois ela recebe fábulas em investimento federal e cobra uma das mensalidades mais caras do país. Ou seja, o investimento de recursos é público, entretanto, a apropriação do lucro é privada. Isso sem falar nas isenções de impostos, pois a universidade é da Igreja Católica e tem caráter filantrópico.

O Movimento irá se reunir e retomar as negociações com a reitoria da instituição na próxima segunda-feira, dia 29 de fevereiro. O encontro poderá resultar num grupo de trabalho proposto para debater as pautas. A expectativa é de que esta rodada de negociação seja decisiva para os rumos do movimento.

O movimento #DemocraciaPUCPR defende 14 propostas para a universidade, que foram aprovadas em assembleia geral dos estudantes no início deste mês. Além das mensalidades e do estacionamento, constam da pauta a paridade dos conselhos deliberativos; a demissão do Vice-Reitor e do Pró-Reitor Administrativo; reintegração de trabalhadores demitidos, entre outras.

No campo da mobilização, o movimento está divulgando a reivindicação da comunidade acadêmica, mas tamb Leia mais

1 de dezembro de 2015
por admin
40 Comentários

Presidente da UPES avisa Beto Richa: “Se fechar escolas, a gente ocupa”

upesO estudante Matheus dos Santos foi eleito no último final de semana novo presidente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES). Além de renovar a diretoria, o 52º Congresso da entidade aprovou um plano de lutas em defesa da educação.

A exemplo do que está acontecendo em São Paulo, a entidade planeja ocupar escolas estaduais como forma de resistência aos ataques do governador Beto Richa (PSDB) à educação pública. Leia mais

23 de novembro de 2015
por admin
3 Comentários

Ocupação de escolas será por melhoria nas condições de ensino, afirma UPES

upesA União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES) reunirá lideranças estudantis de todo o estado no 52ºCongresso da entidade, neste fim de semana (28 e 29), em Pontal do Paraná. A exemplo do que está acontecendo em São Paulo, a entidade planeja ocupar escolas estaduais como forma de resistência aos ataques do governador Beto Richa (PSDB) à educação pública.

No Congresso será eleita a nova diretoria da entidade e definido o plano de lutas dos secundaristas. Os projetos de lei “Escola sem Partido” e “Adote uma Escola”, ambos de deputados da base de sustentação do governador Beto Richa, a chamada “Bancada do Camburão”, estão na mira dos estudantes.

Além disso, eles vão protestar contra o fechamento de escolas e turmas, que o governador fez de conta que desistiu, mas continua encaminhando na prática. A situação precária da maioria das escolas do estado também será alvo do protesto dos jovens.

O vídeo a seguir, feito em uma escola estadual que fica em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, mostra como estão as escolas no Paraná: Leia mais

9 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Professores e estudantes rejeitam golpes de Richa contra a educação

audienciaA Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na manhã de hoje (9) refutou uma série de ataques do governador Beto Richa (PSDB) contra a educação estadual.

Foram discutidos o fechamento de escolas e de turmas, o projeto “Escola sem Partido” e o projeto de terceirização da educação chamado “Adote uma Escola”. Durante a reunião, houve protesto de estudantes (abaixo, assista ao vídeo).

O projeto de lei nº 748/2015, chamado “Programa Escola Sem Partido”, foi o tema mais debatido na audiência convocada pelos deputados Professor Lemos e Tadeu Veneri — ambos do PT.

Representantes do Ministério Público do Paraná, do Conselho Estadual de Educação e da APP-Sindicato se colocaram integralmente contra a proposta em tramitação no legislativo. Leia mais

4 de novembro de 2015
por admin
12 Comentários

Paranaense Camila Lanes deverá ser a próxima presidenta da UBES

camilaPela primeira vez na história, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) deverá ser presidida por uma estudante paranaense. A atual presidente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), Camila Lanes, foi escolhida pelo movimento “A Rua é Nossa” como candidata a presidenta da UBES para a próxima gestão.

A UBES, que é a maior entidade de estudantes do ensino fundamental e médio do País, realizará seu 41º Congresso entre os dias 12 a 15 de novembro, em Brasília (DF).

Camila Lanes é militante da União da Juventude Socialista (UJS), entidade ligada ao PCdoB. Presidindo a UPES desde 2013, tornou-se uma das maiores referências estudantis da greve dos professores do Paraná contra o governador Beto Richa (PSDB).

Antes de presidir a UPES, Camila foi presidenta do Grêmio Estudantil da Escola Estadual Silveira da Motta, na cidade de São José dos Pinhais. Ela também é colaboradora do Blog do Esmael. Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Upes organiza feijoada da “volta pra casa” para reconstruir sede

upescasaA União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes) convida todos os amigos e parceiros para uma feijoada no dia 8 de agosto em Curitiba. O evento visa reunir fundos para a primeira fase da reconstrução da Sede da Entidade no Bairro Juvevê, que foi destruída por um incêndio no início do ano passado.

Os estudantes estão convidando para a feijoada as entidades coirmãs, sindicatos, centrais sindicais e as lideranças dos movimentos populares e o meio político. Professores, diretores de escola, vereadores, deputados e senadores; todos que apoiam as lutas da Upes.

Segundo o secretário geral da agremiação estudantil, Claitom Fortunato, a primeira fase da obra seria a construção de um muro para cercar o terreno.

O Blog do Esmael é parceiro dos estudantes e apoia a arrecadação de fundos para a reconstrução da sede histórica da Upes, que por sinal está completando 70 anos de muitas lutas.

Serviço: Feijoada dos Estudantes Leia mais

22 de julho de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

“Festa” dos 50 anos de Beto Richa terá atos nas principais cidades do Paraná

aniversarioOs professores e servidores públicos estaduais estão programando manifestações nas principais cidades do estado para o próximo dia 29 de julho, quarta-feira da semana que vem. A data, além do aniversário do governador Beto Richa (PSDB), marca a passagem de três meses do massacre promovido pelo tucano contra os professores e servidores em 29 de abril.

A APP-Sindicato está programando uma grande manifestação unindo os professores e servidores de Curitiba e da Região Metropolitana e orientando os seus núcleos para que organizem atos unificados em cada região. Ainda na capital, os manifestantes estão programando um café da manhã para acordar o governador, às seis da manhã, e lembrar que os servidores não esquecem das agressões que vêm sofrendo do governo. Leia mais

8 de abril de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Morreu aos 57 anos Jorge Modesto

O Paraná perdeu hoje Jorge Modesto, histórico militante de esquerda. Ele esteve nos anos 60 na linha de frente do movimento estudantil e, mais tarde, nos anos 80, foi destacado dirigente sindical.

O corpo de Modesto está sendo velado desde as 14 horas na capela 1 do Cemitério municipal de Curitiba.

Modesto era servidor do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR). Morreu lutando contra o pacote de maldades do governador Beto Richa (PSDB), dentre os itens o confisco do fundo previdenciário. Ele também esteve presente no acampamento do Sindijus e da APP-Sindicato, no Centro Cívico, durante a greve de fevereiro.

Em dezembro de 13, Modesto gravou para o DHPAZ — o Depoimentos para a História – A Resistência à Ditadura Militar no Paraná. Abaixo, assista ao vídeo.

Leia mais

20 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Estudantes da Unicentro em greve fazem manifestação neste sábado para barrar o fechamento da instituição

unicentro.jpgOs estudantes da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), campus Guarapuava, vão realizar na tarde deste sábado (21), à s 14 horas, uma manifestação contra o fechamento da instituição. Em greve desde o dia 9 de fevereiro, os estudantes engrossam o movimento com os professores e servidores da universidade na tentativa de salvar a instituição do desmonte promovido pelo governo Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

27 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Tarifa zero para estudante em São Paulo poderá encorajar Gustavo Fruet em Curitiba. Será?

fruet_tarifa_zero.jpgO prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), agora tem um modelo de reajuste na tarifa de ônibus que pode agradar à  máfia e a moçada que foi à s ruas em junho de 2013 pela tarifa zero. O movimento estudantil luta pelo passe livre desde o fim dos anos 80 como medida profilática para conter a evasão escolar.

A fórmula encontrada pelo prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), de fazer omelete sem quebrar os ovos, poderá ser repetida na capital paranaense onde a máfia do transporte coletivo pressiona para novos aumentos nas tarifas.

Em São Paulo, a partir de 6 de janeiro de 2015, a tarifa dos ônibus municipais passará de R$ 3 para R$ 3,50 para pagamento na catraca. O valor do Bilhete Único Integrado com o Metrô e os trens da CPTM será de R$ 5,45.

Em Curitiba, a passagem de ônibus subiu de R$ 2,70 para R$ 2,85 no último dia 11 de novembro. Durante o Carnaval, na metade de fevereiro de 2015, os usuários ‘já escolados’ esperam nova tungada com reajuste da tarifa para R$ 3.

A tarifa técnica, aquele valor efetivamente recebido pelas empresas por passageiro, a Prefeitura de Curitiba não tem coragem de mexer. Cada passagem custa hoje R$ R$ 3,1821, segundo a Urbs (órgão que gerencia o sistema de transporte) na capital paranaense. Quem paga essa diferença de R$ 0,322 em cada tarifa é o erário municipal. As empresas do transporte coletivo só enchem o papo, como sempre o fizeram.

Haddad apontou uma saída política para o colega Fruet agradar “gregos e baianos” nesse imbróglio do transporte coletivo, que, em perspectiva, devido ao preço proibitivo, perde usuários para o deslocamento individual.

Ou seja, Fruet poderá deixar intactos os interesses da máfia do transporte — reajustando de novo a tarifa — e concedendo o passe livre aos estudantes. O benefício serviria como uma espécie de “anestesia” para barrar possíveis protestos de trabalhadores.

Agora leia a notícia da implantação do passe livre em São Paulo: Leia mais

11 de novembro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

UGT promete aliança com estudantes pela redução da tarifa de ônibus

fruet_ugt_tarifa.jpgA União Geral dos Trabalhadores (UGT), seção Paraná, indignada com aumento na tarifa do ônibus, que saltou nesta terça-feira (11) de R$ 2,70 para R$ 2,85, promete infernizar a vida do prefeito Gustavo Fruet (PDT) nos próximos meses. A entidade sindical avisa que fará uma aliança com o movimento estudantil para reduzir o preço da tarifa na capital e em outras cidades do interior do estado. ... 

Leia mais

29 de maio de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Incêndio destrói sede da UPES em Curitiba

Um incêndio na manhã desta quinta-feira (29) destruiu a sede da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), no bairro Juvevê, em Curitiba. De acordo com moradores da região, a casinha de madeira não estava sendo ocupada pelos estudantes há alguns meses. Desde então moradores de rua e usuários de drogas estavam se utilizando do espaço.

O terreno que pertence à  entidade estudantil há décadas já teve outras construções sempre mantidas com dificuldades pela falta de recursos por parte dos estudantes. A casa queimada hoje foi construída com doações dos movimentos sociais e do meio político em 2009 e inaugurada pelo então vice-governador Orlando Pessuti (PMDB).

Pelo Facebook, a presidenta da entidade, Camila Lanes, lamentou o ocorrido. Hoje fui acordada com uma triste notícia, a sede da UPES pegou fogo. No momento que li, meu pensamento paralisou e senti o real sentido da expressão ‘coração quebrado’. Foi nessa “casinha azul” (como era chamada) que além da minha militância, muitas começaram.!

A União Paranaense dos Estudantes Secundaristas com toda a sua militância está na luta para reerguer nossa sede, por muitos anos ali foi um local de luta e resistência, agora está na hora de prestarmos homenagem a todos(as) os(as) estudantes e pessoas que há vários anos vêm contribuindo com a nossa luta.! Completou

As causas do incêndio ainda serão apuradas pela polícia.

Com informações da Rádio Banda B.

Leia mais

16 de abril de 2014
por Esmael Morais
51 Comentários

Em Curitiba, estudantes fazem protesto de apoio à  greve de professores

Entidades ligadas ao movimento estudantil realizaram na manhã desta hoje (16), em Curitiba, uma mobilização em apoio à  greve de educadores a partir da quarta-feira que vem, dia 23 de abril.

O grupo permaneceu por horas em frente ao Colégio Estadual do Paraná (CEP), o maior do estado, onde houve panfletagem para explicar à  população os motivos da greve.

Ainda nesta tarde, os manifestantes protocolam documento para o governador Beto Richa (PSDB) pedindo que cumpra os compromissos com os educadores. Dentre vários itens na pauta de reivindicação, o magistério paranaense exige o respeito à  Lei do Piso, que prevê 33% de hora-atividade, e o pagamento de R$ 100 milhões referente a progressões e avanços atrasados.

Do outro lado do balcão, o novo secretário de Estado da Educação, Paulo Schmidt, se esforça para arrastar a direção da APP-Sindicato à  continuidade da “política do cafezinho”, que os sindicalistas mantinham com o ex-secretário e vice-governador Flávio Arns (PSDB).

Leia mais

2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
8 Comentários

A vez das mulheres no movimento estudantil

51!º Congresso da UPES em Paranavaí, neste final de semana, deverá eleger a estudante Camila Lane, de 17 anos, nova presidente; filiada na UJS, braço político do PCdoB na juventude, a moça confirma a aposta dos comunistas nas mulheres no comando das organizações estudantis; UPE, entidade dos universitários, também apostou numa mulher; evento no Noroeste contou com uma feijoada japonesa! preparada pelo deputado Teruo Kato (PMDB). As fotos são de Ricardo Gomyde, presidente do PCdoB, que acompanha  o congresso.

51!º Congresso da UPES em Paranavaí, neste final de semana, deverá eleger a estudante Camila Lane, de 17 anos, nova presidente; filiada na UJS, braço político do PCdoB na juventude, a moça confirma a aposta dos comunistas nas mulheres no comando das organizações estudantis; UPE, entidade dos universitários, também apostou numa mulher; evento no Noroeste contou com uma feijoada japonesa! preparada pelo deputado Teruo Kato (PMDB). As fotos são de Ricardo Gomyde, presidente do PCdoB, que acompanha o congresso.

A estudante Camila Lanes, de 17 anos, do Colégio estadual Costa Viana, de São José dos Pinhais, deverá ser eleita neste domingo (3) a nova presidenta da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES). ... 

Leia mais