16 de fevereiro de 2017
por Esmael Morais
2 Comentários

Desalmada, “Justiça” confirma tarifa de ônibus mais cara do país em Curitiba

Como previsto, o desembargador Leonel Cunha, do Tribunal de Justiça do Paraná, concedeu liminar nesta quinta (16) autorizando a Prefeitura de Curitiba aumentar a tarifa de ônibus para R$ 4,25. Leia mais

27 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Tarifa zero para estudante em São Paulo poderá encorajar Gustavo Fruet em Curitiba. Será?

fruet_tarifa_zero.jpgO prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), agora tem um modelo de reajuste na tarifa de ônibus que pode agradar à  máfia e a moçada que foi à s ruas em junho de 2013 pela tarifa zero. O movimento estudantil luta pelo passe livre desde o fim dos anos 80 como medida profilática para conter a evasão escolar.

A fórmula encontrada pelo prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), de fazer omelete sem quebrar os ovos, poderá ser repetida na capital paranaense onde a máfia do transporte coletivo pressiona para novos aumentos nas tarifas.

Em São Paulo, a partir de 6 de janeiro de 2015, a tarifa dos ônibus municipais passará de R$ 3 para R$ 3,50 para pagamento na catraca. O valor do Bilhete Único Integrado com o Metrô e os trens da CPTM será de R$ 5,45.

Em Curitiba, a passagem de ônibus subiu de R$ 2,70 para R$ 2,85 no último dia 11 de novembro. Durante o Carnaval, na metade de fevereiro de 2015, os usuários ‘já escolados’ esperam nova tungada com reajuste da tarifa para R$ 3.

A tarifa técnica, aquele valor efetivamente recebido pelas empresas por passageiro, a Prefeitura de Curitiba não tem coragem de mexer. Cada passagem custa hoje R$ R$ 3,1821, segundo a Urbs (órgão que gerencia o sistema de transporte) na capital paranaense. Quem paga essa diferença de R$ 0,322 em cada tarifa é o erário municipal. As empresas do transporte coletivo só enchem o papo, como sempre o fizeram.

Haddad apontou uma saída política para o colega Fruet agradar “gregos e baianos” nesse imbróglio do transporte coletivo, que, em perspectiva, devido ao preço proibitivo, perde usuários para o deslocamento individual.

Ou seja, Fruet poderá deixar intactos os interesses da máfia do transporte — reajustando de novo a tarifa — e concedendo o passe livre aos estudantes. O benefício serviria como uma espécie de “anestesia” para barrar possíveis protestos de trabalhadores.

Agora leia a notícia da implantação do passe livre em São Paulo: Leia mais

26 de março de 2014
por Esmael Morais
9 Comentários

Fruet: “Não podemos mais alimentar a lógica do reajuste da tarifa do ônibus”

"Estamos fazendo todo esforço na busca por alternativas para manutenção da tarifa do usuário em R$ 2,70", afirmou hoje Gustavo Fruet; na sexta 21, decisão judicial frustrou tentativa de retirar impostos e taxa de risco do hibribus do cálculo tarifário; "Não podemos mais alimentar a lógica do reajuste da tarifa e do subsídio, sob pena de perder mais usuários e inviabilizar o sistema", pregou o prefeito.

“Estamos fazendo todo esforço na busca por alternativas para manutenção da tarifa do usuário em R$ 2,70”, afirmou hoje Gustavo Fruet; na sexta 21, decisão judicial frustrou tentativa de retirar impostos e taxa de risco do hibribus do cálculo tarifário; “Não podemos mais alimentar a lógica do reajuste da tarifa e do subsídio, sob pena de perder mais usuários e inviabilizar o sistema”, pregou o prefeito.

O prefeito Gustavo Fruet (PDT), nesta quarta (26), se pronunciou sobre decisão da Justiça que rejeitou tutela antecipada da ação declaratória na qual a Prefeitura de Curitiba questiona itens da planilha que compõe a tarifa do transporte coletivo. ... 

Leia mais

6 de março de 2014
por Esmael Morais
24 Comentários

Grupo do Amendoim, no PT, exige que Fruet “baixe” a tarifa e “acabe” com o contrato dos ônibus

Petistas do "Grupo do Amendoim" planejam se juntar em protestos contra Fruet, caso a tarifa de ônibus seja reajustada; militantes do partido com mais idade, sob o estímulo da oleaginosa, pedem o cancelamento de seguro mensal de R$ 2 milhões (sem licitação há 20 anos), rompimento de contrato com concessionárias do transporte público e eliminação da planilha do Imposto de Renda que as empresas sonegam; paralelamente, prefeito também estuda cortar repasse de R$ 800 mil mensais ao Sindimoc; Lafaiete Neves, coordenador da Plenária Popular do Transporte, vê absurdo na hipótese de reajuste; Os protestos de junho passado serão fichinha, se o preço da passagem for reajustado", avisam os membros do corneteiro Grupo do Amendoim!.

Petistas do “Grupo do Amendoim” planejam se juntar em protestos contra Fruet, caso a tarifa de ônibus seja reajustada; militantes do partido com mais idade, sob o estímulo da oleaginosa, pedem o cancelamento de seguro mensal de R$ 2 milhões (sem licitação há 20 anos), rompimento de contrato com concessionárias do transporte público e eliminação da planilha do Imposto de Renda que as empresas sonegam; paralelamente, prefeito também estuda cortar repasse de R$ 800 mil mensais ao Sindimoc; Lafaiete Neves, coordenador da Plenária Popular do Transporte, vê absurdo na hipótese de reajuste; Os protestos de junho passado serão fichinha, se o preço da passagem for reajustado”, avisam os membros do corneteiro Grupo do Amendoim!.

O Grupo do Amendoim, formado por militantes do PT mais velhos, dentre os quais Elias Salomão, Milton Alves, Daniel Godoi, Messias da Silva (Obama das Araucárias), Cláudio Ribeiro e Anísio Garcez Homem, promete colocar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) contra a parede. Esses adeptos da plantinha que tem efeitos afrodisíacos querem não só o congelamento, mas defendem a redução da tarifa do ônibus e o cancelamento dos contratos com as empresas licitadas em 2010. ... 

Leia mais

20 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Exclusivo: TJPR suspende liminar do TCE que obriga redução da tarifa do ônibus em Curitiba

Tribunal de Justiça anulou liminar do TCE, nesta quinta, que obrigava a Prefeitura de Curitiba reduzir tarifa técnica em R$ 0,43, cujo valor cheio é de R$ 2,99; por conta de subsídios, usuários do sistema pagam hoje R$ 2,70; empresários do setor reivindicam reajuste ao prefeito Gustavo Fruet; motoristas e cobradores pressionam por aumento salarial; Fruet identificou repasse de R$ 600 mil mensais ao Sindimoc que, de acordo com sua equipe técnica, podem ser cortados da planilha visando baixar a tarifa.

Tribunal de Justiça anulou liminar do TCE, nesta quinta, que obrigava a Prefeitura de Curitiba reduzir tarifa técnica em R$ 0,43, cujo valor cheio é de R$ 2,99; por conta de subsídios, usuários do sistema pagam hoje R$ 2,70; empresários do setor reivindicam reajuste ao prefeito Gustavo Fruet; motoristas e cobradores pressionam por aumento salarial; Fruet identificou repasse de R$ 600 mil mensais ao Sindimoc que, de acordo com sua equipe técnica, podem ser cortados da planilha visando baixar a tarifa.

O desembargador Robson Curi, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), nesta quinta (20), suspendeu os efeitos da liminar do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que mandava a Prefeitura de Curitiba reduzir a tarifa do ônibus em 43 centavos. ... 

Leia mais