9 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em Artigo: ‘O Desmonte da Ciência e da Pesquisa no Brasil’

Artigo: ‘O Desmonte da Ciência e da Pesquisa no Brasil’

Vai crescendo em todo o País o movimento em defesa das universidades públicas, da pesquisa e da formação acadêmica. A resistência aos ataques do ilegítimo Michel Temer mobiliza a comunidade acadêmica em geral. Nesse contexto, o artigo do Professor Lafaiete Neves (UFPR) traz informações importantes sobre a estrutura universitária e o sistema de pós-graduação e pesquisa.  ... 

Leia mais

6 de fevereiro de 2017
por Esmael Morais
25 Comentários

Greca será alvo do 1º protesto em Curitiba

O prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) será alvo nesta segunda-feira (6), a partir das 18h30, da primeira manifestação organizada contra o aumento da tarifa de ônibus. Leia mais

7 de abril de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Petistas e pedetistas fazem ‘seminário de enfrentamento’ a Gustavo Fruet no transporte público de Curitiba

seminario_transporte_ctbaSetores importantes do PT estão por trás de um seminário municipal sobre os rumos do transporte público em Curitiba. O evento coordenado pelo vereador Jorge Bernardi (PDT) pretende, nesta sexta-feira, dia 10, a partir das 9h às 12h, fazer enfrentamento às políticas do prefeito Gustavo Fruet (PDT) nessa área. ... 

Leia mais

14 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

Fruet foi vaiado pelos blacks blocs, diz Prefeitura de Curitiba

Gustavo Fruet levou a primeira saraivada de vaias depois de um ano à  frente da Prefeitura de Curitiba; integrantes da Frente do Transporte Coletivo Tarifa Zero dizem que foram ignorados, ontem, durante protesto em frente ao Palácio 29 de Março, por isso seguiram as pedaladas do pedetista até à  Reitoria da UFPR; Prefeitura ensaia dizer que autores dos apupos são integrantes do black blocs e de partidos que orientam manifestações violentas no país, tais como PSTU e PSOL; assista ao vídeo.

Gustavo Fruet levou a primeira saraivada de vaias depois de um ano à  frente da Prefeitura de Curitiba; integrantes da Frente do Transporte Coletivo Tarifa Zero dizem que foram ignorados, ontem, durante protesto em frente ao Palácio 29 de Março, por isso seguiram as pedaladas do pedetista até à  Reitoria da UFPR; Prefeitura ensaia dizer que autores dos apupos são integrantes do black blocs e de partidos que orientam manifestações violentas no país, tais como PSTU e PSOL; assista ao vídeo.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), ontem à  noite, pedalou até à  Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a mais antiga do país, onde acontecia o Fórum Mundial da Bicicleta. Chegando lá, o pedetista foi alvo de acalorados apupos vindo de parte da plateia formada por estudantes que reivindicam o passe livre. ... 

Leia mais

7 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
11 Comentários

Especialista vê “vacilo” de Fruet em relação à  redução da tarifa de ônibus

por Lafaiete Neves*

A decisão do TCE ,em manter a liminar que determina a redução da tarifa em R$ 0,43, caiu como uma bomba no colo do prefeito Gustavo Fruet. O que o prefeito mais queria e agora teme foi essa decisão do TCE. Em julho de 2013, após quatro meses de trabalho intensivo, a Comissão nomeada pelo prefeito para analisar os parâmetros tarifários, em uma audiência na Prefeitura Municipal de Curitiba, entregou o relatório ao prefeito, onde comprovava o superfaturamento da tarifa em R$ 0,43, apresentando todos os parâmetros que deveriam ser expurgados da tarifa ou reduzidos em seu valor projetado pela URBS para o pagamento as empresas de ônibus e propondo para resolver o problema a anulação da licitação dadas as denuncias de fraude no edital de 2010. Essa licitação questionada posteriormente pelo relatório dos Sindicatos, do TCE e pela CPI do Transporte Coletivo, na mesma posição da Comissão da URBS, indicaram a anulação dos contratos gerados pela licitação que legitimou as distorções.

O prefeito não acatou as indicações dos quatro relatórios e a todos repetia a mesma coisa: Não vou pedir a anulação da licitação, vou aguardar uma decisão da Justiça!.

As jornadas de junho de 2013, reunindo milhares de pessoas em Curitiba clamava pela redução da tarifa e pela anulação da licitação. Mais uma vez o prefeito ignorou o clamor das ruas. As entidades sindicais, estudantis e populares foram várias vezes ao Ministério Publico do Paraná, solicitar a sua pronta intervenção ajuizando uma ação civil pública para anular os atuais contratos. Essa instituição até agora não tomou nenhuma iniciativa na defesa de milhares de usuários. E o povo defendeu nas ruas a não aprovação da PEC37 que reduzia os poderes de investigação do Ministério Público, derrotada por pressão das ruas sobre o Congresso Nacional . Para que?

Várias reuniões foram feitas com os Secretários do Prefeito, com a Procuradoria da Prefeitura de Curitiba, com a Vice-prefeita, solicitando uma ação junto ao prefeito para convencê-lo a pedir a anulação dos contratos do transporte coletivo de Curitiba. Também foram ações infrutíferas.

As entidades populares , sindicais e estudantis foram então a OABPR, onde tiveram uma ótima receptividade. Esta entidade representativa dos advogados do Paraná, encaminhou para uma Comissão de Políticas Públicas, que elaborou um relatório corroborando os quatro relatórios anteriores, encaminhado ao Prefeito Municipal, solicitando também a anulação da licitação.

Até agora não entendemos essa resistência do prefeito Gustavo Fruet em tomar uma atitude jurídica para anular os contratos, com tanto apoio que teve das entidades e da sociedade curitibana e paranaense.

Essa indecisão do prefeito está custando politicamente muito caro a sua gestão e economicamente muito pesada para os usuários do transporte coletivo.

O governador está assistindo de camarote o desgaste do prefeito e irá contribuir ainda mais para isto, pois tal decisão do TCE dá cobertura para o governador Beto Richa, que na ocasião do inicio do processo de licitação em 2009, era prefeito de Curitiba, tendo encaminhado a Câma Leia mais