Curitiba vai parar 100% no dia 15 de março contra o fim da aposentadoria

Motoristas e cobradores decidiram em assembleia na madrugada desta segunda-feira (6) que vão paralisar totalmente no próximo dia 15 de março contra as reformas da previdência (fim da aposentadoria) e trabalhista (precarização da mão de obra).

Greve dos ônibus deixará segunda-feira 2 milhões a pé em Curitiba

sindimocOs motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba e Região Metropolitana decidiram na madrugada de hoje (16) iniciar uma greve por tempo indeterminado, a partir da próxima segunda-feira (21), para protestar contra a perseguição das empresas contra os dirigentes sindicais.

Segundo o presidente do sindicato da categoria, o Sindimoc, Anderson Teixeira, os dirigentes sindicais estão sendo sistematicamente demitidos, especialmente depois das mobilizações do início deste ano. Foram demitidos oito diretores do sindicato; destes, somente três foram reintegrados ao trabalho.

Além das demissões, o Sindimoc denuncia a cobrança ilegal de multas por atraso dos ônibus, que são descontadas dos salários dos motoristas, e assédio moral para que os trabalhadores não denunciem as práticas abusivas ao sindicato.

No último dia da Copa em Curitiba, ônibus podem parar novamente

via Paraná Online

Os motorista e cobradores dos ônibus coletivos de Curitiba podem iniciar nova greve à  zero hora desta quinta-feira, dia do último jogo da Copa do Mundo de futebol na Capital paranaense. Uma audiência foi realizada nesta tarde, e os representantes do Sindimoc levaram as propostas acertadas para uma reunião com os delegados sindicais que será realizada ainda hoje.
Os motorista e cobradores dos ônibus coletivos de Curitiba podem iniciar nova greve à  zero hora desta quinta-feira, dia do último jogo da Copa do Mundo de futebol na Capital paranaense. Uma audiência foi realizada nesta tarde, e os representantes do Sindimoc levarão as propostas acertadas para uma reunião com os delegados sindicais que será realizada ainda hoje.

Após uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR), que durou mais de quatro horas, não houve acordo entre trabalhadores e donos das empresas de ônibus do transporte coletivo de Curitiba e região. Com isso, ainda não há definição se motoristas e cobradores vão entrar em greve nesta quinta-feira (26). A decisão deve sair nas próximas horas.

A Urbs deverá apresentar melhorias de condições de trabalho para as estações-tubo já existentes. Em relação à  dupla função – de motorista e cobrador – nos micro-ônibus, o sindicato dos trabalhadores, junto com os patrões, deve redigir uma cláusula de convenção coletiva sobre o assunto.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de à”nibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), Anderson Teixeira, visitará todas as garagens de ônibus do transporte coletivo ainda na noite desta quarta-feira (25) para perguntar aos representantes dos trabalhadores se eles optam por manter a paralisação.

Grupo do Amendoim, no PT, exige que Fruet “baixe” a tarifa e “acabe” com o contrato dos ônibus

Justiça bloqueia conta de empresa de ônibus para garantir Natal de motoristas e cobradores em Curitiba

Motoristas e cobradores da Autoaviação Mercês, de Orlando Bertoldi, lideraram paralisação do transporte na capital; no final da tarde desta segunda (23), o  juiz do trabalho Kassius Stocco concedeu liminar ao Sindimoc boqueando R$ 650 mil da empresa para garantir o Natal dos trabalhadores; sindicato acusa empresas de fazerem "rodízio" contra os direitos trabalhistas da categoria.
Motoristas e cobradores da Autoaviação Mercês, de Orlando Bertoldi, lideraram paralisação do transporte na capital; no final da tarde desta segunda (23), o juiz do trabalho Kassius Stocco concedeu liminar ao Sindimoc boqueando R$ 650 mil da empresa para garantir o Natal dos trabalhadores; sindicato acusa empresas de fazerem “rodízio” contra os direitos trabalhistas da categoria.
O juiz Kassius Stocco, do Tribunal Regional do Trabalho, concedeu liminar ao Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba (Sindimoc) bloqueando contas bancárias da empresa Orlando Bertoldi & Cia Ltda., Consórcio Pontual, no valor de R$ 650 mil, para garantir a quitação do 13!º salário e o adiantamento dos trabalhadores.

Semana passada, este blog anotou que o Sindicato das Empresas de Transporte Público de Curitiba (Setransp) colocou a faca no pescoço do prefeito Gustavo Fruet (PDT) neste final de ano. Alegando falta de dinheiro para honrar o 13!º salário de motoristas e cobradores. A entidade ameaçou parar a operação dos ônibus na Rede Integrada de Transporte (RIT), caso o prefeito não repassasse R$ 55 milhões à s empresas (clique aqui para relembrar).

As empresas estão fazendo rodízio na sacanagem contra os trabalhadores. Em determinado mês, empresa x! dá calote no vale; no mês seguinte, a empresa y! dá calote nos salários. Elas combinam a pilantragem para dificultar a unidade da categoria, mas vão cair do cavalo!, denunciou ontem (22) ao blog o vereador Rogério Campos (PSC), representante dos motoristas e cobradores na Câmara Municipal de Curitiba (clique aqui).

Com a decisão do magistrado do trabalho, motoristas e cobradores terão o Natal garantido com suas famílias. O Sindimoc comemora a decisão. Leia abaixo a íntegra da decisão judicial: