maio 7, 2014
por admin
Comente agora

O que diz a velha mídia nesta quarta

capa_gazetadopovoJornais do Paraná

Gazeta do Povo: Queda de braço emperra a CPI mista da Petrobras

Jornal Metro: Fazenda garante liberação de recursos do Proinveste

Jornal de Londrina: Londrina tem apenas um agente para cada 11,5 mil veículos

Folha de Londrina: Taxa de mortalidade materna no País está acima do tolerado pela OMS

O Diário (Maringá): Prefeitura abre concurso com 353 vagas

Diário dos Campos: Governo Federal autoriza Paraná emprestar R$ 817 milhões

Jornal da Manhã: Defesa Civil aponta falhas em conjunto habitacional

Correio do Cidadão: PNE é aprovado na Câmara dos Deputados

Tribuna do Interior: ‘Saldo negativo’

O Paraná: Paraná sacrifica animais para garantir a qualidade do leite

Gazeta do Paraná: UPA Pediatria continua com local indefinido

Jornal Hoje: Obra do teatro gera multa a Lísias e Edgar

Gazeta do Iguaçu: Fronteira Blindada reforça a fiscalização na BR-277

Diário do Noroeste: Sociedade debate a necessidade de fazer adequações em prédios comerciais e públicos

Tribuna de Cianorte: Prazo final: Cartório Eleitoral irá atender até à s 19h de hoje

Umuarama Ilustrado: Umuarama mantém suspensa a aprovação de loteamentos

Tribuna do Norte: Mais um banco é dinamitado

Jornais de outros estados

Globo: Elétricas cobram urgência contra crise

Folha: Câmara libera publicação de biografia não autorizada

Estadão: Câmara aprova projeto que libera biografias sem autorização prévia

Correio: 23 nomes e um desafio

Valor: Déficit das geradoras pode alcançar até R$ 20 bilhões

Estado de Minas: Mais um gol contra

Zero Hora: Corte de luz no horizonte

maio 6, 2014
por esmael
104 Comentários

Requião insinua que Richa teve “recaída gay” durante entrevista

O senador Roberto Requião, pelo Twitter, insinuou que o governador Beto Richa teve uma "recaída gay" e mostrou ter paixão! por ele ao citá-lo 36 vezes no programa Roda Viva, da TV Cultura; o peemedebista disse que pedirá ajuda aos pastores evangélicos Malafaia e Feliciano para "curar" o tucano da fixação; enfim, começou a campanha eleitoral no Paraná.

O senador Roberto Requião, pelo Twitter, insinuou que o governador Beto Richa teve uma “recaída gay” e mostrou ter paixão! por ele ao citá-lo 36 vezes no programa Roda Viva, da TV Cultura; o peemedebista disse que pedirá ajuda aos pastores evangélicos Malafaia e Feliciano para “curar” o tucano da fixação; enfim, começou a campanha eleitoral no Paraná.

Continua rendendo a entrevista concedida pelo governador Beto Richa (PSDB), ontem à  noite, ao programa Roda Viva, na TV Cultura, quando abriu fogo contra o antecessor e senador Roberto Requião (PMDB).

Para o peemedebista, que foi o principal alvo da artilharia do tucano, Richa teve uma “recaída gay” durante a entrevista. Leia o que tuitou o senador:

Ainda pelo Twitter, Requião afirmou que pedirá ajuda aos pastores evangélicos Silas Malafaia e Marcos Feliciano para “curar” o governador:

O Blog do Esmael transmitiu ao vivo a entrevista e disponibiliza o vídeo gravado aqui.

maio 6, 2014
por esmael
15 Comentários

Coordenador de Richa jura desconhecer “plano diabólico” contra prefeita de Campo Mourão

Ex-presidente do Instituto das àguas do Paraná, Márcio Nunes, coordenador da campanha pela reeleição de Richa na região Noroeste, em nota, jura que não participa de "plano diabólico" orquestrado pelo Palácio Iguaçu, como denunciou a prefeita de Campo Mourão, Regina Dubay, visando derrubá-la do cargo; tucano promete levar a prefeita à  Justiça por usar indevidamente! seu nome; leia a nota.

Ex-presidente do Instituto das àguas do Paraná, Márcio Nunes, coordenador da campanha pela reeleição de Richa na região Noroeste, em nota, jura que não participa de “plano diabólico” orquestrado pelo Palácio Iguaçu, como denunciou a prefeita de Campo Mourão, Regina Dubay, visando derrubá-la do cargo; tucano promete levar a prefeita à  Justiça por usar indevidamente! seu nome; leia a nota.

O coordenador da campanha do governador Beto Richa (PSDB) na região Noroeste, Márcio Nunes, pré-candidato a deputado estadual pelo PSDB, em nota de esclarecimento ao Blog do Esmael, nesta terça (6), rebate acusação feita pela prefeita de Campo Mourão, Regina Dubay (PR), de que ele estaria por trás de uma “armação política” para derrubá-la do cargo.

“… não tenho qualquer envolvimento com os fatos narrados na referida matéria…”, jurou o ex-presidente do Instituto das àguas do Paraná (IPAGUAS), que ainda afirmou desconhecer a existência de qualquer plano diabólico orquestrado pelo Palácio Iguaçu!. Márcio Nunes promete processar a prefeita, que, segundo ele, utilizou indevidamente seu nome.

Leia a íntegra da nota de esclarecimento de Márcio Nunes: Continue lendo →

maio 6, 2014
por esmael
28 Comentários

Aécio Neves propõe “Petrobras independente”. Ou seria uma privatização disfarçada?

Senador Aécio Neves vai propor "Petrobras independente" sob a alegação de salvar a estatal de petróleo da ingerência dos políticos e da incompetência administrativa!; Relatório Reservado, um boletim destinado ao mundo das finanças e dos negócios, informa nesta terça (6) que mote servirá à  campanha para todas as manchas que a oposição, da noite para o dia, passou a enxergar na estatal; cópia do antigo sonho neoliberal de tornar o Banco Central do Brasil independente!, como querem os EUA, Aécio defende que a Petrobras sirva somente aos interesses dos mais ricos e dos sócios privados, ou seja, o tucano quer que a estatal seja independente! do povo e das políticas públicas; isto é privatização dos resultados ou não?

Senador Aécio Neves vai propor “Petrobras independente” sob a alegação de salvar a estatal de petróleo da ingerência dos políticos e da incompetência administrativa!; Relatório Reservado, um boletim destinado ao mundo das finanças e dos negócios, informa nesta terça (6) que mote servirá à  campanha para todas as manchas que a oposição, da noite para o dia, passou a enxergar na estatal; cópia do antigo sonho neoliberal de tornar o Banco Central do Brasil independente!, como querem os EUA, Aécio defende que a Petrobras sirva somente aos interesses dos mais ricos e dos sócios privados, ou seja, o tucano quer que a estatal seja independente! do povo e das políticas públicas; isto é privatização dos resultados ou não?

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato a presidente da República, vai propor nos próximos a bandeira “Petrobras independente” para “salvar a estatal de petróleo da ingerência dos políticos e da incompetência administrativa”. à‰ o que informa o boletim Relatório Reservado desta terça-feira (6).

O comunicado dirigido ao mundo dos negócios e finanças usa marcações fortes contra o PT e a companhia de energia tais como aparelhamento partidário!, interferências políticas!, os desmandos administrativos!, corrupção generalizada!.

Relatório Reservado crava já no título que “Aécio descobre seu pré-sal eleitoral” e aponta o mote “Petrobras independente” como elixir para todas as manchas que a oposição, da noite para o dia, passou a enxergar na pele da estatal.

Na prática, Aécio defende que a Petrobras sirva somente aos interesses dos mais ricos e dos sócios privados. O tucano tem ojeriza ao fato de a estatal investir sua energia em programas sociais. Para essa turma, o ideal seria privatizar a companhia, mas falta-lhe coragem para dizer isso abertamente. A “nova” proposta do presidenciável do PSDB é uma cópia do receituário neoliberal que também luta pela “independência” do Banco Central do Brasil. Os Estados Unidos apoiam essa ideia.

Leia a íntegra do comunicado do Relatório Reservado: Continue lendo →

maio 6, 2014
por esmael
6 Comentários

Osmar Dias perde comando do PDT. Fruet pode dirigir partido no Paraná

via Blog do Johnny

O antenadíssimo Blog do Johnny, do Caderno Ponta Grossa, parceiro do Blog do Esmael, informa nesta terça (6) que o vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, perdeu as rédeas do PDT paranaense; o ex-senador perdeu musculatura ao preferir ficar no cargo a concorrer nas eleições de outubro; a seção estadual estaria sob a intervenção do próprio Carlos Lupi, presidente nacional da agremiação, que tem realizado as reuniões do diretório nas terras das araucárias; pelo andar da carruagem, o controle do partido no estado tende cair no colo no prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que já dirige a sigla na capital.

O antenadíssimo Blog do Johnny, do Caderno Ponta Grossa, parceiro do Blog do Esmael, informa nesta terça (6) que o vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, perdeu as rédeas do PDT paranaense; o ex-senador perdeu musculatura ao preferir ficar no cargo a concorrer nas eleições de outubro; a seção estadual estaria sob a intervenção do próprio Carlos Lupi, presidente nacional da agremiação, que tem realizado as reuniões do diretório nas terras das araucárias; pelo andar da carruagem, o controle do partido no estado tende cair no colo no prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que já dirige a sigla na capital.

PDT do Paraná está rachado. Quem vem comandando o partido no Estado é o presidente nacional da agremiação Carlos Lupi. à‰ ele quem negocia com o PT, a despeito do presidente licenciado do PDT e vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias, afirmar que ainda dá as cartas no partido. Lupi tem como aliado o presidente em exercício Haroldo Ferreira.

As últimas duas reuniões da executiva estadual do PDT não tiveram a participação de Dias e foram comandadas por Lupi. No final do mês passado foram lançado os nomes do ex-deputado Leo de Almeida Neves, do vereador da Capital Jorge Bernardi, e do deputado estadual André Bueno, filho do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, para a disputa ao Senado.

Ligado à  Dias, o secretário executivo Adalberto Grein é outro que não concorda com os rumos do partido e não tem participado das reuniões da executiva. A última reunião da executiva estadual aconteceu na sede do diretório municipal do PDT e contou com a presença do prefeito Gustavo Fruet. Outros lideranças do PDT não sabem até onde vai a queda de braço entre Lupi e Dias.

maio 6, 2014
por esmael
31 Comentários

Globo usa até novela como propaganda para o 45 do PSDB

Por Luiz Nassif, via Jornal GGN

geracao.jpg

Desde que apareceu, a marca da nova novela das 19h da Rede Globo vem causando muitos protestos no meio político e nas redes sociais. Uns veem propaganda subliminar, outros dizem que é puro descaramento. O jornalista Luis Nassif produziu o texto que segue, intitulado O tiro no pé da Globo com a GER4à‡4O BR4SIL!, trazendo uma boa análise sobre o tema. Tire suas próprias conclusões.

Tenho escrito sobre essa mistura de dramaturgia, marketing e jornalismo que caracteriza os grupos de mídia. Utilizam-se recursos da propaganda, da dramaturgia e do jornalismo para uma geleia geral que compromete todas as pontas.

Quando a Globo lançou a novela sobre tráfico de crianças, o jornalismo foi acionado para uma série de matérias sensacionalistas sobre adoção.

Quando as eleições entram em jogo, o grupo age sincronizando todas as pontas, criando vilões que lembram os adversários, mocinhos que emulam os aliados.

à€ medida em que as informações e as discussões sobre mídia avançam pelas redes sociais, e que o conceito e o papel dos grupos de mídia viram foco de discussão, o uso reiterado dessas jogadas apenas ajuda a reforçar os argumentos dos críticos da mídia.

à‰ como se houvesse um laboratório online, no qual práticas seculares anacrônicas pudessem ser dissecadas ao vivo e em cores.

Em tempos de concentração maior de mídia, falava-se muito na propaganda subliminar, os! merchandisings, utilizados para jogadas comerciais.

Quando entra-se no campo eleitoral, o jogo é dúbio.

Tome-se essa besteira da Globo, de associar o nome da novela ao número 45 do PSDB. Continue lendo →

maio 6, 2014
por esmael
32 Comentários

Por que Richa agora bate ‘sem dó’ em Requião? Seria o “Efeito Ducci”?

Governador Beto Richa "elegeu" ontem o senador Roberto Requião como alvo preferencial de seus ataques durante "cafezinho" na bancada da TV Cultura, no programa Roda Viva; tucano teme o "Efeito Ducci" nas eleições deste ano, ou seja, receia repetir fiasco de seu pupilo Luciano Ducci (PSB), em 2012, que não conseguiu avançar para o segundo turno na disputa pela Prefeitura de Curitiba; Richa retirou do armário a expressão herança maldita! ao acusar suposto rombo de R$ 1,4 bi nas contas do Estado deixado pelo peemedebista; chavão é mais convincente quando utilizado em início de mandato, não em final de feira; Roda Viva, não se preocupem com o trapalhão do Beto Richa, de repente a gente volta e põe o Paraná em ordem. Já fizemos isto uma vez!, avisou ontem pelo Twitter o senador.

Governador Beto Richa “elegeu” ontem o senador Roberto Requião como alvo preferencial de seus ataques durante “cafezinho” na bancada da TV Cultura, no programa Roda Viva; tucano teme o “Efeito Ducci” nas eleições deste ano, ou seja, receia repetir fiasco de seu pupilo Luciano Ducci (PSB), em 2012, que não conseguiu avançar para o segundo turno na disputa pela Prefeitura de Curitiba; Richa retirou do armário a expressão herança maldita! ao acusar suposto rombo de R$ 1,4 bi nas contas do Estado deixado pelo peemedebista; chavão é mais convincente quando utilizado em início de mandato, não em final de feira; Roda Viva, não se preocupem com o trapalhão do Beto Richa, de repente a gente volta e põe o Paraná em ordem. Já fizemos isto uma vez!, avisou ontem pelo Twitter o senador.

Quem assistiu ao “cafezinho” ontem à  noite disfarçado de entrevista, no programa Roda Viva, da TV Cultura, teve a certeza de que o governador Beto Richa (PSDB) teme enfrentar o senador Roberto Requião (PMDB) nas eleições de outubro. O tucano bateu sem dó nem piedade no antecessor, coisa que vinha evitando nos últimos anos.

No cafezinho, ops, na entrevista de ontem, Richa até conseguiu esquecer um pouco a petista Gleisi Hoffmann para se dedicar mais ao ataque contra Requião.

O governador retirou do armário a expressão herança maldita! ao se referir ao suposto rombo de R$ 1,4 bi nas contas do Estado deixado pelo peemedebista. O chavão é mais convincente quando utilizado em início de mandato, não no final de feira.

Mais “bocudo” que habitualmente, o tucano falou que no governo passado não existia governador porque de manhã Requião andava a cavalo e à  tarde tomava vinho caro na Granja Canguiri (clique aqui).

Richa teme o “Efeito Ducci” nas eleições deste ano, ou seja, receia repetir desempenho de seu pupilo Luciano Ducci (PSB), em 2012, que não conseguiu avançar para o segundo turno na disputa pela Prefeitura de Curitiba. Por isso a sessão “pancadaria” inaugurada há alguns dias pelo Palácio Iguaçu.

Pelo Twitter, Requião dava o troco: “Pedimos desculpas aos telespectadores da TV cultura, Roda Viva, este governador foi um descuido do Paraná. Nós não somos assim”. Nesta terça (6), ao Blog do Esmael, o senador disse que Richa é um “desqualificado” que se assemelha a um “Onagro Ungulado”.

Quanto aos entrevistadores, bem… eles só levantavam a bola para Richa cortar. A exceção, fique claro, foi a previsível participação do jornalista Rogério Galindo, da Gazeta do Povo, que retirou o verniz “chapa-branca” do Roda Viva.

O programa da TV Cultura de São Paulo é comandado pelo jornalista Augusto Nunes, considerado um dos mais hidrófobos da revista Veja e um dos soldados do tucanato nacional.

O Blog do Esmael transmitiu ao vivo o cafezinho! e disponibiliza o vídeo gravado aqui.

maio 6, 2014
por esmael
32 Comentários

Exclusivo: Governo federal deposita empréstimo de R$ 817 milhões na conta do governo Beto Richa

Ministro da Fazenda, Guido Mantega, na manhã desta terça (6), telefonou para o governador Beto Richa informando que já liberou R$ 817 milhões do Proinveste; deputado Ademar Traiano, líder do tucano na Assembleia, disse que alguém! do governo federal assistiu ontem à  noite a entrevista do correligionário no programa Roda Viva, da TV Cultura, viu o tamanho da perseguição que o Paraná vinha sofrendo", disse, referindo-se à  senadora Gleisi Hoffmann.

Ministro da Fazenda, Guido Mantega, na manhã desta terça (6), telefonou para o governador Beto Richa informando que já liberou R$ 817 milhões do Proinveste; deputado Ademar Traiano, líder do tucano na Assembleia, disse que alguém! do governo federal assistiu ontem à  noite a entrevista do correligionário no programa Roda Viva, da TV Cultura, viu o tamanho da perseguição que o Paraná vinha sofrendo”, disse, referindo-se à  senadora Gleisi Hoffmann.

O governador Beto Richa (PSDB) recebeu uma ligação há pouco do ministro da Fazenda, Guido Mantega, informando que os R$ 817 milhões do Proinveste já estão na conta do tesouro estadual. A informação exclusiva foi repassada ao Blog do Esmael pelo líder do tucano na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB).

“Acho que alguém do governo federal assistiu à  entrevista do governador ontem à  noite, no programa Roda Viva, e viu o tamanho da perseguição que o Paraná vinha sofrendo”, disse Traiano, referindo-se à  senadora Gleisi Hoffmann (PT), adversária de Richa.

Resumo da ópera: quem não chora não mama.

maio 6, 2014
por esmael
19 Comentários

Pessuti joga “pá de cal” no sonho de coligação entre Richa e PMDB

Orlando Pessuti jogou duas pás de cal no sonho de Beto Richa, que pretendia seu apoio para coligar com o PMDB; neste final de semana, nos Campos Gerais, o peemedebista peregrinou pela candidatura própria ao lado do ex-senador Sérgio Souza e do ex-deputado Rocha Loures; ato contínuo, o ex-governador nomeou o filho, Moisés Pessuti, como conselheiro de Itaipu Binacional; ao Blog do Esmael, o ex-senador Sérgio Souza afirmou que a candidatura própria "pode ser até em torno do senador Roberto Requião"; ele não descarta ainda concorrer ao Senado; "Tudo depende de muita conversa até a convenção no dia 20 de junho", disse.

Orlando Pessuti jogou duas pás de cal no sonho de Beto Richa, que pretendia seu apoio para coligar com o PMDB; neste final de semana, nos Campos Gerais, o peemedebista peregrinou pela candidatura própria ao lado do ex-senador Sérgio Souza e do ex-deputado Rocha Loures; ato contínuo, o ex-governador nomeou o filho, Moisés Pessuti, como conselheiro de Itaipu Binacional; ao Blog do Esmael, o ex-senador Sérgio Souza afirmou que a candidatura própria “pode ser até em torno do senador Roberto Requião”; ele não descarta ainda concorrer ao Senado; “Tudo depende de muita conversa até a convenção no dia 20 de junho”, disse.

No Palácio Iguaçu dá-se como “certo” o apoio do ex-governador Orlando Pessuti para levar o PMDB à  coligação pela reeleição do governador Beto Richa (PSDB). Prova disso, ontem à  noite, na entrevista ao programa Roda Viva da TV Cultura, o tucano “puxou o saco” do peemedebista como nunca visto antes nas terras das araucárias (confira aqui).

O diabo é que Pessuti tem feito expedições pelo interior do Paraná em nome da candidatura própria do partido. Ele mesmo se coloca como postulante à  cadeira que Richa tenta se agarrar.

No último final de semana, por exemplo, ao lado de seu pupilo e fiel escudeiro ex-senador Sérgio Souza, percorreu a região dos Campos Gerais levando a mensagem da candidatura própria. Como testemunha, ali estava o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, olheiro da direção nacional do PMDB e que hoje segura a bandeira da unidade do partido para a disputa de outubro.

Ao Blog do Esmael, ontem à  noite, Sérgio Souza também afirmou que ele e Pessuti topam discutir chapa única do PMDB. “Pode ser até em torno do senador Roberto Requião”, afrouxou o ex-senador, que não descarta ainda concorrer ao Senado. “Tudo depende de muita conversa até a convenção no dia 20 de junho”, disse.

Por sua vez, Pessuti mostra-se cada vez mais enraizado no campo político da presidenta Dilma Rousseff no Paraná. O jornal Gazeta do Povo, edição desta terça (6), dá mais uma pista neste sentido ao revelar que o filho do ex-governador, o advogado Moisés Pessuti, substituiu o pai no conselho da Itaipu Binacional.

Se o Palácio Iguaçu contava com Pessuti para levar o PMDB à  reeleição de Richa, esqueça. “Já Elvis”, como se diz por aí.

maio 6, 2014
por esmael
36 Comentários

Dilma levará Gleisi à  inauguração da Arena da Baixada nesta sexta

Dilma Rousseff, nesta sexta-feira (9), à s 10 horas, em Curitiba, levará a tiracolo a senadora Gleisi Hoffmann, sua candidata ao governo do Paraná, na inauguração oficial da Arena da Baixada; além de vistoriar a Arena, a presidenta também vai liberar mais recursos para a mobilidade urbana.

Dilma Rousseff, nesta sexta-feira (9), à s 10 horas, em Curitiba, levará a tiracolo a senadora Gleisi Hoffmann, sua candidata ao governo do Paraná, na inauguração oficial da Arena da Baixada; além de vistoriar a Arena, a presidenta também vai liberar mais recursos para a mobilidade urbana.

A presidenta Dilma Rousseff desembarca em Curitiba nesta sexta-feira, dia 09 de maio, para a inauguração oficial da Arena da Baixada, o estádio do Clube Atlético Paranaense que será palco de quatro jogos na Copa do Mundo. O evento será a partir das 10 horas.

Na capital paranaense, além de vistoriar a Arena, a presidenta também vai liberar mais recursos para a mobilidade urbana.

A volta de Dilma ao Paraná tem muito mais a ver com política do que com a Copa do Mundo propriamente dito, embora pareça o contrário, haja vista que a presidenta pretende vitaminar a candidatura da correligionária Gleisi Hoffmann ao Palácio Iguaçu.

A Arena da Baixada teve orçamento inicial de R$ 184,6 milhões, mas a obra custará R$ 330 milhões.

maio 6, 2014
por esmael
18 Comentários

Richa não paga e Correios suspende serviço para polícias do Paraná

do Jornal de Londrina

Por falta de pagamento aos Correios, policiais civis e militares tem que atuar como carteiros para que os inquéritos e documentos diversos transitem entre os órgãos. Interrupção do serviço já dura duas semanas, e se soma a outras dificuldades enfrentadas pela Segurança Pública no Estado, como o corte nos telefones, falta de combustível e atraso no pagamento de salários e gratificações a policiais e cadetes.

Por falta de pagamento aos Correios, policiais civis e militares precisam! atuar como carteiros para que os inquéritos e documentos diversos transitem entre os órgãos. Interrupção do serviço já dura duas semanas, e se soma a outras dificuldades enfrentadas pela Segurança Pública no Estado, como o corte nos telefones, falta de combustível e atraso no pagamento de salários e gratificações a policiais e cadetes.

Policiais civis e militares do Paraná não podem usar o serviço de correio por falta de pagamento. O problema tem consequência direta no trabalho das polícias e dificulta a entrega de inquéritos aos departamentos da Polícia Civil, além de outros serviços, como envio de documentos no interior do estado.

Tudo o que não pode ser feito pessoalmente, a polícia usa o correio. Se for feito, vai acabar tirando policiais de suas atribuições para servir de carteiro!, comenta um policial, que reclamou do problema, mas pediu para não ser identificado. Em alguns casos, os e-mails têm quebrado o galho.

A paralisação do serviço começou há pelo menos duas semanas, mas os policiais ouvidos pela reportagem ainda não sabem quando poderão usá-lo de novo. Eles preferiram ter seus nomes preservados para evitar retaliações. Continue lendo →

maio 6, 2014
por esmael
19 Comentários

Coluna do Enio Verri: Com os almofadinhas Aécio e Campos, povo deixará de ser prioridade

Enio Verri, em sua coluna desta terça, renova a fé na vitória de Dilma em outubro porque, segundo ele, o PT tem DNA do povo cuja relação intrínseca com os trabalhadores teria ficado mais evidente no pronunciamento da presidenta no dia 1!º de Maio; ela anunciou o reajuste de 10% nos valores do Bolsa Família e correção da tabela do Imposto de Renda; também assumiu o compromisso de continuar a política de valorização do salário mínimo como um instrumento de diminuição da desigualdade e resgate da dívida social que o país tem com os trabalhadores mais pobres; colunista afirma que os almofadinhas! Aécio Neves e Eduardo Campos, se eleitos, colocariam todas essas conquistas a perder; A opção pelo corte de gastos públicos e, consequentemente, o açodamento das políticas sociais e a desvalorização do salário mínimo, ficou claro nas recentes declarações dos pré-candidatos e seus coordenadores de campanha!, alerta Verri, um dos generais do lulopetismo e da coordenação da pré-campanha da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri, em sua coluna desta terça, renova a fé na vitória de Dilma em outubro porque, segundo ele, o PT tem DNA do povo cuja relação intrínseca com os trabalhadores teria ficado mais evidente no pronunciamento da presidenta no dia 1!º de Maio; ela anunciou o reajuste de 10% nos valores do Bolsa Família e correção da tabela do Imposto de Renda; também assumiu o compromisso de continuar a política de valorização do salário mínimo como um instrumento de diminuição da desigualdade e resgate da dívida social que o país tem com os trabalhadores mais pobres; colunista afirma que os almofadinhas! Aécio Neves e Eduardo Campos, se eleitos, colocariam todas essas conquistas a perder; A opção pelo corte de gastos públicos e, consequentemente, o açodamento das políticas sociais e a desvalorização do salário mínimo, ficou claro nas recentes declarações dos pré-candidatos e seus coordenadores de campanha!, alerta Verri, um dos generais do lulopetismo e da coordenação da pré-campanha da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri*

No último final de semana estive em São Paulo para participar do Congresso Nacional do PT, que teve como ponto alto o lançamento da pré-candidatura da presidenta Dilma à  reeleição. Um dos destaques da reunião foi o ex-presidente Lula. Ele desmentiu categoricamente as notícias de que poderia ser candidato à  presidência e garantiu estar pronto para entrar na pré-campanha de Dilma.

Tenho muita confiança de que a jornada que teve início na sexta-feira (2) vai terminar com a vitória de Dilma em outubro !“ a disputa eleitoral que começa nos próximos meses, porém, será uma das mais desafiadoras e difíceis da história do PT.

Meu otimismo em relação à  vitória de Dilma vem da relação que o PT tem com o povo: o PT está do lado do povo e o povo está no DNA do PT. No pronunciamento que fez sobre o Dia do Trabalhador, Dilma tornou esta relação ainda mais intrínseca.

Na ocasião, ela anunciou o reajuste de 10% nos valores do Bolsa Família, que beneficia 36 milhões de brasileiros, assegurando que esta parcela da população continue acima da linha da extrema pobreza definida pela ONU. Também anunciou a correção da tabela do Imposto de Renda, medida que significa um importante ganho salarial indireto aos trabalhadores. A maior novidade, porém, foi o compromisso de continuar a política de valorização do salário mínimo, que tem sido um instrumento para a diminuição da desigualdade e resgate da dívida social que o país tem com os trabalhadores mais pobres.

Nosso governo nunca será o governo do arrocho salarial, nem o governo da mão dura contra o trabalhador. Nosso governo será sempre o governo da defesa dos direitos e das conquistas trabalhistas, um governo que dialoga com os sindicados e com os movimentos sociais e encontra caminhos para melhorar a vida dos que vivem do suor do seu trabalho.!

Enquanto Dilma reforça os laços com o povo e reitera o compromisso de manter o governo federal posicionado na defesa incondicional dos interesses dos trabalhadores e das classes mais pobres, Aécio Neves e Eduardo Campos já sinalizaram que, se eleitos, os interesses do povo deixarão de ser prioridade no Brasil.

A opção pelo corte de gastos públicos e, consequentemente, o açodamento das políticas sociais e a desvalorização do salário mínimo, ficou claro nas recentes declarações dos pré-candidatos e seus coordenadores de campanha, conforme apontou de maneira muito equilibrada o jornalista André Singer em artigo no jornal Folha de S. Paulo de domingo (clique aqui).

*Enio Verri é deputado estadual, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

maio 6, 2014
por esmael
11 Comentários

CPI da Sanepar vai investigar falta d’água em Ponta Grossa

do Jornal da Manhã

Os problemas de falta d

Os problemas de falta d”água na cidade são tantos que os vereadores de Ponta Grossa criaram uma comissão especial para discutir o problema. Hoje, a comissão vai se reunir e deve ser transformada em CPI para investigar a Sanepar.

Os vereadores de Ponta Grossa devem votar hoje a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Companhia de Saneamento do Paraná. Os serviços da estatal no município têm sido alvo de uma Comissão Especial de Investigação (CEI) desde fevereiro, após mais da metade da cidade ficar desabastecida.

A transformação das investigações em CPI é consenso entre os membros da CEI, que alegam haver dificuldades no acesso à  documentação da empresa. O requerimento para a abertura da CPI será definido na reunião de hoje da comissão especial e a expectativa é que seja lido no início da sessão de quarta-feira.

maio 6, 2014
por admin
Comente agora

O que diz a velha mídia nesta terça

capa_diarionoroesteJornais do Paraná

Gazeta do Povo: Queda no mercado de carro novo aquece venda de usado

Bem Paraná: Dilma vem a Curitiba na sexta para lançar edital do metrô

Jornal Metro: Emergência volta a fechar na cidade

Jornal de Londrina: Maioria das famílias é contra doação de órgãos

Folha de Londrina: Londrina cai em ranking de consumo nacional

O Diário (Maringá): Menores respondem por 20% dos flagrantes

Diário dos Campos: Marcelo vai a Brasília em busca de R$ 12 mi para pavimentação

Jornal da Manhã: Degradação de “Alagados” gera 15 processos no MP

Correio do Cidadão: “Farra aérea” de Beto Richa

O Paraná: Região imuniza metade do preconizado contra a gripe

Gazeta do Paraná: Presos são soltos e crimes aumentam. Coincidência?

Jornal Hoje: Gaeco denuncia policiais por crime de homicídio

Gazeta do Iguaçu: Interventor do hospital é funcionário de Itaipu

Diário do Noroeste: Noroeste do Paraná tem mais de 2.500 casos de dengue

Tribuna de Cianorte: Prefeitura desiste de aumentar subsídio para Viação Cianorte

Tribuna do Norte: Incêndio criminoso acaba em tragédia

Jornais de outros estados

Globo: Renan recorre ao Supremo contra CPI só da Petrobras

Folha: Diretor da Petrobras omitiu riscos sobre aquisição no Japão

Estadão: Por reeleição, Dilma dá a tesoureiro do PTB cargo de vice da Caixa

Correio: Um país a flor da pele

Valor: Executivos pedem consenso e reformas

Estado de Minas: O carrinho aumentou? Não, foram os preços

Zero Hora: E aí? Decola?

maio 5, 2014
por esmael
72 Comentários

Veja como foi a entrevista de Richa no programa Roda Viva; assista completo

Beto Richa (PSDB) foi entrevistado pelo programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda (5); tucano teve oportunidade de explicar em rede nacional como conseguiu a proeza administrativa de quebrar o Paraná em pouco mais de três anos, mas, como era previsível, não o fez; o governador paranaense foi entrevistado do jornalista Augusto Nunes, considerado um dos mais hidrófobos da revista Veja e um dos soldados do tucanato nacional; assista ao vídeo completo.

Beto Richa (PSDB) foi entrevistado pelo programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda (5); tucano teve oportunidade de explicar em rede nacional como conseguiu a proeza administrativa de quebrar o Paraná em pouco mais de três anos, mas, como era previsível, não o fez; o governador paranaense foi entrevistado do jornalista Augusto Nunes, considerado um dos mais hidrófobos da revista Veja e um dos soldados do tucanato nacional; assista ao vídeo completo.

Roda Viva

maio 5, 2014
por esmael
5 Comentários

PMDB do Paraná remarca convenção para 20 de junho

Deputado Artagão de Mattos Leão Júnior, Adventista do Sétimo Dia, cuja igreja guarda os sábados, conseguiu transferir a convenção estadual do PMDB para o dia 20 de junho -- uma sexta-feira; partido vai definir entre candidatura própria ao governo do Paraná ou coligação com outros partidos políticos; TSE determina que as convenções partidárias ocorram entre os dias 10 e 30 de junho.

Deputado Artagão de Mattos Leão Júnior, Adventista do Sétimo Dia, cuja igreja guarda os sábados, conseguiu transferir a convenção estadual do PMDB para o dia 20 de junho — uma sexta-feira; partido vai definir entre candidatura própria ao governo do Paraná ou coligação com outros partidos políticos; TSE determina que as convenções partidárias ocorram entre os dias 10 e 30 de junho.

A executiva estadual do PMDB remarcou na noite desta segunda-feira (5) a data da convenção que definirá entre candidatura própria ao governo do Paraná ou coligação com outros partidos políticos. Agora será dia 20 de junho, uma sexta-feira.

A agremiação havia decidido na semana passada pelo dia 14 de junho, um sábado, mas a pedido do deputado Artagão de Mattos Leão Júnior, Igreja Adventista do Sétimo Dia, mudou a data. Os membros da congregação guardam os sábados.

O PMDB nacional, no entanto, já convocou a convenção para 10 de junho. à‰ a primeira sigla a definir os rumos que tomará nas eleições de outubro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determina que as convenções partidárias ocorram entre os dias 10 e 30 de junho.

maio 5, 2014
por esmael
13 Comentários

PPS defenestra prefeito preso usando tratores em sua propriedade particular

O PPS do limpinho Rubens Bueno, nesta segunda (5), afastou das funções partidárias o prefeito de Loanda, Flávio Accorsi, que foi preso no último final de semana após a polícia flagrar o uso de maquinário e funcionários da prefeitura em sua fazenda; o moço, de 78 anos, foi um dos coordenadores da campanha do governador Beto Richa (PSDB) nas eleições de 2010. O afastamento dele do PPS pode comprometer a reeleição do tucano na região.

O PPS do limpinho Rubens Bueno, nesta segunda (5), afastou das funções partidárias o prefeito de Loanda, Flávio Accorsi, que foi preso no último final de semana após a polícia flagrar o uso de maquinário e funcionários da prefeitura em sua fazenda; o moço, de 78 anos, foi um dos coordenadores da campanha do governador Beto Richa (PSDB) nas eleições de 2010. O afastamento dele do PPS pode comprometer a reeleição do tucano na região.

O diretório do PPS do Paraná decidiu pelo imediato afastamento do prefeito de Loanda, Flávio Accorsi, de suas funções partidárias. Em nota, o partido disse lamentar e que reprova os graves fatos que envolvem o chefe do Poder Executivo daquele município. O assunto será encaminhado ao Conselho de à‰tica da agremiação.

Accorsi foi preso na tarde deste sábado (3) por usar tratores da prefeitura no sítio dele. Segundo a Polícia Civil, funcionários do município também trabalhavam na propriedade particular do prefeito. Sete deles estavam no local quando a polícia chegou.

O prefeito de Loanda, de 78 anos, foi um dos coordenadores da campanha do governador Beto Richa (PSDB) nas eleições de 2010. O afastamento dele do PPS pode comprometer a reeleição do tucano na região.

O município de Loanda tem 22 mil habitante e fica no Noroeste do estado, a 610 km de Curitiba.

Assista ao vídeo:

maio 5, 2014
por esmael
15 Comentários

Contra Dilma, britânico “Financial Times” faz coro com mídia tucana

do Brasil 247

Jornal britânico fala que o País precisa de um "choque de credibilidade", que se não for entregue pela presidente Dilma Rousseff, o será pelas eleições de outubro; editorial desta segunda-feira 5 diz que Dilma "projeta uma aura tediosa da eficiência de Angela Merkel", a chanceler alemã, e que os atrasos nas obras da Copa já deixaram o Brasil "constrangido"; acostumado a bater na gestão petista, jornal que já pediu a cabeça do ministro Guido Mantega aponta três desafios imediatos para o governo Dilma: "escândalo de corrupção na Petrobras", "risco crescente de escassez de energia" e "Copa do Mundo".

Jornal britânico fala que o País precisa de um “choque de credibilidade”, que se não for entregue pela presidente Dilma Rousseff, o será pelas eleições de outubro; editorial desta segunda-feira 5 diz que Dilma “projeta uma aura tediosa da eficiência de Angela Merkel”, a chanceler alemã, e que os atrasos nas obras da Copa já deixaram o Brasil “constrangido”; acostumado a bater na gestão petista, jornal que já pediu a cabeça do ministro Guido Mantega aponta três desafios imediatos para o governo Dilma: “escândalo de corrupção na Petrobras”, “risco crescente de escassez de energia” e “Copa do Mundo”.

“Pobre Dilma Rousseff”. Assim começa o editorial do jornal britânico Financial Times na edição desta segunda-feira 5, que, como de costume, traz duros ataques à  gestão petista no Brasil (leia aqui, em inglês). O texto compara a presidente brasileira à  chanceler alemã ao dizer que Dilma “projeta uma aura tediosa da eficiência de Angela Merkel”.

O FT prevê que, se tudo continuar como está, Dilma será derrotada nas urnas. “O país precisa de um choque de credibilidade. Se Dilma não entregá-lo, as eleições presidenciais de outubro vão”, diz o texto. Segundo o editorial, o atraso nas obras da Copa do Mudo “já deixaram o Brasil constrangido”, enquanto a preparação para as Olimpíadas de 2016 é a pior já vista pelo comitê internacional.

Para o Financial Times, o governo Dilma enfrenta hoje três desafios imediatos. “O primeiro é o escândalo de corrupção na Petrobras”, aponta, trazendo em seguida um resumo com números já desmentidos pela presidente da estatal, Graça Foster, em depoimentos no Congresso. O jornal coloca como US$ 42,5 milhões o valor que teria sido pago pela refinaria de Pasadena um ano antes de ter sido comprada pela petrolífera por US$ 1,3 bilhão. Segundo Graça, porém, o custo total foi de cerca de US$ 360 milhões. Continue lendo →