Cenário econômico do país piorou com saída de Dilma, diz Gleisi Hoffmann

gleisi_pec241A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) analisa nesta segunda (24), em sua coluna, a política de juros altos do governo Michel Temer (PMDB). A parlamentar, que é presidente da CAE, relata que, além do juro fazer a economia capotar, o cenário econômico piorou bastante no país após o golpe de Estado que tirou a presidenta eleita Dilma Rousseff (PT). Gleisi vai liderar amanhã (25), na CAE, debate acerca de alternativas à PEC 241 – que congela investimentos por 20 anos. Abaixo, leia a íntegra:

Copom eleva a taxa básica de juros para 9,5% ao ano

da Agência Brasil

Centrais sindicais e entidades patronais se unem na crítica ao aumento da taxa de juros de 9% para 9,5% ao ano, divulgado nesta noite pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC); reajuste freia o consumo e a produção para conter o processo inflacionário no país que, contraditoriamente, mostra viés de queda ao ficar em setembro abaixo de 6% pela primeira vez em 2013.
Centrais sindicais e entidades patronais se unem na crítica ao aumento da taxa de juros de 9% para 9,5% ao ano, divulgado nesta noite pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC); reajuste freia o consumo e a produção para conter o processo inflacionário no país que, contraditoriamente, mostra viés de queda ao ficar em setembro abaixo de 6% pela primeira vez em 2013.
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) elevou hoje (9) a taxa básica de juros (Selic) de 9% para 9,5% ao ano. Foi o quinto aumento seguido desde abril, dos quais quatro com variação de 0,5 ponto percentual, em linha com as expectativas dos analistas financeiros, como mostra o boletim Focus divulgado na última segunda-feira (7) pelo BC.