21 de agosto de 2017
por Esmael Morais
10 Comentários

Terceirização vai piorar [muito] saúde e educação em Curitiba, alertam servidores

O Sismuc (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais) alerta que a terceirização a saúde e a educação em Curitiba. O projeto do prefeito Rafael Greca (PMN), em regime de urgência, já foi aprovado nesta segunda-feira (21) pela Câmara Municipal. Leia mais

26 de junho de 2017
por Esmael Morais
59 Comentários

Greca aprova confisco de R$ 700 mi da previdência dos servidores de Curitiba

Amparados pela cavalaria e tropa de choque da PM, os vereadores aprovaram nesta segunda-feira (26) o confisco de R$ 700 milhões do Instituto de Previdência de Curitiba. Leia mais

13 de junho de 2017
por Esmael Morais
8 Comentários

Câmara Municipal suspende ‘sessão da maldade’ contra servidores de Curitiba

Servidores municipais impediram na manhã desta terça-feira (13) que o pacotaço do prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), fosse à votação no plenário da Câmara de Vereadores. Leia mais

28 de março de 2017
por Esmael Morais
Comentários desativados em Professores entram no 6º dia de greve em Curitiba

Professores entram no 6º dia de greve em Curitiba

O Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (SISMMAC) criticou nesta terça-feira (28) o prefeito Rafael Greca (PMN) que, segundo a entidade, preferiu procurar a mídia para divulgar informações sobre o pacote de ajuste fiscal ao invés de discuti-lo com os servidores municipais. Leia mais

20 de novembro de 2015
por admin
4 Comentários

30 mil servidores municipais de Curitiba em ‘estado de greve’ contra confisco da aposentadoria

greveOs 30 mil servidores municipais de Curitiba, representados por quatro sindicatos (Sismuc, Sismmac, Sigmuc e Afisc), decidiram em assembleia geral na última quarta-feira (18) entrar em ‘estado de greve’ com indicativo de greve geral por tempo indeterminado.

O movimento é uma reação dos servidores à proposta do prefeito Gustavo Fruet (PDT) de reduzir o valor do repasse mensal feito ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC).

Pela proposta, o pedetista cortaria cerca de R$ 10 milhões do repasse mensal. Segundo os sindicatos, esse corte pode inviabilizar o IPMC e as aposentadorias dos servidores. Leia mais

10 de novembro de 2015
por admin
16 Comentários

‘A moda pegou’: agora é Gustavo Fruet que quer meter a mão na aposentaria dos servidores de Curitiba

ipmc1Os sindicatos de servidores de Curitiba (Sismac, Sismuc, Afisc e Sigmuc) estão se mobilizando para tentar barrar a tentativa do prefeito Gustavo Fruet (PDT) de se apropriar do dinheiro das aposentadorias.

O prefeito apresentou em outubro uma proposta para reduzir o valor do repasse mensal feito ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC). Pelos cálculos dos sindicatos, o prefeito quer cortar R$ 10 milhões do repasse mensal ao IPMC.

Para embasar a proposta, a Prefeitura afirma que IPMC é superavitário. Mas os sindicatos questionam que o Instituto ainda não pagou os novos planos de carreira para aposentados e pensionistas por falta de recursos. Com o corte no aporte municipal, os servidores temem que todas as aposentadorias futuras sejam inviabilizadas.

A proposta da Prefeitura de Curitiba é similar ao confisco protagonizado pelo governador Beto Richa (PSDB), que meteu a mão na aposentadoria dos servidores estaduais para engordar o caixa do governo estadual. Na ocasião, a mobilização dos servidores foi debelada de forma criminosa pelo governo através da PM no evento que ficou conhecido como o massacre de 29 de abril. Leia mais

8 de abril de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Fama de ‘caloteiro’ também está pegando no prefeito Gustavo Fruet

fruet_caloteA fama de ‘caloteiro’ conquistada com louvor pelo governador Beto Richa (PSDB) também está colando no prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT). Já existe até adesivo circulando em carros pela capital dos paranaenses. ... 

Leia mais

1 de abril de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Após derrota na Justiça, servidores da saúde de Curitiba encerram greve

calotefOs servidores municipais da saúde de Curitiba decidiram no fim da tarde da terça-feira (31) por fim à greve iniciada no dia anterior. A decisão foi tomada em assembleia da categoria após a paralisação ter sido considerada ilegal e abusiva pela Justiça. ... 

Leia mais

30 de março de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Negociação não avança e greve na Saúde continua em Curitiba

sismucA greve dos servidores da Saúde de Curitiba iniciada na manhã de hoje (30) segue por tempo indeterminado. Essa foi a decisão da assembleia dos servidores realizada durante a tarde. ... 

Leia mais

27 de março de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Nas vésperas de 2016, greve na Saúde põe em xeque reeleição de Fruet

sismuc_calote_fruetOs servidores municipais da Saúde de Curitiba vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir da 0h de segunda-feira, dia 30 de março. O movimento paredista põe em xeque o projeto de reeleição do prefeito Gustavo Fruet (PDT) que, segundo a Paraná Pesquisas, não seria reconduzido se as eleições fossem hoje (clique aqui para relembrar os números).

A decisão da assembleia da categoria realizada na noite de ontem (26) pelo Sismuc (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba) foi por unanimidade.

As equipes do SUS (Sistema Único de Saúde) acusam o prefeito pedetista de aplicar-lhes calote — a exemplo do que fez recentemente o governador Beto Richa (PSDB), que motivou a greve dos servidores públicos estaduais no mês passado.

Os funcionários da saúde a gestão municipal de segundo calote consecutivo, pois, de acordo com eles, Fruet não pagou ajustes do piso salarial, vencimentos retroativos e gratificações.

Assista ao vídeo o momento da decisão pela greve: Leia mais

23 de março de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Após calote, servidores da saúde podem retomar greve contra Fruet

fruet.jpgOs servidores municipais da área da saúde de Curitiba poderão retomar a partir do dia 26 a greve suspensa no início de fevereiro, pois, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc), a Prefeitura não está cumprindo o acordo que pôs fim à paralisação.

A direção do Sismuc esteve reunida na manhã de hoje com representantes da Secretaria de Recursos Humanos para tentar esclarecer por que os valores resultantes do acordo não constam do contracheques distribuído no final da semana passada. Leia mais

3 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Servidores da saúde em greve fazem cerco à  Prefeitura de Curitiba

greve_saude.jpgCentenas de servidores da saúde de Curitiba fazem um cerco ao Palácio 29 de Março, sede do executivo municipal, para pressionar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) a negociar com a categoria que está de braços cruzados desde ontem. ... 

Leia mais

2 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Servidores de saúde de Curitiba entram em greve e protestam na Câmara dos Vereadores

saude.jpgOs servidores municipais de saúde de Curitiba estão em greve desde a 0 h de hoje (02) em protesto contra o atraso no pagamento de horas extras e também do reajuste salarial por parte da Prefeitura. Os servidores representados pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc) aproveitaram o início do ano legislativo e realizaram um protesto na Câmara dos Vereadores nesta manhã. Eles também reivindicam a contratação de mais trabalhadores para o setor, além da elevação do piso salarial da categoria.

De acordo com o Sismuc, somente os atendimentos de urgência e emergência seriam mantidos, com a permanência de 30% dos servidores conforme exigido por lei; mas a Prefeitura afirmou que a adesão é baixa e não prejudica o atendimento nas unidades de saúde. Leia mais

11 de novembro de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Trabalhadores da Saúde vão à s ruas contra arrocho de Fruet

sismuc.jpg

Os trabalhadores no Sistema Único de Saúde (SUS) em Curitiba estão mobilizados pelo cumprimento de acordos firmados pela Prefeitura e contra a redução de direitos conquistados pela categoria. Foram realizados atos em frente à s Unidades de Saúde do município no sábado (8), e no próximo dia 25 os trabalhadores prometem uma grande ação nos terminais de ônibus da cidade.

As principais reivindicações são: Isonomia para todos os cargos na Estratégia de Saúde da Família (ESF) e nenhuma perda de diretos dos trabalhadores.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba, o Sismuc, a mobilização tende a esquentar ainda mais a partir de agora por conta do conteúdo do último ofício da Prefeitura, em que a equipe do prefeito Gustavo Fruet (PDT) mais uma vez ignora a diversidade de problemas para responder apenas sobre a pauta específica de um cargo, que tem todo o mérito, mas é somente a “ponta do iceberg”. Leia mais

9 de abril de 2014
por Esmael Morais
37 Comentários

Educadores municipais aprovam nova greve em Curitiba

Assembleia de educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) aprovou ontem, em Curitiba, nova greve a partir do dia 14 de maio; Sismuc acusa Gustavo Fruet de enrolar a categoria e de tentar desmoralizar os profissionais junto aos pais e a sociedade; os cerca de 4 mil educadores da capital reivindicam redução da jornada de trabalho e 33% de hora-atividade; 30 horas são inatingíveis!, avisa a Prefeitura.

Assembleia de educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) aprovou ontem, em Curitiba, nova greve a partir do dia 14 de maio; Sismuc acusa Gustavo Fruet de enrolar a categoria e de tentar desmoralizar os profissionais junto aos pais e a sociedade; os cerca de 4 mil educadores da capital reivindicam redução da jornada de trabalho e 33% de hora-atividade; 30 horas são inatingíveis!, avisa a Prefeitura.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), deverá enfrentar nova greve de educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) a partir do dia 14 de maio. A decisão foi tomada ontem (8) pela categoria que se reuniu em assembleia. ... 

Leia mais

22 de março de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Acuado, Gustavo Fruet vai à  mesa com educadores em greve

Repercutiu muito mal para Fruet a greve de fome decretada por educadores que isonomia salarial com o magistério e redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais; grevistas acampados em frente à  Prefeitura se acorrentaram ao prédio e planejam "sitiar" o prefeito; acuado, o pedetista sentou-se à  mesa com o Sismuc por volta do meio dia.

Repercutiu muito mal para Fruet a greve de fome decretada por educadores que isonomia salarial com o magistério e redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais; grevistas acampados em frente à  Prefeitura se acorrentaram ao prédio e planejam “sitiar” o prefeito; acuado, o pedetista sentou-se à  mesa com o Sismuc por volta do meio dia.

Ontem à  noite o leitor deste blog soube em primeira mão que os educadores dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) paredistas resolveram radicalizar o protesto decretando greve de fome, se acorrentar à  Prefeitura de Curitiba e ainda “sitiar” o prefeito Gustavo Fruet (PDT). ... 

Leia mais

21 de março de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

Educadoras iniciam greve de fome, se acorrentam e ameaçam ‘sitiar’ Fruet

Seis educadoras e diretoras do Sismuc, além de se acorrentar à  Prefeitura de Curitiba, também iniciaram greve de fome nesta sexta (21) à  noite; tática do movimento será acompanhar a agenda e cercar até a casa de Gustavo Fruet; acampamento continua em frente ao Palácio 29 de Março, bem como as manifestações diárias com protestos em volta ao prédio; crise estremece relação do prefeito com o aliado PT.

Seis educadoras e diretoras do Sismuc, além de se acorrentar à  Prefeitura de Curitiba, também iniciaram greve de fome nesta sexta (21) à  noite; tática do movimento será acompanhar a agenda e cercar até a casa de Gustavo Fruet; acampamento continua em frente ao Palácio 29 de Março, bem como as manifestações diárias com protestos em volta ao prédio; crise estremece relação do prefeito com o aliado PT.

Educadoras dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) em greve resolveram hoje à  noite se acorrentar à  Prefeitura de Curitiba, deram início à  greve de fome e ameaçam a partir deste sábado “sitiar” o prefeito Gustavo Fruet (PDT). ... 

Leia mais

21 de março de 2014
por Esmael Morais
60 Comentários

Fruet vê greve de educadores como “industrialização” do PT e se incomoda com marchinha!; assista

Gustavo Fruet se incomoda com acampamento e jingle do Sismuc: "♪  ♫ Prefeito, vê se me escuta. Não vai parar, não vai parar a nossa luta. Você mentiu para a população, dizendo que pagava... ♪  ♫", cantarolam educadores em greve desde segunda-feira 17 (assista ao vídeo abaixo); gustavista veem movimento radical! como industrialização! do aliado PT para desgastar o prefeito; movimento sindical tem forte influência dos petistas, que têm a vice com a advogada Mirian Gonçalves; nesta sexta, a Prefeitura de Curitiba distribuiu uma carta do CMEI Pinheirinho contra a redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais!.

Gustavo Fruet se incomoda com acampamento e jingle do Sismuc: “♪ ♫ Prefeito, vê se me escuta. Não vai parar, não vai parar a nossa luta. Você mentiu para a população, dizendo que pagava… ♪ ♫”, cantarolam educadores em greve desde segunda-feira 17 (assista ao vídeo abaixo); gustavista veem movimento radical! como industrialização! do aliado PT para desgastar o prefeito; movimento sindical tem forte influência dos petistas, que têm a vice com a advogada Mirian Gonçalves; nesta sexta, a Prefeitura de Curitiba distribuiu uma carta do CMEI Pinheirinho contra a redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais!.

Há um tremendo desconforto na Prefeitura de Curitiba por conta da greve de educadores dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) inciada na segunda-feira 17. A tropa do prefeito Gustavo Fruet (PDT) começou a trombar de frente com os petistas que fazem parte do governo. ... 

Leia mais

20 de março de 2014
por Esmael Morais
24 Comentários

Fruet foi “irresponsável” ao judicializar a greve dos educadores, diz CUT

A presidenta da Central Única dos Trabalhadores (CUT), seção Paraná, Regina Cruz, em nota oficial, se solidarizou com os educadores dos CMEIs em greve desde segunda 17. Para a dirigente da central sindical, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) foi “irresponsável” ao judicializar o movimento grevista.

“Não há outra saída que não a reversão do processo de judicialização que criminaliza o movimento sindical”, diz um trecho da nota oficial.

Os educadores mantiveram nesta quinta 20 a greve mesmo decisão judicial considerando ilegal o movimento. Os grevistas fizeram um animado protesto da Praça Carlos Gomes até a sede da Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico.

A maior central sindical do país, a CUT, e os grevistas dizem que o prefeito segue intransigente. “Basta o prefeito negociar”, dão a senha para voltar à s salas de aula.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial da CUT:

Negociação é a única saída para o impasse dos servidores municipais

Nota da presidência da CUT Paraná sobre a greve dos educadores na capital critica judicialização da greve e cobra diálogo.

– A greve dos educadores de Curitiba entra no seu terceiro dia e sem a previsão de uma negociação efetiva. A postura da administração municipal ao judicializar o movimento grevista é irresponsável. Os principais pontos da pauta colocados pela categoria, representada pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba, mais do que justos, são condições imprescindíveis para o desenvolvimento de uma educação pública de qualidade.

– Não há outra saída que não a reversão do processo de judicialização que criminaliza o movimento sindical. à‰ preciso, aliás, mais do que isso, é imprescindível que uma rodada de negociações efetiva e objetiva tenha início, colocando na mesa trabalhadores e trabalhadoras sentados ao lado do prefeito em iguais condições para negociação. Situações condizentes com o histórico de lutas e defesa da CUT, desde a sua fundação, pela liberdade e autonomia sindical.

– O tema em pauta é Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
87 Comentários

Gustavo Fruet ‘judicializa’ greve e revolta educadores em Curitiba

Clima segue muito tenso em frente à  Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico, depois que a Justiça declarou ilegal a greve dos educadores municipais; multa diária de R$ 80 mil ao Sismuc, caso a decisão seja descumprida; manifestantes estão revoltados com Fruet, que judicializou o movimento de reivindicação.

Clima segue muito tenso em frente à  Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico, depois que a Justiça declarou ilegal a greve dos educadores municipais; multa diária de R$ 80 mil ao Sismuc, caso a decisão seja descumprida; manifestantes estão revoltados com Fruet, que judicializou o movimento de reivindicação.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), resolveu judicializar a greve dos educadores dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil). A pedido da Prefeitura, o juiz de segundo grau de plantão Jefferson Johnson, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) declarou ilegal a greve dos trabalhadores nas creches. A multa diária para o descumprimento da decisão é de R$ 80 mil. ... 

Leia mais