18 de março de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

Em Curitiba, garis e educadores estão em greve por tempo indeterminado

Inspirados pelos colegas do Rio, 2,5 mil garis curitibanos cruzaram os braços na manhã desta terça; trabalhadores do asseio e conservação querem reajuste nos salários e nos vales-refeição; também estão em greve cerca de  4 mil educadores, que atuam nas creches (CMEIs), lutam por isonomia com professores e pedagogos do município.

Inspirados pelos colegas do Rio, 2,5 mil garis curitibanos cruzaram os braços na manhã desta terça; trabalhadores do asseio e conservação querem reajuste nos salários e nos vales-refeição; também estão em greve cerca de 4 mil educadores, que atuam nas creches (CMEIs), lutam por isonomia com professores e pedagogos do município.

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) acordou esta terça-feira (18) com greves nas creches e na coleta de lixo. As duas paralisações são por tempo indeterminado. ... 

Leia mais