10 de novembro de 2015
por admin
16 Comentários

‘A moda pegou’: agora é Gustavo Fruet que quer meter a mão na aposentaria dos servidores de Curitiba

ipmc1Os sindicatos de servidores de Curitiba (Sismac, Sismuc, Afisc e Sigmuc) estão se mobilizando para tentar barrar a tentativa do prefeito Gustavo Fruet (PDT) de se apropriar do dinheiro das aposentadorias.

O prefeito apresentou em outubro uma proposta para reduzir o valor do repasse mensal feito ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC). Pelos cálculos dos sindicatos, o prefeito quer cortar R$ 10 milhões do repasse mensal ao IPMC.

Para embasar a proposta, a Prefeitura afirma que IPMC é superavitário. Mas os sindicatos questionam que o Instituto ainda não pagou os novos planos de carreira para aposentados e pensionistas por falta de recursos. Com o corte no aporte municipal, os servidores temem que todas as aposentadorias futuras sejam inviabilizadas.

A proposta da Prefeitura de Curitiba é similar ao confisco protagonizado pelo governador Beto Richa (PSDB), que meteu a mão na aposentadoria dos servidores estaduais para engordar o caixa do governo estadual. Na ocasião, a mobilização dos servidores foi debelada de forma criminosa pelo governo através da PM no evento que ficou conhecido como o massacre de 29 de abril. Leia mais

19 de outubro de 2015
por admin
6 Comentários

Fruet enfrenta manifestações de guardas e taxistas em Curitiba

sigmuc

Os guardas municipais de Curitiba iniciaram na manhã desta segunda-feira (19) uma greve por tempo indeterminado e realizaram uma grande manifestação contra a gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) em frente ao paço municipal.

Eles repetiram a Vinada, um protesto bem humorado em que são preparados cachorros quentes com vinas (salsichas), com o mote “Vi… nada”. Os guardas municipais têm uma série de reivindicações, e o prefeito fez uma série de promessas, mas até agora nada. Por isso é uma “vinada”. “Vi… nada de valorização, vi… nada de secretário, vi… nada de contratação, etc.”.

O principal motivo da greve é um decreto do prefeito que altera o cálculo das escalas de trabalho reduzindo os proventos dos guardas. Eles também reclamam da falta de investimentos na estrutura da guarda e da precarização das condições de trabalho.

Durante a manifestação de hoje, no caminhão de som do Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba, Sigmuc, além das falas dos líderes do movimento, foi tocada repetidas vezes uma gravação com promessas de campanha do prefeito Gustavo Fruet. Ouça a seguir:  Leia mais