13 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro pedalou R$ 606 bilhões em cima dos velhinhos. Impeachment ou não vem ao caso?

Bolsonaro pedalou R$ 606 bilhões em cima dos velhinhos. Impeachment ou não vem ao caso?

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) promoveu na última sexta-feira (8) a maior de todas as pedaladas já havidas no Brasil: a tungada de R$ 606 bilhões na previdência pública, ou seja, um ataque criminoso contra os velhinhos. ... 

Leia mais

6 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro vai dificultar pensões para os mais pobres

Bolsonaro vai dificultar pensões para os mais pobres

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), coração de pedra, vai acabar com pensionistas por morte e outros pequenos beneficiários da Previdência do Social. Mas preservará os mais ricos.

Segundo a Folha, o capitão reformado do Exército deverá editar medida provisória para endurecer a concessão de pensão para viúvos que não tenham como comprovar a relação documentalmente.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro pagará bônus para perito do INSS que cortar pensões e aposentadorias ... 

Leia mais

9 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Pimenta no rabo do trabalhador é refresco, segundo o Estadão

Pimenta no rabo do trabalhador é refresco, segundo o Estadão

O Estadão, que torce por Jair Bolsonaro (PSL), defende a máxima segunda qual pimenta no rabo do trabalhador é refresco.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro planeja ferrar trabalhador brasileiro com reforma da previdência ... 

Leia mais

9 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro promete ‘caçar marajás’ da previdência, mas preserva tetas de militares

Bolsonaro promete ‘caçar marajás’ da previdência, mas preserva tetas de militares

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) reavivou hoje (9) antigo bordão do ex-presidente Collor de Mello, usado na campanha de 1989, quando prometia caçar os marajás da República.

“Tem muitos locais no Brasil que o servidor público tem um salário x e tem um cargo em comissão. Depois de oito a dez anos, ele incorpora o salário. E depois de oito ou dez, ele incorpora de novo. Vamos acabar com essa farra de marajás”, prometeu Bolsonaro, ao defender a reforma da previdência.

O ex-capitão do Exército, porém, nada falou sobre as pensões de filhas solteiras de militares mortos que custam R$ 6 bilhões por ano aos cofres públicos.

Bolsonaro não falou em mexer na farra das filhas solteiras nem nas tetas de militares, mas ameaçou acabar com a aposentadoria dos servidores públicos — escolhidos como vilões — e os trabalhadores do setor privado, pois a ideia dele é aumentar a idade para a aposentadoria.

O candidato disse ainda que, se eleito, se encontrará com Michel Temer (MDB) para aprovar este ano o fim da aposentadoria.

“Não podemos é passar para o ano que vem sem fazer a reforma da previdência”, afirmou. Leia mais

13 de março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em A farra milionária das pensões no Judiciário

A farra milionária das pensões no Judiciário

A vida é uma festa para milhares de parentes de juízes, desembargadores e outros membros do Poder Judiciário em todo país, que recebem pensões como herança – alguns, pela vida toda, como a atriz Maitê Proença, que permaneceu solteira para manter o pagamento mensal do pai procurador da Justiça.

A reportagem realizada pela Agência Pública, site especializado em acompanhar a gestão pública, aponta também que o custo com as pensões ultrapassa mais de R$ 85 milhões em um único mês. São mais de 4 mil pensionistas que recebem benefício após a morte de parente; com base em lei antiga, muitos ainda recebem pensão vitalícia.

Segundo levantamento realizado pela Pública no site do CNJ e nos tribunais, mais de 4 mil familiares de magistrados e servidores do Judiciário mortos receberam mais de R$ 85 milhões apenas em dezembro de 2017, incluindo pensões vitalícias, temporárias e pagamentos retroativos.

Os dados são referentes a 59 dos 92 tribunais e conselhos de justiça brasileiros e reúnem informações disponibilizadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desde novembro de 2017 com dados publicados nos portais de transparência dos tribunais, que foi a fonte de apuração  da reportagem.

Saiba mais: As herdeiras do alto escalão do Judiciário ... 

Leia mais