28 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Folha destaca fiasco da missão Moro no Ceará

Folha destaca fiasco da missão Moro no Ceará

Editorial da Folha de S. Paulo, nesta segunda-feira (28), registra o fiasco da primeira missão do ministro da Justiça, Sérgio Moro, de debelar ações de grupos criminosos no estado do Ceará. ... 

Leia mais

6 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PCC pode atacar no Paraná, alerta policial federal

PCC pode atacar no Paraná, alerta policial federal

A policial federal Bibiana Orsi, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Paraná, alerta às autoridades que o PCC (Primeiro Comando da Capital) poderá lançar ondas de ataques no estado a exemplo do que ocorreu em Minas Gerais.

Segundo a agente federal que, até a semana passada atuava em Foz do Iguaçu, o Paraná é “um dos estados com maior presença da facção paulista, fora do estado de São Paulo”.

“Estamos em uma posição geográfica estratégica para o crime. Estamos próximos de São Paulo, muito próximo do transporte de armas e drogas para o Rio de Janeiro e ao lado do Paraguai, onde a maior parte de armas, drogas e munições entram no País. Essa região de fronteira também é onde se faz a maior lavagem de dinheiro do crime”, destaca.

De acordo com Bibiana, os servidores do sistema penitenciário do estado do Paraná trabalham acuados. “O sistema não consegue segregá-los, eles continuam controlando o crime mesmo dentro dos presídios. Nossos órgãos de inteligência trabalham enviando avisos para que possamos nos preparar para possíveis ataques. Os primeiros alvos, normalmente, são os policiais”.

Ela acrescenta que os ataques geram grande impacto social e temor na população, o que interessa às facções. “Essa é uma guerra de poder e o maior poder de organização tem sido dos criminosos. Os órgãos públicos trabalham de forma reativa”.

Uma onda de 24 ataques a ônibus atingiu 17 cidades em Minas Gerais desde domingo (3), segundo a Polícia Militar daquele estado. Em menos de 24 horas, também houve ações contra uma delegacia, duas agências bancárias e um caixa eletrônico. O ataque mais recente ocorreu na tarde desta segunda (4), em Uberaba, onde ônibus foram retirados de circulação. Uma das hipóteses da investigação é ação de facções criminosas.
Leia mais

30 de janeiro de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Beto Richa esvazia “caneta” de secretário da Segurança Pública

O governador Beto Richa (PSDB) resolveu diminuir as atribuições do secretário de Estado da Segurança Pública (SESP), Cid Vasques, nesta quinta (30), ao transferir a prerrogativa de indicação de policiais que prestam serviço no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Por meio de nota (clique aqui), o Ministério Público afirma que a escolha dos agentes, a partir de agora, é competência da Procuradoria-Geral de Justiça e o governador do Estado, “e não mais Gaeco e Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp)”.

Segundo fontes do blog no Palácio Iguaçu, Vasques está em férias em Paris. Ao ser informado pelo telefone do entendimento entre MP e Richa, o secretário teria ficado irritado.

O MP, que é chefiado no Paraná pelo procurador Gilberto Giacoia, havia dado um ultimado ao governador para que definisse o imbróglio sob pena de extinção do Gaeco. A crise entre SESP e MP teria se aprofundado em virtude da guerra de liminares visando garantir Vasques no cargo.

De acordo com a mesma fonte palaciana, o secretário estaria ganhando tempo — e enrolando o MP — até sua aposentadoria no mês de abril, pois Vasques também é promotor de Justiça do MP.

A guerra entre MP e SESP inciou no ano passado quando o secretário da Segurança determinou a implantação de rodízio na escolha de policiais do Gaeco. O órgão, que funcional como braço policial dos promotores, acusam Vasques de agir contra as investigações e por isso pediu que não fosse renovada sua licença no MP para continuar na pasta.

A seguir a íntegra da nota do MP:

MP-PR e Governo do Estado chegam a entendimento sobre Gaeco

O Ministério Público do Paraná e o Governo do Estado chegaram a um entendimento em relação ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Para evitar conflitos como os instalados, que culminaram com a crise que ameaçava a continuidade do Grupo, ficou acordado entre o governador do Estado, Beto Richa, e o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia, em reunião realizada ontem (29), que as instâncias de indicação e de designação de policiais passarão a ser, respectivamente, a Procuradoria-Geral de Justiça e o governador do Estado, e não mais Gaeco e Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Também ficou acordado que o Governo recomporá os quadros do Gaeco, inclusive estudando a possibilidade de sua ampliação.

As designações não terão prazo de validade pré-fixados, sendo eventuais substituições procedidas naturalmente, quando necessárias, como já ocorria.

Com essa decisão, o Governo demonstrou objetivamente que deseja prosseguir apoiando essa importante célula de Estado de combate ao crime organizado, porque reconhece a relevância social de seu trabalho. Assim, pode-se afirmar que o conflito institucional instalado está superado!, afirmou o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia.

O entendimento foi comunicado oficialmente à  coordenação estadual e aos promotores coordenadores das regionais do Ga Leia mais

4 de novembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Em nota, jornal de tucano põe culpa em Dilma pela ação do PCC em Cascavel

Recebi nota da direção dos jornais O Paraná e Hoje, de Cascavel, negando que matéria publicada nesta segunda (4), sobre a atuação do Primeiro Comando da Capital (PCC), tenha afirmado que o governador Beto Richa (PSDB) tenha perdido o controle da segurança pública na área de fronteira (clique aqui).

“Se tem algum culpado nesta história é o governo federal que faz de conta que nossa fronteira está segura e controlada”, diz trecho da nota assinada por Emilio Fernando Martini, diretor administrativo dos jornais que pertencem ao deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB).

“… ficamos preocupados quando querem nos usar tanto como meio de comunicação como também utilizando o nome do deputado Alfredo Kaefer, que não está no dia a dia do jornal e portanto não é o responsável direto pelo editorial desta e de outras matérias que o jornal realiza de forma investigativa”.

Na manhã desta segunda, o blog afirmou que “o insuspeito Jornal Hoje, de Cascavel, no Oeste do Paraná, traz reportagem de Juliet Manfrin sobre a instalação do PCC (Primeiro Comando da Capital) na região da tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Argentina). Na prática, o jornal, de propriedade do deputado federal tucano Alfredo Kaefer (PSDB), denuncia o que todos os paranaenses já sabem faz tempo: Beto Richa (PSDB) perdeu o controle da Segurança Pública. Enquanto o pau canta na fronteira, o tucano visita New York, New York!¦ (clique aqui)”.

A seguir, leia a íntegra da nota enviada pela direção do jornal:

Prezado Esmael

Com respeito a sua interpretação de que o jornal Hoje “do deputado Alfredo Kaefer! relata sobre a perda do controle pelo governador, é inveridica.

1. Não colocamos na materia em nenhum momento que o governador perdeu qualquer controle.

2.Não debitamos o sério problema da fixação dos criminosos em CASCAVEL, ao governo do Estado e sim ao sistema como um todo em escala federal.

3.Se tem algum culpado nesta história é o governo federal que faz de conta que nossa fronteira está segura e controlada. (vide série de reportagem jornal O Parana 2012)

4.As ameaças desta facção criminosa são veridicas e com certeza permeiam em outros. estados da mesma forma e expressão.

5. Se V.S. quer descer a lenha no atual governo, produza o seu material e não faça interpretação equivocada de material de orgão de imprensa que prima pela seriedade.

6. Os problemas políticos entre V.S. e Beto e seu Staff não nos dizem respeito, mas ficamos preocupados quando querem nos usar tanto como meio de comunicação como também utilizando o nome do deputado Alfredo Kaefer, que não está no dia a dia do jornal e portanto não é o responsável direto pelo editorial desta e de outras materias que o jornal realiza de forma investigativa.

7. Temos outras materias que vão sair na sequência que evidenciam que o crime tomou conta do Bra Leia mais

Esmael Morais 2009-2019. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo