Por Esmael Morais

Coluna do Enio Verri: 36 anos do PT, um partido que não foge à luta

Publicado em 01/03/2016

Download áudio

Enio Verri*

Contra aqueles que torcem pelo fim do Partido dos Trabalhadores, o PT completa 36 anos, de muita história, conquistas e avanços para todos os brasileiros. Uma vida repleta de lutas e batalhas contra o conservadorismo e as injustiças sociais que permeiam o Brasil desde sua colonização.

Fundado em 1980 e formado pela representação ampla de diferentes forças e setores sociais da sociedade – sindicatos, movimentos populares, intelectuais, etc –, a agremiação sempre será reconhecida pela sua importância e centralidade nos avanços sociais, fim da miséria e protagonismo brasileiro pelo mundo, mesmo contra a tentativa de criminalização.

Convivendo desde a sua origem com perseguições ideológicas, pessoais e acusações arbitrárias, o partido, que novamente sofre com o ódio seletivo, se renova e amplia seus quadros, reconhecendo as políticas de inclusão e desenvolvimento social que concederam dignidade a milhares de brasileiros e brasileiras.

Trata-se do partido, que ao lado de movimentos sociais, lutou pela redemocratização, igualdade e direito ao voto, tornando-se voz ativa no combate as injustiças em todas as esferas no País. Uma agremiação marcada pela sua contribuição intelectual e de mobilização popular.

Que mesmo sob críticas e preconceitos de grandes empresas midiáticas, mantêm-se combativo e protagonista nas principais conquistas dos trabalhadores, mulheres, minorias raciais e sexuais, do pequeno empreendedor e da agricultura familiar, dos jovens e idosos, entre tantos outros beneficiados pelos governos e lideranças do PT.

Um partido que em 14 anos à frente da República transformou o Brasil, sendo responsável pela implantação do maior programa de habitação do mundo, democratização do acesso ao ensino superior, melhora nas condições de vida de toda a população, modernização e desenvolvimento do pequeno e micro empreendedor e agricultor, redução expressiva da taxa de desemprego, entre tantos outros avanços, inimagináveis, durante a década de 90.

O PT completa 36 anos, sabendo que equívocos foram cometidos, mas com a certeza de que os acertos não só foram muito maiores, como também, expressivos para a vida de todos os brasileiros que se beneficiaram com políticas de desenvolvimento econômico e inclusão social.

Um partido que não foge à luta. Que cresce e se fortalece como uma agremiação de esquerda, de massa, democrática e compromissada com um País cada vez mais justo e desenvolvido.

*Enio Verri é deputado federal, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.