13 de Abril de 2015
por esmael
13 Comentários

Bate-boca 2: “Eu não uso canga”, rebela-se deputado Rasca Rodrigues

rasca_canga_romanelliFoi bastante tensa a sessão na tarde desta segunda-feira (13) na Assembleia Legislativa do Paraná. A chapa também esquentou entre os governistas Rasca Rodrigues (PV) e Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), líder de Beto Richa (PSDB) na Casa. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
6 Comentários

PMDB x PMDB: Bate-boca generalizado na Assembleia Legislativa do PR

roma_superamigosA coluna do deputado Luiz Cláudio Romanelli, publicada esta segunda-feira (13) no Blog do Esmael, gerou forte bate-boca entre deputados da bancada do PMDB. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
2 Comentários

Contra confisco da Previdência, 4 universidades estaduais paralisam atividades nesta terça-feira

universidadesOs professores das Universidades Estaduais de Londrina (UEL), do Norte do Paraná (UENP), do Paraná (UNESPAR) e do Oeste do Paraná (UNIOESTE) vão fazer um dia de paralisação nesta terça-feira (14) em protesto contra a nova tentativa do governador Beto Richa (PSDB) de confiscar a Previdência dos servidores estaduais.

Nesta segunda-feira (13), o líder do governo tucano na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), sinalizou que colocará em votação requerimento para “regime de urgência” para o projeto de modifica a Previdência.

O clima segue muito tenso no Centro Cívico, em Curitiba, pois até ocorreu um quiproquó na Assembleia nesta tarde que resultou na prisão da professora Lélia Fernanda França Rech. Ela protestava contra os deputados, que estão com os nervos à flor da pele.

A bronca dos professores universitários tem a ver com a proposta de o governador Beto Richa sacar R$ 140 milhões mensais do fundo previdenciário. Em tempos de Luiz Abi solto, eles temem “tudo” e desconfiam de “todos” no governo.

A paralisação de amanhã foi decidida pelos professores após amplo debate sobre o novo projeto de mudanças no regime de previdência dos servidores que tramita na Assembleia Legislativa desde a semana passada.

Os professores também protestam contra os repasses cada vez mais reduzidos dos recursos de custeio das universidades estaduais, que estão vivendo em situação de precariedade.

13 de Abril de 2015
por esmael
76 Comentários

Exclusivo: veja o momento em que professora é presa por protesto na Assembleia; assista ao vídeo

Chama-se Lélia Fernanda França Reck a professora presa esta tarde, em Curitiba, enquanto protestava na Assembleia Legislativa do Paraná. Ela leciona na Escola Dom Pedro II, no bairro Seminário. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
35 Comentários

Polícia solta primo de Richa, mas prende professora que protestava na Assembleia do PR

prof_alep

É o fim do mundo.

A polícia do governador Beto Richa (PSDB), por determinação da Justiça, soltou no mês passado o primo Luiz Abi Antoun, mas nesta segunda-feira (13) prendeu uma professora que protestava na Assembleia Legislativa do Paraná. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
12 Comentários

Revoltados com preço do ônibus, moradores de Araucária são dispersados a bombas e balas de borracha; assista ao vídeo

Em sua coluna no Blog do Esmael, senadora Gleisi Hoffmann culpou hoje o governador Beto Richa (PSDB) pela desintegração do transporte coletivo e pelas tarifas de ônibus mais caras na região metropolitana de Curitiba; "E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios", registrou a colunista no momento em que moradores de Araucária se revoltavam com a situação; abaixo, assista ao vídeo.

Em sua coluna no Blog do Esmael, senadora Gleisi Hoffmann culpou hoje o governador Beto Richa (PSDB) pela desintegração do transporte coletivo e pelas tarifas de ônibus mais caras na região metropolitana de Curitiba; “E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios”, registrou a colunista no momento em que moradores de Araucária se revoltavam com a situação; abaixo, assista ao vídeo.

A manhã desta segunda-feira (13) foi de muita confusão no Terminal Vila Angélica, no município de Araucária. A tropa de choque da PM e da guarda municipal intervieram com bombas e tiros com balas de borracha para dispersar os revoltosos que protestavam contra o preço da tarifa do ônibus e a péssima qualidade do transporte público. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
48 Comentários

Torcida Trem Fantasma põe “coxinhas” anti-Dilma para correr no Paraná; assista ao vídeo

Manifestantes usavam tratores e camionetes para bloquear a rodovia quando estrada foi liberada por pressão de torcida organizada.

Manifestantes usavam tratores e camionetes para bloquear a rodovia quando estrada foi liberada por pressão de torcida organizada.

Integrantes da torcida organizada do Operário Ferroviário Esporte Clube, Trem Fantasma, de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, tiveram sua viagem bloqueada por uma manifestação “contra a corrupção” na BR 277, na tarde deste domingo (12), na altura do município de São Miguel do Iguaçu, quando se dirigiam a Foz do Iguaçu para enfrentar o time da tríplice fronteira. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
7 Comentários

Morre aos 74 anos escritor uruguaio Eduardo Galeano

via G1.
galeano_livroO escritor uruguaio Eduardo Galeano morreu aos 74 anos em Montevidéu, nesta segunda-feira (13). Galeano estava internado em um hospital na capital uruguaia desde sexta-feira (10) devido a complicações de um câncer de pulmão, que já havia sido tratado em 2007.

Nascido em Montevidéu no dia 3 de setembro de 1940, Eduardo Galeano começou muito jovem no jornalismo e nos mais variados gêneros literários como o ensaio, a poesia e a narrativa. Ensaísta, historiador e ficcionista, publicou mais de 30 livros, quase todos traduzidos no Brasil. Ele é autor da obra “As veias abertas da América Latina”, em que denunciou a opressão e amargura do continente e que foi traduzido para dezenas de idiomas.

13 de Abril de 2015
por esmael
21 Comentários

Desmandos do PSDB esvaziam protestos anti-Dilma no Paraná

coxinhaApesar do esforço da velha mídia para convocar as manifestações contra a presidenta Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores, bem como das tentativas de mostrar atos maiores do que realmente foram, ficou claro que os protestos deste domingo murcharam em todo o País e ainda mais no Paraná. Leia mais

13 de Abril de 2015
por esmael
34 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: “Transporte integrado para a região metropolitana de Curitiba”

Gleisi Hoffmann*

Parece que causou surpresa a manifestação que fiz no Facebook de que Curitiba deveria rediscutir o projeto de Metrô, considerando todo o sistema de transporte público da nossa Capital e da região metropolitana.

Na condição de senadora pelo Paraná, não é minha atribuição resolver os problemas da cidade. Mas pela mesma condição de senadora, tenho o dever de contribuir para que sejam solucionados. Como aliada do prefeito Gustavo Fruet, quero ajudar, mas não vejo como aumentar ainda mais os recursos para o metrô, como ele está pedindo.

Foi por isso que sugeri ao prefeito que refaça o debate com a Capital e com as autoridades das cidades vizinhas e também com o governo do Estado: será que a prioridade é mesmo o Metrô? Vamos investir quase seis bilhões de reais durante vários anos (obra de Metrô é demorada mesmo), enquanto o sistema tradicional de transporte de Curitiba e região se desmancha e atende de maneira cada vez mais precária as pessoas que precisam se deslocar diariamente?

Essa discussão vem de longe. Lembro-me que há mais de cinco anos o então prefeito Beto Richa relançou a ideia do metrô e solicitou apoio federal.

Mesmo não sendo aliada de Beto Richa e seu partido, não hesitei em apoiar a iniciativa. Ajudei a convencer o governo federal e a presidenta Dilma anunciou aporte de um bilhão de reais do orçamento federal, mais financiamento subsidiado do BNDES.

Eleito prefeito com nosso apoio, Gustavo Fruet reestudou o projeto e pediu mais recursos. Apoiei e a presidenta Dilma veio novamente anunciar R$ 1,8 bi do orçamento, mais financiamento. Com isso, o governo federal se dispôs a bancar a maior parte dos custos da obra.

Agora, o prefeito Gustavo Fruet anuncia que está pedindo ao governo federal que amplie em mais R$ 463 milhões os recursos orçamentários para o Metrô.

Mantenho meu interesse pelo assunto e a disposição de ajudar a viabilizar as soluções para o nosso transporte público de massa. Mas estou sinceramente perguntando: será essa a melhor solução para termos um sistema eficiente, integrado para toda a região metropolitana e capaz de atender com dignidade a nossa população?

O sistema integrado de ônibus, que fez fama internacional para Curitiba, está se desmanchando. Atitudes demagógicas de Beto Richa, que usou a tarifa para se eleger e para se reeleger, parecem ser a principal razão para o desequilíbrio financeiro do sistema.

Em 2012, reconhecendo o problema, o já governador, na tentativa de reeleger seu candidato à prefeitura, ofereceu subsídio financeiro do Estado para reequilibrar as contas do sistema integrado. E depois da eleição mudou o discurso, dizendo não ser correto que o Estado se responsabilize por despesas dos municípios.

O resultado foi o rompimento da integração, com tarifas muito mais altas para os usuários das cidades vizinhas. E vemos notícias com cenas de pessoas, principalmente mulheres, em situação vexatória de se disporem a pular as catracas em terminais, por não terem como pagar passagens tão caras.

Depois de escrever no Facebook, li que o ex-prefeito Jaime Lerner tem propostas alternativas, mais adequadas e mais baratas do que fazer o Metrô. Se elas existem, tem de ser apresentadas rapidamente, pois podem ser a alternativa para rediscutirmos com o governo federal. Como senadora, vou trabalhar para que as opções melhores de transporte público para Curitiba e para a Região Metropolitana se concretizem co

13 de Abril de 2015
por esmael
86 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: “Os ‘superamigos’… da onça!”

romanelli_coluna13042015Luiz Claudio Romanelli*

Nesta semana que passou, quem convive de perto com a política viu aqui no Blog do Esmael fotos que retratam situações bem distintas em Brasília, com relação direta ao Paraná.

Numa delas, um grupo de secretários estaduais, parlamentares e a vice-governadora Cida Borghetti, debatem projetos importantes para o nosso estado, com os ministros Gilberto Kassab (Cidades) e Antônio Carlos Rodrigues (Transportes) e que dependem de recursos federais e boa parceria da União. Os secretários também conversaram com a bancada paranaense no Congresso sobre os projetos e sobre as medidas de ajustes tomadas pelo governo.

É uma ação do Paraná que pretende ter uma relação mais republicana com o governo federal e que já conta com o apoio, ou pelo menos da maior parte, da bancada federal em Brasília.

Agora a outra foto é para mim, no mínimo, constrangedora, como dever ter sido para o ministro do STF, Marco Aurélio. Um grupo risonho, dos principais líderes oposicionistas do Paraná, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade que questiona o aumento da alíquota do IPVA e fez questão de posar ao lado do ministro relator do processo.

Confesso que ainda me causa certo espanto constatar que políticos calejados, experientes, sabedores da enorme crise por qual passa a administração pública em nosso país, recorrem a Suprema Corte para tentar retirar recursos que estão faltando na gestão do estado, recursos que têm destinação constitucional para educação e saúde e para os municípios paranaenses, que recebem 50% desta receita adicional do IPVA.

É a famosa autofagia paranaense. Ao invés de ajudar o Paraná a vencer a dificuldades que vem enfrentando, estão alguns por vindita, outros pensando na próxima eleição – ainda que tão distante – agindo contra os interesses do Paraná.