25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
49 Comentários

Gleisi lança jornal denunciando manipulação de pesquisas e afirma que disputará 2!º turno no Paraná

"Eles estão tentando mais uma vez manipular, mas a população não vai se deixar enganar", alerta jornal lançado esta semana pela senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná. A petista recorda o caso de Gustavo Fruet, em Curitiba, que em 2012 foi desenganado! pelos institutos de pesquisas, mas acabou eleito e hoje é prefeito pelo PDT. "A verdadeira pesquisa é dia 5 de outubro", aposta Gleisi.

“Eles estão tentando mais uma vez manipular, mas a população não vai se deixar enganar”, alerta jornal lançado esta semana pela senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná. A petista recorda o caso de Gustavo Fruet, em Curitiba, que em 2012 foi desenganado! pelos institutos de pesquisas, mas acabou eleito e hoje é prefeito pelo PDT. “A verdadeira pesquisa é dia 5 de outubro”, aposta Gleisi.

A dez dias da eleição, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) distribui jornal de campanha criticando as pesquisas e reafirmando a crença de sua presença no segundo turno na disputa pelo governo do Paraná. ... 

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Pesquisa Vox Populi: Dilma abre 13 pontos sobre Marina

via Brasil 247

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta quinta-feira (25) mostrou uma vantagem de 13 pontos de Dilma Rousseff (PT) sobre Marina Silva (PSB). No primeiro turno, a petista agora tem 38% dos votos, enquanto Marina tem 25%. Aécio Neves, do PSBD, segue na terceira colocação, com 17% das intenções. O Pastor Everaldo (PSC) ficou 1% dos votos, enquanto os outros candidatos não atingiram 1% das intenções.

Na comparação com a pesquisa anterior apresentada pela “Carta Capital”, divulgada no dia 10, Dilma subiu 2 pontos, enquanto Marina recuou três, passando dos 28% para os 25%. Assim como a petista, Aécio também oscilou para cima, subindo dentro da margem de erro: foi de 15% para 17%. O número de eleitores indecisos variou de 13% para 11%, e o de votos nulos e em branco permaneceu inalterado, em 7%.

Em um eventual segundo turno, o empate entre a petista e a pessebista continua, mas Dilma aparece ligeiramente à  frente, agora com 42% dos votos, contra 41% de Marina. Já em uma disputa entre Dilma e Aécio, a petista venceria com 45% das intenções, com 37% do tucano.

O Vox Populi foi encomendado pela revista “Carta Capital” e entrevistou 2 mil eleitores em 147 municípios de todas as regiões do País entre 23 e 24 de setembro. A pesquisa, registrada na Justiça Eleitoral sob o número BR-00757/2014, tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Na última terça-feira (23), o Vox Populi também divulgou uma pesquisa, mas dessa vez encomendada pela Rede Record. Naquele caso, Dilma ficou com 40%, contra 22% de Marina no primeiro turno, enquanto Aécio apresentou 17% das intenções. Em um segundo turno a petista venceria por 46% a 39% contra Marina. Se enfrentasse Aécio, a Dilma somaria 49% das intenções de voto, frente à  34% do presidenciável tucano.

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

Taxa de desemprego em agosto fica em 5%, a menor do mês desde 2002

via Agência Brasil

A taxa de desemprego em agosto deste ano ficou em 5%, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), anunciada hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A entidade também divulgou hoje as taxas médias completas de julho (4,9%), junho (4,8%) e maio (4,9%), que haviam sido informadas anteriormente sem os dados de todas as regiões metropolitanas, devido à  greve dos servidores do instituto, que terminou em agosto.

Normalmente, a PME é feita em seis regiões metropolitanas: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. No entanto, devido paralisação, os números divulgados em maio, junho e julho não incluíam as taxas de Salvador e Porto Alegre. Sem os dados das seis capitais, o IBGE não pôde divulgar uma média nacional.

A taxa de desocupação de 5% é o menor índice para meses de agosto desde o início da série histórica, em 2002. Em agosto do ano passado, a taxa havia sido de 5,3%. Em agosto deste ano, a população desocupada – 1,2 milhão de pessoas, ficou estável nas comparações com julho deste ano e com agosto do ano passado. Já o contingente de ocupados – 23,1 milhões, cresceu 0,8% em relação a julho e manteve-se estável na comparação com agosto de 2013.

O número de trabalhadores com carteira assinada (11,8 milhões) ficou estável em ambas as comparações.

Entre os grupamentos de atividades, na comparação com julho, apenas o ramo da construção teve aumento da população ocupada (5,1%). Os serviços domésticos tiveram queda (-3,9%) e as demais atividades mantiveram-se estáveis. Já na comparação com agosto do ano passado, os serviços domésticos tiveram queda de 7,2%, enquanto as demais atividades mantiveram-se estáveis.

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
77 Comentários

Requião chama Richa de “FDP”

Furioso, o candidato do PMDB prometeu "regravar" o programa eleitoral de segunda-feira, dia 29, quando levará ao ar "revelações" sobre o adversário do PSDB. "FDP, acha que eu sou amador", disse esta tarde ao Blog do Esmael. O senador garantiu que o "novo" programa de TV será mais forte ainda, "como resposta à  canalhice".

Furioso, o candidato do PMDB prometeu “regravar” o programa eleitoral de segunda-feira, dia 29, quando levará ao ar “revelações” sobre o adversário do PSDB. “FDP, acha que eu sou amador”, disse esta tarde ao Blog do Esmael. O senador garantiu que o “novo” programa de TV será mais forte ainda, “como resposta à  canalhice”.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Palácio Iguaçu, pelo Twitter, nesta quinta-feira (25), chamou o governador Beto Richa (PSDB) de “FDP” cuja abreviatura dispensa tradução. O peemedebista acusa o tucano de roubar documentos esquecidos por sua mulher, Maristela, em um cofre na Granja Canguiri — residência rural do governo do estado — onde moravam até 2010. ... 

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

De Gomyde sobre àlvaro: “Não tenho rabo preso com a turma dos pedágios!

Ricardo Gomyde continua na ofensiva contra o senador àlvaro Dias, que luta pela reeleição; na TV, desafiante do PCdoB bate duro no tucano: "não tenho rabo preso com a turma dos pedágios!; ele se referiu ao banqueiro e empreiteiro Joel Malucelli, primeiro suplente de àlvaro, fundador do grupo J. Malucelli, que tem participação em diversos pedágios no Paraná; abaixo, assista ao vídeo.

Ricardo Gomyde continua na ofensiva contra o senador àlvaro Dias, que luta pela reeleição; na TV, desafiante do PCdoB bate duro no tucano: “não tenho rabo preso com a turma dos pedágios!; ele se referiu ao banqueiro e empreiteiro Joel Malucelli, primeiro suplente de àlvaro, fundador do grupo J. Malucelli, que tem participação em diversos pedágios no Paraná; abaixo, assista ao vídeo.

O candidato do PCdoB ao Senado, Ricardo Gomyde, continua na ofensiva contra o senador àlvaro Dias, do PSDB, que luta pela reeleição. Ontem à  noite (24), o desafiante comunista levou ao horário eleitoral gratuito na TV nova denúncia contra o tucano que estaria com vergonha do suplente dono de pedágios. ... 

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
79 Comentários

Discurso de Dilma na ONU revolta direita brasileira. Veja por quê

do Brasil 247
Há tempos um discurso presidencial não irritava tanto a direita brasileira, como aconteceu nesta quarta-feira. Em Nova York, ao abrir a Assembleia-Geral das Nações Unidas, a presidente Dilma Rousseff teve coragem para enfrentar um tema sensível, no momento em que países do Ocidente, tendo os Estados Unidos à  frente, lideram uma nova ação militar contra países como Síria e Iraque, onde se escondem militantes do Estado Islâmico. De acordo com a presidente Dilma, uma nova onda de violência, que não enfrente a raiz dos problemas, irá apenas gerar uma escalada ainda maior de violência.

Eis o que disse a presidente Dilma sobre a questão:

Não temos sido capazes de resolver velhos contenciosos nem de impedir novas ameaças. O uso da força é incapaz de eliminar as causas profundas dos conflitos. Isso está claro na persistência da Questão Palestina; no massacre sistemático do povo sírio; na trágica desestruturação nacional do Iraque; na grave insegurança na Líbia; nos conflitos no Sahel e nos embates na Ucrânia. A cada intervenção militar não caminhamos para a Paz mas, sim, assistimos ao acirramento desses conflitos. Verifica-se uma trágica multiplicação do número de vítimas civis e de dramas humanitários. Não podemos aceitar que essas manifestações de barbárie recrudesçam, ferindo nossos valores éticos, morais e civilizatórios. O Conselho de Segurança tem encontrado dificuldade em promover a solução pacífica desses conflitos. Para vencer esses impasses será necessária uma verdadeira reforma do Conselho de Segurança, processo que se arrasta há muito tempo. (…) Um Conselho mais representativo emais legítimo poderá ser também mais eficaz. Gostaria de reiterar que não podemos permanecer indiferentes à  crise israelo-palestina, sobretudo depois dos dramáticos acontecimentos na Faixa de Gaza. Condenamos o uso desproporcional da força, vitimando fortemente a população civil, especialmente mulheres e crianças. Esse conflito deve ser solucionado e não precariamente administrado, como vem sendo. Negociações efetivas entre as partes têm de conduzir à  solução de dois Estados !“ Palestina e Israel !“ vivendo lado a lado e em segurança, dentro de fronteiras internacionalmente reconhecidas.

O que há de errado nesse argumento? Será que a “Guerra ao Terror”, promovida pelos Estados Unidos no Iraque realmente semeou a paz? Será que a intervenção ocidental em países como Egito e Líbia deu origem a países estáveis? Será que a carnificina recente promovida por Israel na Faixa de Gaza, com o assassinato impune de 2,2 mil inocentes, liderado por Benjamin Netanyahu, plantou o amor no coração dos palestinos?

Dilma disse o óbvio. A escalada da violência irá produzir, apenas, mais violência.

No entanto, para a imprensa brasileira, com destaque para o jornal O Globo, a presidente Dilma foi tratada quase como u Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
18 Comentários

Fotos de eleitores! compradas em bancos de imagem causam polêmica nas campanhas de Richa e Gleisi

Algumas matérias na imprensa levantam polêmica sobre os eleitores! que aparecem em materiais de propaganda das campanhas de Beto Richa (PSDB) e Gleisi Hoffmann (PT), entre outras. à‰ que para economizar na produção, as agências usam fotos compradas em bancos de imagens, então o eleitor! é na realidade um modelo que pode figurar em qualquer anúncio mundo afora. Polêmica reforça a superficialidade e o papel da publicidade no debate eleitoral.

Algumas matérias na imprensa levantam polêmica sobre os eleitores! que aparecem em materiais de propaganda das campanhas de Beto Richa (PSDB) e Gleisi Hoffmann (PT), entre outras. à‰ que para economizar na produção, as agências usam fotos compradas em bancos de imagens, então o eleitor! é na realidade um modelo que pode figurar em qualquer anúncio mundo afora. A polêmica reforça a superficialidade e o papel da publicidade no debate eleitoral.

Uma matéria da coluna Caixa Zero, do jornalista Rogério Galindo na Gazeta do Povo semana passada, chamava a atenção para o uso de fotos de modelos de outros países! na campanha de Gleisi Hoffmann. Na edição de hoje, a Folha de São Paulo repete o tema e mostra diversas campanhas Brasil afora que usam do mesmo expediente. Beto Richa e Gleisi Hoffman são os dois paranaenses citados na matéria. O fato é que as! campanhas usam fotos de eleitores! compradas em bancos de imagem. Então, um eleitor! da Gleisi é o mesmo modelo que aparece como dentista nos Estados Unidos. ... 

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
57 Comentários

Com “bala de prata” no gatilho, Requião já fala em vencer no 1!º turno

Com a "bala de prata" no gatilho, pronto para disparar na segunda-feira (29) à  noite, no horário eleitoral gratuito, senador Roberto Requião já fala em vencer a corrida pelo quarto mandato no Palácio Iguaçu no primeiro turno. Segundo ele, a revelação que fará na TV tem potencial para tirar o governador Beto Richa da eleição. à€ espera do golpe fulminante, tucano recorre aos Céus. Candidato do PSDB tem ido a cultos evangélicos e missas em igrejas católicas. Haverá desagregação familiar, choro e desespero. Por isso eu sugiro que tirem os menores de 18 anos da sala!, adiantou o candidato do PMDB, aumentando ainda mais a ansiedade dos palacianos e da frente política paranaense.

Com a “bala de prata” no gatilho, pronto para disparar na segunda-feira (29) à  noite, no horário eleitoral gratuito, senador Roberto Requião já fala em vencer a corrida pelo quarto mandato no Palácio Iguaçu no primeiro turno. Segundo ele, a revelação que fará na TV tem potencial para tirar o governador Beto Richa da eleição. à€ espera do golpe fulminante, tucano recorre aos Céus. Candidato do PSDB tem ido a cultos evangélicos e missas em igrejas católicas. Haverá desagregação familiar, choro e desespero. Por isso eu sugiro que tirem os menores de 18 anos da sala!, adiantou o candidato do PMDB, aumentando ainda mais a ansiedade dos palacianos e da frente política paranaense.

O senador Roberto Requião (PMDB) não pode ser acusado de imprevisível pelos adversários na disputa pelo governo do Paraná. Em julho passado, ao Blog do Esmael, o peemedebista adiantou que poderia adotar o jogo bruto! para resolver a disputa no primeiro turno (clique aqui) ou a linha “paz e amor”. Pelo jeito, prevaleceu a primeira alternativa na reta final da campanha. ... 

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
32 Comentários

Veja essa: iBeto/RPC prevê segundo turno entre Richa e Gleisi

Há desacerto entre a bandidagem que cuida dos números sobre a disputa pelo governo do Paraná, dizem petistas e peemedebistas. O iBeto — corruptela para o Ibope no estado — registrou nova pesquisa a soldo da RPC TV (Globo) pelo valor de R$ 72.240,00. A empresa promete entrevistar 1.204 eleitores paranaenses entre ontem (24) e segunda-feira (29), quando a emissora pretende divulgar a sondagem.

Diferente do DatafAlha que não considera a ida da petista Gleisi Hoffmann para o segundo turno, o iBeto prevê a segunda etapa entre a senadora e o governador Beto Richa (PSDB). Também enxerga o confronto Richa x Requião.

Como se vê e de acordo com o dissenso do Palácio Iguaçu, há desacerto entre a própria máfia das pesquisas eleitorais.

Pesquisa iBeto! sob suspeição

No final de agosto, as campanhas de Gleisi e Requião colocaram o instituto sob suspeição. O Ibope tem contrato de quase R$ 5 milhões com o governo Richa (clique aqui).

Requião pediu providências do Ministério Público do Paraná alegando fraude eleitoral (clique aqui).

Nas hostes peemedebistas e petistas, a sondagem é chamada de iBeto! por questões óbvias (clique aqui).

DatafAlha multado no Paraná

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) aplicou esta semana multa de R$ 10.641,00 contra o instituto Datafolha, que no estado ganhou a corruptela DatafAlha, por sonegar informações relativas à  sondagem sobre a disputa pelo Palácio Iguaçu.

A empresa registrou no site do TSE que divulgará levantamento no dia 24!³, mas realizará as entrevistas nos dias 25 e 26!³ (clique aqui). Um horror!

Leia a íntegra do questionário do iBeto registrado no TSE:
http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/09/ibeto.pdf

Leia mais

25 de setembro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Requião Filho: A judicialização da eleição beneficia as velhas raposas

Requião Filho, em sua coluna desta quinta-feira, critica a judicialização da política que visa inibir a ação dos candidatos; segundo o colunista, excesso de intervenção dos juízes no processo eleitoral beneficia as velhas raposas de sempre na política; "à‰ fato que a lei refuta abusos, mas o escopo do período eleitoral é que o eleitor conheça o candidato", pondera Requião Filho, que já teve de escrever uma receita de bolo neste blog para driblar a censura imposta pela Justiça Eleitoral; leia o texto e compartilhe.

Requião Filho, em sua coluna desta quinta-feira, critica a judicialização da política que visa inibir a ação dos candidatos; segundo o colunista, excesso de intervenção dos juízes no processo eleitoral beneficia as velhas raposas de sempre na política; “à‰ fato que a lei refuta abusos, mas o escopo do período eleitoral é que o eleitor conheça o candidato”, pondera Requião Filho, que já teve de escrever uma receita de bolo neste blog para driblar a censura imposta pela Justiça Eleitoral; leia o texto e compartilhe.

Requião Filho* ... 

Leia mais