5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
58 Comentários

“Mãe de Richa tem aposentadoria vitalícia até no Senado Federal”, denuncia Requião

Segundo o Portal Transparência do Senado, a mãe do governador Beto Richa e viúva do ex-governador e ex-senador José Richa, falecido em 2003, recebe uma pensão vitalícia mensal de R$ 10.582,36. Além da pensão do Senado, dona Arlete Richa recebe outra pensão vitalícia do Governo do Paraná no valor de R$ 26.589,68 mensais. A mãe do governador Beto Richa acumula aposentadorias do Senado Federal e do Governo do Paraná, que somam R$ 37.172,04, sem nunca ter sido senadora ou governadora!, denuncia Roberto Requião.

Segundo o Portal Transparência do Senado, a mãe do governador Beto Richa e viúva do ex-governador e ex-senador José Richa, falecido em 2003, recebe uma pensão vitalícia mensal de R$ 10.582,36. Além da pensão do Senado, dona Arlete Richa recebe outra pensão vitalícia do Governo do Paraná no valor de R$ 26.589,68 mensais. A mãe do governador Beto Richa acumula aposentadorias do Senado Federal e do Governo do Paraná, que somam R$ 37.172,04, sem nunca ter sido senadora ou governadora!, denuncia Roberto Requião.

A viúva do ex-senador e ex-governador José Richa, Arlete Vilela Richa, mãe do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que luta pela reeleição, tem aposentadoria vitalícia até no Senado Federal. A denúncia é do senador Roberto Requião (PMDB), que também concorre ao Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Datafolha/RPC TV exclui Gleisi do 2!º turno, mas mantém Aécio. Discriminação ou descuido?

Para o Datafolha, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) não avançará para a segunda etapa eleitoral em 5 de outubro. O instituto de pesquisa contratado pela RPC TV (Globo) excluiu a petista da simulação do segundo turno. Apenas os nomes de Beto Richa (PSDB) e Roberto Requião (PMDB) aparecem no “rodízio”.

Na sondagem sobre a disputa da Presidência da República, na mesma pesquisa, o senador Aécio Neves (PSDB), que tem praticamente o mesmo índice de intenção de voto de Gleisi, é mantido na simulação do segundo turno contra Marina e Dilma.

O Datafolha prevê 1.248 entrevistas que serão realizadas na segunda (8) e terça-feira (9) em 46 municípios paranaenses. A margem de erro será de 3 pontos.

Será que a ex-ministra e candidata do PT vai ficar quieta ou reagirá? Por que Aécio foi mantido e Gleisi excluída da simulação no segundo turno? Por quê? Por quê?

A seguir, leia a íntegra dos questionários que serão aplicados pelo Datafolha:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/09/datafolha.pdf

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
51 Comentários

Na era Richa, Paraná despenca do 1!º para oitavo lugar no ranking do Ideb do ensino médio

Sob a gestão de Beto Richa (PSDB), a educação no ensino médio baixou para a nota 3,4. O estado perdeu cinco posições. De terceiro foi para o oitavo lugar. Em 2009, no governo Requião, o Paraná ocupava a 1!ª posição no Ideb com nota 4,2.

Sob a gestão de Beto Richa (PSDB), a educação no ensino médio baixou para a nota 3,4. O estado perdeu cinco posições. De terceiro foi para o oitavo lugar. Em 2009, no governo Requião, o Paraná ocupava a 1!ª posição no Ideb com nota 4,2.

Outra vez, o Paraná fez muito vergonha no ranking de qualidade do ensino médio com base nos dados do àndice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013. ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
95 Comentários

Richa, que porra é essa? Viatura da PM é utilizada como carro da noiva! no PR

Para as noivas se casarem no Paraná, pelo jeito, agora basta ligar 190, o número de emergência da Polícia Militar. Em Guarapuava, policial faz o papel de chofer e uma viatura da PM é utilizada como carro de noiva!. Para combater o crime falta gasolina, mas quando o assunto é festa... Detalhe: o policial conhecido como PC, que atuou como motorista de luxo, ex-candidato a vereador pelo PSB, coordena a campanha de Beto Richa no município e da mãe do prefeito, Cristina Silvestri, esposa do chefe da Casa Civil do Governo do Paraná, Cezar Pai!. Ela disputa uma vaga na Assembleia Legislativa. Richa, que porra é essa?

Para as noivas se casarem no Paraná, pelo jeito, agora basta ligar 190, o número de emergência da Polícia Militar. Em Guarapuava, policial faz o papel de chofer e uma viatura da PM é utilizada como carro de noiva!. Para combater o crime falta gasolina, mas quando o assunto é festa… Detalhe: o policial conhecido como PC, que atuou como motorista de luxo, ex-candidato a vereador pelo PSB, coordena a campanha de Beto Richa no município e da mãe do prefeito, Cristina Silvestri, esposa do chefe da Casa Civil do Governo do Paraná, Cezar Pai!. Ela disputa uma vaga na Assembleia Legislativa. Richa, que porra é essa?

Os paranaenses já incorporaram ao cotidiano a imagem de policiais militares empurrando viaturas sem gasolina. Para a oposição é prova cabal da incompetência! do governador Beto Richa (PSDB) que concorre à  reeleição. ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Datafolha x Ibope: Terça tem nova pesquisa sobre a disputa do Paraná

à‰ encarniçada a briga dos institutos de pesquisa de intenção de votos para o Governo e Senado do Paraná. Ibope e Datafolha divergem sobre os números. Não falam a mesma língua, não usam a mesma metodologia.

Na primeira rodada, em 15 de agosto, Datafolha apontou empate técnico, dentro da margem de erro, entre o governador Beto Richa (PSDB), com 39%, e Roberto Requião (PMDB), com 33%. Gleisi Hoffmann (PT) apareceu com 11%.

Já na sondagem do Ibope, em 25 de agosto, Richa surgiu com 43%, Requião 26% e Gleisi 14%.

Na segunda rodada do Ibope, divulgada ontem à  noite (4), o quadro permaneceu congelado aos olhos do instituto: Richa 44%, Requião 28% e Gleisi 14%. Portanto, o 2!º turno está assegurado dentro da margem de erro de três pontos.

Na terça-feira (9), será a vez de o Datafolha divulgar sua segunda rodada. O levantamento prevê 1.248 entrevistas que serão realizadas na segunda (8) e terça-feira (9) em 46 municípios. A margem de erro será de 3 pontos.

Provavelmente, o Datafolha deverá novamente desmentir o Ibope na semana que vem. à‰ a guerra pelo mercado.

Agora, o eleitor e o mundo político podem ficar passivamente reféns dessa verdadeira manipulação de dados? A indução não seria crime eleitoral?

Ibope e Datafolha foram contratados pela RPC TV (Globo).

Pesquisa iBeto! sob suspeição

Semana passada, as campanhas de Gleisi e Requião colocaram o instituto sob suspeição. O Ibope tem contrato de quase R$ 5 milhões com o governo Richa (clique aqui).

Requião pediu providências do Ministério Público do Paraná alegando fraude eleitoral, mas até agora nada que se tenha conhecimento.

Nas hostes peemedebistas e petistas, a sondagem é chamada de iBeto! por questões óbvias (clique aqui).

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Volkswagem monitorou Lula durante a ditadura militar

via Brasil 247

A Volkswagen espionou ativistas sindicais brasileiros na década dos anos 1980 e passou informações sobre reivindicações salariais e outras discussões privadas à  ditadura militar do país, de acordo com documentos recentemente descobertos que foram vistos pela Reuters.

A montadora monitorou secretamente seus próprios trabalhadores, bem como dirigentes sindicais proeminentes da época. Um dos alvos da Volkswagen foi Luiz Inácio Lula da Silva, que viria a ser presidente do Brasil de 2003 a 2010 e continua sendo um dos políticos mais influentes na cena nacional.

Os documentos foram recentemente descobertos em arquivos do governo por pesquisadores que estão contribuindo com os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que investiga abusos ocorridos durante o regime militar de 1964 a 1985 a pedido da presidente Dilma Rousseff.

A Reuters informou no mês passado que a comissão encontrou indícios de que diversas empresas, incluindo a Volkswagen e outras montadoras estrangeiras, ajudaram os militares a identificar ativistas sindicais na década de 1980 para suprimir a agitação trabalhista.

Agora, de acordo com líderes da CNV, 20 páginas de documentos marcados como “confidencial” que a Volkswagen deu aos militares em 1983 e 1984 fornecem a prova ainda mais clara de que algumas empresas foram mais longe, ao recolher de sua própria inteligência informações sobre atividades sindicais para então compartilhar esse material com autoridades.

Nos documentos, a Volkswagen forneceu dados extensos de mais de uma dezena de reuniões sindicais na Grande São Paulo. A empresa retransmitia planos de trabalhadores sobre greves, bem como suas demandas por melhores salários e condições de trabalho.

A empresa divulgou alguns nomes de trabalhadores da Volkswagen que participaram de eventos de sindicato e, em pelo menos dois casos, forneceu a marca e a placa de veículos presentes em atos sindicais.

A Volkswagen também relatou a exibição de um filme com temática socialista na sede de um sindicato; o conteúdo de folhetos distribuídos do lado de fora de sua fábrica e os nomes daqueles que distribuíram os panfletos; e um incidente em que “vários funcionários viciados foram surpreendidos fumando maconha”.

Tais informações foram tipicamente usadas pela polícia para monitorar, constranger e deter sindicalistas na esperança de desencorajar agitações trabalhistas futuras, disse Sebastião Neto, membro da CNV. Ele citou o material que a comissão reuniu a partir do depoimento de trabalhadores que sofreram esse tipo de tratamento.

“Os documentos mostram com clareza excepcional como as empresas esperavam que o governo as ajudasse a resolver problemas com seus trabalhadores”, disse Neto, que está supervisionando a investigação da CNV sobre as relações entre as empresas e os militares.

As empresas podem enfrentar processos cíveis ou demandas de reparação caso sejam consideradas culpadas por terem contribuído para vi Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

“Ganhar do Campana não tem preço”, diz a marqueteira Ruth Bolognese

Jornalista Ruth Bolognese comemora 1% de Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, na pesquisa Ibope divulgada ontem pela RPC TV; marqueteira estreante vê ação do Palácio Iguaçu para "esmagar" candidaturas de pequenos partidos visando liquidar a eleição no primeiro turno; Ogier atribui pontuação na sondagem aos "Cu de Ganso" [Ricos] do Centro Cívico, bairro de Curitiba.

Jornalista Ruth Bolognese comemora 1% de Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, na pesquisa Ibope divulgada ontem pela RPC TV; marqueteira estreante vê ação do Palácio Iguaçu para “esmagar” candidaturas de pequenos partidos visando liquidar a eleição no primeiro turno; Ogier atribui pontuação na sondagem aos “Cu de Ganso” [Ricos] do Centro Cívico, bairro de Curitiba.

A jornalista Ruth Bolognese, marqueteira do candidato Ogier Buchi (PRP), marcou seu primeiro ponto — 1% — em uma pesquisa de intenção de voto para o governo do Paraná. Ela pode até perder um amigo, mas jamais perde a piada: ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
8 Comentários

Transferência de delegada candidata levanta suspeita perseguição política

A delegada Maria Nysa Moreira Nanni, titular da Delegacia da Mulher atualmente licenciada concorrendo a uma vaga de deputada estadual pelo PDT, está levantando suspeita de perseguição política em função da determinação de sua remoção para Curitiba em plena campanha. Segundo ela a transferência de policiais é vedada no período eleitoral.

A delegada Maria Nysa Moreira Nanni, titular da Delegacia da Mulher atualmente licenciada concorrendo a uma vaga de deputada estadual pelo PDT, está levantando suspeita de perseguição política em função da determinação de sua remoção para Curitiba em plena campanha. Segundo ela a transferência de policiais é vedada no período eleitoral.

Maria Nysa Moreira Nanni é delegada de polícia, titular da Delegacia da Mulher de Campo Mourão. Ela está licenciada para concorrer a deputada estadual pelo PDT. Há alguns dias ela recebeu o comunicado de remoção para Curitiba, o que é vedado pela lei 9.504/09, que proíbe a transferência de policiais no período entre a campanha eleitoral e a posse dos eleitos. ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
32 Comentários

Consolidado em 2!° nas pesquisas, Gomyde quer debater importância do senador para o Estado

A pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (5) aponta que o senador Alvaro Dias (PSDB) tem 65% das intenções de voto para se manter numa das três vagas do Paraná no Senado. Os opositores Ricardo Gomyde (PCdoB) tem 6%, Marcelo Almeida (PMDB) e Professor Piva têm 2% cada. Os demais candidatos mal chegam a 1%.

A um mês da eleição, parece uma batalha inglória, mas Gomyde está correndo o Paraná ao lado da candidata a governador Gleisi Hoffmann (PT), tentando transformar a disputa num debate aberto sobre o papel de um senador e sua importância para o Estado, e ele tem argumentos.

Na entrevista publicada hoje pelo Jornal Gazeta do Povo, Gomyde repassou suas teses para esse confronto. Ele sustenta que Alvaro Dias abandonou o papel de representante do Paraná para receber os holofotes de porta voz! da oposição aos governos Lula e Dilma, e isso teria um custo alto para o Estado, que carece de articulação para se desenvolver.

Gomyde destaca que Alvaro também fez oposição a todos os governadores do Paraná lá no Senado, inclusive ao Beto Richa, que é do seu partido. O Alvaro fez oposição ao [Jaime] Lerner, ele fez oposição ao [Roberto] Requião, ele fez oposição ao Beto [Richa]. Aliás, o principal opositor do Beto era o Alvaro Dias. As críticas mais duras ao Beto vieram do Alvaro Dias.! Pontuou.

à‰ justamente para fazer a articulação em defesa do Paraná que Gomyde baseia a sua campanha. O prefeito Gustavo Fruet (PDT), a Gleisi [Hoffmann (PT)], o próprio Lula, conversaram comigo sobre isso, e eu estou muito animado com tudo o que tenho visto. Principalmente o que me motiva é o fato de a gente poder aproximar o Paraná dos bons recursos que hoje existem em Brasília!, afirma o candidato.

Questionado sobre sua trajetória no Ministério dos Esportes, ele reforça sua tese com o exemplo da Copa do Mundo. Ocupei uma função técnica, que foi a preparação do país para a Copa do Mundo, participei durante todo esse período da preparação do país. Muita gente, inclusive o senador Alvaro Dias, com destaque, achava que nada ia ficar pronto. Fizeram um terrorismo danado, houve uma revista de circulação nacional que colocou na capa que o Maracanã ia ficar pronto em 2038.! Lembrou.

Por fim, questionado sobre a necessidade da reforma política, Gomyde criticou a predominância do poderio econômico nas eleições e voltou a defender o fim do horário eleitoral gratuito, que segundo ele, deveria ser substituído por mais inserções distribuídas nas programações das TVs e rádio, além da realização de mais debates entre os candidatos. Ele também defendeu o limite de uma reeleição para o cargo de senador, assim como é nos cargos do poder executivo.

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
25 Comentários

“Ibope não é aquele anunciava a vitória de Ducci?”, ironiza Requião

"Ibope não é aquele anunciava a vitória de Ducci?", ironizou o senador Roberto Requião, candidato ao governo do Paraná, referindo-se ao ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), que era apontado pelo instituto como líder nas pesquisas das eleições de 2012. No entanto, Ducci terminou em terceiro lugar e Gustavo Fruet (PDT) foi eleito. "Pesquisas internas nos dão certeza da vitória. Vamos libertar os paranaenses de tarifaços e antecipações tributárias", tuitou nesta manhã o peemedebista.

“Ibope não é aquele anunciava a vitória de Ducci?”, ironizou o senador Roberto Requião, candidato ao governo do Paraná, referindo-se ao ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), que era apontado pelo instituto como líder nas pesquisas das eleições de 2012. No entanto, Ducci terminou em terceiro lugar e Gustavo Fruet (PDT) foi eleito. “Pesquisas internas nos dão certeza da vitória. Vamos libertar os paranaenses de tarifaços e antecipações tributárias”, tuitou nesta manhã o peemedebista.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, afirmou nesta sexta-feira (5) que tem certeza da sua vitória eleitoral em 5 de outubro.  ... 

Leia mais

5 de setembro de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: Eleição já para promotor de Justiça

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, afirma que os promotores de Justiça querem administrar no lugar do executivo; segundo ele, o Ministério Público custa caro e extrapola sua função !“ exceto o Gaeco, destaca; O Ministério Público custa ao Paraná 700 milhões de reais por ano e estaria entre os dez municípios de maior arrecadação do Estado !“ os seus membros gastam o seu tempo, não ajudando a punir bandidos, mas exigindo ações administrativas como se Prefeito e Governador fossem!, ataca o colunista, que ainda espinafra o auxílio-moradia aos promotores !“ que daria para fazer manutenção de todas as creches de Curitiba !“ e sugere eleição direta para a escolha de promotores dada a manifesta vocação executiva apresentada!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, afirma que os promotores de Justiça querem administrar no lugar do executivo; segundo ele, o Ministério Público custa caro e extrapola sua função !“ exceto o Gaeco, destaca; O Ministério Público custa ao Paraná 700 milhões de reais por ano e estaria entre os dez municípios de maior arrecadação do Estado !“ os seus membros gastam o seu tempo, não ajudando a punir bandidos, mas exigindo ações administrativas como se Prefeito e Governador fossem!, ataca o colunista, que ainda espinafra o auxílio-moradia aos promotores !“ que daria para fazer manutenção de todas as creches de Curitiba !“ e sugere eleição direta para a escolha de promotores dada a manifesta vocação executiva apresentada!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald* ... 

Leia mais