9 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dallagnol defende investigação de auditores da Receita contra Gilmar Mendes

Dallagnol defende investigação de auditores da Receita contra Gilmar Mendes

O procurador federal, Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal em Curitiba, usou o Twitter na noite desta sexta-feira (8) para defender o procedimento investigatório instaurado por auditores fiscais da Receita Federal contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. ... 

Leia mais

8 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Receita vai investigar auditores que investigam Gilmar Mendes

Receita vai investigar auditores que investigam Gilmar Mendes

A corregedoria da Receita Federal vai investigar os auditores fiscais instauraram investigação sobre o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (8) por Marcos Cintra, secretário do órgão, e confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.  ... 

Leia mais

28 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em MPF denuncia Beto Richa e mais 32 na Lava Jato

MPF denuncia Beto Richa e mais 32 na Lava Jato

O Ministério Público Federal (MPF) no Paraná denunciou nesta segunda-feira (28) à Justiça o ex-governador do estado Beto Richa (PSDB) e mais 32 investigados pelos crimes de corrupção passiva e organização criminosa na concessão de rodovias estaduais, na 58ª fase da Operação Lava Jato. ... 

Leia mais

4 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Gilmar Mendes pede vistas e adia julgamento do habeas corpus de Lula

Gilmar Mendes pede vistas e adia julgamento do habeas corpus de Lula

O ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF) pediu vistas no habeas corpus do ex-presidente Lula que estava sendo julgado nesta terça-feira (4) pela Segunda Turma da Corte.

LEIA TAMBÉM:

Congresso Internacional de trabalhadores defende liberdade para Lula ... 

Leia mais

3 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Gilmar Mendes mantém decisão que proibiu entrevista de Adélio Bispo à Veja

Gilmar Mendes mantém decisão que proibiu entrevista de Adélio Bispo à Veja

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta segunda feira (3) o pedido da revista Veja para entrevistar Adélio Bispo, que esfaqueou o presidente eleito Jair Bolsonaro Bolsonaro (PSL), em setembro deste ano.

LEIA TAMBÉM:

Raul Jungmann: Políticos poderosos estão por trás do assassinato de Marielle ... 

Leia mais

20 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Segunda Turma do STF volta com inquérito sobre Aécio Neves

Segunda Turma do STF volta com inquérito sobre Aécio Neves

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu n

esta terça-feira ... 

Leia mais

15 de maio de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Justiça Federal nega novo pedido de prisão de Paulo Preto

Justiça Federal nega novo pedido de prisão de Paulo Preto

A Justiça Federal em São Paulo negou nesta terça(15) um  novo pedido de prisão preventiva do ex-diretor da empresa estatal paulista Desenvolvimento Rodoviário (Dersa), Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Desta forma, o operador do PSDB no governo paulista continua em liberdade, conforme decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que havia concedido o benefício de habeas corpus a Paulo Preto na última sexta-feira (11).

Na segunda-feira (14), a procuradora federal Adriana Scordamaglia apresentou um pedido de prisão preventiva à Justiça Federal porque o réu não havia comparecido a uma audiência do processo que seria realizada na 5ª Vara Federal Criminal em São Paulo naquele mesmo dia.A Justiça Federal entendeu, no entanto, que o réu não havia sido corretamente intimado da audiência.“Deixo de aplicar ao réu medida cautelar adequada à garantia da instrução criminal e aplicação da lei penal exclusivamente em razão de que, conforme certidão negativa de fls. 2715/verso, não consta dos autos a formal intimação pessoal do acusado acerca do ato, a qual pode ser suprida pela intimação de sua defesa para atos diversos do interrogatório, especialmente quando a própria defesa confirma a ciência do acusado, mas é necessária para aplicação de medidas cautelares ou de revelia no processo penal”, justificou o juiz na decisão divulgada hoje. Leia mais

11 de maio de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Cofre é roubado da casa de Paulo Preto, o operador do PSDB

Cofre é roubado da casa de Paulo Preto, o operador do PSDB

Um boletim de ocorrência diz que ladrões levaram um cofre da casa de Paulo Preto em Campos do Jordão enquanto o ex-diretor da Dersa estava preso na Operação Lava Jato, informou o Estadão. Segundo Sergio dos Santos Júnior, caseiro da propriedade, homens armados assaltaram a casa duas vezes, nos dias 28 e 29 de abril.

No BO, feito pelo caseiro de Paulo Preto no dia 30 de abril, consta que foram levados, além do cofre, a quantia aproximada de R$ 7.300, joias, quatro relógios, um jogo de faqueiro de prata com 130 peças, três televisores, um par de tênis, três óculos escuros, uma bolsa de viagem e dois perfumes femininos.

O caseiro, Sérgio dos Santos Júnior, disse ter sido rendido por dois invasores, que “usavam touca de motoqueiro e tinham armas de fogo”.

Paulo Preto teve a prisão revogada nesta sexta (11) por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, estava preso preventivamente desde abril sob a suspeita de ter participado de esquema de desvio de dinheiro nas obras do Rodoanel, durante os governos do PSDB em São Paulo.

Leia mais

12 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Gilmar Mendes pede providências da PGR contra “indústria da delação” da Lava Jato

Gilmar Mendes pede providências da PGR contra “indústria da delação” da Lava Jato

O ministro Gilmar Mendes denunciou a “indústria da delação” da operação Lava Jato. A fala foi durante o julgamento do Habeas Corpus do ex-ministro Antônio Palocci no Supremos Tribunal Federal. Gilmar se dirigiu à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e pediu providências. Assista.

Gilmar Mendes discutiu a eficácia do instrumento do Habeas Corpus, que tem sido postergado e sistematicamente negado aos presos “provisórios” da Lava Jato. Em seguida afirmou: “Eu fico pensando, presidente, que tempos esquisitos. Se o que se quer é criar um estado policial..”

Foi então que o ministro citou a substituição do advogado de defesa de Antônio Palocci há quase um ano. Saiu José Roberto Batochio e entrou Adriano Bretas, de Curitiba. A troca seria exigência dos procuradores que atuam na operação Lava Jato em Curitiba.

Em meio às denúncias, Gilmar se dirigiu à Raquel Dodge e falou: “Este é um ponto importante, doutora Raquel, para prestar atenção: para a necessidade de transparência nesse processo”.

O caso já é conhecido e foi denunciado na época pelo advogado que deixou a defesa de Palocci, José Roberto Batochio.

Gilmar Mendes foi além e disse que “a corrupção já entrou na Lava Jato, na Procuradoria”, retomando as polêmicas envolvendo a delação da JBS.

Assista à  fala de Gilmar Mendes:  ... 

Leia mais

19 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Cármem Lúcia disfarça e joga para Fachin a responsabilidade de pautar habeas corpus de Lula

Cármem Lúcia disfarça e joga para Fachin a responsabilidade de pautar habeas corpus de Lula


A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), passou para o ministro Edson Fachin a responsabilidade de pautar o habeas corpus de Lula. O instrumento impetrado pela defesa do ex-presidente é uma tentativa de corrigir as injustiças de uma condenação sem provas e da confirmação em tempo recorde na segunda instância.

Fachin negou o pedido de liminar do habeas corpos e remeteu o caso ao plenário da Corte há mais de um mês. A demora para a análise do caso gerou a suspeita de que a presidente do Supremo estaria apostando na prisão de Lula.

“É uma ação nobre, porque lida com a liberdade. Todo e qualquer cidadão, desde uma liderança tão importante como o ex-presidente como qualquer cidadão será julgado, ainda mais quando se tem um caso como este de tamanha envergadura”. Afirmou a ministra em entrevista a uma rádio mineira.

Ela também minimizou o

encontro fora da agenda ... 

Leia mais

14 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Gilmar Mendes reverte prisões em segunda instância, e o Lula?

Gilmar Mendes reverte prisões em segunda instância, e o Lula?


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes concedeu liminares revertendo a prisão de quatro réus condenados em 2.ª instância. Eles teriam participado de esquema de sonegação fiscal no setor de bebidas. Os condenados estavam detidos desde junho do ano passado. Agora resta o plenário do STF julgar o Habeas Corpus de Lula, ou a justiça não vale para todos?

A decisão de Gilmar Mendes escancara o racha no Supremo. Ao não pautar a demanda do ex-presidente, a ministra Carmem Lúcia aposta na prisão do líder popular. Ela está fazendo o jogo dos golpistas para tirar Lula da eleição presidencial.

O ministro justificou sua decisão citando habeas corpus acatados anteriormente por outros membros da Corte. Isso expõe ainda mais o casuísmo da execução em segunda instância.

. Leia mais

16 de setembro de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Gilmar Mendes vota por três horas e adia julgamento de doações privadas para campanhas eleitorais

via Brasil 247.

Apesar de saber que seu voto não determinaria o resultado do julgamento sobre doações empresariais de campanha eleitorais, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes votou nesta quarta-feira 16 por mais de três horas e acabou por adiar o caso.

O julgamento de Adin apresentada pela Ordem dos Advogados do Brasil já tinha um placar de 6 a 1 contra as doações privadas a partidos e políticos. Com o voto de Gilmar, que acompanhou a divergência iniciada pelo ministro Teori Zavascki, o placar passou a ser de 6 a 2.

O caso será retomado amanhã “na primeira hora”, conforme disse o presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski, que havia enfatizado sua vontade em concluir ainda hoje o julgamento. Faltam três votos a serem proferidos.

Ao fim da sessão, quando um advogado que representava a OAB pediu a palavra, Gilmar abandonou o plenário. Ele disse que o advogado não tinha direito à palavra. Lewandowski permitiu que o representante da Ordem falasse depois de lembrar ao colega do Supremo que era ele quem presidia a sessão.

Em seu voto, Gilmar argumentou que não há, na Constituição, base para declarar inconstitucional doação de empresas a campanhas.

O ministro pediu vista do processo em abril do ano passado e suspendeu o caso durante um ano e cinco meses. “Esse pedido de vista teve a mão de Deus”, disse ele hoje, mencionando a Operação Lava Jato e sua relatoria das contas do governo Dilma de 2014 no TSE. Leia mais